Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017
Sinopse: 
Kestrel, jovem filha do poderoso general de Valoria, tem apenas duas opções: alistar-se no exército ou casar-se. Ela tem, no entanto, outras aspirações e procura libertar-se do seu destino, rebelando-se contra o pai. 
Num passeio clandestino pela cidade, Kestrel vai parar a um leilão de escravos, onde se depara com um jovem, Arin, que parece querer desafiar o mundo inteiro sozinho. Num impulso, ela acaba por comprá-lo - por um preço tão alto, que a torna alvo de mexericos na sociedade. 
Arin pertence ao povo de Herrani, conquistado dez anos antes pelos Valorianos. Além de ser um ferreiro exímio, revela-se também um cantor extraordinário, despertando a curiosidade de Kestrel. Arin, contudo, tem um segredo, e Kestrel não tardará a descobrir que o preço que pagou por ele poderá custar muito mais do que aquilo que alguma vez imaginara.

Tenho de começar aquele que, adivinho, será um breve comentário a um livro interessante com um pedido antecipado de desculpas. Em primeiro lugar porque li A Maldição do Vencedor há vários meses – num período pessoal turbulento – e agora, quando me resolvi a relê-lo, caí em tentação e peguei em O Crime do Vencedor, já editado pela Topseller, que estou quase a terminar neste momento. 

A minha relação com Marie Rutkoski é um pouco conflituosa, confesso-vos que esperava um determinado género literário e dei por mim mergulhada num universo complexo e diferente em determinados pontos que, apesar de apelativos, contradisseram as minhas expectativas - contudo, não pela negativa. Concluindo, nunca criem ilusões porque após um primeiro mergulho gelado este é um romance young adult capaz de vos encher as medidas. 

Nesta história o leitor segue de perto dois povos cujos destinos, dissonantes, levaram a subversão dos mais fracos fisicamente, pois eram pacíficos e tendencialmente dedicados à arte. Esta é a história de um povo conquistador cuja fome de poder parece insaciável, uma fome absoluta perante tudo o resto até que aconteça o pior, o melhor, o amor. 
Num passeio vulgar pelo mercado Kestrel faz o improvável à sua índole, por raiva, por impulso, por magnetismo talvez… Kastrel compra um escravo e segue os preceitos naturais Valorianos, torna-se dona de um Herrani. Mentindo a si própria sobre o fascínio que sente sobre Arin, ambos acabam por se aproximar gradualmente por motivos distintos mas com um laço comum que, felizmente, irá mudar não só o rumo das suas vidas como de todos os outros.

Sinceramente, a ter que escolher uma fraqueza para este texto, as suas personagens foram o que mais demorei a acolher durante o folhear– algo que no segundo livro fica resolvido de imediato. 
Kestrel é típica jovem que não se enquadra socialmente e se sente sufocada pelo seu estatuto. Ela descobre-se com o desenvolver da acção, criando raízes para os seus valores e abrindo os olhos não só para o que a rodeia mas, principalmente, para o que sente. Arin é mais complicado, introvertido e desconfiado, é muitas vezes dúbio nas atitudes e no jeito de pensar. O leitor demora a percebê-lo ou mesmo a aceitá-lo até que se depare a redenção. Além deste par há vários intervenientes secundários interessantes, como a Jess, Ronan, Cheat ou Irex, que vêem oferecer alguma graça a este puzzle, no entanto é inevitável o prevalecer do romance perante a amizade e as duas facções representadas. 

A intriga e a estratégia militar acabam por ser dominantes, algo que me agradou muito e que, creio, virá a intensificar-se nos dois livros seguintes da trilogia The Winner’s Curse. Os segredos e os duelos, a medição de força entre pares e a astúcia necessária para sobreviver a situações de alta tensão, que vão aparecendo entre capítulos, desfocam o lado emocional e despertam a curiosidade sobre o que poderá acontecer em caso de revolta e traição. Igualmente, a construção de cada povo, nas suas crenças e singularidades, merece uma nota positiva, tal como o worldbuilding em geral.

Em suma, este é em parte um livro bastante introdutório, não só em relação aos protagonistas como ao universo em que estão inseridos, dando a ver a actual situação social, o que a motivou e algumas mudanças possíveis no final. Da mesma forma, é um livro que consegue deixar muito por revelar e em aberto para a continuação, através das últimas páginas que são, definitivamente, a promessa de que grandes surpresas estão para acontecer. Não vos vou mentir, leiam este livro com a continuação ao lado porque vão, desesperadamente, querer saber o que vos aguarda nos próximos capítulos. 

Esta é uma aposta Topseller que agradará tanto aos fãs de romance YA, como daqueles que gostam de cenários mais distópicos – que neste caso em nada se relaciona com fantasia ou FC. 

Próximo livro, já publicado: 

Título: A Maldição do Vencedor
Autora: Marie Rutkoski
Género: Romance, Young Adult
Editora: Topseller

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

É com imenso prazer que venho anunciar um novo vencedor no blogue, desta feita se um passatempo que contou com o apoio Clube do Autor.


Para sorteio estava disponível um exemplar do livro O Templário Negro de Roberto Genovesi. A saga de um cavaleiro renegado em busca das relíquias sagradas da Cristandade.

Gostaria, como sempre, de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime, haverá mais oportunidades em breve. 

Sem mais demoras, quem receberá este exemplar é:

*105, Elisa Esteves – Olhalvo

Os meus sinceros parabéns, espero que usufruas de uma excelente leitura.
E o meu muito obrigado à Clube do Autor por me oferecer a possibilidade de realizar este passatempo. 
Boas leituras*

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

É com imenso prazer que hoje vos trago um novo passatempo com o apoio Editorial Presença, desta feita do último livro da tão aclamada trilogia A 5.ª Vaga.


Para sorteio, está disponível um exemplar do título A Última Estrela de Rick Yancey. «Um thriller de alta voltagem, com todos os ingredientes para se tornar um grande clássico da literatura fantástica universal.»

Para se habilitarem a este exemplar, terão unicamente de responder às fáceis questões abaixo colocadas, ter atenção as regras de participação e ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
A partilha do link nas redes sociais não é obrigatória, mas fico grata se o fizerem.

Descubram a sua resposta aqui no Blogue ou em Editorial Presença.

Boas leituras*

Para mais informações sobre o livro A Última Estrela, clique aqui.
Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 5 de Março de 2017 (domingo).
2. Só é possível uma participação por pessoa e e-mail.
4. Ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
5. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
6. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
7. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.
8. Boa Sorte!


domingo, 19 de fevereiro de 2017

ÚLTIMO VOLUME DE UMA TRILOGIA FANTÁSTICA
Primeiro livro - A 5ª Vaga - já adaptado ao cinema

Título: A Última Estrela
Autor: Rick Yancey
Coleção: Via Láctea nº 136
Título Original: The Last Star (book 3 of The Fifth wave trilogy)
Tradução: Miguel Romeira
N.º Páginas: 280
PVP: 15.90 €
ISBN: 978-972-23-5963-4

Sinopse:
O inimigo já não é o mesmo. O inimigo somos nós.
Eles estão entre nós, eles estão sobre nós, eles não estão em lado nenhum. Querem a Terra, mas querem que seja nossa. Vieram para nos dizimar, mas querem salvar-nos.
Porém, sob estes enigmas esconde-se uma verdade: Cassie foi traída. E também o foram Ringer. Zombie. Nugget. E todos os sete mil milhões e meio de pessoas que viviam no nosso planeta. Primeiro traídos pelos Outros e depois por nós próprios.
Nestes últimos dias, os sobreviventes terão de decidir o que é mais importante: salvar-se… ou salvar o que nos torna humanos.

Leia um excertoAqui

Último livro da trilogia A 5ª Vaga. Um thriller de alta voltagem, com todos os ingredientes para se tornar um grande clássico da literatura fantástica universal. O Filme, baseado no 1º livro da série, estreou em janeiro de 2016, com Chloe Moretz no principal papel.

Sobre o autor:
Rick Yancey nasceu em 1962, em Miami. Os seus livros foram já publicados em mais de vinte línguas e ganharam inúmeros prémios em todo o mundo, figurando na lista de bestsellers do New York Times.
A 5.ª Vaga, o primeiro volume e título desta trilogia, lançada em 2013, recebeu o Red House Children's Book Award, foi finalista dos Goodreads Choice Awards, na categoria de Fantasia e Ficção Científica, e também dos Children's Choice Book Awards, na mesma categoria. Foi igualmente adaptado ao cinema em 2016. A trilogia (cujos títulos anteriores, A 5.ª Vaga e O Mar Infinito, foram já publicados pela Presença) encontra-se publicada em 25 países.

Para mais informações consulte o site da Editorial Presença aqui.


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Queridos leitores,

Por motivos pessoais, sinto-me na obrigação de vos alertar para o facto de ir estar ausente do blogue durante esta semana. A partir de dia 20 regressarei com novas publicações variadas, que incluem opiniões, passatempos e os resultados que ficarão pendentes.
Desta feita, tanto no blogue como no Facebook, contém apenas com algumas publicações esporádicas, previamente agendadas, e não estranhem se por algum motivo não vos der feedback – é pouco provável que ligue o computador.


Obrigado por estarem desse lado, sempre, e não se esqueçam… boas leituras* 


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

DOIS POVOS EM CONFLITO
UMA ALIANÇA PERIGOSA
UM AMOR DIVIDIDO

Título: O Crime do Vencedor
Autor: Marie Rutkoski
N.º Páginas: 352
PVP: 17.69 €
ISBN: 9789898849809

Sinopse:
Após dez anos, os Herrani, liderados por Arin, tomaram a sua terra de volta. Para impedir que a poderosa armada valoriana invadisse Herran e provocasse um banho de sangue, Kestrel aceitou casar com o príncipe herdeiro de Valoria.
O noivado causa sensação no reino, mas Kestrel sente-se uma prisioneira no palácio, sob a vigilância apertada do imperador que não confia totalmente nela. E com razão: Kestrel encontrou uma forma de passar informações secretas para ajudar o povo herrani, e está perto de descobrir um segredo chocante.
A paz com Valoria tem um preço demasiado alto e Arin procura novos aliados além-fronteiras. Ao mesmo tempo, ele debate-se com a decisão de Kestrel em se casar com o príncipe. Sem saber que ela é a espia que o está a ajudar no esforço de guerra, Arin decide arriscar tudo e tentar desvendar a verdade, mas esta poderá ser muito mais perigosa do que ele imagina.

Leia um excertoAqui

O Crime do Vencedor está recheado de encontros e desencontros, revelações perigosas e reviravoltas emocionantes, elevando o suspense até ao derradeiro capítulo.

«Adorei... Lealdades duvidosas, amores proibidos, jogos de poder, amizades desfeitas, guerra, conquistas e família, O Crime do Vencedor tem tudo!» - The Guardian

Livro anterior:

Sobre a autora:
Marie Rutkoski é autora de diversos livros, bestsellers do New York Times
Frequentou a Universidade do Iowa, viveu em Moscovo e em Praga, e estudou Shakespeare na Universidade de Harvard. 
Atualmente é professora de Literatura Inglesa no Brooklyn College. 
Saiba mais sobre a autora em www.marierutkoski.com

Saiba mais em: Topseller

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017


Duas personagens inesquecíveis que partilham uma história de amor e perda.

Título: Viveram, Riram e Viram Que Era Bom
Autor: David Arnold
N.º Páginas: 288
PVP: 17.69 €
ISBN: 9789898849762

Sinopse:
O Victor Benucci e a Madeline Falco têm um a história para contar.
Começa com a morte do pai do Vic e acaba com o homicídio do tio da Mad... mas não é assim tão simples.
Eles vão ter de percorrer New Jersey e a ilha de Manhattan à procura de uma série de lugares especiais, para cumprirem a missão que o pai do Vic deixou antes de partir. Com a ajuda de Baz, Zuz e Coco, os dois vão ter de enfrentar os seus demónios, alguns deles bem reais, e descobrir a melhor maneira de existir num mundo em que não encaixam.

Esta história é tudo isso. Mas não chega. É uma história sobre:
1. Um submarino dormente;
2. Duas canções sobre flores;
3. Ser fixe de uma maneira tradicional;
4. Pores-do-sol & gelados & pomares & cemitérios;
5. Extremos opostos simultâneos;
6. Escapar por pouco de um país em guerra;
7. Como ouvir alguém que não fala;
8. Apaixonar-se por um quadro;
9. Apaixonar-se por uma canção;
10. Apaixonar-se.

Leia um excertoAqui

«Arnold oferece uma história autêntica que combina a ferocidade com a individualidade, primeiros amores com perdas e beleza com assimetria. Um encanto.» - Booklist
«Uma história fantástica no seu romantismo, com uma escrita maravilhosa.» - Kirkus

Sobre o autor:
David Arnold mora nos Estados Unidos com a mulher (adorável) e o filho (agitado). Já trabalhou como músico e produtor freelance, professor do pré-escolar, pai a tempo inteiro e empregado de café. Acredita no poder da gentileza e da comunidade. Gosta de molho pesto, dos Arcade Fire, de livrarias independentes, da Terra Média, de Elliott Smith e do Natal. Não gosta de azeitonas, de mentirosos e de meias molhadas.
Este é o seu primeiro livro, já traduzido para mais de dez línguas.
Saiba mais do autor em: davidarnoldbooks.com

Saiba mais em: Topseller

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Com o maravilhoso apoio da Marcador, hoje trago para os meus queridos leitores um passatempo bem romântico. 



Para sorteio, está disponível um exemplar do livro Amor em Minúsculas de Francesc Miralles. «Um livro adorável que conjuga referências literárias e filosóficas com a magia única das pequenas coisas.»

Para se habilitarem a este exemplar, terão unicamente de responder às fáceis questões abaixo colocadas, ter em atenção as regras de participação e ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
A partilha do link nas redes sociais não é obrigatória, mas se o fizerem podem participar novamente – uma vez por dia.

Encontre as suas respostas no Blogue ou em Editorial Presença/Marcador.

Boas leituras*

Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 26 de Fevereiro de 2017 (domingo).
2. Ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
4. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
5. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
6. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.
7. Boa Sorte!


terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Um livro adorável que conjuga referências literárias e filosóficas com a magia única das pequenas coisas.

Título: Amor em Minúsculas
Autor: Francesc Miralles
N.º Páginas: 248
PVP: 17.50 €
ISBN: 978-989-754-295-4

Sinopse:
Ao acordar no dia 1 de Janeiro, Samuel, um professor de Linguística solitário, está convencido de que o ano que se inicia só lhe trará verbos no passivo e poucos momentos em itálico, até que um visitante inesperado se esgueira para dentro do seu apartamento e se recusa a sair.
Mishima, um gato vadio, torna-se o catalisador que faz Samuel abandonar a comodidade dos seus livros favoritos, dos seus filmes estrangeiros e da sua música clássica, para ir a lugares onde nunca esteve - como a casa do vizinho - e conhecer pessoas que jamais pensaria conhecer - um velho com o qual nunca trocaria uma palavra.
Mas há mais: o gato fará com que ele reencontre Gabriela, uma misteriosa mulher do seu passado, que ele já não tinha esperança de voltar a ver.

Leia um excertoAqui

Uma história inteligente, divertida e doce que nos comove e revela que os pequenos detalhes são o grande segredo da felicidade. Amor em Minúsculas é uma pequena preciosidade e está a causar furor internacional.

«Um dos livros do ano.» | Publishers Weekly
«Com muito encanto... Um romance que contém gatos intrometidos, o destino, um monte de reflexões sobre Göethe, Kafka, Rilke e... a magia do quotidiano.» | Kirkus Reviews

Sobre o autor:
Francesc Miralles é escritor, mas trabalhou durante vários anos como editor e assessor literário sobre obras de autoajuda e espiritualidade.
O seu romance Amor em Minúsculas está traduzido em mais de 20 idiomas. Vendeu 15 000 exemplares nos Estados Unidos, num só dia, figura nas listas dos livros mais vendidos na Alemanha e o seu êxito internacional continua...



segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Queridos leitores, confesso um prazer especial em começar a semana a oferecer livros.


Para sorteio estava disponível um exemplar do livro O Lar da Senhora Peregrine Para Crianças Peculiares de Ransom Riggs.

Gostaria, como sempre, de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime, haverá mais oportunidades em breve. 

Sem mais demoras, quem receberá este exemplar é:

*255, Ana Monteiro – Montijo

Os meus sinceros parabéns, espero que usufrua de uma excelente leitura.
Boas leituras*

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Como alguns de vós já devem ter reparado, eu sou uma blogger e leitora ligeiramente preguiçosa cuja falta de tempo serve de cereja em cima do bolo para, ao final do dia, escolher aquele livro light e descontraído para terminar em beleza. Igualmente, como provavelmente já perceberam, também não sou muito dada a desafios, porque sendo lazer raramente os cumpro. No entanto, sou muito adepta de listas, agendas, notebooks, post-its e etc. – uso, abuso e rabisco de todos eles – diariamente, sendo isso mesmo que vos venho mostrar hoje. 

Apresento-vos duas listas que espero seguir no que respeita a leituras e compras em inglês em 2017 e, assim, obrigar-me mais a ler nesta língua que tanto descuidei em 2016.
*Ou seja, já que a minha biblioteca em português é um caso infinitamente perdido, bora lá atinar um bocadinho em inglês.* 

Lista de séries/trilogias que já adquiri e quero LER:

The Selection: aqui já começo com uma vantagem de três livros, dois deles lidos e opinados no blogue, portanto vou ter que reler 1, ler 2 e ler mais 4 contos, ou se preferiram, tenho 4 livros para ler e opinar - ponto final. (Série publicada em português pela Marcador.)
The Selection (The Selection, #1) – Opinião
The Elite (The Selection, #2) – Opinião
The One (The Selection, #3) – 
The Heir (The Selection, #4) – 
The Crown (The Selection, #5) –
Happily Ever After (The Selection, #0.4, 0.5, 2.5, 2.6) –

The Winner's Curse: li o primeiro livro desta trilogia mas nunca cheguei a fazer a sua opinião, embora tivesse adquirido os seguintes. Assim, acho mais que merecida a releitura do primeiro e a leitura dos seguintes para vos proporcionar as opiniões. Até porque esta série já está publicada em português, pela Topseller, e eu tenho o primeiro livro oferecido pela editora – que tal um passatempo quando terminar de ler os três? 
The Winner's Curse (The Winner's Trilogy, #1) – 
The Winner's Crime (The Winner's Trilogy, #2) –
The Winner's Kiss (The Winner's Trilogy, #3) –

Daughter of Smoke & Bone: depois de ouvir maravilhas sobre esta trilogia, ofereci a mim mesma a box com os hardcovers e nunca mais lhe peguei! Parece-me um pecado imperdoável e, com ele, quero terminar a minha lista de livros a ler em inglês este ano. (Acho que esta série está publicada pela Porto Editora.)
Daughter of Smoke & Bone (Daughter of Smoke & Bone, #1) – 
Days of Blood & Starlight (Daughter of Smoke & Bone, #2) – 
Dreams of Gods & Monsters (Daughter of Smoke & Bone, #3) – 

Claro que espero ler mais do que estes 10 livros que vos apresento, 12 seria perfeito, mas quero ir com calma e surpreender-me durante o ano.


Lista e autores/séries/trilogias que quero terminar /COMPRAR em 2017:

Sarah J. Maas: até ao momento tenho apenas dois livros desta senhora - Throne of Glass e A Court of Thorns and Roses – o que me vai desculpando, acredito eu. Mas quando tiver todos os seus livros, pelos quais anseio desesperadamente, acabam-se as desculpas e gostava mesmo, mesmo de lhes pegar depois dos títulos que citei na lista anteriormente. 

Throne of Glass
The Assassin's Blade (Throne of Glass, #0.1-0.5)
Crown of Midnight (Throne of Glass, #2)
Heir of Fire (Throne of Glass, #3)
Queen of Shadows (Throne of Glass, #4)
Empire of Storms (Throne of Glass, #5)
Untitled (Throne of Glass, #6) – ainda em 2017

A Court of Thorns and Roses
A Court of Mist and Fury (A Court of Thorns and Roses, #2)
A Court of Wings and Ruin (A Court of Thorns and Roses, #3)
… e mais dois que só sairão em 2018 e 2019 respectivamente portanto não contam. 

A.G. Howard: eu adorei o Splintered e já cá tenho o segundo livro da trilogia, Unhinged, mas o facto de não ter os outros livros da autora (já publicados em hardcover) está a fazer-me comichão porque sei que vou adorar cada livro seu. Assim, que me cheguem à estante: 
Ensnared (Splintered, #3)

RoseBlood – a publicar em 2017

Pierce Brown: este tipo é o melhor. Ponto. Tenho os seus livros que saíram em português e a edição em inglês do primeiro, mas quero ficar com todos em inglês com capas bonitas – duras – e já agora começar a fazer a sua nova série. 

Red Rising
Golden Son (Red Rising, #2)
Morning Star (Red Rising, #3)

Iron Gold 
Iron Gold (Iron Gold, #1)


Kiersten White: vocês não sabem porque eu nunca cheguei a fazer opinião, mas um dos livros que eu mais gostei de ler em inglês foi o Illusions of Fate desta senhora e fiquei, claro está, com imensa vontade de ler mais obras dela (estou a dever-vos a opinião mas tenho de o reler). Assim, aqui fica alguns dos seus meninos que eu quero mesmo comprar.

Paranormalcy
Paranormalcy (Paranormalcy, #1) – este tenho a edição em PT e a continuação nunca será publicada na nossa língua, assim vou comprá-lo em inglês.
Supernaturally (Paranormalcy, #2)
Endlessly (Paranormalcy, #3)

Mind Games
Mind Games (Mind Games, #1)
Perfect Lies (Mind Games, #2)

The Conqueror's Saga
And I Darken (The Conqueror's Saga, #1)

The Chaos of Stars

Quase a terminar, porque a lista de compras já quase duplicou a de leituras *.*…
Quero o livro que me falta da trilogia Rebel Belle, Lady Renegades, de Rachel Hawkins e todos os livros da Marissa Meyer da série The Lunar Chronicles:
Cinder (The Lunar Chronicles, #1)
Scarlet (The Lunar Chronicles, #2)
Cress (The Lunar Chronicles, #3)
Fairest (The Lunar Chronicles, #3.5)
Winter (The Lunar Chronicles, #4)
Stars Above (The Lunar Chronicles, #4.5)

E só mais este: Wires and Nerve, Volume 1 (Wires and Nerve #1)!

Wow… sou uma exagerada, eu sei! A má notícia é que já comprei um livro em inglês este mês e não é nenhum destes… -.-‘
As boas notícias são que, muito provavelmente, eu vou pôr a passatempo as minhas edições em português de alguns destes livros – quando adquirir os originais – , bem como o facto de eu acreditar que mesmo sendo este um ano de apertar o cinto vou conseguir comprar todos eles se: 
1. Não fugir muito a esta lista de compras – só se aparecer alguma grande oportunidade é que irei tremer.
2. Adquirir o mínimo em PT, ou seja, só vou mesmo terminar séries ou autores que gosto muito e só compro mesmo em promoção (20% de desconto ou mais). 

Desejem-me muita sorte e… 
Boas Leituras*

PS: No final do ano conto-vos como correu! 

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017


Chegou ao fim o primeiro mês do ano e esta vossa leitora não poderia estar mais feliz! Finalmente, parece que a nuvem negra que me perseguia começou a espairecer e consegui voltar a focar-me em pensamentos positivos e naquilo que me dá prazer. Resultado? Consegui fazer tudo o que planeava para Janeiro no blogue. Claro, gostava de ter feito mais uma ou duas opiniões mas como fui agendando outras publicações acho que para o mês que vem correrá melhor ainda.
Para já, deixo-vos com as imagens dos meninos que me Chegaram à Estante


Nesta foto estão todos os títulos que me chegaram de editoras, exceptuando aqueles que coloquei ou colocarei a passatempo. No lado direito, podem ainda espreitar o meu mais recente mealheiro, já estou a juntar para a Feira do Livro de Lisboa! 
Aproveito, uma vez mais, para agradecer a todas as editoras a generosidade e carinho que sempre me dedicam. 

Planeta Manuscrito: O Protector de Jodi Ellen Malpas. Ainda não li nenhum livro desta senhora e confesso que não sei quando o vou fazer. 
Suma de Letras: O Homem Ausente de Michael Hjorth e Hans Rosenfeldt. Eu quero mesmo pegar na série Sebastian Bergman, creio que deste mês não vai passar. Desejem-me sorte! 
ARENA: Isto É Mais Que Um Diário de Adam J. Kurtz. Já comecei a “brincar” com este menino e gostei bastante. Quero ver se vos trago o comentário muito em breve. 
Lápis Azul: Slated, Fractured e Shattered de Teri Terry. Isso mesmo, recebi a trilogia complete que eu já queria há algum tempo. O primeiro destes meninos vai, de certeza, fazer parte das minhas leituras em Fevereiro. 


O Pai Natal voltou! É isso mesmo, não estou a gozar! Seis dos oito livros que estão na imagem foram prendas de Natal que me chegaram em Janeiro e eu estou arrebatada com todos eles! 
Da minha parte comprei A Vida (pouco) Romântica de Ally Hughes a um preço irresistível e a novidade The Diabolic de S. J. Kincaid com um grande desconto. O livro do Orwell, que eu já tenho noutra edição, veio com o Público – esta posso oferecer a alguém porque gosto bastante do livro. 
Quanto às prendinhas, estou apaixonada pelo Heartless de Marissa Meyer, é a minha cara, tenho a certeza que vai haver mais uma vilã no meu coração – obrigado C. 
O Plano de Miss Fairbourne da Hunter, O Terno Rebelde da Lindsey e As Raparigas da Cline estava na minha wish e foram uma surpresa muito feliz – obrigado A. 
Dream On da Gier veio repetido mas a culpa foi minha, ainda assim obrigado por se lembrarem sempre de mim – obrigado P. e M. 

Durante este mês de Janeiro puderam contar com 2 passatempos.
O Templário Negro, podem participar aqui

Lar da Senhora Peregrine Para Crianças Peculiares, que já terminou. Este passatempo foi de um exemplar meu, em segunda mão, portanto, e eu aproveitava para vos perguntar se vos incomoda que eu faça passatempos com livros meus?

No que respeita a opiniões, fiz quatro. Uma por semana agrada-me mas vou tentar encaixar mais uma ou duas no próximo mês. Acredito que consigo. 
Um Rapaz Chamado Natal | Matt Haig (Opinião)
Destinos e Fúrias | Lauren Groff (Opinião)
O Apelo do Anjo | Guillaume Musso (Opinião)
O Erro | Elle Kennedy (Opinião)

A título de curiosidade, convido-vos ainda a espreitar: 
O meu desafio do Goodreads de 2016 e o objectivo para 2017 aqui.
Os meus destaques do ano que passou – aqui.

E pronto, acho que não me esqueci de nada. O mês de Janeiro passou muito rápido por aqui mas se há coisa a que já me habituei é que o relógio não pára e este semestre, admito, estou desejosa que passe depressa. 


Bom mês para todos, meus adorados… 
Boas leituras*

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017
Sinopse:
Madeline Whittier observa o mundo pela janela. Tem uma doença rara que a impede de sair de casa. Apesar disso, Maddy leva uma vida tranquila na companhia da mãe e da sua enfermeira - até ao dia em que Olly, um rapaz vestido de preto, se muda para a casa ao lado e os seus olhares se cruzam pela primeira vez. 
De repente, torna-se impossível para Maddy voltar à velha rotina e ignorar o fascínio do exterior - mesmo que isso ponha a sua vida em risco.

Eu andava a namorar Tudo, Tudo… E Nós no original quando soube do seu lançamento em terras lusas. Foi aquele tipo de amor à primeira vista, uma daquelas paixões que sabemos que vai dar certo… e deu! Este é, definitivamente, dos livros mais doces que li nos últimos tempos. 
Com uma escrita bastante adaptada ao público-alvo – young adult Nicola Yoon traz-nos uma protagonista idealizada para tocar o coração do leitor o que, juntamente com a sua história emocionante e apelativas ilustrações, torna o folhear num momento de verdadeiro prazer. 

A premissa é interessante. Uma jovem isolada do mundo devido à sua doença, Maddy, vê a sua vida alterar-se drasticamente quando “conhece” o jovem que vai viver para a casa em frente da sua, Olly. Começa por haver uma alteração nas suas rotinas que extravasa para tudo o resto, o muito pouco que tem, da sua vida. A partir daqui, meus queridos, este é um romance em que os sentimentos, puros e inocentes, estão à flor da pele e, com eles, as muitas questões que nos definem. 

Quase toda a narrativa gira em torno da protagonista, enquanto os outros intervenientes, ramificações de si, ajudam a tornar o texto mais apelativo, trazendo consigo temáticas pertinentes.
No entanto eu incorporei a Madeline, fiz minhas as suas penas e dei por mim a ver o mundo através dos seus olhos, envolta numa realidade estéril e pueril face às emoções. Claro que isto só foi possível porque o texto está verdadeiramente bem trabalhado, na primeira pessoa, na expressão desta identidade peculiar. As suas interacções com os outros, em especial com a sua a mãe, a sua enfermeira e o Olly e a maneira como analisa os seus pensamentos de forma detalhada, esquemática, escortinando-os com uma graça invulgar, fazem de si uma figura ficcional mesmo muito singular – adoro-a. 

A palavra-chave da história é isolamento. A Maddy cresceu isolada, não socializou nem interagiu com o mundo exterior até aos 18 anos, por isso quando o faz, de alguma forma, por pequena que seja, é toda uma nova experiência que acaba por ser partilhada com o leitor. Além disto, são também os efeitos deste afastamento são estudados, têm repercussões, facto que me agradou bastante. 

As personagens secundárias trazem para o texto temáticas como a violência doméstica, um questionamento de quanto estamos dispostos a dar pela nossa felicidade e pela felicidade alheia e fazem-nos reflectir sobre preço estamos dispostos a pagar pelo amor. Afinal de contas este livro é um romance, um romance muito querido onde a aventura e o medo têm medidas únicas e tocantes. 

Porque não posso contar-vos muito mais sem correr o risco de fazer spoiler, deixem-me apenas dizer-vos que as ilustrações são verdadeiramente deliciosas, que existem muitos pormenores ao longo do enredo que fazem a diferença – como por exemplo, a questão de a Maddy ler muito –, e que o mundo que é dado a ver, em particular a sua casa, é verdadeiramente descrito, curioso. 

Para finalizar, tenho de confessar-vos que adivinhei o desfecho da história ainda a meio da leitura, o que não estragou, nem um bocadinho, este momento muito, muito fofo que passei entre páginas. Recomendo! 

Título: Tudo, Tudo… E Nós
Autora: Nicola Yoon
Género: Romance; Young Adult
Editora: Editorial Presença

Para mais informações sobre o livro Tudo, Tudo… E Nós, clique aqui.



quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017


Já conheciam este book trailer que a Editorial Presença fez especialmente para este livro? 
Uma história que vai derreter os vossos corações!


Redes Sociais

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 13/08!

*Suma de Letras*

*Suma de Letras*
Passatempo 1 - Resultado!

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo 2 - Resultado!

*Clube do Autor*

*Clube do Autor*
Passatempo 3 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 4 - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo 5 - Resultado!

*Planeta Manuscrito*

*Planeta Manuscrito*
Passatempo 6 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 7 - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide