Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015
Olá queridos leitores, 

Este ano, pela primeira vez desde que criei o blog, quase não conseguia vir desejar-vos as boas festas. Os últimos meses têm efectivamente sido agitados e as prioridades são geridas de forma diferente – são factos. No entanto, porque vocês jamais serão por mim esquecidos, tinha mesmo de passar por cá para vos deixar os meus votos nesta quadra que me-é tão especial quanto peculiar.  


Agora que o consumismo passou, espero que a vossa consoada de ontem tenha sido plena em afectos e tão doce quanto os vossos desejos para uma noite que se quer tão feliz. Espero, de coração, que tenham sido amados e que a partilha destas horas tão ternas se perlongue por tempo infinito. Igualmente, desejo-vos que consigam fazer perfurar este espírito natalício que nos invadiu e que não permitam que o mesmo se perca pelo que tem preço. Se abraçaram e sorriram muito, continuem a fazê-lo infinitamente e multipliquem essas memórias felizes, caso contrário não deixem de o fazer hoje e sempre. O Natal pode mesmo ser todos os dias se acreditarmos e fizermos por isso, se procurarmos rodear-nos do que nos faz bem. 

Quase me esquecia, espero que tenham tido pelo menos um livro no sapatinho mas, pelo sim pelo não, vou preparar mais uns passatempos nos próximos dias. A partilha de histórias, de vidas, é sem dúvida um dos meus presentes favoritos. 

Feliz Natal & Boas leituras*



domingo, 13 de dezembro de 2015

Sinopse:
Estação Onze conta-nos a cativante história de um grupo de pessoas que arriscam tudo em nome da arte e da sociedade humana após um acontecimento que abalou o mundo. Kirsten Raymonde nunca esqueceu a noite em que teve início uma pandemia de gripe que veio a destruir, quase por completo, a humanidade. Vinte anos depois, Kirsten é uma atriz de uma pequena trupe que se desloca por entre as comunidades dispersas de sobreviventes. No entanto, tudo irá mudar quando a trupe chega a St. Deborah by the Water. Um romance repleto de suspense e emoção que nos confronta com os estranhos acasos do destino que ligam os seus personagens.

Do meu ponto de vista, é curioso que um livro se faça anunciar pela melancolia, por um sentimento íntimo que serve de ponto de partida para tantos outros capazes de nos transportar no tempo. No entanto, a nostalgia é certamente a emoção que personifica o decorrer desta obra e que permanece com o leitor quando virada a última página, quando é tomada a consciência de tudo o que poderíamos ter sido, somos ou algum dia chegaremos a ser, com o pretérito a reafirmar-se sempre.

Para lá de um enredo inteligente, Emily Mandel cativou-me pelo seu dom da palavra, pela cadência com que a anuncia e pela sua capacidade de me envolver nos contextos dissonantes em que o seu ensaio se fortalece, encerrando o texto em paralelismo com o seu princípio e deixando-me feliz por ter tido a oportunidade de experienciar a sua história. O livro de que vos falo hoje não é para todos os leitores mas é, certamente, um livro que muitos deveriam ler. 

O cenário pós-apocalíptico serve de mote introspectivo a um texto que se desenvolve em diferentes ambientes e que dá vida a diversificadas personagens que, por sua vez, se ligam entre si com intensidades diferentes entre um passado que vamos descobrindo em flashbacks e um presente que se vai construindo a um ritmo certamente muito distante daquele em que hoje existimos. 
Gritante na expressão cultural e sufocante a representar a sobrevivência, Estação Onze é, definitivamente, um dos livros mais singulares li sobre a perspectiva que apresenta, ora aprofundando temáticas, ora relevando interesses e quase se desconectando com o leitor. 

As suas personagens, com maior ou menor destaque, evidenciam as lacunas de hoje e as prioridades desse futuro tão diferente da nossa realidade. Igualmente, levam-nos a reflexões profundas e internas numa viagem atraente sobre os seus pensamentos e memórias – algo descrito de forma realmente interessante. 
Kirsten, considerada uma das protagonistas, por exemplo, revela a capacidade que o nosso cérebro tem de, por vezes, apagar memórias indesejáveis, oferecendo-nos uma visão mais pormenorizada do presente descrito e revelando uma aguçada curiosidade sobre o mundo pré-catástrofe. Arthur, por outro lado, nem sequer conheceu este momento distorcido mas, ainda assim, marcou-o não só pela sua identidade cultural que perdurou, como também pela capacidade de revelar tantos traços e fragilidades do Homem que hoje conhecemos. Enfim, com maior ou menor relação e/ou evidência, a forma como todos os intervenientes se articulam é um dos factores de destaque nesta narrativa que tão depressa os dispersa como os une. 

Como tantas vezes é passível de ser examinado nestes textos, a análise introspectiva da humanidade, seja ela singular ou social, é um dos pontos favoráveis ao longo do livro que mostra não apenas o rastilho da loucura, mas a forma como esta afecta todas as emoções e relações precedentes – tolo do homem que não acreditar mudar com a mudança do mundo, mudança essa que lhe afecta irremediavelmente a mente. O universo descrito é, por sua vez, quase anárquico, dando lugar a seitas, medos e uma adrenalina extrema em pequenos ou grandes agregados, onde a linha que os equilibra é tão frágil como qualquer vida que se inicia. 

O rastilho da loucura, a ausência de normalidade e as estruturas divergentes são, assim, pontos-chave desta narrativa única que, muito mais do que revelar um acontecimento, pretende vincar as alterações fundamentais efectivas na humanidade como a conhecemos, usando para tal ferramentas actualmente desvalorizadas e anulando, quase por completo, as necessidades agora nos parecem imprescindíveis. Sim, Estação Onze tem morais ramificadas que vão muito além de uma primeira ponderação. 

Esta é uma aposta Editorial Presença que sugiro sem restrições a quem procura ler algo diferente daquilo que, comercialmente, lhe é oferecido dentro deste género literário. 

Título: Estação Onze
Autora: Emily Mandel
Género: Ficção Científica; Pós-apocalíptico


Para mais informações sobre o livro Estação Onze, clique aqui.





O livro é muito bom e o book trailer não lhe fica atrás. 
Curiosos? 
Aqui está um título que adorei ter experimentado ainda este ano... 



sábado, 12 de dezembro de 2015

Apesar da minha ausência nos últimos tempos, sou uma privilegiada e, assim, tenho a oportunidade de voltar a oferecer livro pelo quinto ano consecutivo neste espaço que me é tão especial.



Com o maravilhoso apoio da Editorial Presença, está disponível para sorteio um pack com os A Alvorada dos Deuses de Filipe Faria e Origamis – Animais da Quinta de Vanessa Leão.

Para se habilitarem a este pack terão unicamente de responder às fáceis questões abaixo colocadas, ter atenção as regras de participação e ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
A partilha do link nas redes sociais não é obrigatória se desejarem participar apenas uma vez, mas sempre que o fizerem podem voltar a participar.

Descubra a sua resposta aqui no Blogue (aqui e aqui) ou em Editorial Presença (aqui e aqui).

Boas leituras*

Para mais informações sobre os livros os A Alvorada dos Deuses e Origamis – Animais da Quinta, clique aqui.

Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 27 de Dezembro de 2015 (domingo).
2. Só é possível uma participação por pessoa e e-mail.
4. Ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
5. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
6. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
7. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.

8. Boa Sorte!


sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Já experimentaste fazer origamis, 
A arte em papel de origem japonesa?
Brinca e diverte-te a criar animais em 3 dimensões!!!

Título: Origamis – Animais da Quinta
Autor: Vanessa Leão
Ilustração: Shiilia
Coleção: Diversos Infantis e Juvenis Nº 321
N.º Páginas: 112
PVP: 11.90 €
ISBN: 9789722356701

Sinopse:
Cria a tua quinta com animais usando apenas uma folha de papel: tens mais de 50 padrões à escolha. Neste livro vais encontrar uma coleção de 25 animais diferentes, desde o pintainho ao galo, passando pela abelha e joaninha, que podes fazer seguindo as instruções ilustradas passo a passo. Entra no mundo maravilhoso dos origamis, uns de construção mais fácil e outros mais difíceis. Diverte-te e partilha com a tua família.

Para mais informações consulte o site da Editorial Presença aqui.




Novo livro de Filipe Faria
Autor da série fantástica As Crónicas de Allaryia

Título: A Alvorada dos Deuses
Autor: Filipe Faria
N.º Páginas: 176
PVP: 12.90 €
ISBN: 9789722357067
Coleção: Via Láctea Nº 129

Sinopse:
No inverno de 1477, Berardo de Varatojo, padre franciscano estigmatizado, viaja para a distante Thule (Islândia) em busca de respostas para a sua crise de fé. Contudo, acaba raptado por desconhecidos antes de as conseguir encontrar, e os seus captores afirmam ser deuses, os sete destinados a sobreviver a um Crepúsculo dos Deuses de que nunca ouvira falar. Aqueles que Berardo toma por feiticeiros pagãos confessam-se numa encruzilhada, culpando o Deus cristão pelo seu dilema, e, segundo eles, o franciscano é precisamente a chave para a sua salvação, embora ele não consiga sequer conceber como.

Sobre o autor:
Filipe Faria nasceu em 1982, em Lisboa. Concluiu a sua educação na Escola Alemã de Lisboa, onde o contacto e o convívio com a cultura germânica lhe possibilitaram a abertura de novos horizontes. Impulsionado por um forte interesse pela Idade Média e pela descoberta fortuita, na biblioteca escolar, de um livro acerca daquela história sobre senhores e anéis, cultivou, desde cedo, a paixão pela literatura. Estreou-se no mundo literário com a série Crónicas de Allaryia, que lhe granjeou o Prémio Branquinho da Fonseca, atribuído conjuntamente pela Fundação Calouste Gulbenkian e pelo Expresso, em 2001, bem como o Prémio Matilde Rosa Araújo  ̶  Revelação na Literatura Infantil e Juvenil, em 2002.

Para mais informações consulte o site da Editorial Presença aqui.


quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Terminou mais um fantástico passatempo com o maravilhoso e constante apoio Editorial Presença.


Para sorteio encontrava-se um exemplar do título A Chave do Céu – Endgame 2 de James Frey e Nils Johnson-Shelton. Uma história diferente e contagiante que ultrapassa as barreiras da ficção. 

Gostaria, como sempre, de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime, haverá mais oportunidades em breve. 

Sem mais demoras, quem receberá este exemplar é:

79* Ricardo Ferreira, Lisboa

Os meus sinceros parabéns, espero que usufrua de uma excelente leitura.
E o meu muito obrigado à Editorial Presença por me oferecer a possibilidade de realizar este passatempo. 

Boas leituras*



quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Terminou mais um fantástico passatempo, desta feita com o maravilhoso apoio Saída de Emergência


Para sorteio encontrava-se um exemplar do título Rainha Vermelha de Victoria Aveyard. O primeiro título de uma distopia com contornos históricos e românticos que conquistou esta vossa leitora. 

Gostaria, como sempre, de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime, haverá mais oportunidades em breve. 

Sem mais demoras, quem receberá este exemplar é:

29* Beatriz Sousa, Gondomar
Os meus sinceros parabéns, espero que usufrua de uma excelente leitura.
E o meu muito obrigado à Saída de Emergência por me oferecer a possibilidade de realizar este passatempo. 

Boas leituras*

Redes Sociais

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo - Até dia 26 de Fevereiro!

*Clube do Autor*

*Clube do Autor*
Passatempo - Resultado em breve!

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado!

*Porto Editora*

*Porto Editora*
Passatempo - Resultado.

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide