Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

quarta-feira, 28 de setembro de 2016
Sinopse: 
Com apenas 9 anos, numa emboscada planeada pelo inimigo para erradicar a descendência real, o príncipe Jorg Ancrath é atirado para dentro de um espinheiro, onde fica preso, com espinhos cravados na sua carne, a ver, impotente, a mãe e o irmão mais novo a serem brutalmente assassinados.
De alma destruída, sedento de sangue e de vingança, Jorg foge da sua vida luxuosa e junta-se a um bando de criminosos e mercenários, a quem passa a chamar de irmãos. Na sua mente há apenas um pensamento, matar o Conde de Renar, o responsável pelas mortes da mãe e do irmão, pelas suas cicatrizes e pela sua alma vazia.
Ao longo de quatro anos, Jorg cresce no seio de batalhas sangrentas, amadurece em guerras impiedosas, torna-se um guerreiro cruel e vai ganhando o respeito dos seus irmãos até que se torna o seu líder. Agora, um reencontro vai levá-lo de volta ao castelo onde cresceu e ao pai que abandonou. O que vai encontrar não é o mesmo sítio idílico de que se lembra, mas o príncipe que agora retorna também não é mais a inocente criança de outrora, é o Príncipe dos Espinhos.

Eu já sabia que adorava dark fantasy, afinal uma das minhas autoras favoritas é considerada a rainha do género, o que eu não adivinhava era as saudades que eu tinha de encontrar um anti-herói como protagonista, uma figura fria e cruel que, apesar de todos os seus pecados, me recuso a considerar um vilão.

Mark Lawrence traz-nos uma história de vingança e ambição cuja escrita, muito cuidada, dá a ver um horror sem filtros como reflexo da natureza humana, algo que se mescla com o sobrenatural enquanto nos encaminha numa jornada arrojada onde as emoções mais cruas deixam um rasto de destruição. 

Num império distante movido pela guerra, um príncipe moribundo vê a sua mãe e o seu irmão serem brutalmente assassinados. Mais tarde, depois de salvo, recuperado e com qualquer réstia de inocência perdida, começa a construir uma perspectiva do seu reino, bem como do restante território imperial e daqueles que nele habitam, desprovida de qualquer sentimento. Fugindo para se transformar no homem que julga necessário para a missão que deu a si próprio, Jorg junta-se ao pior dos bandos de mercenários e, em pouco anos, torna-se o cruel líder dos mesmos. Jorg tinha 9 anos e qualquer parecença com uma criança esconde o mais temível guerreiro, esconde aquele que a maioria dos homens identificaria como alguém a temer. 

Que personagem meus queridos, que grande narrador! É na primeira pessoa que vamos descobrindo camada por camada deste protagonista, um sociopata primitivo e desligado de qualquer afectividade para com os que lhe são próximos. A forma como se vai desenvolvendo com o decorrer do texto, as suas acções quase sempre deploráveis e a sua pretensão desmedida juntamente com o desejo de punir a todos sem excepção é insanamente agradável. É louco, é odioso mas é perfeito no seu papel e desconfio que nunca deixará de me surpreender com o seu sangue frio, com a sua capacidade de descer sempre um pouco mais baixo nas suas conquistas regadas a sangue inimigo. 

A violência é uma constante ao longo do enredo, da primeira à última página. Rike e Makin, membros do bando, são disso exemplo, sendo o primeiro uma besta que se destaca entre os criminosos, assassinos e infames, de que Jorg cedo passa a fazer parte e o segundo o mais perto que a personagem principal tem de um amigo, embora a sua definição desta afinidade seja bastante peculiar. Na verdade, os intervenientes são muitos, todos sem excepção maléficos, reafirmando o quão mau é o universo retratado.

O sobrenatural, por sua vez, aparece pela via da magia mais negra e nacromantes, capazes de pôr em perspectiva os mais atrozes actos de vilania. Além destes, mortos e magos, criaturas como Gorgoth e Gog são um complemento delicioso e no seu todo são o conjunto perfeito para os amantes deste género extraordinário. 

Não vou fazer spoilers, não creio que sejam os pormenores a convencer-vos a ler esta história mas sim o desejo de, como eu, encontrar um enredo sem lirismos ou romantismos, um enredo para adultos que vos confronte com brutalidade física e psicológica enquanto procura desafiar medos profundos e pesadelos obscuros através do protagonista. 

Uma grande aposta Topseller que, certamente, vai despertar novas atenções para o seu catálogo. 

Próximo título: 
Rei dos Espinhos Lançamento a 3 de Outubro


Título: Príncipe dos Espinhos
Autor: Mark Lawrence
Género: Dark Fantasy
Editora: Topseller



0 comentários :

Redes Sociais

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Até 24/09!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 10/09!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo 2 - Resultado!

*Planeta Manuscrito*

*Planeta Manuscrito*
Passatempo 6 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 7 - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide