Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

terça-feira, 28 de abril de 2015

Sinopse:
Numa escola de Londres um misterioso e viciante jogo de computador circula entre os estudantes, mas ninguém fala disso abertamente.
As regras do jogo são extremamente rígidas. Cada jogador tem apenas uma oportunidade e se perder nunca mais pode entrar no jogo; deve estar sempre sozinho e não pode falar a ninguém sobre o seu jogo. Quem violar estas instruções é também eliminado. O jogo é inteligente e interage com o jogador como se o vigiasse constantemente. As missões atribuídas devem ser concretizadas no mundo real.
Quando Nick Dunmore começa a jogar, sente-se de imediato absorvido, aprende as regras e avança rapidamente; contudo, vê-se forçado a questionar as implicações deste jogo perigoso. Qual o verdadeiro objetivo? E que segredo esconde? Um livro que os apreciadores de fantasia, jogos de computador, lendas urbanas, distopias, não devem perder.
Erebos é um jogo. Ele observa-te...

Ora aqui está uma surpresa agradável. Confesso-vos que não sabia bem o que esperar desta história, com um género pouco definido na minha mente e direccionada para um público mais jovem mas, felizmente, esta acabou por se revelar algo viciante e original, num universo actual e que teve a capacidade de me pôr a reflectir sobre dilemas contemporâneos.

Através de um enredo que flui com naturalidade, Ursula Poznanski apresenta uma história inteligente e cativante que prende a atenção de quem lê. Apesar de utilizar diálogos mais coloquiais e descrições concisas, a sua narrativa é cuidada e nota-se a sua preocupação em dar a ver tudo o que está a acontecer, da mesma forma que trabalha, inclusive com momentos de humor entre o suspense, as relações entre personagens e a importância que os pares têm na adolescência comum.

Todo o texto gira em torno de Erebos, um jogo que, tal como é descrito na sinopse, ultrapassa e até domina a realidade. Estratégia, acção e aventura são os atractivos deste universo virtual paralelo que escoa para a realidade, acabando por viciar, manipular e subjugar centenas de miúdos que vivem em Londres. Para lá de fascinar por todas as singularidades que o próprio jogo apresenta e mostrar a forma como este altera as personagens do enredo, esta história acaba por se tornar numa perigosa caça à verdade, ao verdadeiro intuito do jogo, e sobre quem está por detrás do da ficção. Uma coisa é certa, a vida social de todos os jovens está a mudar e coisas realmente estranhas e graves começaram a acontecer, pois como explicita o título, Erebos é um jogo. Ele observa-te... e tudo pode acontecer!

Não há nenhum interveniente que me tenha desagradado apesar das tenras idades e Nick, o protagonista, acabou por se revelar um jovem bastante interessante mesmo, ou quiçá principalmente, nos momentos em que não o é – passo a explicar. Nick é um miúdo bastante esperto e maduro, com um bom fundo, no entanto transforma-se completamente quando entra em contacto com o Erebos, tendo atitudes e acções extremamente reprováveis. Assim, nem sempre ele é agradável mas compreendi a necessidade de mostrar os dois lados deste rosto para que o mesmo possa escolher e evoluir, aprender, com as suas escolhas.
As personagens secundárias são muito diversificadas e, muitas delas, só a partir da segunda metade do enredo é que se dão a conhecer. A ter de citar alguns, adorei o Victor com as suas peculiaridades extravagantes, bem como o Jamie com o seu humor e tranquilidade e a Emily pela sua doçura.


Quanto ao jogo, Erebos, tenho de acrescentar que o achei bastante atractivo – acho que se fosse uma personagem teria cedido à tentação inicial pois, creiam-me, gosto bastante de jogos de simulação, aventura e enigmas. Um dos pormenores mais interessantes terá, provavelmente, com o facto deste simulador se tornar uma narrativa singular dentro da própria história, que desperta tanto ou mais o interesse de quem lê.
Igualmente, este serve para revelar uma das problemáticas mais gritantes do texto, os perigos associados à Internet, à facilidade com que os seus conteúdos são acessíveis e, também muito grave, o vício do jogo e os efeitos que este tem no indivíduo – principalmente nos mais novos, mais moldáveis.
Tudo isto, dá ainda que reflectir relativamente aos avanços que são feitos na criação de inteligência artificial, mas isto era tema para uma segunda opinião cheia se spoilers.

Enfim, esta é uma história de carácter inovador e muito pertinente nos dias de hoje que, com uma forte componente de entretenimento, alerta para muitos perigos a que miúdos e graúdos estão sujeitos.

Uma boa aposta Editorial Presença que sugiro, sem restrições, aos leitores que tenham interesse por esta temática, mas também aos jovens e aos adultos que pretendam algo leve que os recorde destas questões através do prazer da leitura.


Título: Erebos – É um jogo. Ele observa-te.
Autor: Ursula Poznanski
Género: Ficção Científica; Young Adult; Aventura
Editora: Editorial Presença

Para comprar o livro Erebos, clique aqui.


0 comentários :

Redes Sociais

*Passatempo*

*Passatempo*
Até 26 de Março!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Até dia 2 de Abril!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide