Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Sinopse:
Tansy sonhava com um belo futuro junto de Justin. Mas quando uma revelação inesperada a faz confrontar a amarga verdade sobre o homem que ama, decide deixar imediatamente Londres e regressar à pequena aldeia de Sticklepond. As doces atenções da carinhosa tia Nan e a amizade de Bella são um bálsamo para o seu coração destroçado. Com um entusiasmo que já não pensava ter, Tansy lança-se na realização de um projeto há muito desejado. Assim nasce a Cinderella’s Slippers, uma loja de sapatos realmente muito especial. Se ao menos a sua vida amorosa a fizesse tão feliz!

Não queridos leitores, esta não é uma leitura particularmente natalícia, mas ter por perto alguns doces e uma boa chávena de chá (eu preferi licor) é altamente recomendável – Trisha Ashley sabe como fazer as suas leitoras cair em tentação.

Novamente no cenário de Sticklepond, a autora preparou uma obra tendencialmente romântica que explora vários temas interessantes sobre vidas comuns, com personagens tão banais quanto dissonantes, criadas para proporcionar entretenimento de qualidade e momentos verdadeiramente divertidos e tocantes.

Sapatinhos de Chocolate conta-nos a história de Tansy, uma protagonista insatisfeita com a sua relação afectiva, mas que não desiste de apostar num final feliz, e profundamente apaixonada pelo local onde cresceu, bem como pela mulher que a criou.
Vivendo dividida entre o namorado citadino e a sua estimada Nan, Tansy acaba por se ver confrontada com uma decisão importante quando o passado vem assombrá-la e o futuro lhe prega uma triste partida, mudando completamente o rumo do seu destino e oferecendo-lhe a oportunidade com que, sem saber, sempre sonhou.

No que diz respeito a personagens, Tansy é o tipo de protagonista com que, de uma forma ou de outra, o leitor se consegue identificar. Trabalhadora, atenciosa e muito amiga do próximo, ela é, ao mesmo tempo, extremamente sonhadora, romântica e tem um sentido de humor prodigioso que, aliado a uma personalidade ligeiramente excêntrica, lhe dá um encanto muito singular. Igualmente, a sua tia Nan encarna na perfeição o papel de idosa, com uma ligação muito forte ao passado mas com um olhar atento ao futuro dos que ama.
Quanto a príncipes, mais sapos que príncipes, digamos que são uma espécie em vias de extinção no livro mas que eu, tal como a personagem principal, me recuso a deixar de idealizar e, quiçá por isso, o futuro acabe sempre por se revelar surpreendente. Justin, o namorado da protagonista, é tão irritante que eu teria sido bem menos paciente do que ela e Ivo, bem, Ivo é um tentador, perturbado e misterioso bombom que a maioria das leitoras gostaria de provar.
Existem ainda várias personagens secundárias interessantes, que animam o enredo com questões dignas de nota, como por exemplo as meias-irmãs malvadas e lindas e os melhores amigos de Tansy, mas confesso que, no respeita a intervenientes menos participativos, quem eu gostei verdadeiramente de rever foram intervenientes das histórias que li anteriormente desta autora – habitantes de Sticklepond.

Quanto a problemáticas, o texto tem um pouco de tudo. A melhor amiga mãe solteira e desacreditada no amor, um casal de bons amigos homossexuais e o estigma social que lhes está associado, a perda de um ente querido e o poder das recordações, a importância de fazer prevalecer as tradições versus industrialização, relações tóxicas, sogras do pior e dramas familiares diversos – este é, efectivamente, um livro repleto de temas interessantes.

Algo que tenho de frisar são os pormenores que pontuam a história e que lhe conferiram um lado encantador. Gostei muito de conhecer a história da tia Nan paralelamente ao romance central, através de pequenas viagens ao passado no princípio de cada capítulo. E, da mesma forma, encantei-me com todas as ligações que a história oferece ao conto-de-fadas Cinderela, um bónus que irá deliciar fãs de retellings como eu e, ainda, adorei ver nascer a singular Cinderella’s Slippers.


Enfim, foi uma leitura que começou a um ritmo lento mas se foi tornando viciante até ao final esperado, mas também, convenhamos, tem muitos ingredientes que eu considero irresistíveis – como sapatinhos de chocolate e Meddyg!
Claro que a escrita de Trisha Ashley, com a qual já estou familiarizada, ajudou, porque esta é uma autora que sabe dar a ver bonitos cenários e que se preocupa em colocar imensos elementos dissonantes que vão prendendo o leitor quando a teia principal se encontra a estagnar – imaginem uma turba de indivíduos da terceira idade revolucionária e que recria Shakespeare nas horas livres, um reverendo que é uma ex. estrela de rock e protagonistas com queda para escritores – é impossível não gostar.

Portanto, quem me lê com regularidade sabe que eu gosto destas histórias, histórias que me habituei a encontrar no catálogo Quinta Essência, histórias que me aquecem o coração e que termino sempre com um sorrisos no rosto. 

Da mesma autora, no blog:
Desejos de Chocolate (Opinião)
Noite de Reis (Opinião)


Título: Sapatinhos de Chocolate
Autora: Trisha Ashley
Género: Romance





5 comentários :

isa disse...

hum.. estou a ver que segue completamente "a essência" do outro livro Noite de Reis, que adorei ler :)
gostei da opinião
beijinhos

Elphaba J. disse...

Olá Isa :)
Se gostaste de "Noite de Reis" então esta é uma aposta com satisfação garantida :)
Obrigado *.*

Beijinho & Boas leituras*

Marisa Luna disse...

Olá!!!
Este livro anda debaixo da minha atenção há um tempo.
Gostei muito da tua opinião e fiquei ainda com mais vontade de o ler. Aliás, todas as obras da escritora parecem prometer bons momentos e ainda não li nenhuma.
Por qual começo?
Beijocas

Elphaba J. disse...

Olá Marisa :)
Esta autora é muito agradável, acho que se lhe deres uma oportunidade vais gostar. Eu recomendo que comeces com o primeiro "Desejos de Chocolate" porque, embora seja o mais fraco dos três, depois as suas personagens têm pequenas intervenções nos livros seguintes :)

Beijinho & Boas leituras*

CriArte a Ler disse...

Gostei muito de ler a opinião parece ser um livro muito diversificado e interessante, gostava muito de lê-lo.
Boas leituras
CriArte a Ler

Redes Sociais

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Resultado em breve!

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide