Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Terminou mais um fantástico passatempo com o sempre precioso apoio Editorial Presença.


Para sorteio encontrava-se um exemplar do título Erebos – É um jogo. Ele observa-te de Ursula Poznanski.
Um livro muito interessante, actual e pertinente que sugiro sem restrições. 
Convido-vos a ler a minha opinião: aqui.


Gostaria, como sempre, de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime, haverá mais oportunidades em breve.



Sem mais demoras, quem receberá este exemplar é:

35* Milú Reis, Aveiro

Os meus sinceros parabéns, espero que usufrua de uma excelente leitura.
E o meu muito obrigado à Editorial Presença por me oferecer a possibilidade de realizar este passatempo.
Boas leituras*



terça-feira, 28 de abril de 2015

Sinopse:
Numa escola de Londres um misterioso e viciante jogo de computador circula entre os estudantes, mas ninguém fala disso abertamente.
As regras do jogo são extremamente rígidas. Cada jogador tem apenas uma oportunidade e se perder nunca mais pode entrar no jogo; deve estar sempre sozinho e não pode falar a ninguém sobre o seu jogo. Quem violar estas instruções é também eliminado. O jogo é inteligente e interage com o jogador como se o vigiasse constantemente. As missões atribuídas devem ser concretizadas no mundo real.
Quando Nick Dunmore começa a jogar, sente-se de imediato absorvido, aprende as regras e avança rapidamente; contudo, vê-se forçado a questionar as implicações deste jogo perigoso. Qual o verdadeiro objetivo? E que segredo esconde? Um livro que os apreciadores de fantasia, jogos de computador, lendas urbanas, distopias, não devem perder.
Erebos é um jogo. Ele observa-te...

Ora aqui está uma surpresa agradável. Confesso-vos que não sabia bem o que esperar desta história, com um género pouco definido na minha mente e direccionada para um público mais jovem mas, felizmente, esta acabou por se revelar algo viciante e original, num universo actual e que teve a capacidade de me pôr a reflectir sobre dilemas contemporâneos.

Através de um enredo que flui com naturalidade, Ursula Poznanski apresenta uma história inteligente e cativante que prende a atenção de quem lê. Apesar de utilizar diálogos mais coloquiais e descrições concisas, a sua narrativa é cuidada e nota-se a sua preocupação em dar a ver tudo o que está a acontecer, da mesma forma que trabalha, inclusive com momentos de humor entre o suspense, as relações entre personagens e a importância que os pares têm na adolescência comum.

Todo o texto gira em torno de Erebos, um jogo que, tal como é descrito na sinopse, ultrapassa e até domina a realidade. Estratégia, acção e aventura são os atractivos deste universo virtual paralelo que escoa para a realidade, acabando por viciar, manipular e subjugar centenas de miúdos que vivem em Londres. Para lá de fascinar por todas as singularidades que o próprio jogo apresenta e mostrar a forma como este altera as personagens do enredo, esta história acaba por se tornar numa perigosa caça à verdade, ao verdadeiro intuito do jogo, e sobre quem está por detrás do da ficção. Uma coisa é certa, a vida social de todos os jovens está a mudar e coisas realmente estranhas e graves começaram a acontecer, pois como explicita o título, Erebos é um jogo. Ele observa-te... e tudo pode acontecer!

Não há nenhum interveniente que me tenha desagradado apesar das tenras idades e Nick, o protagonista, acabou por se revelar um jovem bastante interessante mesmo, ou quiçá principalmente, nos momentos em que não o é – passo a explicar. Nick é um miúdo bastante esperto e maduro, com um bom fundo, no entanto transforma-se completamente quando entra em contacto com o Erebos, tendo atitudes e acções extremamente reprováveis. Assim, nem sempre ele é agradável mas compreendi a necessidade de mostrar os dois lados deste rosto para que o mesmo possa escolher e evoluir, aprender, com as suas escolhas.
As personagens secundárias são muito diversificadas e, muitas delas, só a partir da segunda metade do enredo é que se dão a conhecer. A ter de citar alguns, adorei o Victor com as suas peculiaridades extravagantes, bem como o Jamie com o seu humor e tranquilidade e a Emily pela sua doçura.


Quanto ao jogo, Erebos, tenho de acrescentar que o achei bastante atractivo – acho que se fosse uma personagem teria cedido à tentação inicial pois, creiam-me, gosto bastante de jogos de simulação, aventura e enigmas. Um dos pormenores mais interessantes terá, provavelmente, com o facto deste simulador se tornar uma narrativa singular dentro da própria história, que desperta tanto ou mais o interesse de quem lê.
Igualmente, este serve para revelar uma das problemáticas mais gritantes do texto, os perigos associados à Internet, à facilidade com que os seus conteúdos são acessíveis e, também muito grave, o vício do jogo e os efeitos que este tem no indivíduo – principalmente nos mais novos, mais moldáveis.
Tudo isto, dá ainda que reflectir relativamente aos avanços que são feitos na criação de inteligência artificial, mas isto era tema para uma segunda opinião cheia se spoilers.

Enfim, esta é uma história de carácter inovador e muito pertinente nos dias de hoje que, com uma forte componente de entretenimento, alerta para muitos perigos a que miúdos e graúdos estão sujeitos.

Uma boa aposta Editorial Presença que sugiro, sem restrições, aos leitores que tenham interesse por esta temática, mas também aos jovens e aos adultos que pretendam algo leve que os recorde destas questões através do prazer da leitura.


Título: Erebos – É um jogo. Ele observa-te.
Autor: Ursula Poznanski
Género: Ficção Científica; Young Adult; Aventura
Editora: Editorial Presença

Para comprar o livro Erebos, clique aqui.


segunda-feira, 27 de abril de 2015



Porque eu acredito que vocês gostam tanto deles como eu, aqui fica mais um book trailer de uma das minhas mais recentes leituras.

Curiosos? 

domingo, 26 de abril de 2015

Recordando que esta semana se celebrou o Dia Mundial do Livro, começa hoje um novo passatempo muito especial com o apoio Planeta Manuscrito.


Para sorteio, está disponível um pack com os livros Desejo de Chocolate e Tempestade Iminente, para um único vencedor. Este conjunto tem uma história para adultos e outra juvenil, porque a leitura é um prazer em qualquer idade. 

Para se habilitarem a estes exemplares, terão unicamente de responder às fáceis questões abaixo colocadas, ter atenção as regras de participação e ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.

Descubra a sua resposta aqui no Blogue (aqui e aqui) ou em Planeta Manuscrito.

Boas leituras*
        
Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 10 de Maio de 2015 (domingo).
2. Só é possível uma participação por pessoa e e-mail.
4. Ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
5. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
6. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
7. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.

8. Boa Sorte!



Depois do sucesso de O Apelo da Floresta, Fogo e Gelo e Floresta de Segredos, chega agora a quarta aventura emocionante da saga dos Gatos Guerreiros, um best-seller internacional.

Aqui quem domina o mundo são os gatos.
E lá em casa, tem algum guerreiro a mandar?

Título: Tempestade Iminente – Gatos Guerreiros 4
Autor: Erin Hunter
N.º Páginas: 304
PVP: 15.50 €
ISBN: 978-989-657-636-3

Sinopse:
Garra de Tigre, o inimigo traiçoeiro de Coração de Fogo, foi vencido e exilado do Clã do Trovão. Mas Coração de Fogo não consegue afastar a sensação de que ele espreita na floresta, à espera da oportunidade de o atacar.
Não é este o único problema que o jovem guerreiro enfrenta nestes meses escaldantes de Verão: assombram-no augúrios sinistros, um aprendiz com um segredo chocante e uma comandante arrasada, que é uma sombra do que já foi.
Entretanto, a floresta está cada vez mais abafada e quente… e todos se preparam para a tempestade que se aproxima…




10 milhões de livros vendidos
120 semanas no top do The New York Times
Traduzidos em 23 línguas!

«Aventura às carradas. Decerto agradará a qualquer leitor que alguma vez se tenha interrogado acerca dos sonhos de grandeza que o gato da família poderá alimentar.» - Publishers Weekly
«Uma aventura animal cheia de suspense que deixará os leitores a olhar para o Bichano lá de casa com alguma desconfiança.» - Kirkus Review

Sobre as autoras:
Erin Hunter é o pseudónimo de seis autoras: Kate Cary, Cherith Baldry, Tui Sutherland, Gillian Philip, Inbali Iserles e Victoria Holmes que se juntaram para escrever a série juvenil «Gatos Guerreiros».

Saiba mais em: Planeta Manuscrito



Da mesma autora de A Cor da Memória, chega agora um novo e viciante romance, vencedor do Prémio Llull, o maior galardão em língua catalã.

Três mulheres. Três séculos
A mesma chocolateira de porcelana branca
Uma paixão muito gulosa

Título: Desejo de Chocolate
Autor: Care Santos
N.º Páginas: 384
PVP: 19.85 €
ISBN: 978-989-657-630-1

Sobre o livro:
Através da paixão pelo chocolate, Care Santos descreve uma apaixonante viagem no tempo, que atravessa três séculos e o elemento que os une é uma requintada chocolateira branca que pertenceu à filha de Luís XIV, Madame Adelaide.
Tal como em A Cor da Memória, Barcelona serve de cenário a todo este romance, ou não fosse esta uma cidade com grande tradição chocolateira e que foi um dos primeiros lugares onde o chocolate passou a ser um manjar da aristocracia.
Desejo de Chocolate conta-nos a vida de três mulheres, que são as narradoras das histórias, e que têm em comum duas coisas: terem vivido em Barcelona e serem donas de uma chocolateira de porcelana branca, cuja inscrição na base tem uma peculiaridade: só cabe nela o conteúdo para três taças.

Sara: vive no presente e pertence a uma família de grande tradição chocolateira. Seguindo a carreira dos pais consegue que a chocolateira se expanda e orgulha-se de fabricar o melhor chocolate de Barcelona.
Aurora: vive no século o XIX. Filha ilegítima de uma criada que morreu ao dar à luz, foi acolhida pela família burguesa onde a mãe trabalhava, para servir a filha da família que nasceu ao mesmo tempo que ela. Para esta família, o chocolate era um produto proibido.
Mariana: vive no século XVIII. O marido é fabricante do chocolate mais famoso da cidade, é ele que abastece a corte francesa e inventou uma prodigiosa máquina para fazer o chocolate que todos cobiçam.

Leia um excertoAQUI

Uma narrativa muito bem construída. Uma pesquisa histórica rigorosa.
Um romance escrito com paixão, que vai permitir ao leitor descobrir a evolução e desenvolvimento da indústria do chocolate do século XVIII até hoje.

Sobre a autora:
Care Santos é autora de uma extensa obra literária que inclui oito romances, sete livros de contos e inúmeros títulos de literatura para jovens, área onde é uma das autoras mais reconhecidas e lidas de Espanha.
Entre os seus títulos destacam-se Aprender a Huir, Los Que Rugen, La Muerte de Vénus – com este último foi finalista do Prémio Primavera em 2007 - A Cor da Memória (Planeta, 2012) e El Aire Que Respiras.
A sua obra encontra-se traduzida em dezoito línguas.
Desejo de Chocolate foi galardoado com o Prémio Ramon Llull 2014.
www.caresantos.com
www.silencioeslodemas.blogspot.com

Saiba mais em: Planeta Manuscrito


sábado, 25 de abril de 2015

Sinopse:
Sir Phillip sabia que Eloise Bridgerton tinha já 28 anos e era, pois claro, uma solteirona. Foi por isso mesmo que pediu a sua mão em casamento. Sir Phillip partiu do princípio de que Eloise estaria desesperada por casar e não seria exigente ou caprichosa.
Só que… estava enganado. No dia em que ela lhe aparece à porta, torna-se óbvio que é tudo menos modesta e recatada.
E quando Eloise finalmente para de falar, ele percebe, rendido, que o que mais deseja é… beijá-la.
É que, quando recebeu a tão inesperada proposta, Eloise ficou perplexa. Afinal, nem sequer se conheciam pessoalmente. Mas depois… o seu coração levou a melhor e quando dá por si está numa carruagem alugada, rumo àquele que pensa poder ser o homem dos seus sonhos. Só que… estava enganada. Embora Sir Phillip seja atraente, é certo, é também um bruto, um rude e temperamental bruto, o oposto dos gentis cavalheiros que a cortejam em Londres.
Mas quando ele sorri… e quando a beija… o resto do mundo evapora-se e Eloise não consegue evitar a pergunta: será que este pesadelo de homem é, afinal, o homem dos seus sonhos?

É difícil explicar-vos como mas a verdade é que sei, garantidamente e antes mesmo de ler a sinopse, que o facto de me encontrar com as palavras de Julia Quinn é uma promessa de excelentes momentos entre páginas.
Sem dúvida alguma uma mestra na sua arte, creio que para a maioria dos leitores deste género de ficção esta autora dispensa apresentações pois quase que adivinho que, estes mesmos leitores, já se apaixonaram em algum dos livros por um elemento da família Bridgerton. Eles são a elite do seu tempo, figuras imponentes e gentis que dão nome a esta série de oito livros e que conquistam com a justiça e o coração.

Para Sir Phillip, Com Amor, o quinto título, é mais uma prova de talento que se faz acompanhar por um novo cenário e muitas das personagens já bem conhecidas de quem lê esta saga e se, por um lado, é uma obra que pode ser considerada ligeiramente diferente, por outro lado tem todo o esmero, humor e cuidados delicados que o eventual adepto desta história deseja encontrar.

Após a épica e perfeita união em A Grande Revelação, Eloise era efectivamente a personagem que eu esperava ver lutar pela sua felicidade, não só por já ter deixado vincada a sua personalidade forte mas também pelas singularidades controversas que a caracterizam para sua época… e assim foi.
Uma troca de correspondência inocente e dois destinos ansiosos por fugir à sua actual realidade são as bases de mais um romance arrebatador, repleto de peripécias e charme, num ambiente mais bucólico que habitual mas que ensinará igualmente aos protagonistas as agruras e as doçuras de um encontro com o verdadeiro amor e com a assinatura de um felizes para sempre.

Gostei de todas as personagens, à sua maneira todas elas têm pormenores encantadores que criam empatia e souberam captar a minha atenção, mas confesso Eloise se destacou pois sou, desde sempre, uma fã sua.
Irreverente, audaz e com um língua viperina, esta solteirona por opção acaba por se revelar uma mulher desesperada por cumprir o matrimónio e fugir à vida citadina. Ao longo da narrativa, revelou que a sua fortaleza de afectos se estendia também à maternidade e que mesmo a pessoa mais firme nas suas convicções treme quando o seu mundo passa a fazer sentido com outros dentro. Teve, sem dúvida, direito a aprendizagens mas foi o seu eterno espírito jovem que fez de si uma grande senhora. Já o cavalheiro que lhe coube no destino não conseguiu em mim o efeito de amor à primeira vista, mas conforme se foi revelando mostrou os motivos mais do que suficientes para receber a minha afeição. De homem duro e gestos contidos, acabou por se revelar o maior dos românticos – até demasiado, confesso, mas se os seus actos e palavras fazem Eloise feliz não sou eu que vou reclamar.

Mais do que agradáveis, as personagens secundárias só serviram para tornar o texto ainda mais delicioso. Os filhos de Sir Phillip Crane, uns verdadeiros diabretes, são uns miúdos maravilhosos que acabam por interagir da melhor forma possível com a protagonista. E quanto aos restantes membros da família Bridgerton estiveram, como sempre, no seu melhor. O lado masculino da família superou-se, efectivamente, mas todos os outros acompanharem-nos na perfeição na representação dos seus papéis – criaram momentos hilariantes.


Este não é um título em que questões dilemáticas abundem, no entanto gostei da abordagem feita à educação infantil da época representada e do suposto papel da mulher, com a autora a tocar ligeiramente regras e etiquetas que tão pouco se adequam a Eloise.
O livro acaba, de certa forma, por ser bastante emocional mostrando as camadas de uma personagem que é muito mais do que transparecia numa primeira análise. Medos e inseguranças, próprias de quem tem um casamento tardio, mesmo que por opção, bem como os fardos assumidos em nome da honra e da conduta da parte de Phillip, são algumas das temáticas bem exploradas.
Por fim, gostei muito das trocas de correspondência, maioritariamente por parte de Eloise, que iniciam cada capítulo, pois são um pormenor perfeito neste todo aprazível.

Julia Quinn nunca desilude e, da minha parte, continuo muito satisfeita tanto com a sua escrita como com as personalidades atribuídas aos intervenientes ficcionais. Os diálogos e as descrições têm um primor encantatório que a distinguem entre os seus pares. Sem dúvida que a recomendo, sempre.

Uma aposta Asa que, continuamente, oferece aos leitores maravilhosos romances sensuais de época a todas as adeptas deste género.

Da mesma autora, no blogue:
Crónica de Paixões & CaprichosOpinião
Peripécias do Coração – Opinião
Amor e EnganosOpinião
A Grande Revelação Opinião


Título: Para Sir Phillip, Com Amor
Autora: Julia Quinn
Género: Romance Sensual de Época

Editora: ASA

Série: Malory - volume I

Título: Só Se Ama Uma Vez
Autor: Johanna Lindsey
N.º Páginas: 320
PVP: 16.90 €
ISBN: 9789892330334
Disponível para compra – AQUI
Disponível em eBook – AQUI

Sinopse:
Regina Ashton já recusou tantos pretendentes à sua mão que a alta-sociedade londrina a considera uma snobe sem coração. Não podiam estar mais enganados. Órfã desde cedo, Regina é a sobrinha superprotegida de Lord Edward e Lady Charlotte Malory, a quem é muito difícil agradar. Aos olhos dos tios, nenhum dos jovens candidatos é suficientemente bom. Cansada de tão infrutífera busca, a jovem sai de casa numa noite escura, decidida a informá-los de que não pensa casar... nunca! Mas o seu plano coloca-a no sítio errado à hora errada, e é raptada por engano. A sua ira perante a arrogância do raptor, Nicholas Eden, vai inesperadamente dar lugar a sentimentos contraditórios de paixão e vergonha. Aquela noite não mais lhe sairá da cabeça.
O Visconde Nicholas Eden também tinha um plano: dar uma lição à sua amante descontente, raptando-a ao abrigo da noite. Não contava enganar-se na pessoa e arruinar a reputação de uma menina de família. Mas agora, movido pelo desejo mais desenfreado que alguma vez sentiu, é a custo que reconhece que nunca poderá casar com Regina, apesar do escândalo que paira sobre eles.
Implacável, é o destino que os uniu a afastá-los irremediavelmente, ainda que ambos saibam que um amor assim só se vive uma vez...

Leia um excertoAQUI

Sobre a autora:
Johanna Lindsey já vendeu mais de cinquenta milhões de exemplares das suas obras, traduzidas em doze línguas. Tendo escrito mais de quarenta romances (todos eles um sucesso de vendas), é uma das escritoras românticas mais conhecidas no mundo inteiro. Os seus romances históricos abrangem todo o tipo de épocas e lugares, desde a Idade Média ao Velho Oeste americano, mas a série que mais sucesso lhe granjeou foi a saga da família Malory, do período da Regência.
Lindsey vive atualmente no Maine.


quinta-feira, 23 de abril de 2015

Terminou mais um passatempo no blog, desta feita de um livro oferecido por mim com todo o meu carinho para vós.


Para sorteio encontrava-se um exemplar do título O Sedutor de Madeline Hunter.

Gostaria, como sempre, de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime, haverá mais oportunidades em breve.

Sem mais demoras, quem receberá este exemplar é:

263* Helena Bracieira, Beja

Os meus sinceros parabéns, espero que usufrua de uma excelente leitura.


Boas leituras*
quarta-feira, 22 de abril de 2015

Queridos leitores,

Sou conhecida, entre muitas coisas, pelo meu sentido de humor muitas fazes cáustico… acho que sou inspirada pelo destino.
A minha vida sofreu uma alteração positiva nos últimos dias, mas que vai certamente condicionar a minha disponibilidade para o blogue e para o meu eterno vício de ler. Assim, conhecendo-me como me conheço, sei que vou ter momentos em que poderei publicar muito mas passar vários dias sem conseguir publicar nada no blogue. Vou, literalmente, funcionar por agendamentos aqui e no Facebook.



No dia de amanhã, Dia Mundial do Livro e Dia Mundial dos Direitos de Autor, irei deixar agendado o resultado de um passatempo e tentarei, até domingo, deixar-vos uma opinião e um passatempo especial para comemorar esta data que me é tão querida e que me vai passar ao lado. Tentarei é a palavra-chave, palavra que doravante utilizarei consecutivamente para tentar manter o meu, o nosso blogue que ocupa um pedaço DESTE TAMANHO no meu coração.

Obrigado pela compreensão relativamente a esta VOSSA leitora,


*Boas leituras*  
segunda-feira, 20 de abril de 2015

Sinopse:
Mas porque é que ele tinha de fazer 24 anos? Porque é que há robôs que insistem em tentar matá-lo? Porque é que a banda está a separar-se? Porque é que a Ramona anda tão estranha? Porque é que aqueles gémeos japoneses brilhantes mas letais não o deixam em paz?

Que saudades que eu tinha do jovem Scott, vocês não têm noção!
Eu gosto imenso desta série, desta personagem e da sua história alucinante. A banda desenhada de culto de Brian Lee O'Malley conquistou-me e viciou-me plenamente, com a certeza de que qualquer livro seu é uma aposta de sucesso.
Cada página é como uma janela para um novo mundo divertido, surpreendente e repleto de criatividade, exceptuando se tender para a reflexão – afinal de contas a maturidade está a chegar – mas acreditem que até nesses momentos haverá algo que vos fará sorrir.
Digam-me que conhecem estes livros! Digam-me que não estão cegos para este universo maravilhoso!

Finalmente os 24 anos – este rapaz está a ficar crescido! Mas como todos os adultos aposto que o bom do Scott deseja voltar à velha infância, longe de responsabilidades, dramas e relacionamentos complicados.
Scott Pilgrim: Contra o Universo é pura ironia, acreditem, porque o universo é que está, literalmente, contra o este herói, este colosso das novelas gráficas que nunca viu o futuro tão negro. Será o princípio do Game Over do Scott? Tenho a certeza que não e estou a roer as unhas para o próximo livro pois, como sempre, está tudo a acontecer! Desde as festas parvas a namorados maléficos aos pares, de lutas com robôs aos abusos com fartura, há tudo para todos os gostos. É uma narrativa brilhante onde mundos paralelos, jogos de vídeo e problemáticas bem reais se juntam para dar vida a algo único, é o penúltimo livro de uma série de seis títulos que já começou a deixar saudades nesta vossa leitora.  


As personagens são as de sempre, mas cada vez mais requintadas nas suas qualidades e defeitos. 
Ora vejamos... A Ramona traz para a cena dois namorados maléficos de estética invejável, ou seja, andou com um par de gémeos – tirem as vossas conclusões… atrevida! E apesar de finalmente mostrar algum sentimento, não percebo a moral desta miúda para algumas das suas atitudes para com o meu herói. Não está certo, estou amuada com ela apesar das sua roupa super cool!
Senti falta do Walace, mas perdoei o autor nas parcas aparições deste interveniente, foram cheias de estilo e a Kim, bem a Kim esteve no seu melhor, embora toda a pandilha me tenha feito arregalar os olhos.  


Agora o meu Scott… que orgulho! O meu homem está tão responsável, a trabalhar e dedicado à namorada. Claro que continua um preguiçoso, distraído e só faz porcaria nos tempos livres, mas é irresistível, um verdadeiro quebra corações. Eu sou sua fã, completamente!
Por oposição, continuo a ter vontade de espancar a Knifes e a Julie, mas estas emoções tal como o meu sentimento pelo Scott são um clássico ao longo de todos os livros.

Outras coisas boas – as personagens são pessimamente boas, entenda-se –, as lutas com robôs foram cinco estrelas, cheias de efeitos e, é de referir, sem os devidos créditos para o meu menino, que se farta de levar pancada por amor. Bónus decentes que é bom, nem vê-los! Até parece que a crise chegou ao mundo da BD!
A banda, os míticos SEX BOB-OMB, vai de mau a pior, resumindo, melhor para o leitor. Vamos ver no final, ou ficam famosos ou acabam literalmente a tocar campainhas de porta. E por fim, um pequeno apontamento para referir o Gato Gideon… eu adoro gatos mas este faz-me arrepios, juro-vos. É tão anormalmente normal!



Quanto a Brian Lee O'Malley, argumentista e desenhador, um ser claramente iluminado, estou muito agradecida pela sua existência, afinal de contas é graças a ele (e aos conselhos de uma amiga, tu sabes quem és), que voltei a ler BD. Adorei o excerto final, as notas, onde revela o processo de produção da sua brilhante ficção. Também ele está, como sempre, no seu melhor.

Para terminar, uma nota pessoal. Este livro tem muitos abusos, alguns apenas possíveis na ficção e outros não. Sinceramente? Encarem tudo isto como uma espécie de distopia cómica à actualidade da juventude… é o que eu faço e assim lido muito bem com o gozo muitas vezes descrito.

Esta é uma aposta do Booksmile e, acreditem, irá certamente fazer-vos sorrir! Sugiro sem qualquer tipo de restrição.

Opinião anteriores:
Scott Pilgrim: na Boa Vida (Vol. 1) Opinião
Scott Pilgrim; Contra o Mundo (Vol. 2) Opinião
Scott Pilgrim: e a Tristeza Infinita (Vol. 3) Opinião
Scott Pilgrim: Agora é a Sério (Vol. 4) Opinião

Próxima – e última... God que sofrimento! – leitura:
Scott Pilgrim: No Seu Melhor (Vol. 6)


Título: Scott Pilgrim: Contra o Universo
Autor: Brian Lee O'Malley
Género: Banda Desenhada; Humor

Editora: Booksmile





Mais um book trailer do meu estimado Scott, com algumas imagens daquele que é mais um livro fantástico.


Sexto volume da BD de culto criada por Bryan Lee O'Malley.





Título: Scott Pilgrim: no Seu Melhor (Vol. 6)
Autor: Brian Lee O'Malley
N.º Páginas: 248
PVP: 11.99 €
ISBN: 978-989-707-047-1

Sinopse:
Com 6 dos 7 ex-namorados despachados, é altura de Scott Pilgrim enfrentar Gideon Graves, o mais temível dos ex-namorados de Ramona. Mas ela não se foi embora no final do vol. 5? Isso não safa o Scott? Queres saber mais? Tens de ler!





Da mesmo autor, no blogue:
Scott Pilgrim: na Boa Vida (Vol. 1) – Opinião
Scott Pilgrim; Contra o Mundo (Vol. 2) – Opinião
Scott Pilgrim: e a Tristeza Infinita (Vol. 3) – Opinião
Scott Pilgrim: Agora é a Sério (Vol. 4) – Opinião

Sobre o autor:
Bryan Lee O'Malley ganhou o prémio Doug Wright (Best Emerging Talent) com o primeiro título. Em 2007, conquistou o Harvey Award e em 2010 o prémio Eisner (Best Humour Publication). A colecção foi já adaptada ao cinema. O filme Scott Pilgrim vs. The World estreou em Portugal em Dezembro de 2010.

Saiba mais em: Booksmile


Redes Sociais

*Passatempo*

*Passatempo*
Até 7 de Maio!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Resultado em breve!

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide