Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sexta-feira, 7 de junho de 2013
Sinopse:
Quando Kelsey Hayes se candidata a um trabalho no circo para ocupar as férias de verão até ao início das aulas na faculdade, está longe de imaginar a aventura em que se verá envolvida. Encarregada de cuidar de Ren, um majestoso tigre branco, sente-se de imediato fascinada pelo animal e não hesita em aceitar o convite para o acompanhar numa viagem até à Índia, rumo à reserva natural a que pertence.
O que Kelsey ainda não sabe é que o tigre a que tanto se afeiçoou é na verdade Alagan Dhiren Rajaram - um príncipe indiano vítima de uma maldição secular - e que ela poderá ser a única pessoa capaz de o ajudar a quebrar o feitiço.
Determinada a devolver a Ren a sua humanidade, Kelsey embarcará numa perigosa aventura por lugares repletos de magia e misticismo. No entanto, as forças do Mal não parecem dispostas a dar-lhes tréguas e os perigos espreitam a cada esquina. Será que a paixão que vai crescendo entre os dois resistirá a todos os obstáculos que lhes vão sendo colocados no caminho?

Devido ao número elevado de fantasias que têm sido publicadas nos últimos dois anos, principalmente em relação às que se encontram destinadas a um público mais jovem, tem sido cada vez mais raro que eu me consiga surpreender, fascinar, mas confesso que A Maldição do Tigre, o primeiro título da Saga do Tigre, superou todas as minhas expectativas em diversos parâmetros e agora, finda a leitura, sinto-me realmente satisfeita e só lamento não ter lido este livro mais cedo.

Colleen Houck conseguiu dar o ritmo certo à sua obra, partindo de algo muito banal para o extraordinário quando, regra geral, acontece o oposto e, só por isso, é digna de particular atenção.
Kelsey Hayes é órfã e procura o seu primeiro emprego de verão, para pagar as propinas da faculdade, que acaba por encontrar num circo - um circo igual a tantos outros, um circo que tem algo que ultrapassa toda e qualquer simplicidade.
Circunstâncias enternecedoras e circunstâncias forçadas, uma oportunidade e uma viagem, levam Kelsey até à Índia, até à fantasia que dá vida a uma ilusão de onde fazem parte um príncipe, a riqueza e o maior de todos os tesouros, um tigre branco que muda a vida desta jovem e nos inicia, juntamente consigo, numa jornada maravilhosa e prodigiosamente bem construída.

Não estando a cometer spoiler porque o teor romântico da obra é abordado na sinopse, Kelsey e Ren, um príncipe amaldiçoado à condição de tigre, apaixonam-se, no entanto, o envolvimento deste casal e a forma como a sua relação se desenvolve, foi para mim a questão menos relevante neste texto, que é repleto de surpresas, acção e informação preciosa sobre a cultura hindu. Ainda assim, embora tivesse sido um pouco previsível para mim, tudo o que se relaciona com o coração oferece leveza à narrativa e, embora eu nem sempre sempre tenha estado de acordo com as opções do casal principal, não deixei de ser crédula com as suas escolhas porque realmente fazem sentido neste género literário.
Para lá de uma Kesley carente e assustada, e ao mesmo tempo curiosa, deslumbrada e corajosa, e de um Ren desenquadrado com a época actual, por vezes confuso mas sempre um perfeito cavalheiro, quem eu realmente adorei foi Mr. Kadam - conselheiro e protector de Ren que, a meu ver, deve ser encarado também como um protagonista pela sua presença constante no texto e intervenções cruciais para a acção -, e como este também Kishan, o irmão também amaldiçoado de Ren, que se vê preso à figura de um tigre negro. Eles são, sem dúvida alguma, intervenientes de excelência que oferecem um novo ímpeto a este texto e foi para mim impossível não desejar saber tanto sobre eles quanto sobre o casal Ren e Kelsey.

Personagens à parte, considerei pontos altos desta história tudo que se relacionou com mitologia, Deuses, lendas ou contos associados à cultura indonésia, entre outras. São, efectivamente, extensas e diversificadas as glosas que preenchem estas páginas e dão um novo sentido ao desenrolar do enredo a que vamos assistindo e, tal como Kelsey, fiquei fascinada, apaixonada, por tudo o que me foi dado a conhecer desta sociedade diferente, quer no passado, quer no presente, da ocidental que conheço. Vivi intensamente a Índia.

Em relação ao maravilhoso, e as suas aparições propriamente ditas, todo ele se encontra relacionado com os mitos e lendas, e sejam eles monstros ou Deuses, o leque de criaturas é muito diversificado, sendo no geral tão assustador - são disso exemplo as kappas, macacos vampiros -, como fascinante. Sou, ainda assim, obrigada a destacar Durga, considerada a Deusa Suprema pelos hindus que, entre muitas outras definições, é uma guerreira caçadora de demónios, porque esta se personifica, em parte, em Kelsey e é figura presente, directa ou indirectamente, durante toda a leitura. Adoro-a.

Existe, efectivamente, muito de que falar nesta história complexa e incrivelmente bela mas, como não posso referir tudo, acho que deve ficar a nota de que esta é uma leitura muito preenchida de acção, imparável, constante, e acompanhada por descrições espaciais breves, mas muito bem conseguidas de forma que, sem fugir à realidade, se consiga alcançar um universo paralelo.

A nível emocional, há alguma carga dramática, associada ao passado mas também à superação necessária ultrapassar as provações presentes, tanto a nível físico como psicológico, assim como o princípio de um triângulo amoroso - que muitas vezes assusta leitores -, e um mal, um inimigo realmente cruel. Tudo isto é apenas abordado como que oferecendo a visão através de pequenas janelas que deixam muito por explorar neste mundo criado por Colleen Houck, um mundo que já me conquistou totalmente.

Em suma, uma fantasia juvenil com todos os predicados para leitores exigentes e adeptos deste género literário que eu aconselho veemente porque entre o destino, o amor e a aventura constante, muitas são as aprendizagens que se retira desta leitura.

Colleen Houck tem uma imaginação fértil e é, definitivamente, muito inteligente na forma como conciliou a realidade com a ficção aliadas a uma escrita leve, simples e fluída, mas extremamente cuidada para que nada seja deixado ao acaso.
Gostei particularmente de todo o trabalho de pesquisa que realizou para oferecer aos seus leitores conhecimentos curiosos e pertinentes, para além do entretenimento. Ou seja, uma autora que vou seguir de perto e da qual não vou querer perder qualquer publicação pois, estou em crer, que muito ou pouco, esta é uma escritora que gosta de fazer o seu trabalho bem feito.

Mesmo sem querer, penso que já deixei clara a minha opinião desta história que me encantou e que, felizmente, já tive oportunidade acompanhar um pouco mais através do título O Resgate do Tigre, publicado no presente mês pela Porto Editora. Livro de que gostei ainda mais e que me deixou desejosa de pegar nos próximos dois título da Saga do Tigre, Tiger's Voyage e Tiger's Destiny, já publicado no original, de imediato. Quero mais.
Lembrei-me! Visitem o site da autora, podem encontrar o link na barra do lado esquerdo dedicada aos Autores das Histórias, está muito bem conseguido, espelha bem a escritora cuidadosa que Colleen é.


Uma aposta fabulosa da Porto Editora que eu recomendo sem qualquer restrição. Adorei.

Título: A Maldição do Tigre
Autora: Colleen Houck
Género: Young Adult, Fantasia, Romance
Editora: Porto Editora


0 comentários :

Redes Sociais

*Passatempo Halloween*

*Passatempo Halloween*
Passatempo - Resultado!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide