Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sábado, 11 de maio de 2013

Sinopse:
Callie tem dezasseis anos e vive com Tyler, o irmão mais novo, e Michael, um amigo, nos escombros da cidade de Los Angeles. Quando as Guerras dos Esporos rebentaram, matando todos aqueles que tinham mais de vinte anos e menos de sessenta, Callie perdeu os pais. Como muitos outros Iniciantes, teve de aprender a sobreviver, ocupando prédios desabitados, roubando água e alimentos, fugindo aos Inspectores e combatendo os Renegados. Para tirar Tyler das ruas e garantir ao irmão uma vida melhor, Callie só vê uma solução: oferecer a sua juventude à Destinos Primordiais, uma empresa misteriosa que aluga corpos adolescentes aos velhos Terminantes – seniores, com centenas de anos, que querem ser jovens outra vez. Tudo corre como previsto, até o neurochip que lhe colocaram na cabeça ava- riar. Callie acorda, de súbito, na vida da sua locatária, a viver numa luxuosa mansão, a guiar carros topo de gama e a sair com o neto de um senador.
A vida quase parece um conto de fadas, até Callie descobrir que a sua locatária não quer apenas divertir-se e que, no mundo per- verso da Destinos Primordiais, a sobrevivência é apenas o começo.

Para agrado desta vossa leitora, a Editora Planeta Manuscrito tem trazido para terras lusas mais e mais obras distópicas, com maior ou menor qualidade, seguindo assim umas das mais recentes tendências além-fronteiras entre os jovens adultos, algo que, em minha opinião, é de extrema importância para que muitos dos que lêem ficção tenham oportunidade de reflectir sobre algumas das muitas questões que ao longo dos tempos se têm imposto à humanidade.

No que respeita ao enredo de Destinos Interrompidos, este inicia-se no futuro, num recanto do mundo - Los Angeles -, onde após a Guerra dos Esporos a sociedade se encontra defraudada pela ausência de indivíduos entre os 20 e os 70 anos, mortos, deixando os idosos a comandar as vidas dos sobreviventes.
Neste contexto, Callie, de 16 anos, encontra-se abandonada à sua própria sorte com um irmão pequeno e doente para cuidar contando, exclusivamente, com a ajuda do seu amigo Michael que se encontra igualmente nas ruas - são apenas parasitas de uma sociedade que privilegia apenas o futuro individual. Quando num momento limite a fome aperta, a doença de Tyler piora e a sobrevivência de impõe, heis que Callie decide arriscar e conhecer a segredada, sussurrada, Destinos Primordiais, uma empresa misteriosa que aluga corpos de jovens a idoso milionários, através de condições suspeitas, uma empresa que oferece a juventude a alguns em troca de ninguéns sociais.
É ao ser-nos dada a conhecer esta nova realidade, para lá de todo o horror já oferecido ao leitor, que esta história ganha novo ímpeto e entramos num texto de intrigas e mentiras com proporções ainda mais assustadoras.

Numa narrativa em que tantas perguntas sobre o Homem se impõem confesso que, geralmente, a não ser que as suas personagens sejam extraordinárias existe tendência para serem um pouco desvalorizadas por mim e, neste caso em particular, apenas a sua protagonista se destacou.
Iniciante e, posteriormente, Locatária - nome dado aos jovens cujos corpos são usurpados por Terminantes -, esta adolescente mostra uma obrigatória maturidade acima da média e, ao mesmo tempo, muita coragem e sangue frio para tudo aquilo a que se vai propondo nesta narrativa de risco crescente. Embora seja muito altruísta, foi bastante agradável ver Callie cometer erros e ceder aos excessos que o destino lhe oferece, como seria normal para qualquer ser humano e, devido à sua natureza credível, fiquei realmente curiosa para saber quais serão as suas próximas escolhas e acções.
Já relativamente a intervenientes secundários, que são muitos, diversificados e com diferentes níveis de influência no enredo, deixaram-me com a sensação de que se deram pouco a conhecer, são disso exemplo a Terminante Helena, Tyler e Michael, assim como Blake, o jovem que faz par romântico com Callie. Este último fez com que na minha opinião o lado romântico da narrativa não fosse dos melhores, porque a verdade é que não houve, da minha parte, qualquer tipo de empatia para com o caso amoroso desenvolvido.

Para lá de tudo o que citei envolvendo as personagens, não faltam motivos de sobra para ler esta história para quem, como eu, gostar de ficções científicas leves em cenários distópicos. Desta feita, o lado científico, tecnológico da obra, leva-nos a conhecer principalmente a empresa Destinos Primordiais de que eu gostei imenso. Tendo como principal objectivo oferecer aos mais velhos a possibilidade de viverem dentro de um corpo jovem, esta empresa dá ainda a oportunidade aos mais jovens de ficarem excepcionalmente perfeitos e, aos idosos, de perlongar a sua longevidade, o que são temas muito interessantes para se meditar. Ora vejamos, nos dias hoje existem pessoas que não são donas do seu próprio corpo e que vêm comandadas as suas acções, na mesma medida, a beleza continua a ser sobrevalorizada e é cada vez mais um factor eliminatória em coisa coisas tão simples como a procura de emprego, isto, já para não falar nas consequências de se ter uma população a viver cada vez até mais tarde. Dá, efectivamente, que pensar…

Mas não só da Destinos Primordiais se faz este cenário apelativo e diferente, a magnificência de quem tem o poder a contrastar com os que nada têm, as instituições de menores e os muitos abusos a que vamos assistindo, assim como a perspectiva de Inspectores Terminantes, pessoas que deveriam ser sábios, contribuem igualmente para manter o interesse e, ainda digna de nota, a idealização de um universo em que não existem indivíduos de meia-idade e a reflexão sobre a falta que os seus pensamentos e concepções fazem para equilibrar as mentes jovens e idosas. Muito bom.

Uma distopia concebida para entretenimento comum, para a reflexão de alguns e para roçar a susceptibilidade de tantos outros que eu sugiro não só aos fãs de ficção científica, mas a todos os leitores de ficção, que desejem abrir a sua mente para ambientes surreais alternativos.


Quanto à escrita de Lissa Price, é simples e fluida para alcançar o público em geral, descomplicando e expondo com simplicidade a sua grande criatividade.
O mesmo se verifica das suas descrições que são breves mas suficientemente pormenorizadas para dar a ver tudo o que rodeia os seus intervenientes.
O seu ponto forte é, definitivamente, a capacidade de causar surpresa, principalmente com o seu final inesperado que me apanhou completamente desprevenida.

Já ficou óbvio que gostei muito deste livro porque, verdade seja dita, este tipo de leituras está a tornar-se o meu género de eleição. Quanto mais aprendo sobre FC mais gosto e quando este género se a une a cenários distópicos e/ou futuristas, eu sou uma leitora muito feliz.
Infelizmente sou obrigada a dizer que gostava de ter tido mais informação sobre a Guerra dos Esporos e algumas personagens secundárias, mas talvez seja eu a ser demasiado exigente.
Por agora, espero que o próximo livro seja publicado rapidamente, uma boa questão para colocar à autora Lissa Price na próxima quarta-feira, 15 de Maio, que marcará presença numa sessão de autógrafos pelas 18h30 na FNAC do Colombo.

Uma leitura Planeta Manuscrito que eu sugiro sem restrições.


Título: Destinos Interrompidos
Autora: Lissa Price
Género: Ficção Científica; Distopia

6 comentários :

addle disse...

Estou ansiosa para ler este livro! :)

Liliana Lavado disse...

Anda um murmurinho com este livro que me deixa curiosa… mas já estou um bocado farta de ler YA… tenho de fazer um intervalo :D

Elphaba J. disse...

É muito interessante Addle e esta é uma óptima oportunidade para conseguir o livro autografado com a presença da autora em Portugal na próxima semana.

Boas leituras * Beijinho

Elphaba J. disse...

Percebo-te Liliana. Eu sou sincera, não resisto a este género e gosto imenso, e depois, como vou intercalando com outras leituras, não me consigo fartar.

Beijinhos*

Leitora disse...

eu estou a ler e a gostar muito, este tipo de livros distópicos, fazem como diz a Elphaba pensar no futuro, refletir sobre o mundo presente e o mundo futuro.
Este livro faz-me lembrar o Admirável Mundo Novo, quando li pensei isto é impossível mas está ai a clonagem como prova.
Boas leituras.

Elphaba J. disse...

Olá Leitora :)
Eu li o "Breve New World" há algum tempo e é para mim uma obra-prima dentro do género que tem vindo a inspirar o que de novo vai sendo publicado - tenho de postar a opinião por aqui um dia destes.
Quando a "Destinos Interrompidos", há melhores dentro do género mas mesmo assim gostei. Gosto de todos os livros que nos podem fazer pensar sobre questões que diariamente não nos tocam. Livros que tocam susceptibilidades e que, se assim se desejar, podem passar por mera ficção de entretenimento.
Fico feliz por estar a gostar. Já existe “A Revelação”, a continuação, para ler. Entretanto, sugiro a leitura das short stories que a autora escreveu associadas a esta história.

Boas leituras*

Redes Sociais

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 13/08!

*Suma de Letras*

*Suma de Letras*
Passatempo 1 - Resultado!

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo 2 - Resultado!

*Clube do Autor*

*Clube do Autor*
Passatempo 3 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 4 - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo 5 - Resultado!

*Planeta Manuscrito*

*Planeta Manuscrito*
Passatempo 6 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 7 - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide