Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sábado, 19 de outubro de 2013

Sinopse:
O destino lança os dados neste capítulo final da saga hush, hush
Nora está absolutamente certa sobre o seu amor por Patch. Anjo caído ou não, Patch é o homem da sua vida. A herança e o destino que couberam a Nora ditam que terá de ser inimiga do seu amor, mas não há como lhe voltar as costas. Agora, Nora e Patch deverão unir forças para enfrentar o derradeiro desafio. Assistiremos ao regresso de velhos inimigos e ao nascimento de novos aliados. Um amigo será o protagonista de uma inesperada traição que ameaçará a paz com que Patch e Nora sonham tão desesperadamente. As linhas da batalha estão formadas, mas de que lado devem lutar? E, no final, será o amor capaz de conquistar todos os obstáculos?

Depois de um ano e meio a aguardar pelo último livro da série hush, hush, esta opinião poderia ser um verdadeiro fracasso – e ainda o pode ser, obviamente –, mas se não é, em parte, isso deve-se certamente à grande maturidade alcançada por Becca Fitzpatrick, enquanto autora, que espelha agora a sua evolução ao longo da composição da sua narrativa. Fiquei verdadeiramente fascinada pela forma como que esta, subtilmente, introduziu toda a informação necessária relativa às obras antecedentes, durante as primeiras cinquenta páginas de Finale, sem nunca descurar novos acontecimentos e a acção constante, que complementam a sua história de amor intenso e criaturas divinas.

Dando início ao texto no exacto momento, sensível, em que o livro anterior nos deixou, a autora apresenta-nos uma Nora confusa com árdua tarefa de comandar o exército daqueles que desejam o sangue da raça do amor da sua vida, Patch, um anjo caído. Atormentada por uma promessa forçada que, se quebrada, custar-lhe-á a vida, rodeada de por existências que a levam por caminhos opostos e, cada vez, sem fé na sua sobrevivência, a personagem principal desta série tem um final de cortar o fogo, onde tudo pode acontecer, e se conclui, por forma a satisfazer o grande potencial por que tantos fãs aguardavam. É um encerrar em pleno, onde não faltam momentos de grande paixão inocente e a antecipação de uma batalha épica, de tudo ou nada, não existindo um único rosto que tenda apenas para o bem ou para o malFitzpatrick não desilude.

Para lá da grande evolução na escrita, o segundo ponto evidente que me agradou nesta história foram as transformações alcançadas através de Nora. Esta personagem, embora continue a demonstrar a sua tenra idade – através de erros comuns, pensamentos impulsivos e emoções excessivas –, conseguiu atingir a visão necessária para o papel que desempenha embora não tenha, de forma alguma, passado a ser uma heroína de sonho. Aborrecer-me-ia se a escritora tivesse feito algo diferente, confesso, não se pode simplesmente criar algo que não existiu antes. Da mesma forma, também Patch se revela finalmente para aquilo que eu sempre esperei de um Ser que existe desde a criação do mundo, tornando o seu perfil misterioso mais aberto para aquela que deseja, fazendo justiça ao arrependimento anteriormente apregoado e merecendo, claro está, a redenção. Com tudo isto não quero dizer, no entanto, que este passou a ser um livro para todos os leitores e de personagens maravilhosas, é, isso sim, o melhor livro possível para o seu público-alvo, juvenil, atendendo ao seu histórico que nem sempre cumpriu todas as expectativas.

Também dignas de nota são as personagens secundárias, das benignas aos vilões, merecendo especial relevo Vee, de quem eu já gostava e que, tal como previa, acaba por ganhar um destaque merecido no universo extraordinário, Scott, que tanto havia crescido e que se mostra em todo o seu esplendor com momentos muito dignos, e Dante, que apesar de tudo, não deixa de representar na perfeição o papel para o qual foi concebido. E para quem odeia Marcie, não se preocupem, ela continua tão irritante como sempre e a merecer pares de estalos consecutivos – esta criatura enerva-me mais do que eu gostaria.

Uma vez que este é o último livro da série e não tenho a certeza que lhes fiz as devidas honras, quero aproveitar para reafirmar que gosto realmente dos anjos caídos de Becca, seres de índole cinzenta, que nunca permitem antever as suas verdadeiras intenções e que, ainda assim, são verdadeiramente magnéticos. Já os Neflins, criaturas que descendem do cruzamento do sangue de anjo com humano – e que todos os anos numa determinada altura podem ser possuídas por anjos caídos, uma vez que estes não tem sensibilidade física e podem apenas alcança-la através da possessão –, não me foram particularmente queridos, acho que na sua maioria são apenas mais arrogantes e prepotentes que a nossa espécie com um pouco mais de poder – são como qualquer indivíduo, creio. E por fim os arcanjos, sobre os quais não há muito a dizer, são poderosos e regra geral estão no seu espacinho no céu a intimidar todos os outros com o seu poder superior. Quanto ao maravilhoso é isto e a demoninharia, uma droga para os seres de descendência angélica, que Becca tem para oferecer.


Acima de qualquer outra temática, fica principalmente claro neste último livro que estamos perante uma autora direccionada para o romance, porque é nisso que Becca Fitzpatrick mostra maior talento, a falar de amor.
A sua escrita não é extensa em descrições, privilegia a acção e mesmo as caracterizações, bem conseguidas no passado, não são relevantes neste título pois o leitor já conhece as personagens, ou seja, a sua escrita é agradável e bastante direccionada para o entretenimento sem ter algo de relevante.

Em suma, este é um livro de fantasia que tem como ponto forte o romance, onde não falta drama e paixão quanto baste, muitos lutas, a evidência do valor da vida e em oposição à fatalidade da morte que também está presente – sim, morrem personagens das que mencionei nesta opinião.
Um livro muito direccionado para os leitores YA a quem eu o recomendo sem restrição, se esta temática lhes for apelativa.
Quanto a minha opinião pessoal, de um modo geral, não me desiludi nem me surpreendi, mas acabei bastante satisfeita com o final, portanto foi uma leitura positiva.

Esta é uma aposta Porto Editora, com direito a uma nota especial para os fãs da autora, que deixará muitas jovens a suspirar por ter o seu anjo de carne e osso.

Série hush, hush
hush, hush (Opinião)
Crescendo (Opinião)
Silêncio (Opinião)


Título: Finale
Autora: Becca Fitzpatrick
Género: Fantasia; YA
Editora: Porto Editora

0 comentários :

Redes Sociais

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 13/08!

*Suma de Letras*

*Suma de Letras*
Passatempo 1 - Resultado!

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo 2 - Resultado!

*Clube do Autor*

*Clube do Autor*
Passatempo 3 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 4 - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo 5 - Resultado!

*Planeta Manuscrito*

*Planeta Manuscrito*
Passatempo 6 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 7 - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide