Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

domingo, 30 de outubro de 2016
Sinopse:
Em Julho, será sedutora num videoclip do artista de hip-hop, com discos de platina, Anton Santiago. A recuperar do trauma sofrido em Junho, a nossa rapariga abre o coração e descobre que correr riscos lhe concederá o que sempre desejou, necessitou e muito mais.
Em Agosto, Mia viaja para o Texas vestindo a personagem e representando o papel da irmã perdida do magnata do petróleo e importante homem de negócios Maxwell Cunningham. O trabalho devia ser canja, só que são revelados segredos do passado que mudarão o que sempre acreditou ser verdade.
Em Setembro, Mia parte para a sua Sin City, onde o mundo à sua volta parece desmoronar-se. As pessoas que ama travam batalhas para as quais não está preparada, mas que se sente desesperada para resolver antes de perder tudo.

Inesperadamente, este já não é apenas um romance erótico, original e inteligente, em que Audrey Carlan nos oferece um boa protagonista que, com uma jornada peculiar, vai dando a ver intervenientes diversificados e novas visões contemporâneas de relacionamentos e estilos de vida. No terceiro livro da série A Rapariga do Calendário o enredo sofre reviravolta atrás de reviravolta, condensando e aproximando alguns dos que já nos tinham encantado e aprimorando todos os pontos que tornam esta narrativa destacável entre os seus pares, tornando-a, definitivamente, no romance erótico mais viciante que li até hoje – sou fã! Estou verdadeiramente surpreendida pois este é, sem dúvida alguma, o melhor volume de todos até ao momento. 

Aviso: a organização desta opinião é diferente do habitual e pode conter spoilers para quem não leu os volumes antecedentes.

Julho
… Um mês que poderia ser idêntico a alguns dos anteriores mas que, devido à experiência e ao trauma anteriores, se transformou em algo mais, se transformou na primeira luz de tudo o que a autora preparou para o grand finale.
Anton Santiago, um artista consagrado, um homem irresistível que seria o banquete, cliente, perfeito para a Mia do passado. Agora, no entanto, existe Junho na sua mente e um acontecimento especial que mudará, em definitivo, as escolhas do seu coração – prevejo muitos sorrisos para as leitoras! Gostei, particularmente, dos valores deste novo macho latino e da sua equipe, RP e coreografa, personalidades fortes que oferecem o apoio necessário à jornada da protagonista neste momento singular da acção. O reaparecimento activo de Wes, por outro lado, não nos deixa esquecer o género de literatura que estamos a seguir e ainda bem, pois este título perderia alguma da leveza procurada. 

Agosto
…. Texas, uma família adorável e milionária, o papel de uma irmã desaparecida e um Maxwell Cunningham incoerente, são o ponto de partida para a primeira grande reviravolta da nossa história, logo agora que, de coração mais leve e tomadas decisões importantes, o ano parecia definido e no rumo desejado. 
É muito difícil falar deste mês sem spoilers, confesso, mas posso dizer-vos que depois deste mês já nada será como antes e que a surpresa e inconstância do destino são, claramente, trunfos fortes que autora não teve pudor em utilizar. 
Já agora, adorei o Max e a sua princesa, adorei tudo o que eles representam no futuro para alguém como Mia, tão sequiosa de um abraço de urso, bem forte. 

Setembro
… Aguenta coração! 
Emoção atrás de emoção, abalos consecutivos em todas as estruturas emocionais da protagonista que, ainda alvoroçada por todas as novidades, se vê obrigada a regressar a Las Vegas
De todos os meses, entre todas as problemáticas que poderiam afectar a nossa querida Mia, Setembro – o meu favorito – é aquele que verdadeiramente põe à prova a sua capacidade de superação, algo que definitivamente deu consistência e embalo para a recta final da história. 
Por outro lado, este é também o mês em que a família e os amigos ganham maior destaque, com Gin e Maddy, melhor amiga e irmã, respectivamente, a conquistar também um lugar de eleição junto dos leitores. Sucintamente, este é o mês em que os dilemas que até agora surgiram se adensam e, consecutivamente, muitos ficam próximos da sua resolução. 

Sim, esta foi uma leitura sôfrega que me manteve presa até à última página. Como já  em opiniões anteriores havia citado, é fantástico como o ritmo e estrutura da leitura permitem que o seu núcleo forte se estenda a diversas personagens que, além de apoiarem a personagens principal, tocam o leitor. Gostei, em particular, das novas personagens, do seu papel, do equilíbrio das conquistas com as perdas que mantiveram constante o desejo de saber mais. Sem dúvida, uma continuação muito feliz que promete um último livro diferente dos antecedentes mas que, ainda assim, deixa em aberto algumas pontas soltas que podem vir a arrebatar os fãs deste enredo.

Uma boa aposta Planeta que continua a dar frutos na literatura erótica, conquistando em definitivo, com a sua Rapariga do Calendário. Recomendo!

Da mesma autora, no blogue: 
A Rapariga do Calendário, Livro 1Opinião
A Rapariga do Calendário, Livro 2 Opinião

Título: A Rapariga do Calendário, Livro 3
Autora: Audrey Carlan
Género: Romance Erótico


0 comentários :

Redes Sociais

*Passatempo*

*Passatempo*
Até 26 de Março!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Até dia 2 de Abril!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide