Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Sinopse: 
Todas as histórias têm duas versões.
Todas as relações têm dois pontos de vista.
Contudo, às vezes, a chave para um bom casamento não está na honestidade mas nos seus segredos.
Lotto e Mathilde, jovens altos e bonitos de 22 anos, estão perdidamente apaixonados e destinados aos maiores sucessos. Uma década mais tarde, o casamento ainda é alvo das invejas dos amigos, mas a realidade afigura-se mais complexa e extraordinária do que as aparências dão a entender.

Dois factos sobre este livro: tem uma qualidade e complexidade dificilmente comparáveis e é, para mal dos meus pecados, extremamente complicado de opinar. A sua escrita, a estrutura conferida ao desenvolvimento da acção, é muitas vezes rara na poética e articulação e as suas personagens, Destinos e Fúrias, são o reflexo de uma humanidade que nem sempre estamos dispostos a confrontar ou aceitar. 

Dividindo a obra em duas partes que contam histórias umbilicalmente complementares, as vidas de Lotto e Mathilde, respectivamente enquanto indivíduos e dissonantes enquanto par, Lauren Groff dá-nos a conhecer aquele que é considerado o casal perfeito. Numa narrativa em que a linha temporal por vezes se distorce, vamos descobrindo infâncias, adolescências e jovens-adultos, admirando o conjunto uno deste homem e mulher pelas suas singularidades e antevendo segredos e silêncios que o leitor acabará por querer, sem o saber mas mais que tudo, desvendar. 
Acima de tudo interessante, este foi um livro que por vezes se revelou estranho ou até incoerente na sua expressão, que é inevitavelmente paralela ao que nos expõe, múltiplas formas de se amar.  

Como todas as identidades, metamórficas na sua evolução, as representadas neste texto mostram-se cadenciadamente e depois das conhecer a fundo, confesso, tenho alguma dificuldade em não divagar e cometer spoileres, porque elas são, indiscutivelmente, o resultado das vidas e da história de amor que nos é contada. Ainda assim, posso dizer-vos que será fácil maravilharem-se com a excentricidade de Lotto que, desde cedo, se antevê diferente dos seus pares nas emoções e interpretação do mundo. É, sem dúvida alguma, um jovem de artes variadas e cuja inocência nunca deixa de surpreender. Mathilde, por seu lado, fascina pelo véu que parece cobri-la permanentemente, mesmo que seja o centro do seu marido e a ferramenta que faz girar o universo do enredo, mesmo que esteja sempre presente, a verdade é que quanto mais tomamos consciência de si mais certezas temos de que algo nos escapa. São protagonistas intrigantes, que formam uma teia que vai prendendo os vários intervenientes secundários sem que, verdadeiramente, lhes seja dada relevância. 

Embora esta obra possa ser considerada um romance em todas as suas acepções, afinal trata-se da história de um casamento, a moral e o sentido deste enredo afastam-se muitas vezes dos floreados e do sentido mais convencional dos afectos, abordando uma relação conjugal no seu sentido mais cru – uma mistura de nojo e fascínio, de paixão e resignação –, bem como a influência dos outros e das opções peculiares que vão sendo tomadas no caminho a dois. Desta forma, o leitor acaba por se confrontar com o artificial e o medo, com uma realidade que é múltipla porque nem sempre é o que parece, assistindo a um teatro da vida bastante credível onde as lacunas e as dores se despem de pudores e os pensamentos mais bem guardados, do tipo que envergonham, florescem entre páginas. 

Além do que referi, este é ainda um livro sobre Arte. Sobre a arte da representação e a dramaturgia o que, convenhamos, torna este título ainda mais especial, pois a linha que separa a realidade das fantasias de Lotto, na própria ficção de Groff, confere uma consistência e análise únicas à leitura. 
Sinceramente, esta não é a minha primeira aposta em entretenimento mas, sem dúvida, a satisfação e proveito que se retira da reflexão humana contida nesta obra é extraordinária, perdurando e inquietando a memória pelos seus retratos onde, mesmo que o neguemos sempre, haverá tanto de cada um de nós. 

Uma grande, grande aposta Editorial Presença, que me fez começar o ano de forma diferente e, indubitavelmente, muito estimulante. 

Título: Destinos e Fúrias
Autora: Lauren Groff
Género: Romance
Para comprar o livro Destinos e Fúrias, clique aqui.


3 comentários :

Maria disse...

Excelente review, Elphaba :)

Elphaba J. disse...

Muito obrigado Maria :)

Maria disse...

De nada, Elphaba :)

Redes Sociais

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Resultado em breve!

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide