Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Sinopse:
Longas filas de videiras estendem-se pelas colinas suaves de Borgofranco. Há dois séculos que a família Brugliani é proprietária daquele antigo burgo e das vinhas, tratadas com paciência para delas extrair vinhos preciosos e únicos. Aos 35 anos, Angelica é a herdeira da tradição e do património familiar. Mãe, esposa, empresária de sucesso: tudo parece perfeito na sua vida. Só ela sabe que por detrás daquela fachada se esconde um mundo sombrio, feito de mentiras – as do marido – e de sonhos pueris.
Uma noite, em que conduzia sua moto e sentindo-se dominada pela amargura e pelas lágrimas, Angelica não se apercebe de que o carro à sua frente está a travar. O choque é violento, mas felizmente sem consequências graves, quer para ela, quer para o condutor do automóvel, Tancredi D’Azaro. Angelica não sabe ainda que aquele homem é um dos chefs mais aclamados em todo o mundo. E ambos ignoram que, depois daquele encontro fugaz, o destino voltará a entrelaçar os seus caminhos, suscitando a tentação de um novo começo. É então tempo de fazer escolhas, tendo em conta o peso do passado e as responsabilidades do presente - porque a vida é feita de sonhos e paixões.

Era estranho para mim, uma sequiosa leitora de romances, nunca ter experienciado as páginas desta autora, saber do seu valor sem poder apreciá-lo ou estar perante fãs fervorosas sem nunca conseguir acompanhá-las. No entanto, graças a uma excelente iniciativa da Porto Editora, fui uma das privilegiadas leitoras que recebeu uma cópia de pré-lançamento, seguida de um exemplar autografado, do título A Vinha do Anjo, que poderão encontrar nas livrarias a partir do dia 30 de Setembro, amanhã.

Recordando-vos que apenas posso caracterizar Sveva Modignani por esta experiência singular, aventuro-me a confessar-vos que encontrei uma escritora que descreve prodigiosamente aquilo que a cativa e que consegue passar para o leitor os valores e as mensagens que a motivam na sua profissão. Além disso, é romântica quanto baste, preocupada com o futuro e apreciadora das coisas simples da vida, sendo possível encontrar nas suas personagens e na sua escrita, bela e simples, a admiração e o carinho que sente pela sua Itália.

É curioso, raro, que ao reler a sinopse desde enredo tenha sentimentos ambíguos ao avaliá-la, porque se por um lado me parece contar demasiado sobre o que irão encontrar, por outro fica muito aquém de tudo aquilo que esta história tem para oferecer. Sim, esta é maioritariamente uma narrativa dedicada a Angelica, ao seu prazer pelo que faz e aos seus dilemas familiares, mas é, igualmente, uma obra sobre todos os que tocam a sua vida e que têm um espaço entre o texto, o que lhe confere uma textura, enriquecimento, que de outra forma não alcançaria. Mais do que falar sobre esta mulher, preparem-se para um livro em que descobriram um pouco sobre todos os que fizeram de si o que é actualmente, evoluindo-a e transformando-a, na mãe, esposa e empresária que representa. É uma história sobre uma mulher igual a tantas outras, sim, mas também sobre o mundo empresarial/profissional onde estas pouco se destacam, oferecendo assim a visão interessante de um núcleo cada vez menos incomum.

Neste momento, poucas horas depois de concluída a leitura, sinto-me zangada com a protagonista, assim vou optar por não divagar mais do que aquilo que já fiz sobre a mesma, concluindo apenas que ela é dada a conhecer em várias fases, que nem sempre concordei consigo mas que não posso deixar de admirar o seu papel nem julgá-la pelas suas atitudes, por vezes frias e tantas outras impulsivas no seu remoinho emocional.
Incrivelmente, eu que muitas vezes sinto dificuldade em deixar-me cativar pelas personagens masculinas dos romances, gostei muito de todos os que fizeram parte deste livro, em particular de Raffaello, por ser tão próximo do protótipo de tantos homens e ainda assim conseguir encontrar-se e crescer ao longo do enredo, mas também de Tancredi D’Azaro pelo seu passado e de um poeta que não foi esquecido e que sem dúvida marcou a personagem principal.
Relativamente a secundários, creio que vale a pena referir a filha de Angelica e os seus pais, que oferecem uma imagem bastante actual de diferentes gerações e das muitas coisas que estão a mudar socialmente em relação a convenções que muitos ainda consideram correctas, num sentido mais tradicional.

Quanto a temáticas, Sveva centraliza a acção no universo da vinicultura, proporcionando uma perspectiva sensível e aprazível sobre todo o trabalho por detrás da produção e comercialização deste néctar divino. Da dedicação e paixão necessárias que levam à expansão produtiva, passando pela competitividade e outras dificuldades associadas para fazer vingar o produto, nada é deixado ao acaso sobre esta profissão tantas vezes geracional e que aparentemente implica uma necessária vocação.

Quanto a problemáticas, em particular as afectivas, a diversidade é imensa e agradou-me bastante. Casamentos, namoros e traições, relações a três, aventuras de uma noite ou a estabilidade que dura desde a juventude até ao último sopro, a narrativa mostra de tudo um pouco e permite-nos reflectir sobre as diferenças, mais-valias e perdas em cada uma das situações.


Por fim, o que mais gostei foi da estrutura do texto, fazendo passagens harmoniosas entre o passado e o presente, dedicadas a cada um dos intervenientes que nomeei anteriormente e permitindo, assim, uma compreensão quase total daquilo que são na actualidade da história, um conhecimento afectivo que nos permite assistir ao crescimento e à evolução singular e que cria uma empatia muito agradável e dá um gosto especial à leitura.

Em suma, este é um romance simples muito centrado nas suas personagens e nas suas historias de vida, que tanto se foca no seu tema central como enaltece os pormenores que realmente dão sentindo à nossa existência, provocando o palato e o olfacto e fazendo-nos facilmente viajar entre páginas, dando a ver na perfeição os cenários e as situações descritas. Só foi pena o final, mas esse é algo que terão de julgar por vocês mesmos – eu esperava mais. 

Esta publicação é já um “clássico” Porto Editora para júbilo das muitas fãs portuguesas desta signora, que eu recomendo a quem goste de um bom romance.


Título: A Vinha do Anjo
Autora: Sveva Casati Modignani
Género Romance
Editora: Porto Editora





domingo, 27 de setembro de 2015

«UM DOS MELHORES LIVROS DO ANO 2014»

Mais de 64 mil exemplares vendidos nos EUA
Vencedor do Arthur C. Clarke Award, 2014
Finalista National Book Award
New York Times bestseller
Finalista do PEN/Faulkner Prize na categoria de Ficção

Título: Estação Onze
Autor: Emily Mandel
Título Original: Station Eleven
Tradução: Rita Figueiredo
N.º Páginas: 336
PVP: 16.90 €
ISBN: 9789722356329

Sinopse:
Estação Onze conta-nos a cativante história de um grupo de pessoas que arriscam tudo em nome da arte e da sociedade humana após um acontecimento que abalou o mundo. Kirsten Raymonde nunca esqueceu a noite em que teve início uma pandemia de gripe que veio a destruir, quase por completo, a humanidade. Vinte anos depois, Kirsten é uma atriz de uma pequena trupe que se desloca por entre as comunidades dispersas de sobreviventes. No entanto, tudo irá mudar quando a trupe chega a St. Deborah by the Water. Um romance repleto de suspense e emoção que nos confronta com os estranhos acasos do destino que ligam os seus personagens.

Leia um excertoAQUI



«Profundamente melancólico, mas com uma escrita magnífica e nostálgica. Um livro que irei recordar durante muito tempo, e que irei reler.» - George R. R. Martin
«É difícil imaginar um romance mais perfeito, tanto na forma como no conteúdo, neste momento literário.» - The New Yorker
«Uma história surpreendentemente bela sobre as relações humanas num cenário de catástrofe.» - The Washington Post
«Talvez o romance pós-apocalíptico mais absorvente e provocador que irá ler.» - The Independent
«Um romance notável que, ao invés de nos deixar com medo do fim do mundo, nos faz apreciar a dádiva da vida quotidiana.» - San Francisco Chronicle
«Inesquecível.» - People

Sobre a autora:
Emily ST. John Mandel nasceu na British Columbia, Canadá, e vive atualmente com o marido em Nova Iorque. Escreveu os romances Last Night in Montreal, The Singers´s Gun e The Lola Quartet. O seu trabalho surge também em várias antologias, incluindo The Best American Mystery Stories 2013 e Venice. Estação Onze é o seu quarto romance, um bestseller do New York Times que foi finalista, em 2014, do National Book Award, do PEN /Faulkner Award e vencedor do Arthur C. Clarke Award. Os direitos deste livro estão já vendidos para 22 países.

Para mais informações sobre o livro Estação Onze, clique aqui.


sábado, 26 de setembro de 2015

A 30 de Setembro, a Porto Editora publica A Vinha do Anjo, o novo e muito aguardado romance de Sveva Casati Modignani. Neste livro, a grande signora da narrativa italiana leva-nos até ao mundo fascinante do vinho, num texto que é um desafio aos sentidos.

Título: A Vinha do Anjo
Autor: Sveva Casati Modignani
N.º Páginas: 384
PVP: 17.50 €
ISBN: 9789897412400

Sinopse:
Longas filas de videiras estendem-se pelas colinas suaves de Borgofranco. Há dois séculos que a família Brugliani é proprietária daquele antigo burgo e das vinhas, tratadas com paciência para delas extrair vinhos preciosos e únicos. Aos 35 anos, Angelica é a herdeira da tradição e do património familiar. Mãe, esposa, empresária de sucesso: tudo parece perfeito na sua vida. Só ela sabe que por detrás daquela fachada se esconde um mundo sombrio, feito de mentiras – as do marido – e de sonhos pueris.
Uma noite, em que conduzia sua moto e sentindo-se dominada pela amargura e pelas lágrimas, Angelica não se apercebe de que o carro à sua frente está a travar. O choque é violento, mas felizmente sem consequências graves, quer para ela, quer para o condutor do automóvel, Tancredi D’Azaro. Angelica não sabe ainda que aquele homem é um dos chefs mais aclamados em todo o mundo. E ambos ignoram que, depois daquele encontro fugaz, o destino voltará a entrelaçar
os seus caminhos, suscitando a tentação de um novo começo. É então tempo de fazer escolhas, tendo em conta o peso do passado e as responsabilidades do presente - porque a vida é feita de sonhos e paixões.
A Vinha do Anjo conta-nos a história envolvente de uma família e de uma tradição milenar, o retracto de uma protagonista fascinante no qual se revêem muitas das mulheres empreendedoras e corajosas que anonimamente constroem as nossas sociedades.

Leia um excertoAQUI

Sobre a autora:
Reconhecida como a grande signora do bestseller italiano, com mais de 11 milhões de exemplares vendidos, Sveva Casati Modignani está traduzida em 17 países e é hoje uma das autoras mais populares em Portugal. No catálogo da Porto Editora figuram já os seus romances Feminino Singular, Baunilha e Chocolate, O Jogo da Verdade, Desesperadamente Giulia, O Esplendor da Vida, A Siciliana, Mister Gregory, A Viela da Duquesa, Um Dia Naquele Inverno, O Barão e A Família Sogliano e 6 de abril ‘96. A sua obra autobiográfica, O Diabo e a Gemada também já se encontra publicada no catálogo da Porto Editora.

Saiba mais em: Porto Editora

E porque esta vossa leitora é uma rapariga com sorte... 


terça-feira, 22 de setembro de 2015

Sinopse:
Anne Blythe tem razões para sorrir: acaba de receber uma aliciante proposta para publicar o seu primeiro livro. Mas no que toca a relações amorosas, a situação é muito pouco animadora. Após mais um relacionamento falhado, Anne encontra na rua um cartão de uma empresa que ela julga ser de promoção de encontros românticos. Interpretando-o como um sinal, acaba por guardá-lo.
Farta de ver as pessoas à sua volta felizes no amor, Anne decide, num impulso, experimentar a empresa que a poderá ajudar a encontrar, finalmente, o homem da sua vida. Mas esta empresa não é bem o que parecia.
Trata-se afinal de um sofisticado ? e caro ? serviço que proporciona aos seus clientes um casamento arranjado, com tudo incluído. Anne começa por rejeitar a ideia, mas quanto mais pensa no assunto mais entusiasmada fica. Se os casamentos arranjados resultam para milhões de mulheres em todo o mundo, porque não haveria de resultar com ela? Além disso, o serviço afirma que só fracassou em 5 por cento dos casos.
Meses depois, Anne encontra-se num resort mexicano pronta para casar com Jack, o seu «par perfeito». E tudo parece correr bem. Mas será possível encomendar o amor verdadeiro?

Das histórias mais simples, com enredos mais previsíveis e personagens mais comuns podem, por vezes, florescer as obras mais encantadoras e Amor Por Encomenda é o espelho disso mesmo.
Catherine McKenzie pegou numa temática secular e conferiu-lhe contornos actuais que dão efectivamente que pensar enquanto, com uma boa dose de humor, explora relações afectivas e personalidades empáticas em que o leitor se irá rever.

Na sociedade ocidental actual o amor vem, ou deveria vir, sempre antes do casamento que, por sua vez, pode ser encarado como a celebração desse mesmo amor. Certo? Errado! Este enredo reverte a ordem desta tradição e serve-se desta premissa para nos contar a história de Anne, uma jovem mulher que acredita ser ela própria a razão do fracasso das suas relações afectivas resolvendo, assim, inscrever-se numa agência de casamentos que, por meio de probabilidades, lá lhe encontra o par ideal.
Uma comédia romântica diferente, quase em jeito de paródia, onde a irresistível Anne nos mostra os conflitos pessoais e emocionais que muitas vezes se apoderam de nós na busca pela felicidade.

Com um núcleo de intervenientes pequeno, neste livro é muito fácil deixarmo-nos cativar por aqueles que dominam grande parte da acção, mesmo que as suas altitudes nem sempre vão ao encontro do que podemos considerar mais correcto. Foi o que senti relativamente a esta protagonista, uma mulher descrente nos desígnios do coração e que vai contra aquilo em que acredita para tentar encontrar o amor. Ela é ciumenta, precipitada e ilude-se facilmente perante o caminho mais fácil mas, por outro lado, é uma romântica incurável que apenas deseja estar apaixonada, tem um humor quase cáustico que a torna adorável e que faz com que seja impossível não torcer por si, até ao último momento.  
Quanto às personagens secundárias, confesso que a melhor amiga e o seu editor – Anne é escritora, mais um ponto a favor – foram aqueles que mais me atraíram pelo bom senso e sentido de humor, respectivamente. mas infelizmente o par da protagonista não conseguiu o mesmo efeito, pois não acredito que fosse necessário fazer o jogo do príncipe e do sapo com esta personagem. Existem ainda outras figuras com apontamentos interessantes, a família de Anne e uma amiga que faz no dito resort mexicano, mas o texto é tão centrado na protagonista que são facilmente esquecidos.

O que mais gostei neste enredo foi, efectivamente, a forma como aborda o casamento enquanto negócio, enquanto instituição que oferece um produto comerciável quando, actualmente, na cultura ocidental, tantas vozes se insurgem contra casamentos arranjados, etc.. A autora mostra que, mesmo num nicho de formação superior, informado e liberal esta opção poderia ser uma escolha e sendo-o, que direito temos de julgar os que optam por este caminho. Eu confesso que não fui pesquisar, mas parece-me viável que este negócio exista com diferentes contornos e é realmente interessante ver um ensaio sobre o tema.

Igualmente, gostei muito da forma como estão expostas as emoções da protagonista, muito realistas, assim como da diversidade de relacionamentos afectivos que são possíveis de analisar. É curioso como o sentir é tão distinto, entre diferentes pares, mas no entanto não deixa de haver um padrão contínuo, coerente, do qual temos tanta dificuldade em libertar-nos.

Enfim, esta é, como referi anteriormente, uma comédia romântica diferente mas interessante que, embora não seja perfeita, me encheu as medidas com a sua base e muitos pormenores, deixando-me com vontade de ler outros títulos da autora, por exemplo o já publicado Em Segredo pela mesma editora, pois que creio estar perante uma escritora que tem mais mérito e talento do que aquele eu poderia imaginar numa primeira análise.

Esta é uma aposta Topseller, mais uma boa aquisição para o seu catálogo de que, como bem sabem, esta vossa leitora é fã.


Título: Amor Por Encomenda
Autora: Catherine McKenzie
Género: Comédia Romântica
Editora: Topseller





Aqui está mais um book trailer com carimbo Topseller, para animar esta vossa leitora que adora este tipo de divulgação.

Ficaram curiosos?





PRÉMIO RITA - MELHOR ROMANCE HISTÓRICO 2013

Título: Um Marquês Irresistível
Autor: Sarah MacLean
N.º Páginas: 352
PVP: 18.79 €
ISBN: 9789897070082

Sinopse:
Michael, Marquês de Bourne, perdeu tudo o que tinha, com uma só carta: um oito de ouros. Apostou e perdeu toda a sua fortuna e terras numa só jogada e, com elas, a sua reputação. Bourne, nome pelo qual todos agora o conhecem, passou a ser um exilado da sociedade, transformando-se no frio e implacável dono do Anjo Caído, o clube de jogo mais famoso de Londres. Mas ele tudo fará para recuperar o que foi seu.
As terras de Bourne acabam por ir parar à posse de Penelope, uma sua paixão de infância. Penelope sofreu a humilhação de um noivado rompido, tendo sido trocada por outra mulher. Por isso deseja agora um casamento que não seja igual a todos os outros: um compromisso por conveniência.
Quando Bourne a rapta e a força a casar- se com ele para poder reaver as suas terras, Penelope aceita sem grandes dramas o desafio, pois sente-se atraída para uma relação diferente, que lhe permita aceder a prazeres inexplorados. Bourne é a senha de acesso aos prazeres desconhecidos por que Penelope anseia. Mas ao mesmo tempo o seu coração deseja que Bourne a ame, tal como ela o ama, secretamente, a ele. Será que Bournevai conseguir ultrapassar as marcas e os fantasmas do passado e revelar a Penelope o que realmente sente? E estará Penelope à altura do submundo do vício e do pecado em que Bourne agora vive?

Leia um excertoAQUI

Sobre a autora:
Sarah MacLean nasceu em Rhode Island, na costa leste dos Estados Unidos. É autora bestseller do New York Times e do USA Today. Foi também vencedora do Prémio RITA para Melhor Romance Histórico de 2013.
Desde adolescente que desejou ser romancista. O seu amor pela ficção histórica levou-a a formar-se em História da Europa no Smith College, em Massachusetts, e em Ciências da Educação, na Universidade de Harvard. Mudou-se para Nova Iorque para se dedicar à carreira na escrita, e é aí que ainda hoje vive com o seu marido, o seu cão, e a sua imensa coleção de romances.
É colunista no Washington Post. Venceu duas vezes o Prémio RITA para Melhor Romance Histórico, atribuído pela Associação Americana de Escritores de Romance, com os romances Um Marquês Irresistível e No GoodDuke Goes Unpunished, este último a publicar em 2016 pela Topseller.

Saiba mais em: Topseller




Depois de se conhecer o lado cruel do amor, será possível viver um amor verdadeiro?

Título: Amor Cruel
Autor: Colleen Hoover
N.º Páginas: 288
PVP: 16.99 €
ISBN: 9789898800572

Sinopse:
Tate é enfermeira e muda-se para São Francisco, para casa do irmão Corbin, para estudar e trabalhar. Miles é piloto-aviador e mora no mesmo prédio de Corbin. Depois de se conhecerem de forma atribulada, Tate e Miles acabam por se aproximar e dar início a uma relação exclusivamente física. Para que esta relação exista, Miles impõe a Tate duas regras:
«Não faças perguntas sobre o meu passado. Não esperes um futuro.»
Tate aceita o desafio de manter uma relação distante, sem nenhum compromisso, nem sequer o da amizade. A relação alimenta-se assim da atração mútua entre os dois.
Miles nunca fala de si nem do seu passado, e comporta-se perante Tate de acordo com as regras que ele definiu. Será Miles capaz de desvendar o que se esconde por detrás desta necessidade tão grande de se distanciar emocionalmente dos outros?
E poderá algo tão cruel transformar-se numa relação bonita e duradoura?

Leia um excertoAQUI

O livro está a ser adaptado ao cinema, com Nick Bateman no principal papel. Tem estreia prevista para 1 de Fevereiro de 2016, e promete ser um concorrente de peso ao segundo filme de Fifty Shades of Grey, tendo já conquistado milhões de fãs e a crítica.

«Colleen Hoover constrói um mundo surpreendente de dois jovens que descobrem o amor maduro.» - Booklist
«Só Colleen Hoover tem a capacidade de incluir tanto esplendor num romance.» - Jamie McGuire, autora bestseller

Da mesma autora, no blogue:
Um Caso Perdido (Hopeless) Opinião
Uma Nova Esperança (Hope) Opinião

Sobre a autora:
Colleen Hoover é uma autora norte-americana que já atingiu o 1.º lugar no top de vendas do New York Times e comoveu muitos leitores com os seus seis livros publicados, incluindo Um Caso Perdido (Hopeless).
Colleen cresceu numa quinta, no Texas, casou-se aos 20 anos e tirou uma licenciatura em Serviço Social. Trabalhou nos Serviços de Proteção a Crianças, antes de voltar aos estudos para concluir a sua formação em Educação Especial e Nutrição Infantil.
Vive com o marido e os três filhos à beira de um lago no Texas.
Saiba mais em www.colleenhoover.com

Saiba mais em: Topseller


domingo, 20 de setembro de 2015

Bestseller do New York Times
Série «Noivas de Nantucket» - Livro 1
A história romântica de um amor tão intenso que resiste aos séculos.

Título: Amor Verdadeiro
Autor: Jude Deveraux
N.º Páginas: 496
PVP: 16.60 €
ISBN: 9789897412400
Disponível para compra – AQUI
Disponível em eBook – AQUI

Sinopse:
Quando Alix Madsen está a terminar a faculdade de arquitetura, Adelaide Kingsley morre e deixa-lhe em testamento o usufruto, por um ano, de uma encantadora casa do séc. XIX em Nantucket. A relação da idosa com a família Madsen é um mistério para a voluntariosa Alix –que terminou há pouco uma relação -, mas Alix aceita o estranho legado, em parte porque lhe dá tempo para planear o casamento da sua melhor amiga.
Porém, forças invisíveis movimentam-se nos bastidores, fazendo ranger as tábuas antigas da Casa Kingsley. Parece que Adelaide Kingsley tinha uma tarefa bastante específica para Alix: resolver o estranho desaparecimento de uma das mulheres da família Kingsley, Valentina, há mais de duzentos anos. Como se isso não fosse suficientemente perturbador, Alix tem ainda de lidar com o arrogante (e extremamente bem-parecido) arquiteto Jared Montgomery, que vive no anexo da casa.
Sem o conhecimento de Alix, Jared foi incumbido de olhar por ela enquanto está na ilha - tarefa fácil para ele, considerando a inegável química entre os dois. Mas Jared tens os seus segredos que, se revelados, podem cavar um fosso entre ambos.
Com um glorioso casamento de Nantucket no horizonte, há faíscas no ar e os fantasmas do passado começam a mostrar-se - alguns deles mesmo a sério. Vendo as suas vidas intimamente entrelaçadas com os destinos turbulentos dos seus antepassados, Alix e Jared descobrem que apenas corrigindo os erros do passado podem esperar ficar juntos.

Leia um excertoAQUI

«Um novo romance Jude Deveraux significa um longo serão a virar as páginas até ao delicioso final.» - Susan Elizabeth Phillips
«Um romance sobre o amor, a vida, a morte e a reencarnação... a história romântica de um amor tão intenso que sobrevive aos séculos.» - Kirkus Reviews
«Verdadeiro Amor, com os seus amantes e enredo sinuoso, evoca tudo o que torna Nantucket tão especial - a história, a atmosfera, os segredos e a magia...» - Susan Wiggs

Da mesma autora, no blogue:
Jardim de AlfazemaOpinião
Amanhecer ao Luar – Opinião

Sobre a autora:
Jude Deveraux é autora de uma vasta obra, com 40 títulos que marcaram presença na lista dos livros mais vendidos do New York Times. Os seus livros, bestsellers em vários países, já venderam mais de 60 milhões de exemplares em todo o mundo.

Saiba mais em: Quinta Essência


sábado, 19 de setembro de 2015

Sinopse:
Katie’s got it pretty good. She’s a talented young chef, she runs a successful restaurant, and she has big plans to open an even better one. Then, all at once, progress on the new location bogs down, her charming ex-boyfriend pops up, her fling with another chef goes sour, and her best waitress gets badly hurt. And just like that, Katie‘s life goes from pretty good to not so much. What she needs is a second chance. Everybody deserves one, after all but they don t come easy. Luckily for Katie, a mysterious girl appears in the middle of the night with simple instructions for a do-it-yourself do-over:
1. "Write your mistake"
2. "Ingest one mushroom"
3. "Go to sleep"
4. "Wake anew"
And just like that, all the bad stuff never happened, and Katie is given another chance to get things right. She’s also got a dresser drawer full of magical mushrooms and an irresistible urge to make her life not just good, but perfect. Too bad it’s against the rules. But Katie doesn’t care about the rules and she’s about to discover the unintended consequences of the best intentions.

Estou completamente encantada, confesso-vos. Eu já conhecia a arte de Bryan Lee O’Malley mas apreciá-la a cores, numa belíssima edição de capa dura e sob a forma de novela gráfica foi uma experiência maravilhosa. Acreditem, fiquei ainda mais rendida ao seu trabalho e tentarei adquirir os seus restantes títulos.


Mistério, fantasia e romance são os pilares desta narrativa visualmente complexa e cativante que nos prende da primeira a última página do seu enredo, ansiosos pelo desfecho e ao mesmo tempo tentado arrastando e namorando virar de cada página – situação típica de que quer usufruir um pouco mais de cada imagem.

Seconds conta-nos a história de Katie, uma mulher que viu os planos da sua juventude, no amor e na vida profissional, morosos e logrados na sua concretização. Até que, certa noite, se vê perante a possibilidade de alterar o passado, literalmente, rescrevendo-o, comendo um cogumelo e adormecendo para acordar na realidade alternativa que escreveu antes de sucumbir ao reino dos sonhos. No entanto, nem tudo corre como o esperado e Katie dá por si a ter que ingerir demasiados cogumelos, a rescrever demasiadas vezes o seu passado e ter sonos e despertares cada vez mais perturbadores até que a verdade e aqueles que a rodeiam fugiram em absoluto a tudo o julgava controlar e, a determinada altura, o seu futuro corre o risco de nunca vir a existir.


Seguindo uma linha à qual já me havia habituado com a série Scott Pilgrim, existe um humor muito singular em O’Malley que me fascina mesmo nos momentos em que as suas personagens me apertam o coração e, neste livro em particular, uma vez mais, a sua personagem principal conquistou-me de imediato. Sim ela comete imensos erros e sim a Katie tem uma grande lição de vida para aprender, mas a empatia e desejo de a ver feliz, mesmo quando não o merece, é constante, cativando até ao final.
Os intervenientes secundários são igualmente deliciosos e aqueles que merecem maior destaque ficam, efectivamente, vincados na mente de leitor. Proporcionando reviravoltas cruciais ou oferecendo um toque verdadeiramente especial à narrativa, Lis uma “fantasminha” maravilhosa e Hazel são sem dúvida figuras fundamentais e traçadas com uma beleza encantatória, que tiveram a capacidade de me fazer sorrir e apreciá-las infinitamente.


Sem querer adiantar-vos muito mais sobre este livro, para que possam vocês mesmo saboreá-lo, resta-me dizer-vos que as suas principais temáticas giram em segundas oportunidades, da coerência do destino e do preço de cada escolha, decisão ou julgamento têm na nossa vida. E embora se trate de um romance, onde tantas vezes o amor de Katie por Max parece ser o verdadeiro impulsionador do enredo, é muito mais do que isso, esta é uma narrativa sobre a amizade, sobre o crescimento individual e a capacidade de cada em olharem seu redor.

Por fim, já vos disse que a arte representada é linda mas acreditem que nenhum adjectivo que eu possa utilizar a irá superar. Ricos em pormenores e com a capacidade de complementar o texto de forma extraordinária, os traços deste autor superaram tudo o que eu poderia esperar, prendendo-me longamente aos seus desenhos e fazendo-me desejar uma releitura logo após virar a última página. Seconds é maravilhoso, simplesmente maravilhoso.

Infelizmente, este livro ainda não pode ser adquirido em português mas não temam, o inglês acessível e se tiveram oportunidade acreditem que estarão a adquirir 336 páginas de puro deleite.


Título: Seconds
Autor: Bryan Lee O’Malley
Género: Novela Gráfica

Editora: Ballantine Books

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Será que um livro pode criar felicidade?
A resposta está nas tuas mãos.

Anima-te
Qual é o teu problema
Pensa Positivo!
Este não é um livro de auto-ajuda

Título: Como Ser Feliz
Autor: Lee Crutchley
N.º Páginas: 160
PVP: 16.90 €
ISBN: 9789898775399

Sinopse:
Através de desafios simples, surpreendentes e divertidos, este livro vai ajudar-te a ver a vida de uma nova perspectiva e a redescobrir a alegria de cada dia.
Mais do que um livro de exercícios, um caderno criativo ou um diário secreto, este livro é um bom amigo, um porto seguro, um confidente. Como no ombro de um amigo, encontrarás nestas páginas consolo, bem-estar e energia.

Abre a primeira página e prepara-te para um novo começo, cheio de promessa e esperança. Vamos a isso?

O caderno criativo da felicidade.

«Estava à espera de mais um livro de auto-ajuda, mas é diferente do qualquer outro livro deste tipo.» - In This is a Depression Blog
«Esta é uma ferramente maravilhosa para todas as pessoas a lutarem contra uma depressão ou que se sentem apenas ‘blah.» - In Publishers Weekly
«É difícil dizer do que gostei mais neste livro. Adorei o facto de não ser um livro de auto-ajuda no sentido tradicional.» - In Geoffwhaley
«Crutchley oferece um ponto de vista honesto que a felicidade não é uma mudança imediata ou constante. Há dias em que nos sentimos tristes e não há problema nenhum com isso.» - In Mind Your Mind

Sobre o autor:
Lee Crutchley faz livros e desenha numa pequena cidade em Inglaterra. Está a escrever este livro na terceira pessoa, embora lhe pareça esquisito fazê-lo. Neste momento, não sabe se deve dar lhe um tom imperativo e autoritário ou engraçado e simpático. Vai desistir de ambos.

Não é médico nem tem habilitações na área da saúde mental; só fica muito triste de vez em quando. Pensa que deves procurar ajuda e aconselhamento de um profissional se pensares que precisas e, provavelmente, mesmo que penses que não precisas.


quarta-feira, 16 de setembro de 2015
                     
E é com o fantástico apoio da ASA que vos trago o último passatempo alusivo ao 5.º aniversário do blogue.


Para sorteio, está disponível um exemplar do título Três Semanas Com o Meu Irmão de Nicholas Sparks, aquele que é considerado um dos livros mais pessoais deste autor bem conhecido de muitos leitores.

Para se habilitarem a este livro, terão unicamente de responder à fácil questão abaixo colocada, ter atenção as regras de participação e ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
A partilha do link nas redes sociais não é obrigatória, mas fico grata se o fizerem.

Descubram a resposta no Blogue.

Boas leituras*


Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 30 de Setembro de 2015 (quinta-feira).
2. Só é possível uma participação por pessoa e e-mail.
4. Ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
5. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
6. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
7. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.

8. Boa Sorte!


Redes Sociais

*Passatempo*

*Passatempo*
Até 7 de Maio!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Resultado em breve!

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide