Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sábado, 14 de março de 2015

Sinopse:
Dois anos antes de Beatrice Prior ter feito a sua escolha, o filho de 16 anos do líder dos Abnegados fez o mesmo. A transferência de Tobias para os Intrépidos é a última oportunidade para um recomeço. Na nova fação não será conhecido pelo nome que os pais lhe deram, pois não permitirá que o medo o reduza a uma criatura indefesa.
Agora conhecido como "Quatro", Tobias depressa descobre que os Intrépidos foram a opção certa. No entanto, a Iniciação é apenas o começo, pois Quatro terá de conquistar o seu lugar na hierarquia da nova fação. As suas decisões afetarão futuros Iniciados, além de deixarem a descoberto segredos que poderão ameaçar o seu próprio futuro - e o futuro de todo o sistema de fações.
Dois anos depois, Quatro quer intervir, mas hesita no caminho a seguir. A primeira pessoa a saltar para a rede pode mudar tudo. Com ela, a solução para mudar o mundo pode tornar-se mais clara. Com ela, ser simplesmente Tobias volta a ser uma possibilidade.

Foram tantas as linhas que utilizei para falar de Veronica Roth quantos os elogios, para mim completamente merecidos, que lhe teci do princípio ao fim da sua trilogia, tão perfeita na sua distopia, tão coerente na distorção e evolução das suas magníficas personagens e, ainda, no seu final cíclico, inacabado.

Talvez eu seja a excepção ao encontrar em Convergente a solução ideal para esta história, talvez, mas compreendam que para mim, num universo como este, a verdade teria sempre de ser radical, crua, não poderia ser de outra maneira senão um reflexo da audácia, dos afectos impulsivos e emocionais espelhados por toda a ficção.
Quatro é, no entanto, uma bem-vinda lembrança de todos os que se encantaram pelo universo da trilogia Divergente, escrita pela perspectiva de um dos idolatrados, com pormenores que vêm abrilhantar ainda mais esta bonita história de estereótipos, coragem e amor.

Curiosa e redundantemente, esta obra apresenta quatro contos sobre Quatro, a soma perfeita para a consolidação deste protagonista que rivalizou e cumpriu junto de Tris – foi tão bom encontra-la novamente, foi tão bom aprecia-la sob o olhar que principiou a paixão entre este casal.
Às pequenas narrativas A Transferência, O Iniciado, O Filho e O Traidor a autora juntou mais algumas páginas após o aparecimento de Tris, que oferecem uma nova face do enredo já conhecido de muitos leitores. Os títulos destes contos são bastante alusivos à acção que neles se desenvolve, com as surpresas reservadas para a interiorização de tudo o que Quatro ainda tinha para dar a esta narrativa.

Não sei se o mundo se altera consoante aquele que o aprecia, mas este livro é uma efectiva redescoberta de Tobias. Porque, embora ele sempre tenha sido mais sensível que o seu tom duro, por vezes frio, e deste o primeiro volume tenham ficado claros os seus quatro medos, é neste título que se vê literalmente despojado, com todas as suas fragilidades expostas, tendo-me enternecido com o seu começo perdido e despertando em mim, ainda que por breves momentos, o desejo de um futuro ligeiramente mais cuidado para si.


Igualmente interessante é o seu olhar sobre as facções, particularmente sobre os abnegados. Foi agradável recordar que é dos aparentemente mais fracos que muitas vezes nascem os mais fortes desde que lhe seja dada a oportunidade de provar o seu valor.
Várias dicotomias acabam por ser abordadas enquanto quem lê tem oportunidade de conhecer melhor intervenientes secundários que outrora não se tinham destacado, bem como de saber ainda mais sobre os primeiros passos que levaram aos desenvolvimentos drásticos de Divergente.

Não contei muito, é um facto, mas a verdade é que não vos quero estragar o reencontro com a maravilhosa escrita de Roth e com as suas tão estimadas personagens, novamente vivas e inocentes sem o chegarem a ser verdadeiramente. Soube mesmo bem, mesmo. Fiquei cheia de vontade de voltar a ler a trilogia e tenho a certeza que um dia voltarei a fazê-lo, é uma grande história.

Esta é uma aposta pertinente da Porto Editora, em vésperas da estreia do filme de Insurgente, um filme imperdível que estas páginas atraem ainda com mais convicção. Uma obra obrigatória para todos os fãs da série.

Da mesma série: 
Divergente Opinião
Insurgente Opinião
Convergente Opinião


Título: Quatro - Histórias da Série Divergente 
Autora: Veronica Roth
Género: Distopia; YA
Editora: Porto Editora


7 comentários :

Books and Coffee disse...

Acho que depois da forma como o meu coração ficou partido no Convergente vai durar algum tempo até querer pegar neste :/

Elphaba J. disse...

Percebo-te, embora eu faça parte da equipa que considera do final do "Convergente" o mais apropriado :)

Neptuno_avista disse...

Não sei se já o disse aqui neste blog, mas a verdade é que, mesmo após tantas leituras de opiniões desta trilogia, nunca me tinha despertado o interesse por ela. Até que um trailer (não sei se do Divergente, se do Insurgente) leva-me a ficar curiosa e a ver o primeiro filme. E pronto, danou-se. Agora não descanso enquanto não ler a trilogia :)

Só tenho é uma questão, que não sei se aparece esclarecida nos livros, porque no filme não aparece: como é que o Quatro e a Tris nunca se conheceram antes da escolha dela, se ambos pertenciam à mesma facção? Ela já conhecia o pai dele e tal... É esquisito.
Beijinho

Elphaba J. disse...

A tua questão é tão pertinente Neptuno :D
E é respondida na perfeição com a leitura deste livro "Quatro", em que conheces o passado do Tobias antes de a Tris aparecer e o porquê de ele não ser muito conhecido entre a sua facção.
Se quiseres que te responde (spoile) manda-me mensagem pelo Facebook ou email, só não vou dizer aqui pelos futuros leitores deste título ;)

Beijinho & Boas leituras*

Sabores e dissabores literários disse...

Este livro é uma ótima oportunidade para se matar saudades da série! :)
Fiquei muito feliz por ter traduzido este livro em Portugal.

Elphaba J. disse...

Concordo perfeitamente Sabores e dissabores. Confesso que pensei duas vezes em lê-lo porque, como referi, eu gostei muito do que a trilogia ofereceu e estava bem assim... mas ainda bem que o fim. Soube mesmo bem voltar à escrita de Roth :)

Neptuno_avista disse...

Sinto-me dividida entre a tentação de te pedir que spoiles e o masoquismo de ler primeiro a trilogia e só depois te pedir essa informação... Quando me decidir pergunto-te :P
Beijinho

Redes Sociais

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide