Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sábado, 6 de agosto de 2016

Sinopse: 
As relações entre os dois casais Eric Zimmerman e Judith Flores, e Bjorn e Mel vão de vento em popa. Nada parece fora do lugar, até que de súbito, pessoas e surpresas do passado irrompem nas suas vidas e põem tudo de pernas para o ar.
Serão capazes de superar esta reviravolta inesperada?
Ou mudarão os sentimentos para sempre?
Apesar das discussões que as diferentes personalidades provocam, o empresário Eric Zimmerman e Judith Flores continuam tão apaixonados como no dia em que os seus olhares se cruzaram pela primeira vez. Juntos formaram uma linda família que adoram e pela qual são capazes de fazer qualquer coisa.
Flyn, o menino que Judith conheceu ao chegar a Munique, é agora um adolescente, e como acontece na maior parte dos jovens, a sua vida complica-se e afecta todos à sua volta.
O advogado Björn e a ex-tenente Mel continuam a bonita história de amor, junto da princesa Sami. Sem dúvida que a convivência os beneficiou muito. Mas há algo que Björn não consegue de Mel: que se case com ele.

Não vos vou mentir, quando se trata de escolher uma nova leitura é raro o género erótico estar entre as minhas opções imediatas. No entanto, desde que experimentei Megan Maxwell, fiquei rendida a esta história pela leveza e singularidades das suas personagens e, até ao momento, não consegui perder uma única oportunidade de me reencontrar com as bonitas narrativas de amor desta autora espanhola que tanto partilha da sua cultura em cada nova obra. 

Naquele que, creio eu, será o último livro dedicado a Eric e Judith em conjunto com o igualmente mítico casal Björn e Mel, descobrimos o estado de ambas as relações após 5 anos de vida em comum, aquilo que inevitavelmente mudou e muito que os caracteriza, permanece inalterável e continua a atrair-nos para as suas ficções. Da mesma forma, novos argumentos entram em cena e novas temáticas, muitas delas análogas às de qualquer leitor, vão pôr à prova o verdadeiro amor destes casais, enquanto nos divertem e encantam com a qualidade de sempre e nos fazem suspirar com aquele que promete ser um “e viveram felizes para sempre”. 

Sendo este o quarto livro da série Pede-me o Que Quiseres e tendo em conta a publicação de Surpreende-me, um outro título especialmente dedicado a Björn e Mel onde os protagonistas Eric e Judith foram também relevantes, começa a ser complicado para mim falar destas personagens sem me repetir ou fugir de inevitáveis spoilers, ainda assim, muito sucintamente, permitam-me apresentar estes pares e nomear aqueles que agora dão nova vida a este enredo. 
Os casais principais caracterizam-se por serem opostos que se atraem que, com o passar do tempo, encontraram nas diferenças aquilo que mais os une. Elas são fogo, mulheres de emoções à flor-da-pela que se expressam sem pudores e se derretem com os homens das suas vidas e eles, igualmente apaixonados, são alemães mais contidos que se transformam em verdadeiros príncipes quando a felicidade das suas mulheres está em causa – isto é romance básico, sabemos o que vamos ler e o que encontramos não desilude. 
Todavia, passados alguns anos, os intervenientes mais secundários ganham agora maior relevo e Flyn, o filho de Eric é agora um adolescente que manipula uma boa parte da trama, a irmã de Judith, novamente casada, também tem uma palavra a dizer e o mesmo se passa com os restantes membros de qualquer boa família que se preze e amigos de longa data, que certamente irão surpreender. 

Com o folhear, é-nos então apresentada uma nova faceta das relações outrora incendiárias que agora parecem abrandar um pouco com todos os dilemas inerentes às vidas em comum. Desde a revolta da adolescência e as primeiras paixonetas, passando pela estagnação afectiva à introdução de novas presenças nem sempre bem-vindas na relação, o leitor poderá apreciar um pouco mais daqueles que anteriormente o cativaram e torcer verdadeiramente por todos os que lhes conquistaram afecto. Uma coisa é certa, a carga de luxuria permanece igual não fossem estes pares nitroglicerina pura entre lençóis e, confesso-vos, se houve momentos em que achei que o livro poderia ser menor e dizer o mesmo aposto que muito em breve sentirei saudades daqueles que acompanhei durante centenas de páginas. 

E muito fácil, a sério que sim, perceber porque é que Megan é a autora erótica mais vendida na vizinha Espanha, do drama aos momentos mais hilariantes – sim, ainda gargalhei umas quantas vezes – é impossível ficar indiferente quando vemos desejos secretos ostensivamente revelados e reacções descritas que tantas vezes queríamos ter podido concretizar. É fácil perceber, nas lágrimas, nos risos e no sexo, em todo o amor e na imensa amizade espelhada, que a fantasia pode dar lugar à realidade e que existe uma forte base de verdade e confissões para tornar palpável esta história. 

Em suma, foi um grande final (727 páginas!). Gostei, em particular, de ver cimentada a amizade de Judith e Mel, de ver estas mulheres serem independentes na sua dependência afectiva. Gostei das crianças, das que deram os primeiros passos na meninice e das que caminharam na juventude e gostei, igualmente, dos muitos finais felizes, foi como o último episódio de uma novela, onde todos tiveram um momento de destaque e partilharam as muitas emoções que ao longo da jornada se fizeram sentir, enquanto fui revisitando os muitos lugares com os quais sentia empatia. Não ficou a faltar nada!

Uma aposta Planeta Manuscrito que continua a fazer subir atenção entre as apaixonadas por romances ousadas e que é e sempre será, definitivamente, uma aposta ganha e ligeira para o verão. 

Da mesma autora, no blogue:
Pede-me o Que Quiseres – Opinião
Pede-me o Que Quiseres, Agora e Sempre Opinião
Pede-me o que Quiseres ou Deixa-meOpinião

E ainda…
Surpreende-meOpinião

Título: Pede-me o Que Quiseres e Eu Dar-te-ei
Autora: Megan Maxwell
Género: Romance Erótico


0 comentários :

Redes Sociais

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Até 24/09!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Até 08/10!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 10/09!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo 2 - Resultado!

*Planeta Manuscrito*

*Planeta Manuscrito*
Passatempo 6 - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide