Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

terça-feira, 7 de julho de 2015

Sinopse:
Regina Ashton já recusou tantos pretendentes à sua mão que a alta-sociedade londrina a considera uma snobe sem coração. Não podiam estar mais enganados. Órfã desde cedo, Regina é a sobrinha superprotegida de Lord Edward e Lady Charlotte Malory, a quem é muito difícil agradar. Aos olhos dos tios, nenhum dos jovens candidatos é suficientemente bom. Cansada de tão infrutífera busca, a jovem sai de casa numa noite escura, decidida a informá-los de que não pensa casar... nunca! Mas o seu plano coloca-a no sítio errado à hora errada, e é raptada por engano. A sua ira perante a arrogância do raptor, Nicholas Eden, vai inesperadamente dar lugar a sentimentos contraditórios de paixão e vergonha. Aquela noite não mais lhe sairá da cabeça.
O Visconde Nicholas Eden também tinha um plano: dar uma lição à sua amante descontente, raptando-a ao abrigo da noite. Não contava enganar-se na pessoa e arruinar a reputação de uma menina de família. Mas agora, movido pelo desejo mais desenfreado que alguma vez sentiu, é a custo que reconhece que nunca poderá casar com Regina, apesar do escândalo que paira sobre eles.
Implacável, é o destino que os uniu a afastá-los irremediavelmente, ainda que ambos saibam que um amor assim só se vive uma vez...

Especialmente dedicada a todos os corações românticos, a ASA trouxe para terras lusas uma nova série que promete muito amor, rebeldia feminina e finais felizes, uma nova família louca, tão divertida quanto enternecedora, a que é impossível ficar indiferente – apresento-vos os Malory.

Johanna Lindsey tem uma escrita leve e bonita, que atenta aos pormenores e cuida retractar com esmero a época do seu enredo, abordando temas sensíveis sem perder o tom ligeiro e oferecendo caricaturas cativantes que prendem da primeira à última página.

Como por vezes acontece neste género de enredos, com um toque sensual de outros tempos, o par apresentado está o mais longe possível de se imaginar enlaçado quando as circunstâncias os colocam frente a frente numa situação incontornável, um momento que nesta história é tão surpreendente quanto hilariante. Da primeira discussão ao primeiro beijo bastarão algumas trocas de olhares, de onde fazem parte a luxuria, a incerteza das sensações e uma desconhecida explosão de emoções, o rastilho ideal para uma aventura que tem tudo para dar errado. Assim, o mundo deste casal vai ser completamente virado do avesso e tudo o que idealizarão tornar-se-á imprevisível, repleto de reviravoltas e, definitivamente, imensamente apaixonado e divertido – adorei.  

Sendo este o primeiro título da série Malory, são várias as personagens apresentadas que desde cedo começam a destacar-se e que o leitor fica com vontade de conhecer mais profundamente. São secundários interventivos e relevantes na acção que, sem dúvida, tornam este texto especial e engraçado até à última frase  falo-vos, em particular, de membros da família que dá nome à série.
Gostei muito dos protagonistas desta narrativa, das suas personalidades e dilemas, da sua evolução e da forma como conquistaram o tão desejado desenlace. Regina é uma rapariga que apesar de mimada revela uma armadura bastante dura e um espírito bastante sensato, características que aliadas à sua rebeldia e língua viperina a tornam irresistível. Ultimamente, receio bem andar mais exigente com o sexo oposto e, talvez por isso, os problemas de Nicholas não me chegaram ao coração. Deste feita, este cavalheiro teve momentos em que o considerei insuportável e no fim, se depende-se de mim, teria sofrido mais um bocadinho – merecia.


As problemáticas abordadas, apesar de não serem uma novidade, foram exploradas de forma inteligente e bem estruturada, entrelaçando-se entre si durante o desenvolvimento do enredo e acabando por ser desvendadas a um ritmo assertivo.
Relações pontuais, casamentos forçados, filhos fora do matrimónio e várias divergências familiares estão no centro da acção, com diversas problemáticas associadas ao crescimento de Regina e, posteriormente, ao seu enlace.

Gostei de quase tudo, é um facto, desde construção da obra à beleza dos seus intervenientes, passando pelas promessas inerentes a tudo o que a série permite antever, tornando-a uma história eleita e que, doravante, terá a minha atemção por ter superado todas as expectativas. Uma última nota, ainda, para reafirmar o quanto me agradou a escrita de Johanna Lindsey e o seu permanente tom bem-disposto, que oferece entretenimento ao mais alto nível.

Esta é uma aposta ASA, perfeita para os fãs de Julia Quinn, que eu recomendo efusivamente sem qualquer tipo de restrição. Tenho a certeza que vão gostar!


Título: Só Se Ama Uma Vez
Autora: Johanna Lindsey
Género: Romance de època
Editora: ASA




0 comentários :

Redes Sociais

*Passatempo Halloween*

*Passatempo Halloween*
Passatempo - Até 12 de Novembro!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado!

*Planeta*

*Planeta*
Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide