Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Sinopse:
Depois de uma colisão frontal entre um elegante carro desportivo e um utilitário, um anjo bondoso faz uma troca na sala de espera do Céu. Uma professora baixinha, temperamental e amante de râguebi recebe uma segunda oportunidade e encontra-se no corpo de uma americana alta, deslumbrante e promíscua. Tem um marido rico e lindo de morrer que parece ter acabado de sair de um romance -, mas por uma razão qualquer, não suporta sequer olhar para ela. Ela pensa que enlouqueceu, e se contar a alguém as pessoas saberão que isso é verdade... e irão interná-la. E ela não pode fugir e esconder-se: tem uma perna partida.
Respirando fundo, Lisa levantou o espelho. O rosto que viu era encantador, apesar dos hematomas e do tom acinzentado e pouco saudável da pele. O cabelo negro caía em madeixas oleosas sobre uma testa alta e lisa. Olhos grandes e azuis, com longas pestanas negras, fitavam-na com uma expressão apreensiva. Viu maçãs do rosto altas e salientes, e um nariz longo e estreito por cima de uma boca carnuda e rosada. Era o rosto da mulher que vira na sala de espera. O rosto da mulher que conduzia o descapotável azul. A mulher chamada Linda. George tinha-a posto no corpo errado.

Não é de hoje que os romances contemporâneos da Quinta Essência me dão imenso prazer, com as suas histórias que tendem a ser apaixonantes sem deixarem de ser ligeiras, com as suas histórias preenchidas de pontuações de humor peculiares enquanto exploram as emoções humanas, são histórias de vida em jeito de fantasia, são histórias feitas para fazer o seu leitor ter momentos felizes.

Do Céu, Com Amor é um livro tão doce, mas tão doce que é impossível não nos encantarmos com a sua narrativa fabulizada, com a sua protagonista, Lisa, que representa um pouco de todas as mulheres e com o seus dramas, tão comuns e actuais, eternamente actuais no que toca a assuntos do coração.

Como a sinopse elucida, conhecemos a personagem principal momentos antes da sua morte e durante a sua breve aventura na sala de espera Céu, aventura essa que acaba consigo reencaminhada para a Terra só que num corpo que não lhe pertence. Mas não se assustem, exceptuando este início surreal as peripécias são bem credíveis e sucedem-se em catadupa, deixando o mundo de Lisa deliciosamente virado de pernas para o ar. Afinal de contas, entre a verdade e a loucura, nunca a normalidade esteve tão distante da sua vida e, para piorar a situação, o seu novo e belíssimo corpo aparenta um passado indesejável, muitas metas para ultrapassar e um parceiro de sonho que, para sua incompreensão, odeia a antecedente ocupante da nova pele de Lisa.

As personagens deste texto são muito distintas, começando por Linda e Lisa, sendo Linda a antiga dona do físico que a nossa protagonista passou a habitar.
Embora o leitor só conheça Linda das recordações e reacções que Lisa vai obtendo na sua nova vida, assim como através dos pensamentos do seu marido, Dan, é fácil perceber que a defunta nem sempre teve uma conduta desejável, a começar pela falta humildade e excesso de extravagância com que Lisa se depara no universo do seu novo corpo, revelando desta feita um protótipo de ser humano menos correcto. Por outro lado, a personagem principal deste enredo é uma mulher com um carácter forte e que depressa se apercebe da grande oportunidade que é estar viva, mesmo dadas as circunstâncias, mostrando a quem lê uma coragem extraordinária para superar as adversidades e a importância de valorizar o que se tem. Em comparação, podemos considerar Linda e Lisa opostos plausíveis de serem analisados, mas o mais interessante é, sem dúvida, o lado divertido, dramático e surpreendente que preenche o novo despertar da protagonista para esta realidade fantasiada.

No que respeita a personagens secundárias, em particular Dan, ele é o típico Romeu deste género de narrativas, todo ele valores, honra e entrega à sua profissão, sem que lhe falte, ainda assim, um retoque mais complexo e credível de personalidade, nem sempre desejável dificultanado a nova existência de Lisa, o que a meu ver torna o texto mais apelativo. Toda a família da protagonista, irmãos e pais, merece igualmente destaque pelos lugares-comuns que oferece ao leitor, tratando-se de um exemplo agradável de pessoas que, acima de tudo, se amam embora nem sempre estejam em sintonia, proporcionando cenas tão animadas quando comoventes.

Ao longo do texto, o leitor poderá ainda encontrar várias problemáticas interessantes, entre elas a dislexia, a endometriose e outras questões médicas exploradas pelo trabalho de Dan. De qualquer forma, creio que é acima de tudo é importante reter o valor da mulher, a sua forma por vezes particular de sentir e de demonstrar afecto, e, principalmente, o valor das pequenas coisas nos momentos de maior ou menor carência, mas que certamente tornam gratificante cada despertar.

Michelle Holman estreou-se impecavelmente em terras lusas, com uma história que me deixou fã da sua escrita simples mas cuidada, capaz de falar ao coração.
A maior parte das suas descrições tem que ver com os intervenientes, não faltando o cuidado de transmitir o espaço em que estes estão inseridos mas, no entanto, é nas caracterizações que se denota um esmero particular, pelas caricaturas conhecidas de quem lê e as emoções que transmitem primorosamente apelando ao sentimento, caricaturas igualmente repletas curiosidades e singularidades que nos mantém presos até ao final.

Pessoalmente, eu adorei este livro. 
Para quem procura algo leve e descontraído, esta é a escolha perfeita, que proporciona também algumas reflexões breves durante várias horas de puro entretenimento.
Gostei, em particular, de todas as informações relacionas com a Nova Zelândia, um local pouco explorado nos romances que tenho lido e que mostra uma cultura diferente e atractiva que tenciono vir a conhecer melhor.

Esta é uma aposta Quinta Essência que eu recomendo, sem qualquer restrição, aos leitores de romance, com a certeza que esta história vos deixará plenamente satisfeitos.


Titulo: Do Céu, Com Amor
Autora: Michelle Holman
Género: Romance Contemporâneo.


4 comentários :

Olinda P. Gil © disse...

Olá!
Se quiseres ser minha Pre Advanced Reader dá uma espreitadela ao meu post onde explico o processo: http://www.olindapgil.com/2013/09/contos-breves-pree-advanced-readers.html

Carolina disse...

Parece um livro muito giro e amoroso! *-*

Elphaba J. disse...

Olá Carolina, é mesmo! Este romance é um verdadeiro mimo *.*

Patricia Ferreira disse...

Obrigada!!!! Parece demais!!!! :P

Redes Sociais

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 13/08!

*Suma de Letras*

*Suma de Letras*
Passatempo 1 - Resultado!

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo 2 - Resultado!

*Clube do Autor*

*Clube do Autor*
Passatempo 3 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 4 - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo 5 - Resultado!

*Planeta Manuscrito*

*Planeta Manuscrito*
Passatempo 6 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 7 - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide