Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Sinopse:
Neste terceiro volume da série juvenil iniciada com o título Sou o Número Quatro, a história é retomada a partir do ponto em que termina O Poder de Seis. Das nove crianças que conseguiram escapar à destruição do seu planeta de origem, Lorien, pelos cruéis Mogadorianos restam apenas seis. Estas crianças são os Garde, que se refugiaram na Terra em diversos continentes. À medida que crescem e desenvolvem poderes especiais, ou Legados, vão sendo preparados para um confronto final com os seus inimigos. Para conseguirem salvar o seu mundo e o nosso, têm de se reunir porque só juntos são suficientemente poderosos para enfrentar os seus inimigos. Mas entretanto, mais uma menina conseguiu escapar de Lorien…

Embora dedicada aos mais novos, eu não consigo ficar indiferente às fortes nuances de acção e aventura que caracterizam série Lorien Legacies.
Repleta de adrenalina, a narrativa de Pittacus Lore tem vindo a conquistar uma legião de fãs desde a publicação do seu primeiro livro, o bestseller Sou O Número Quatro já adaptado ao pequeno ecrã, e com o evoluir da história os motivos de entusiasmo não param de aumentar.

Mais intenso e complexo, este universo ficcional que descreve extraterrestres em fuga no nosso planeta não pára de surpreender, com novos intervenientes de destaque a surgirem constantemente e situações cada vez mais arriscadas para o futuro de todos, Lóricos e humanos.
Novas batalhas extraordinárias avizinham-se e os perigos estão onde menos se espera, com este crescendo emocional paralelo ao dos protagonistas, em contagem decrescente para o final desta guerra transcendente promete um desenlace brilhante. É o princípio do fim ou um novo começo, tudo pode acontecer e ganha novo ânimo em A Ascensão do Nove.

*Os desenvolvimentos durante estas páginas, que se iniciam onde o livro antecedente terminou, são um verdadeiro spoiler, pelo que vou aproveitar para vos falar das personagens e de alguns pormenores que me agradaram bastante.*

Foi óptimo ficar a conhecer melhor Nove e fui completamente conquistada pelo seu humor cáustico, quase irritante mas impossível de julgar. Creio que esta personagem é companhia perfeita para Quatro, que tende a dar mais atenção à emoção do que à razão. Igualmente interessante foi a apresentação de Oito, também ele dissonante na sua personalidade e tão singular nos seus Legados – é uma mais-valia consecutiva. E, por fim, gostei de Dez, o Garde inesperado, o último sobrevivente com os poderes ainda por desenvolver mas que apresenta a coragem do seu povo e uma olhar cuidado para com os seus – é uma jovem que tal como Cinco quero vir a conhecer melhor.
Ainda em relação a intervenientes, Quatro continua a irritar-me ligeiramente mas, para compensar, Seis e Sete continuam a ser as minhas eleitas por diferentes razões, são verdadeiras heroínas à sua maneira.

Personagens à parte, gostei imenso das lutas, suficientemente violentas, e dos momentos de acção e incerteza que se fizeram sentir durante a leitura. Tudo graças aos Mogadorianos, feios, ligeiramente burros e muito maus, em particular o seu líder deplorável, cruel e mestre na ilusão, Setrákus Ra, um grande vilão.

Também agradáveis foram as paisagens percorridas pelo planeta Terra, algumas ligações à nossa História, que conferiram pormenores interessantes ao texto, assim como conhecer os novos Legados dos Garde, cada vez mais fascinantes, e a faceta científica da narrativa, com muita tecnologia idealizada a tornar tudo mais cativante.
Vale a pena destacar, ainda, os objectos, a herança, provenientes de Lorien e a forma como o governo humano acaba por se envolver, cegamente, neste drama interplanetário.


Em suma, é uma boa continuação que responde a algumas questões anteriormente levantadas e que dá abertura para novos desenvolvimentos, ao mesmo tempo que proporciona empatia constante com os intervenientes e nos oferece novas informações sobre o planeta de sonho, Lorien.

Pessoalmente gostei, embora a minha opinião possa estar um pouco confusa e não ser tão clara como eu gostaria. Acho que é mesmo o melhor livro da série até ao momento, não só por todas as surpresas e novidades, mas também pela forma como o texto está estruturado, com capítulos intercalados pelas diversas personagens e destacados com diferentes fontes de letra, existindo assim a possibilidade de criar afectividade com todas elas.

Esta é uma aposta agradável da Editorial Presença, que já tem o quinto livro publicado no original, e que certamente vai ao encontro dos fãs de literatura juvenil fantástica.


Sou O Número Quatro (Opinião)
O Poder de Seis (Opinião)


Título: A Ascensão do Nove
Autora: Pittacus Lore
Género: Ficção Científica; Juvenil
Editora: Editorial Presença

Para mais informações sobre o livro A Ascensão do Nove, clique aqui.


0 comentários :

Redes Sociais

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Resultado em breve!

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide