Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Às vezes, não há apenas uma resposta ou uma escolha.

Título: Caos Maravilhoso
Autor: Kami Garcia e Margaret Stohl
N.º Páginas: 432
PVP: 19.90 €
ISBN: 9789892326290
Disponível para compra – AQUI
Disponível em eBook – AQUI

Sinopse:
Ethan Wate julgou estar a habituar-se às estranhas coisas impossíveis que se desenrolavam em Gatlin. Porém, agora que Ethan e Lena voltaram para casa, estranho e impossível assumiram novos significados. Enxames de gafanhotos, um recorde de calor e tempestades devastadoras arrasam Gatlin enquanto Ethan e Lena tentam perceber as consequências do Chamamento de Lena. Até a família de Lena é afetada - e as suas habilidades começam a falhar perigosamente. Com o tempo, uma questão torna-se clara: o que - ou quem - terá de ser sacrificado para salvar Gatlin?
Para Ethan, o caos é uma distração assustadora, mas bem-vinda. Ele está de novo a ser perseguido nos sonhos, mas desta vez não por Lena - e tudo o que o assombra segue-o para fora dos sonhos até à sua vida quotidiana. Ainda pior, Ethan está gradualmente a perder pedaços de si - esquecendo nomes, números de telefone, e até memórias. Não sabe porquê e na maioria dos dias, tem medo de perguntar.
Às vezes, não há apenas uma resposta ou uma escolha. Às vezes não há como voltar atrás. E desta vez não haverá um final feliz.

Leia um excertoAQUI

Livros 1 e 2
Criaturas Maravilhosas - Opinião
Trevas Maravilhosas 


Sobre a autora:
Kami Garcia é muito supersticiosa e não foge à regra de toda a rapariga respeitável, com raízes sulistas, ao confecionar as suas bolachas e as suas tartes. Tem familiares que fazem parte das Filhas da Revolução Americana, mas nunca participou numa reconstituição. Kami frequentou a Universidade de George Washington e tem um mestrado em Educação. É professora e leitora especialista, dirigindo grupos de leitura para crianças e adolescentes. Tal como Lena, desde os quinze anos que a escrita colocou e tirou Margaret Stohl de problemas. Ela escreveu e desenhou vários jogos de vídeo conhecidos, razão pela qual os seus dois beagles se chamam Zelda e Kirby. Margaret apaixonou-se pela literatura norte-americana em Amherst e em Yale. Tirou o mestrado em Inglês, em Stanford, e estudou Escrita Criativa sob a alçada do poeta George Macbeth, na Universidade de East Anglia, en Norwich.

Saiba mais em: 1001 Mundos


quarta-feira, 30 de julho de 2014

Porque Julho ainda não acabou, tenho para mim que ainda vou a tempo de partilhar convosco as aquisições que me chegaram à estante antes do mês presente e, finalmente – nem acredito que isto irá acontecer! – ,passar as partilhar os meninos dos meus olhos a tempo e horas doravante.


Por incrível que pareça, e juro que não fiz de propósito, dos livros que vos mostro hoje só um é que não foi lido e, perdoem-me, vou lançar foguetes e fazer uma festa enquanto posso porque na próxima publicação este pormenor vai fazer-me ir às lágrimas.

Adiante, YA, contemporâneo, fantástico, ficção científica, romances de época, autores lusos ou traduzidos, este post é uma beleza. Ora vejam e digam-me de vossa justiça.



Quando vi estas duas novidades da Quinta Essência não resisti. Jude porque é muito romântica e tem uma aura mística que nos transporta para a ficção e Veronica por pura curiosidade. Não me arrependi e foram duas leituras muito satisfatórias.
Uma Noite no Expresso do Oriente de Veronica Henry – Opinião
Amanhecer ao Luar de Jude Deveraux – Opinião


Eu sou uma grande fã de Green e qualquer livro seu é obrigatório nas minhas estantes. Fiquei muito contente com esta publicação da ASA a quem agradeço a oportunidade de leitura. Foi mias um livro que preencheu as medidas embora não seja o melhor trabalho do autor.
O Teorema de Katherine de John Green – Opinião


Também da ASA, chegou-me recentemente o este livro de Lockhart de quem só tinha ouvido maravilhas. Confirma-se, é excelente. Um dos melhores do ano. É uma história YA contemporâneo bastante emotiva e intensa que trabalha muito bem a complexidade da mente humana.
Quando Éramos Mentirosos de E. Lockhart – Opinião


Eu tenho lido as mais recentes obras publicadas deste autor luso e esta aquisição era uma leitura inevitável, com o carimbo Oficina do Livro. Como sempre, Francisco surpreende pela credibilidade dos seus enredos, que o próprio afirma serem verídicos, pela sua escrita cinematográfica e histórias loucas que apresenta. Gostei mesmo.
Estou Nua, E Agora? de Francisco Salgueiro – Opinião


Estas duas belezas vieram no carrinho das compras do mês. Tenho curiosidade com o livro de Abbi, parece o meu estilo de narrativa, e quero muito ler a história de Grace antes de ver a adaptação cinematográfica.
Grace de Mónaco de Jeffrey Robinson – Informações
Paixão Sem Limites de Abbi Glines – Informações


Este livro de ficção científica prendeu completamente a minha atenção pela sua capa e a Topseller proporcionou-me a sua leitura. Não me arrependi, é um retrato credível de uma viagem a Marte em que um dos tripulantes fica retido e isolado do planeta por mais de um ano, um retrato incrível da capacidade de sobrevivência física e psicológica do individuo.
O Marciano de Andy Weir – Opinião


Quase a terminar, o terceiro livro da apaixonante saga do Tigre publicada pela Porto Editora. Eu adoro estes livros, a forma como representam a Índia e a sua cultura e como mesclam mitos, fantasia e ficção numa aventura muito romântica e repleta de perigos. Muito bom, para os fãs do género.
A Viagem do Tigre de Colleen Houck – Opinião


A estrear a minha parceria com a Objectiva, chegou-me a muito desejada novidade de Morton. Queria ler esta autora há imenso tempo e apesar de não ter criado grande empatia com a sua escrita confesso-me surpreendida com a sua capacidade de oferecer um bom final… fiquei incrédula com as últimas 80 páginas desta história.
Amores Secretos de Kate Morton – Opinião


Por fim, a Editorial Presença enviou-me o mais recente título da Sandra Carvalho, uma autora de fantasia portuguesa que muitos de vocês conhecem ou deveriam passar a conhecer. Este livro está num registo mais histórico, no entanto as suas personagens jovens e a faceta mística do enredo chegarão a um público diversificado que irá gostar desta leitura tanto como eu.
O Olhar do Açor de Sandra Carvalho – Opinião

O meu muito obrigado à Sandra Carvalho pelo autógrafo no livro para o blogue, foi um daqueles mimos que me fez muito feliz!

Que vos pareceu esta pilha de aquisições? Sou uma pessoa muito afortunada, não sou?

Boas leituras*



Terminou mais um maravilhoso passatempo neste espaço, com o fantástico apoio ASA.



Para sorteio estava disponível um exemplar de Correr (Não) é Para Meninas de Alexandra Heminsley. Uma história inspiradora.




Gostaria, como sempre, de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime, haverá mais oportunidades em breve.



Entre as 193 participações, quem receberá este exemplar é:

100* - Nélia Gomes, Maia

Os meus sinceros parabéns, espero que usufrua de uma excelente leitura.
E o meu muito obrigado à ASA por me oferecer a possibilidade de realizar este passatempo.


Boas leituras*

terça-feira, 29 de julho de 2014

Sinopse:
Quando se apercebe de que o montante da dívida dos seus cartões de crédito já ascende a 30 mil dólares, Lorna Rafferty decide que tem de fazer algo em relação ao seu vício por sapatos. Decide então criar o grupo Shoe Addicts Anonymous, propondo aos futuros membros que troquem sapatos, de modo a impedir que sintam necessidade de continuar a comprar novos pares. Juntam-se assim quatro mulheres muito diferentes, mas todas em situações desesperadas, que acabam por partilhar muito mais que apenas sapatos, nascendo entre elas a esperança de tempos melhores…

Alerta!
Feminino, ligeiro e dramaticamente divertido, este romance é uma verdadeira tentação para as consumistas literárias que procurem entre páginas boas horas de entretenimento.

De forma descomplicada, Beth Harbison conseguiu criar uma apelativa narrativa que toca muitos pontos aos quais as mulheres são sensíveis, procurando, com uma boa dose de humor, que estas se identifiquem com a simplicidade das suas personagens e com os seus dilemas existenciais. 

Tendo como ponto de partida as histórias de Lorna, Helene, Sandra e Joss, personalidades distintas que partilham o sentimento de pertença ao grupo Shoe Addicts Anonymous, Viciadas em Sapatos fala-nos sobre as suas vidas complexas que conferem profundidade e interesse a esta comédia quase romântica, histórias que vão muito além de um vício comum e com a capacidade de prender a atenção de quem lê aos mirabolantes contornos de quatro buscas pela felicidade.

A mais-valia de existirem quatro protagonistas prende-se com a quantidade de problemáticas que o livro permite abordar e, neste ponto em particular, esta obra está verdadeiramente bem construída. Dito isto, creio que tão importante como falar dos traços que caracterizam cada uma destas mulheres, amantes de sapatos e, posteriormente, amigas para a vida com um espírito de empreendedorismo tão necessário nos dias de hoje, é referir as questões sensíveis que tocam cada uma destas vidas ficcionais e dar-vos a conhecer um pouco do sumo deste enredo, à primeira vista, tão leve.

Assim, independentemente de se possuir um humor caustico incomparável, uma confiança inabalável, independência financeira ou um amor imenso ao seu trabalho, Lorna, Helene, Sandra e Joss têm fragilidades provenientes de diferentes situações nas quais a vida as colocou e que, sozinhas, parecem não ter discernimento para ultrapassarem. Um casamento por conveniência, problemas económicos, empregos complicados ou baixa auto-estima são alguns dos pontos dilemáticos do texto que o leitor encontrará, enquanto vê, de forma natural, estas mulheres despertarem para a realidade, confrontarem os seus medos e encontrarem um rumo que julgavam perdido.


Em suma, este é daqueles pequenos livros que podemos ler sem que este acto implique uma reflexão e é, igualmente, um livro que nos poderá por a pensar como agiríamos ou o que faríamos de forma diferente quando colocadas perante estes desafios nas nossas vidas. Não é, particularmente, um livro muito romântico apesar de todas as emoções e sensações de uma paixão estarem presentes, mas é, indiscutivelmente, uma história que procura um final feliz e que dará ânimo às suas leitoras com a certeza que que não existem impossíveis e que a sorte pode estar ao virar da esquina – ou num novo par de sapatos.

Quanto à escrita de Beth Harbison, diálogos pertinentes e animados, descrições breves e caracterizações comuns são os seus pontos fortes, atributos que aliados a cenários idealizados para criar empatia conseguem um efeito muito interessante da narrativa no leitor.

Quanto a mim gostei. Foi uma leitura que durou menos de um dia e que, sem deixar muitas saudades, me fez ter a certeza que lerei mais obras da autora até porque, pela minha curta pesquisa, este livro é o primeiro de uma série – boas notícias.

Esta é uma aposta Editorial Presença que assenta na perfeição na sua colecção Champanhe com Morangos, uma colecção irresistível para os adeptos de romance contemporâneo e humor.


Título: Viciadas em Sapatos
Autora: Beth Harbison
Género: Romance Contemporâneo
Editora: Editorial Presença

Para comprar o livro Viciadas em Sapatos, clique aqui.



É chegada a hora de actualizar, uma vez mais, a minha aventura entre páginas proporcionada pelo grupo do Facebook Maratonas Literárias Viagens (In) Esperadas.

Se é a primeira vez que estão a ler sobre este tema aqui no blogue, podem saber tudo sobre a Maratona aqui.
E espreitem as minhas actualizações anteriores:

Resumo dos dias de ontem e hoje do meu Bingo…

Monday Bookshelf Mix #2:
«Que 3 cores associas ao Verão? Mostra-nos 3 livros que gostarias de ler ou comprar neste Verão, um para cada uma das cores escolhidas.»


Escolhi estas cores - Amarelo/Laranja, Verde e Azul - porque são as mais óbvias, creio, mas também porque as associo a três livros que quero realmente ler no próximo mês. No entanto, para mim verão é cor e alegria, gelado de melancia e mirtilo com chantili, pele com sabor a sal e tardes quentes entre bebidas frescas.
Mas, convenhamos, verão também é sol e calor e o livro A Cor do Coração representa-o na perfeição com o seu cenário africano. Também é campo, piqueniques e aves e insectos, algo que Splintered ilustra – quero mesmo ler este. E, igualmente, é mar e praia, é azul como o céu claro e neste caso a capa de A Guerra Diurna tem o tom exacto da casa do paraíso que hoje observo da janela do meu quarto.

Check Point #3:
«De 3 em 3 dias vamos ter a rubrica "Check points". Estas são paragens ao longo da maratona para fazermos o ponto da situação e avaliarmos o progresso das nossas leituras. Aqui o que queremos é que compartilhem o vosso bingo com as categorias já completadas marcadas com um X e que falem um pouco do que acharam dos livros que já leram.»

Ai tristeza! Enfim, a minha gata adoeceu, a minha disposição para ler esmoreceu e os últimos dois dias passaram envolvidos em neblina. Hoje já a tenho pertinho de mim, apesar de amanhã ter de voltar a deixa-la no veterinário, mas espero pelo menos acabar a minha actual leitura Lago Perdido, que ainda nem vai a meio. Nem vou fazer contas às páginas, as categorias – o mais importante – estão na mesma.

Quadro actual de categorias completadas do Bingo.

Leituras a que me propus:
Retrato de uma Iniciante de Lissa Price
Anjos Rebeldes de Libba BrayTerminado
Lago Perdido de Sarah Addison Allen  Leitura Actual
Amor & Enganos de Julia QuinnTerminado
Pecadora de Madeline Hunter
A Voz de Juliet Marillier
A Informacionista de Taylor StevensTerminado

Espero que o penúltimo check point seja verdadeiramente mais animador…


Boas leituras*


Com o apoio Oficina do Livro, chegou ao fim mais um passatempo duplo de dois autores portugueses.


Para sorteio estavam disponíveis dois exemplares, O Ano em que Não ia Haver Verão de Rute Silva Correia e Solteiros, Casados e Divorciados de Ricardo Martins Pereira.

Gostaria, como sempre, de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime, haverá mais oportunidades em breve.


Entre as 207 participações, quem receberá este exemplar é:

48* - Jorge Martins, Castelo Paiva

Os meus sinceros parabéns, espero que usufrua de uma excelente leitura.
E o meu muito obrigado à Oficina do Livro por me oferecer a possibilidade de realizar este passatempo.


Boas leituras*

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Finalista do National Book Award e do Oklahoma Book Award na categoria de literatura para jovens adultos, O Espetacular Momento Presente foi adaptado ao cinema e exibido com grande sucesso no Sundance Film Festival.

Título: O Espetacular Momento Presente
Autor: Tim Tharp
N.º Páginas: 344
PVP: 15.90 €
ISBN: 978-972-23-5297-0
Coleção: Noites Claras

Sinopse:
Aos 17 anos, tudo o que Sutter Keely deseja é desfrutar do espetacular momento presente. É o tipo que anima qualquer festa, cheio de charme e humor, o herói em busca de si próprio, com um coração puro mas a fazer as escolhas erradas. De repente, Sutter tem a sensação de que todos os seus amigos estão a caminhar em direção a futuros promissores... Mas para Sutter continua a bastar o espetacular momento presente. Uma história de passagem da adolescência para a idade adulta, com a mistura certa de tragédia e comédia, sobre um jovem que tenta encontrar o seu próprio caminho impulsionado por um misto de compaixão e recusa em relação à realidade da vida adulta.

Leia um excertoAQUI

Sobre o autor:
Tim Tharp é um conceituado escritor de romances para o público jovem adulto. Licenciado em Jornalismo e em Psicologia, tem ainda um mestrado em Escrita Criativa pela Brown University. Vive em Oklahoma, onde escreve ficção e dá aulas no Departamento de Ciências Humanas na Faculdade de Rose State. Outras obras do autor foram distinguidas com prémios literários, nomeadamente Falling Dark, que recebeu o Milkweed National Fiction Prize e Knights of the Hill Country, que ganhou o Oklahoma Book Award.

Para mais informações sobre o livro O Espetacular Momento Presente, clique aqui.



Chegou ao fim mais um passatempo o que significa que espero fazer mais um leitor feliz dentro de momentos. Este livro é uma oferta ASA a quem agradeço esta preciosa colaboração.




Para sorteio encontrava-se um exemplar de Romance em Amesterdão, o último título do autor português Tiago Rebelo.



Gostaria, como sempre, de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime, haverá mais oportunidades em breve.



Entre as 200 participações, quem receberá este exemplar é:

116* - Celina Rodrigues, Bombarral

Os meus sinceros parabéns, espero que usufrua de uma excelente leitura.
E o meu muito obrigado à ASA por me oferecer a possibilidade de realizar este passatempo.


Boas leituras*

domingo, 27 de julho de 2014

Porque o fim-de-semana foi de loucos, só hoje é que consigo vir actualizar a minha aventura literária deste verão proporcionada pela página Maratonas Literárias Viagens (In) Esperadas.



Se é a primeira vez que estão a ler sobre este tema aqui no blogue, podem saber tudo sobre a Maratona aquiE espreitem as minhas actualizações anteriores:

Aqui fica então o resumo dos últimos desafios deste Bingo Especial de Verão…

Reading Pause #2:
«Para algumas pessoas Verão é sinal de roadtrip. Que tal fazermos uma roadtrip literária? Escolhe 4 países que gostarias de visitar no Verão e um autor de cada um desses países que te desperte a curiosidade.»

Bem para começar ia à Irlanda dar dois beijinhos à Cathy Kelly, dizer-lhe que adoro as suas personagens e a forma como nos conta histórias de vida. Depois punha dois ou três livros na mala para uma longa viagem à Nova Zelândia, onde conheceria Michelle Holman e lhe agradeceria pelas muitas gargalhadas que os seu livro Do Céu, Com Amor me ofereceu. Em seguida, voltava para a Europa e dava um pulinho à Alemanha para conhecer o tão inteligente quanto divertido David Safier, tenho a certeza que iria ser uma conversa e tanto. E antes de aterrar em Portugal parava na vizinha Espanha com esperança de conseguir cumprimentar Carlos Ruiz Zafón na sua terra natal, para lhe dizer que é um dos escritores contemporâneos com a prosa mais bela que conheço. (Sei que ele está a viver em Los Angeles mas, quiçá, não tenha vida passar o verão à casa de família.)


Book Weekend Shot #1:
«Durante o fim-de-semana convidamos-vos a tirar uma foto à vossa leitura do momento tendo por base o tema ÁGUA. Podem tirar uma foto do livro que estão a ler junto ao mar, a um rio, etc...Sejam originais!»


Vocês já sabem que eu não sou muito original… dito isto, fui ali até à beira mar, sentei-me nas rochas a comer um gelado e a ler e lá puxei do telemóvel para a foto. Gostam?


Lazy Sunday # 1
«Conta-nos como é que o livro que estás a ler veio parar às tuas mãos. Onde ouviste falar nele pela primeira vez e porque decidiste lê-lo?»

Bem este desafio é muito fácil.
Eu terminei hoje de ler o livro Anjos Rebeldes e ainda não comecei a ler o próximo, portanto é deste último que vou falar. Este título chegou-me às mãos graças à parceria do blogue com a chancela 1001 Mundos mas era uma compra obrigatória. Eu adorei o livro anterior desta série de Libba Bray, Gemma Doyle, por isso esta era uma aquisição inevitável.


Check point #2:
«De 3 em 3 dias vamos ter a rubrica "Check points". Estas são paragens ao longo da maratona para fazermos o ponto da situação e avaliarmos o progresso das nossas leituras. Aqui o que queremos é que compartilhem o vosso bingo com as categorias já completadas marcadas com um X e que falem um pouco do que acharam dos livros que já leram.»

Tal como eu tinha previsto, li muito pouco desde o último ckeck point, apenas 477 páginas. Isto significa que devorei um total de aproximadamente 1200 páginas até agora e que completei um total de 7 categorias das 16 do meu cartão Bingo. Ainda assim, estou convicta de que vou duplicar estes números até ao final da próxima semana e riscar todas as categorias.

 
Quadro actual de categorias completadas do Bingo.

Leituras a que me propus:
Retrato de uma Iniciante de Lissa Price
Anjos Rebeldes de Libba Bray Terminado
Lago Perdido de Sarah Addison Allen
Amor & Enganos de Julia QuinnTerminado
Pecadora de Madeline Hunter
A Voz de Juliet Marillier
A Informacionista de Taylor StevensTerminado

No próximo check point trago-vos mais novidades, até lá…


Boas leituras*

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Sinopse:
Laurel, actriz de sucesso, regressa à casa da família para celebrar o nonagésimo aniversário da mãe, Dorothy, que sofre de Alzheimer.
Esse dia recorda-lhe um outro, há muito esquecido. Naquele fatídico aniversário do seu irmão, Laurel estava escondida na casa da árvore, a fantasiar com um amor adolescente e um futuro grandioso em Londres, quando assistiu a um crime terrível, que mudaria a sua vida para sempre. Foi com terror que Laurel viu a mãe cravar a faca do bolo de aniversário no peito de um desconhecido. O regresso ao local onde tudo aconteceu é a última oportunidade para Laurel descobrir o temível segredo daquele dia e encontrar as respostas que só o passado da sua mãe lhe pode dar. Pista após pista, Laurel irá desvendar a história secreta de três desconhecidos que a Segunda Guerra Mundial uniu em Londres — Dorothy, Vivien e Jimmy — e cujos destinos ficaram para sempre ligados.
Uma fascinante história de segredos e mistérios, de um crime obscuro e de um amor eterno. Mais um livro inesquecível de uma das autoras de maior sucesso dos nossos tempos.

Há muito tempo que eu tinha curiosidade de experimentar a aclamada autora Kate Morton e quando a oportunidade surgiu, através da parceria com a Suma de Letras, Objectiva, fiquei realmente feliz.
Como apreciadora assumida de romances em geral os ingredientes desta narrativa não poderiam ser mais apetecíveis, com o mesclar de cenários de época e contemporâneos, uma forte dose de mistério e uma pitada de drama, numa trama repleta de pormenores cativantes e personagens desiguais que atravessam uma geração tocada por umas das maiores calamidades do último século, enquanto nos prende aos seus sinais até à última página, até ao seu desenlace verdadeiramente surpreendente.

Amores Secretos tem por base um segredo, um segredo camuflado e que acredito piamente que apenas seja alcançado pelo leitor quando for revelado de forma completamente evidente.
Com perfeita noção de que algo grandioso é oculto ao leitor e a grande parte dos intervenientes, assistimos às várias personagens lidando com os seus segredos como se de uma camisola demasiado justa se tratasse, como se estes fossem algo que se moldou aos seus corpos, que se acomodou nas suas mentes e que, apesar de todos os indícios, passou despercebido durante décadas. Os segredos, independentemente da sua gravidade, permitiram que todos sem excepção seguissem com as suas vidas até que uma lembrança e uma vida, a vida de uma das protagonistas e consequentemente a chave de todos os segredos, se está quase a cruzar com o limiar da morte – um derradeiro momento que exige o conforto da verdade por serenar, um derradeiro momento que nos faz ansiar por chegar aos últimos capítulos deste extenso enredo.

Dividido em quatro partes o texto dá-nos a conhecer três grandes personagens, três protagonistas que inevitavelmente têm os seus destinos entrelaçados tal como têm a capacidade de provocar sentimentos distintos no leitor. Adoradas, repudiadas ou simplesmente curiosas, Laurel, Dorothy e Vivien, elas são caracterizadas por forma a causar tudo menos indiferença, todas elas tocando o leitor em determinado período das suas existências, do seu presente e passado complexo. Defini-las seria contar-vos demasiado porque, confesso, foi apenas no final que fiquei a conhecê-las plenamente e à realidade que as une e que torna este livro tão especial.

Numa leitura que nem sempre foi sôfrega pelas suas muitas descrições, nem sempre emotivas, existe no entanto um vivido retrato da Segunda Grande Guerra e gostei, particularmente, da forma como aqueles que habitaram nesse tempo conturbado tornaram indefinida a actualidade, de como partilharam as suas experiências e as suas dificuldades, os seus sonhos e injustiças num momento demasiado cruel da História da humanidade. Violência doméstica e aparências confundiram-se com a felicidade fugaz e recordações de momentos únicos, momentos marcados numa memória e em imagens inexplicáveis e que tendem a passar despercebidas neste texto. Existe, assim, uma cadência no relato que tende a iludir, a desviar a nossa atenção para acontecimento menores e que só muito mais tarde, depois de prazeres ou mágoas efémeras, acabam por fazer um verdadeiro sentido a quem lê.


Sangue e tradições, sorrisos e dificuldades, misturam-se nesta história que nos conta os pensamentos e as singularidades da vida dos que apesar do medo nunca perderam a capacidade de sonhar enquanto o mundo desabava, uma história que nos conta como a vida se tornou uma passageira e de como o amor conduziu a uma impensável fatalidade.

Quanto à escrita Kate Morton, esta marcou-me pela sua capacidade de ludibriar e retractar os seus intervenientes, durante a pintura de um quadro muito pormenorizado mas que só pode ser apreciado quando terminado. E se é verdade que a leitura nem sempre fluiu com naturalidade, sou igualmente sincera quando afirmo que o seu final superou todas as minhas expectativas.

Esta é uma aposta Suma de Letra, uma chancela Objectiva, que agradará aos leitores de romances de época e mistério.


Título: Amores Secretos
Autora: Kate Morton
Género: Romance de Época

Editora: Suma de Letras

Se o Amor fosse uma doença, aceitarias a cura?

Título: Delirium
Autor: Lauren Oliver
N.º Páginas: 416
PVP: 16.50 €
ISBN: 9789896722685

Sinopse:
Houve um tempo em que o amor era a coisa mais importante do mundo. As pessoas eram capazes de ir até ao fim do mundo para o encontrar. Faziam tudo por amor. Até matar. Finalmente, no século XXII, os cientistas descobrem a cura para o delírio do amor, uma perigosa pandemia que infecta milhões de pessoas todos os anos. E o governo passa a exigir que todos os cidadãos recebam o tratamento ao cumprirem 18 anos. Quando faltam apenas noventa e cinco dias para a tão aguardada cirurgia, Lena faz o impensável e sucumbe a uma irreprimível e incontrolável paixão…


Sobre a autora:

Nascida em Queens, Nova Iorque, em 1982, filha de professores de Literatura, desde cedo que o mundo das histórias e da ficção é, também, o seu. Formada em Literatura e Filosofia pela Universidade de Chicago, foi assistente editorial na Penguin Books até 2009, ano em que decidiu perseguir o seu sonho de ser escritora a tempo inteiro e trabalhar de pijama todos os dias. Gosta de escrever, ler, cozinhar, viajar, dançar, correr e inventar músicas estranhas. Chocolate preto, o Outono, ketchup e sentir-se confortável são algumas das suas coisas preferidas, mas detesta sapatos práticos, pessoas mentirosas e bananas.

Redes Sociais

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 23 de Junho!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Resultado em breve!

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide