Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

O regresso de Fiona Barton, a autora best-seller de A Viúva, com mais de 500.000 exemplares vendidos, num novo thriller psicológico arrebatador.

Pode-se enterrar a história mas não se pode esconder a verdade.

Título: O Silêncio
Autor: Fiona Barton
N.º Páginas: 416
PVP: 18.85 €
ISBN: 978-989-657-942-5

Sinopse:
Quando um parágrafo num jornal revela uma tragédia com décadas, a maioria dos leitores quase nem se apercebe. Mas, para três estranhos, é impossível ignorar…
Numa demolição em curso de uma velha casa de classe média em Londres, um trabalhador descobre um esqueleto minúsculo, que parece estar enterrado há anos.
Para a jornalista Kate Waters, é uma história que lhe chama a atenção. Escreve uma notícia para o jornal onde trabalha, mas sente que faltam muitas respostas, e a pergunta que lhe surge é: quem é o bebé sepultado?
À medida que Kate investiga, descobre ligações com um crime que abalou a cidade há anos: um bebé recém-nascido foi raptado da maternidade de um hospital local e nunca foi encontrado. Os pais ficaram devastados pela perda e ausência de respostas.
Mas há muito mais nesta história e Kate investiga a casa e o passado das pessoas que moraram no bairro e que se recusam a falar do grande mistério do rapto da criança.
E Kate depressa se encontra na posse de segredos inesperados que surgem das vidas de três mulheres — e divididos entre o que ela pode e não pode contar…

Fiona Barton, jornalista de investigação – vencedora do prémio Jornalista do Ano pela British Press Awards -, que teve em mãos assuntos polémicos, como o Caso Maddie, serve-se magistralmente dos seus conhecimentos jornalísticos e de investigação criminal.

Uma trama complexa, um narrador potente, uma escrita que prende o leitor até à última página e um desfecho inesperado e brilhante.

Concentrando-se no lado humano do jornalismo de investigação, a autora conta uma história sobre a vida de três mulheres e como destino as une e entretece um enredo de vida arrepiante. Um enredo bem imaginado, narradores fortes e consistentes e personagens já conhecidas e de referência em A Viúva.

«Fiona Barton escreveu de novo um livro magistral com O Silêncio,[…] conta a história de uma criança de uma forma única, como só ela consegue, brilhantemente.» - The Star Telegram

«Tenso, tentador e, muito, muito gratificante … definitivamente, uma das leituras obrigatórias do ano.» - Lee Child

Da mesma autora

Sobre a autora:
Fiona Barton tem aprendido e trabalhado com jornalistas de todo o mundo. Foi jornalista principal do Daily Mail, editora de noticiário no Daily Telegraph e jornalista principal no Mail on Sunday, onde foi considerada a Jornalista do Ano pela British Press Awards
Vive com o marido no sudoeste da França.
Saiba mais em: Planeta


segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

O que fazer quando não conseguimos controlar os nossos sentimentos por alguém?
Quando sabemos que não devemos ir por aí?
Nem na nossa cabeça?

Título: O Fruto Proibido
Autor: Jodi Ellen Malpas
N.º Páginas: 368
PVP: 17.77 €
ISBN: 978-989-777-004-3

Sinopse:
Annie nunca tinha experimentado a «faísca» com um homem… essa espécie de química instantânea que nos corta a respiração e ofusca. Até que numa noite de festa com os amigos a põe cara a cara com o sexy e misterioso Jack.
Não é uma simples faísca que salta entre os dois. É uma explosão. Jack promete consumir Annie, e cumpre a promessa. Avassalada pela intensidade do encontro, Annie foge do quarto de hotel onde passaram a noite juntos. Tem a certeza de que um homem que teve um tão forte impacte nela e a vergou tão facilmente à sua vontade só pode ser perigoso.
Mas já se envolveu demasiado fundo.
E Jack não é só perigoso. É proibido.

Novo romance de uma autora de referência, no género erótico, que já tem uma legião de fãs portuguesas com as trilogias Este Homem e Uma Noite que foram grandes êxitos comerciais nos tops nacionais com mais de 35 000 exemplares vendidos.

Mais uma vez, a autora mistura magistralmente cenas de paixão muito quentes com uma grande história de amor, com um final feliz.
A história de um triângulo amoroso e de todos os problemas que acarreta quando alguém se apaixona e tem um caso com um homem casado.

O Fruto Proibido, tal como romance anterior O Protector, não faz parte de nenhuma série, é um único livro.

Sobre a autora:
Nasceu em Northampton, onde vive com a família.
Enquanto trabalhava na empresa de construção do pai, foi cimentando a trama da trilogia e criou a personagem de Jesse Ward. Em 2012 decidiu autopublicar «O Amante», o primeiro livro da série Este Homem, e a resposta maciça das leitoras motivou-a a terminar a trilogia. Catapultada para o número 1 do New York Times, a trilogia Este Homem converteu-se no fenómeno do ano, coroando Jodi Ellen Malpas como a nova rainha do romance erótico.
 Mais de um milhão de leitoras apaixonaram-se por Jesse…

Saiba mais em: Planeta


domingo, 14 de janeiro de 2018

Toda a gente tem segredos.
Toda a gente é culpada de alguma coisa.
E as crianças nem sempre são inocentes.

Título: O Homem de Giz
Autor: C. J. Taylor
N.º Páginas: 320
PVP: 18.85 €
ISBN: 9789896579937

Sinopse:
A história começa quando aos doze anos Eddie e os amigos tiveram contacto com o misterioso Homem de Giz. Uma personagem central na trama e Eddie será assombrado por ela.
As estranhas figuras de giz conduzem Eddie e os amigos a um cadáver de uma rapariga pouco mais velha que eles e esta descoberta irá marcá-los para sempre.
Tudo aconteceu há trinta anos, e Eddie convenceu-se de que o passado tinha ficado para trás. Até ao dia em que recebeu uma carta que continha apenas duas coisas: um pedaço de giz e o desenho de uma figura em traços rígidos.
À medida que a história se vai repetindo, Eddie vai percebendo que o jogo nunca terminou.

«[Há] muito tempo que não tinha uma noite em branco devido a um livro. O Homem de Giz mudou isso. Muitos parabéns C. J Tudor!» - Fiona Barton, autora best-seller de A Víuva e O Silêncio


Sobre a autora:
C. J. Taylor é natural de Salisbury e cresceu em Nottingham, onde ainda vive com o companheiro e a filha pequena. O seu amor pela escrita, em especial pelo macabro e pelo sinistro, manifestou-se desde cedo. Enquanto os jovens da sua idade liam Judy Blume, ela devorava as obras de Stephen King e de James Herbet.
Ao longo dos anos, envolveu-se em tarefas tão diferentes como jornalista estagiária, empregada de mesa e de loja, autora de textos radiofónicos, voz off, apresentadora de televisão, redactora publicitária e agora escritora. Vencedora da competição nacional de escrita de Twenty7, em 2016, O Homem de Giz é o seu livro de estreia.

Saiba mais em: Planeta

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

O LIVRO DE 2018!
Um fenómeno mundial que começou antes da Feira de Frankfurt 2016.
Direitos vendidos para 48 países.
Um thriller arrepiante de que todos irão falar.

Toda a gente tem segredos.
Toda a gente é culpada de alguma coisa.
E as crianças nem sempre são inocentes.

Nas livrarias a 16 de Janeiro.


NINGUÉM FICARÁ INDIFERENTE

O livro de estreia de C. J. Tudor é um thriller com uma atmosfera densa e viciante que se passa em dois registos, em 1986 e nos nossos dias.
A história começa em 1986 e, após um hiato de trinta anos, o passado surge para transformar a vida de Eddie.

As influências de Stephen King e o toque de Irvin Welsh, conferem ao livro não só um tipo de narrativa diferente como um suspense ao limite.
O que contribui para que a história tenha um desfecho muito real e chocante.

O Homem de Giz conta-nos a história de um grupo de crianças, não poupando nos pormenores sociais onde estão inseridas e em como as influências de famílias disfuncionais contribuem para exacerbar o imaginário infantil.



A CRÍTICA INTERNACIONAL
«Há muito tempo que não lia uma estreia tão impressionante. O ritmo foi perfeitamente delineado, as personagens desenhadas soberbamente e há uma sensação de desconforto que começa com o prólogo e cresce ao longo do livro. E esse fim é tão diferente que o livro merece ser um êxito.»
James Oswald, autor best-seller do Sunday Times da série Inspector McLean

«Que estreia impressionante! Que ideia tão hábil e engenhosa! Fiquei absorvida desde a primeira página. Adorei como as histórias de 1986 e as de hoje se unem e criam este fim inesquecível e inesperado. Apelativo, tenso e muito muito arrepiante. Este livro irá assombrá-lo!»
Claire Douglas, autora best-seller do Sunday Times de Irmãs

« C. J. Tudor brilha intensamente e apresenta uma história assustadora e vividamente imaginada. Muito mais do que um mistério de assassínio é uma exploração inteligente e aterrorizante dos laços e limitações das amizades de infância e de segredos que se recusam a permanecer enterrados. Apaixonei-me pela voz que nos guia no romance, Eddie, pensativo e solitário. Prepare-se para se surpreender uma e outra vez, até à última página!»
Michelle Richmond, autora de O Pacto


Facebook: https://www.facebook.com/planetaportugal/
Instagram: https://www.instagram.com/planetadelivros_pt/
Site: http://www.planeta.pt/

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Queridos leitores, 

Sei que Janeiro segue adiantado mas creio que nunca é tarde para vos desejar um ano feliz!

O ano que findou foi, na ausência de outra expressão, complexo. Muita coisa me foi acontecendo a nível pessoal que, indiretamente, se refletiu no blogue e o no volume de leituras/publicações. 
Nunca tive aspirações políticas e, como tal, não venho hoje fazer-vos promessas de que irei publicar mais, estabelecer uma meta que posso não cumprir e, pior que desiludir-me a mim, desiludir-vos a vocês. No entanto, pela estima que guardo este espaço virtual que me tem acompanhado e alguns de vós também, quero mantê-lo enquanto me for possível. 

Desta feita, espero continuar a partilhar convosco o que leio e, quiçá, algo mais. Alguma literatice pertinente mesmo que não se reflita em páginas mas que cultive a minha paixão por histórias, por livros. 
A todos os que me leem e às editoras parceiras que não me esquecem, um ano repleto de conquistas e sorrisos. Que 2018 seja generoso em evolução pessoal e em cultura para todos nós, não só na arte mas também na vida. 


Boas leituras*

Redes Sociais

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado!

*Passatempo Halloween*

*Passatempo Halloween*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide