Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Com o constante e maravilhoso apoio da fantástica Planeta Manuscrito chegou ao fim mais um grande passatempo no blogue.

Para sorteio encontravam-se três exemplares de três livros que eu li e adorei, Shadowfell de Juliet Marillier, Predestinados de Josephine Angelini e Pecados Escondidos de Emma Wildes.

Gostaria de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime haverá mais oportunidades em breve.

Sem mais demoras, quem receberá estes exemplares é:

*246 Inês (…) Santos – Coimbra

Os meus sinceros parabéns ao vencedor/a, espero que usufrua de uma excelente leitura.
Boas leituras©
Sinopse:
Na terra de Alban, onde o jugo tirânico de Keldec reduziu o mundo a cinzas e terror, a esperança tem um nome que só os mais corajosos se atrevem a murmurar: Shadowfell. Diz a lenda que aí se refugia uma força rebelde que lutará para libertar o povo das trevas e da opressão. E é para lá que se dirige Neryn, uma jovem de dezasseis anos que detém um perigoso Dom Iluminado: o poder de comunicar com os Boa Gente e com as criaturas que vivem nas profundezas do Outro Mundo. Será Neryn forçada a fazer esta perigosa viagem sozinha? Ou deverá antes confiar na ajuda de um misterioso desconhecido cujos verdadeiros desígnios permanecem por esclarecer? Perseguida por um império decidido a esmagá-la e sem saber em quem pode confiar, Neryn acabará por descobrir que a sua viagem é um teste e que a chave para a salvação do reino de Alban pode estar nas suas próprias mãos.

Para mim é muito recompensador ter oportunidade de ler fantasia com a elevada qualidade como a que nos é proporcionada por Shadowfell, uma história que para lá da magia nos recorda os mais importantes valores do homem.
Com variadíssimas criaturas mágicas, um cenário épico e protagonistas dignos de contos de fadas, esta é uma narrativa que nos conquista, igualmente, pelo lado cru das cenas mais duras, mais tristes, e pela sabedoria das palavras mais sensatas que Juliet Marillier oferece aos seus leitores proporcionando, assim, a oportunidade de quem lê mergulhar com naturalidade num ambiente maravilhoso onde o extraordinário brota da ilusão mais comum.

Um dos grandes trunfos desta obra é, sem dúvida alguma, a sua protagonista, Neryn. Com uma infância dolorosamente amarga e, logo a partir das primeiras páginas, órfã, esta jovem é um símbolo de força, persistência, e esperança que, no fundo, são as palavras de ordem que a guiam, são as palavras que esta se compromete a propagar pela despoticamente subjugada terra de Alban.
Todo este primeiro livro gira em torno da demanda da sua protagonista, um caminho duro e trilhado para alguém único, como só ela, Neryn, poderá vir a ser. É uma jornada repleta de sabedoria, de surpresas, de perigos e de louvores, uma jornada que encantará o leitor pelas suas mil e uma maravilhas e que surpreenderá com o toque das lágrimas, assim como dos sorrisos.
Para além de Neryn existem outras personagens fascinantes humanas sendo a mais relevante, por ora, Flint. Este é um jovem que provocará emoções ambíguas, retirando certezas ao próprio leitor que dará por si a vivenciar as emoções contraditórias da personagem principal em ralação às atitudes deste estranho. De extrema importância, Flint acaba por ser, acima de tudo, uma descoberta gratificante no final da obra, principalmente depois de muitas páginas em que revela uma faceta misteriosa fazendo-nos querer, desejar, saber mais sobre si.

Rica em pormenores, a começar pelos muitos intervenientes imaginários, este livro tem uma ligação extrema à natureza e esta envolve-nos em todos os momentos com ilusões e belezas que florescem, em parte, na imaginação de cada um.
A riqueza das criaturas mágicas que habitam os trilhos percorridos Naryn, os Boa Gente, emocionaram-me pela sua simplicidade e enterneceram-me por tudo o que representam. Este é um povo que vive em sintonia perfeita com o ambiente envolvente graças às descrições cuidadas e suaves da autora, que soube criar algo desigual, fascinante. Destes seres mágicos destaco nomes como Salva ou Azedão, com papeis de extrema importância para o que se passa ao longo da história e, acredito, no muito que se passará mais adiante.

Através do fantástico, é interessante verificar que são abordados variadíssimos temas pertinentes a par com a moral, constante, de que nunca se deve desistir e de que o bem deve sempre lutar contra o mal. Parece algo básico, eu sei, mas acreditem está longe de o ser durante o livro e, por muito que eu vos tente explicar o conceito, tem mesmo de ler para experienciar. 
Muitas emoções, sentimentos e significados caracterizam esta história para jovens adultos, mais adultos que jovens, espero eu, para lhe seja dada o devido valor.

Esta foi a minha estreia com Juliet Marillier e, creio, não poderia ter sido melhor. A sua escrita é encantatória e a sua imaginação prodigiosa transportou-me, completamente, para o seu viciante universo.
As suas descrições são lindíssimas e cativantes, permitindo que quem lê veja o que rodeia a acção, e, ao mesmo tempo, deixam espaço para um pouco da nossa imaginação. Quanto à dedicação às suas personagens, estas são uma imagem de força e poder estabelecendo, desde cedo, empatia ou curiosidade.
Positivamente, a autora deixou ainda muito por revelar e estou certa de que o melhor ainda está para vir através de mais palavras repletas de magia e de mais uma leitura sôfrega. (Espero que esteja para breve.)

Quanto a mim adorei. Este é um livro que leva nota máxima dentro do seu género literário por tudo o que me fez sentir e pela quantidade de sentimentos bons que me transmitiu através da sua protagonista que irradia bondade e generosidade acompanhadas de gestos de partilha. É reconfortante.

Este livro é uma grande, grande aposta da Planeta Manuscrito que eu sugiro a todos os leitores que gostem de fantástico, independentemente da idade ou do estilo de fantasia que costumam ler. Excelente.

Título: Shadowfell
Autora Juliet Marillier
Género: Fantasia
terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Uma história soberbamente sensual e deliciosamente erótica.
Uma escrita envolvente da autora que é uma referência no romance histórico erótico, já com 5 títulos publicados.

Título: Sussurros Ousados
Autora: Emma Wildes
N.º Páginas: 320
PVP: 17,70 €
ISBN: 9789896573362

Sinopse:
Na sociedade do período da Regência, espera-se que as mulheres casem jovens, governem a casa e sejam vistas, não ouvidas. No entanto, estas senhoras dificilmente fazem o que se espera delas…
Lady Cecily Francis está resignada a tornar-se esposa de Lorde Drury, o homem por quem desconfia que a irmã nutre uma paixão secreta. Porém, depois do seu primeiro encontro escandaloso com o exótico conde de Augustine – o americano de quem toda a gente fala em surdina –, Cecily fica intrigada com a possibilidade de uma vida mais excitante. Se ao menos conseguisse arranjar maneira de casar com o pouco convencional conde…
É conhecido na cidade por Conde Selvagem. Embora tenha herdado o título de forma legítima – e, com ele, a responsabilidade pelas suas três meias-irmãs –, Augustine é meio-americano e meio-iroquês. Mal pode esperar para pôr em ordem o património do pai, casar as irmãs e regressar à sua terra natal. Até que a encantadora Lady Cecily o leva a considerar uma prolongada estada em Inglaterra…

«Uma leitura voluptuosa e sensual. Deliciosamente escandalosa e, ao mesmo tempo, ternamente romântica… Apetecia-me que não terminasse!» - New York Times

«Este romance escandalosamente excitante atrai-lo-á e apoderar-se-á do seu coração.» - USA Today

Da Mesma Autora

Sobre a autora:
Emma Wildes cresceu a devorar livros e a escrita nasceu naturalmente. A autora costuma dizer que adora escrever porque adora ler. Estudou na Universidade de Illinois e é licenciada em Geologia. Vive em Indiana com o marido e três filhos.
Foi a autora n.º 1 Fictionwise, WisRWA Reader’s Choice Award, vencedora na categoria de Romance Histórico em 2006 do Loriest Best Published, e em 2007 vencedora do Eppie para o melhor romance erótico.
Descubra mais em www.emmawildes.com

Saiba mais em: Planeta Manuscrito

Por que falhamos tanto no amor?
Por que tanta gente escolhe a pessoa errada e mergulha em relações tão perigosas e irracionais?
Por que nos resignamos a relações dolorosas?

Título: Amores Altamente Perigosos
Autor: Walter Riso
N.º Páginas: 240
PVP: 14,95 €
ISBN: 9789896573058


Sinopse:

Por que falhamos tanto no amor? Por que tanta gente escolhe a pessoa errada e mergulha em relações tão perigosas e irracionais? Por que nos resignamos a relações dolorosas? Acreditamos que o amor é infalível e esquecemos algo elementar para a sobrevivência amorosa: nem todas as propostas afectivas são convenientes para o nosso bem estar. Gostemos ou não, algumas formas de amar são francamente insuportáveis e esgotantes. 
Este texto é dirigido a qualquer pessoa que queira repensar a sua vida afectiva e fazer do amor uma experiência satisfatória. Não é um livro optimista nem pessimista, mas sim realista. Não encontrará aqui as melhores regras para viver com certo tipo de pessoa, mas aprenderá a estabelecer tempos de reflexão para compreender melhor a sua relação enquanto casal e deslindar até onde se justifica lutar ou não por ela. Amar não é sofrer e temos o direito a ser felizes. Este é o bem-estar supremo que ninguém nos poderá tirar, nem que seja em nome do amor.


Sobre o autor:
Walter Riso nasceu em Itália, em 1951. Era ainda muito jovem, quando a família emigrou para a Argentina e aí cresceu num bairro multiétnico, no seio de uma comunidade de emigrantes italianos.
Estudou psicologia na Universidade de Colômbia, movido pela sua constante curiosidade e inquietação.
Especializou-se em terapia cognitiva e fez um mestrado em bioética. Desde há trinta anos, exerce psicologia clínica, actividade que alterna com o exercício da cátedra universitária e a realização de publicações científicas e de divulgação em diversos meios.
Os seus livros cumprem o objectivo a que se propôs: o de criar uma vacina contra o sofrimento humano, ao propor estilos de vida saudáveis nas diferentes etapas da vida.
O êxito dos livros de Walter Riso é esmagador.
Actualmente reside em Barcelona.
Para mais informacões: www.walter-riso.com

Saiba mais em: Planeta Manuscrito


domingo, 27 de janeiro de 2013


… Viciada em Downton Abbey.


Vocês não sabem mas eu tenho como único hobbie ler, o que não significa que não goste de ver uma série, assistir a um filme entre muitas outras distracções. No entanto, agora que estou de férias, não tenho "como" não me permitir a mim mesma usufruir de parcos prazeres e esta série, esta série é um vício e um prazer tremendo para mim.

A boa notícia? Já estou a meio da terceira temporada e portanto pouco faltará para que eu volte à rotina habitual.

A má notícia? Enquanto não terminar de ver todos os episódios manipulo totalmente o meu tempo nesse sentido e não me apetece, de todo, fazer mais nada a até assistir ao último segundo da vida em Downton.

Boas leituras e, já agora, boas séries ©
sábado, 26 de janeiro de 2013

Em colaboração com a Quinta Essência dou hoje início a mais um apaixonante passatempo.

Para sorteio está disponível um exemplar da sensual obra O Desejo da autora Nicole Jordan.

Para se habilitar este livro basta responder acertadamente às questões abaixo colocadas e ter em atenção as regras de participação.

Descubra as suas respostas aqui no Blogue ou em Quinta Essência.

Boas leituras©


Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 7 de Fevereiro de 2013 (quinta-feira).
2. Só é possível uma participação por pessoa e e-mail.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
4. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
5. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
6. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.
7. Boa Sorte!


sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Sinopse:
Uma criança do inverno cria uma relação especial com um dragão. Uma nave espacial ruma no espaço em busca de uma mítica raça, mas estará o mistério na própria raça ou na estranha nave em que navegam? Uma velha torre de cinzas serve como refúgio para um homem destroçado. Um escritor cria um universo de personagens, e cada uma delas vive no mundo que ele lhes determinou. Um milionário convoca os seus antigos colegas para um confronto de xadrez com revelações inesperadas. Um homem adora comer mas odeia ser gordo, conseguirá a provação do tratamento do macaco ajudá-lo a definir prioridades? A vida sexual de um manipulador de cadáveres pode ser relativamente perfeita, mas não quando se acredita no amor.
Dez histórias multipremiadas que exploram temas universais, de leitura indispensável para os fãs do autor e para todos os que desejam conhecer o verdadeiro potencial da literatura fantástica.

É muito difícil para mim falar deste livro e as emoções que me ocorrem quando pretendo começar a expressar-me são contraditórias. Por um lado a mestria de George R. R. Martin é arrebatadora mas, por outro, eu não sou fã de short stories e de cada vez que começava a viver intensamente um dos seus enredos este terminava, deixando o constante desejo de saber mais.

O Dragão de Inverno & Outras Histórias é a compilação de dez pequenas narrativas elaboradas ao longo da carreira deste autor, umas permeadas, outras não (creio eu), dentro dos géneros FC, horror e fantasia que, inegavelmente, revelam todo o seu talento quanto à exploração o ser humano – enquanto criatura repleta de sentimentos avassaladores e defeitos – e de novas realidades extraordinárias que só poderiam brotar de uma mente efervescente, brilhante e plena de criatividade como a sua.

A complexidade de cada história é tal que eu arrisco-me a dizer que poderia criar uma opinião singular para cada uma delas mas, como não quero alongar-me em demasia, vou tentar generalizar, citando apenas os títulos que mais gostei e abordando, de forma ligeira, o que poderão encontrar ao longo da obra.

Uma das histórias que mais gostei foi a primeira, Esta Torre de Cinzas. Misturando fantasia com FC, esta pequena trama, quase romântica, apresenta criaturas extraordinárias e cenário de cortar o folgo. O seu protagonista está muito bem conseguido e envolve o leitor a partir das primeiras frases através da dicotomia imaginação e realidade, de tal maneira que até aos últimos momentos do texto o leitor pode ser ludibriado em relação às suas reais vivências. Está perfeito.
«(…), os sonhos são muito frequentemente melhores do que o acordar, as histórias são muito melhores do que as vidas.» - Página 27

Outra das histórias que acaba por marcar este livro é aquela que foi escolhida para estar presente no título, a terceira, O Dragão do Inverno. Esta é a típica narrativa de fantasia épica em que não faltam dragões, cavaleiros, batalhas e personagens peculiares, recordando um pouco do ambiente que conheço das Crónicas de Fogo e Gelo que geraram uma legião de fãs deste autor a nível nacional. A protagonista desta narrativa, Adara, é ela própria um símbolo de magia singular que cria empatia pela solidão, pelo frio que a domou um dia, sensibilizando o leitor para a sua condição. É um tributo ao inverno, à cadência do tempo. Um bonito e triste sonho, foi assim que o senti.

E gostei mesmo muito da oitava história, Variações Falaciosas, e da última, Retractos Dos Seus Filhos. É comum a ambas as histórias um ambiente actual mas tirando isso em nada se assemelham.
A narrativa número oito tem personagens palpáveis que retractam as pessoas de hoje com problemas diversos, qualidades e, principalmente, os defeitos. Encontram-se em vogue questões como a ambição, ganância e vingança, e penso que posso caracterizar este texto, acima de tudo, como um thriller psicológico em que está expresso a evolução emocional do homem na maturidade.
Retractos Dos Seus Filhos, por sua vez, é uma história de terror onde a psique humana é trabalhada prodigiosamente. O protagonista, no qual se centra toda a narrativa, é um escritor e o leitor tem oportunidade de verificar a sua obsessão pela escrita e a influência do seu trabalho na sua vida. São páginas repletas de tensão e criatividade que me prenderam até ao último momento e, segundo o próprio autor, Martin, esta história não pode ser definida como fantasia, FC ou horror é, simplesmente, uma história. Confirmo, é uma história extremamente bem idealizada. Adorei.

Pondo de lado as histórias que citei, é importante citar que gostei de todos os textos com variados níveis de satisfação e o que importa realmente referir que são todos muito diferentes entre si e trabalham temas diversificados e, o mais importante, pertinentes intemporalmente. O fanatismo versus a religião, sexualidade, obesidade ou até, fantasmas, são algumas das questões que o leitor verá exploradas através de ambientes discrepantes.

Em relação à escrita de George R. R. Martin, este é tudo aquilo que eu já conhecia e um pouco mais. Assertivo, versátil e original são adjectivos que lhe assentam na perfeição e que aliados à beleza dos seus textos, repletos de descrições, nos permitem vivenciar totalmente as experiência das suas personagens, mostrando, sem dúvida, todo o seu talento.
A sensação com que fiquei é que o autor é um mestre no horror, mais ainda do que na fantasia, criando um suspense incrível, como poucas vezes tive oportunidade de ler e trabalhando as emoções de uma forma muito crua que alcança o público na medida certa.
Achei igualmente interessante ver o quanto de si próprio George R. R. Martin passa para as suas histórias que são, neste livro, complementadas com introduções pertinentes e que fazem toda a diferença para quem lê permitindo, de alguma forma, que se assista à evolução daquele que é hoje um ícone literário. 

Como nota final, acho que a história que merecia vigorar no título era a sexta, Nightflyers, pela sua complexidade, pelas quase 100 páginas que a constituem e, essencialmente, por mostrar toda a competência do autor. No entanto sei que sendo esta é uma narrativa de FC, com fantasmas e naves espaciais há mistura, afugentaria algum público. Mas é boa, muito boa. Meteu-me medo de verdade!
Em suma, gostei mesmo muito deste livro que fugiu à minha rotina habitual de leituras.

Uma excelente aposta da Saída de Emergência que contribuiu para eu começar as minhas leituras de 2013 repletas de qualidade.
Este é um livro que eu sugiro a todos os fãs do autor mas também aos curiosos sobre o seu trabalho ou de algum dos géneros acima frisados.

Título: O Dragão do Inverno & Outras Histórias
Autor: George R. R. Martin
Género: Fantasia, Horror, Ficção Científica.



Com o fantástico apoio da Saída de Emergência chegou ao fim mais um passatempo no blogue.

Para sorteio encontrava-se um exemplar do livro O Dragão do Inverno & Outras Histórias do autor George R. R. Martin. Uma obra em que este autor dá provas de todo o seu talento.  

Gostaria de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime haverá mais oportunidades em breve.

Sem mais demoras, quem receberá este exemplar é:

*108Raquel Alexandra LimaGuimarães

Excepcionalmente solicito à vencedora que me contacte por email confirmando os seus dados pessoais. (historiasdeelphaba@gmail.com)

Os meus sinceros parabéns ao vencedor/a, espero que usufrua de uma excelente leitura.
Boas leituras©

A autora bestseller do New York Times, Beth Kery, agarra-nos com um romance inebriante como nenhum outro — onde as regras do desejo são quebradas, noite após noite….

Título: Porque és Minha
Autora: Beth Kery
N.º Páginas: 320
PVP: 16,96 €
ISBN: 9789896374815

Sinopse:
No instante em que Francesca e Ian se conhecem, a atração é mútua; uma carga requintadamente física incendeia ambos. Para Ian, ela é o tipo de mulher a que ele não resiste: inocente e pura. Para Francesca, ele é o tipo de homem que ela mais teme e deseja: sombrio, extremo, autoritário, e interdito. O que se passa entre eles não pode ser ignorado — apenas acatado, evoluindo para um inevitável vínculo.
De um jato particular para um interlúdio em Paris, de um ousado encontro num museu público para a intimidade de um hotel de luxo, Francesca e Ian estão um com o outro sempre que o desejo se torna premente. Mas à medida que a relação deles fica mais intensa, Francesca descobre algo a respeito de Ian — e dela própria — que altera para sempre o jogo e os jogadores. É algo com que eles nunca contaram, algo que lhes faz girar as vidas, delirantemente fora de controlo…

"Um dos melhores romances eróticos que já li." – All About Romance

Sobre a autora:
Beth Kery cresceu numa casa construída no séc. XIX, o que cultivou o seu amor pelo mistério e o paranormal. Quando não estava à procura de passagens secretas e fantasmas com os seus amigos, devorava livros de fantasia e romances, a par de qualquer outro livro que lhe caísse nas mãos. Hoje em dia tenta equilibrar a sua exigente carreira com o seu amor pela sua cidade, pelas artes e pela vida familiar, e a sua escrita reflete a paixão que tem por tudo isso. Já adulta, começou a investigar a fundo os mistérios do romance e do sexo. É uma autora de êxito com mais de trinta livros e contos publicados, e escreve igualmente sobre o pseudónimo de Bethany Kane. Beth acredita, principalmente, que escrever uma intensa e apaixonada história de amor preenche o leitor a nível sensual, emocional e intelectual.

Saiba mais em: Saída de Emergência

Venha mergulhar num mundo de obsessões, segredos e prazeres sem limites.

Título: O Inferno de Gabriel
Autora: Sylvain Reynard
N.º Páginas: 512
PVP: 17,70 €
ISBN: 9789896374853

Sinopse:
O enigmático e sedutor professor Gabriel Emerson é um reputado especialista na obra de Dante. Mas à noite dedica-se a uma vida de prazer sem limites, não hesitando em usar a sua beleza de cortar a respiração para manipular as mulheres a satisfazerem cada capricho seu. Talvez por isso se sinta torturado pelo passado e consumido pela crença de que está para lá de qualquer salvação. Quando a jovem Julia Mitchell se inscreve como sua aluna de pósgraduação, Gabriel não consegue ficar indiferente. Ela é linda, deliciosamente inocente, um diamante em bruto para ele polir. Sempre que Julia se apercebe do olhar de predador dele, espera sentir receio, mas o que verdadeiramente sente é uma estranha luxúria que a assusta. Desejando desesperadamente possuí-la, Gabriel põe em perigo não só a sua carreira, como ameaça desenterrar segredos de um passado que preferia manter oculto. Uma história inebriante sobre amor proibido, luxúria e redenção, O Inferno de Gabriel retrata a jornada de um homem que procura escapar do seu próprio inferno pessoal enquanto tenta conquistar o impossível: perdão e amor.

Sobre a autora:
Sylvain Reynard interessa-se pelo modo como a literatura pode ajudar a explorar os aspetos da condição humana – o sofrimento, o sexo, o amor, a fé e a redenção. As suas histórias favoritas são aquelas cujas personagens fazem um caminho, seja físico seja espiritual, onde descobrem novos aspetos sobre si próprios. O modo como a arte, a arquitetura e a música podem ser usados para contar uma história ou para iluminar os traços de uma personagem também são foco da sua atenção.
Sylvain Reynard costuma usar o seu estatuto para divulgar algumas instituições de caridade como a Now I Lay Me Down To Sleep Foundation, WorldVision, Alex’s Lemonade Stand e Covenant House. Em 2011 foi semifinalista para Melhor Autor do Goodreads Choice Awards e, com o seu romance, semifinalista para Best Romance.

Saiba mais em: Saída de Emergência

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Janeiro tem por hábito ser um mês de novidades, que precede um Novembro parco em lançamentos e um Dezembro que se pedincharam, como prendas, todos os livros que durante o ano ficaram por comprar, sim, porque em Dezembro publicações editoriais nem vê-las! Janeiro é um regalo para os olhos e um sofrimento para qualquer leitor que se queria manter actualizado.  


Eu não fico indiferente aos lançamentos mas também não esqueço, de modo algum, as obras que ando a namorar há algum tempo… aqui ficam os recém-chegados a este lar:


Da ASA chegou Uma Casa de Família de Natasha Salomons.
Eu adorei esta sinopse. Não é segredo que gosto de romances de época e, como se tal não fosse suficiente, a menção na capa da Downton Abbey (deduzo que por uma questão de cenários e ambiente), teria sido motivo mais do que suficiente para eu cobiçar esta beleza.



Da Quinta Essência escolhi, por ora, O Desejo de Nicole Jordan.
Desta autora já li A Paixão (opinião), publicado pela colecção Tiara, e gostei imenso.



Depois de ler A Mecânica do Coração (opinião), como é que poderia resistir à mais recente publicação de Mathias Malzieu, Metamorfose à Beira do Céu?
Não podia, só a sinopse é apaixonante e esta capa, por si só, é o primeiro passo para a magia que se encontra entre as suas páginas. Receber este livro foi uma alegria imensa para mim!




Recentemente rendi-me a Halo (opinião), de Alexandra Adornetto, e desde que Hades foi publicado que este namoro tinha de se concretizar. Mais uma aquisição que me fez feliz.


Não conhecia a escrita de Nora Roberts até ler a Trilogia do Círculo (opinião) que me deixou rendida… Portanto, quando soube que ria ser lançada a Trilogia Signo dos Sete achei que era altura perfeita para continuar a apostar aos poucos nesta autora que já merece um lugar estimado na minha estante. Irmãos de Sangue será uma das minhas próximas leituras até porque a publicação da continuação promete estar para breve.




Por fim e de aquisição obrigatória, O Prisioneiro da Árvore, o quarto volume de As Brumas de Avalon (opinião dos três primeiro livros) de Marion Zimmer Bradley. Uma excelente aposta da Saída de Emergência em 2012 que me deu oportunidade de explorar uma autora que é uma referência no mundo da fantasia. Adoro.




Muitas e boas aquisições, não vos parece?

Conto ler todas elas ainda estes mês, não sei se conseguirei, mas não custa sonhar, certo?
(Tenho muitas opiniões atraso, algumas delas de Novembro e não sei se me vou conseguir organizar totalmente… *wish me luck*)

Já têm algum destes livros? Há algum que queiram mesmo adquirir? Contem-me tudo!

Boas leituras ©


Na tradição das melhores fábulas literárias, Mathias Malzieu conta-nos a história maravilhosa de um homem que quis ousar matar a morte e beijar os céus. 
Uma reflexão única sobre o poder da vida e do amor. 


Título: Metamorfose à Beira do Céu
Autor: Mathias Malzieu
N.º Páginas: 128
PVP: 14,40 €
ISBN: 9789722525725

Sinopse:
Todos nós temos sonhos; o do jovem Tom «Hematoma» Cloudman é voar. Por isso fez carreira como acrobata - segundo alguns, é o pior acrobata do mundo - e especializou-se em números de alto risco, pois assim sente-se mais próximo do céu. Entre saltos e piruetas, sempre sem rede, o seu corpo vai-se desgastando, até que um dia lhe é diagnosticada uma doença incurável. O destino de Tom, contudo, não é viver de asas cortadas. Um dia, num dos seus passeios noturnos pelo hospital, conhece uma fascinante criatura, metade mulher e metade ave, que lhe propõe um estranho pacto: «Posso transformar-te em pássaro e curar-te da tua doença, mas terás de assumir as consequências desta metamorfose.» Estará Tom, o homem que sempre quis voar, pronto para dar um passo irreversível em direção ao desconhecido, abandonando a vida humana por uma nova aventura?

Leia as primeiras páginas: aqui.

Do Mesmo Autor

«Malzieu tem um poder de evocação que faz lembrar Lewis Carrol.» - Metro

«Um estilo contido, agridoce e por vezes surreal, na tradição de mestres como Roald Dahl ou Tim Burton.» - Les Inrockuptibles

«Arquiteto de um mundo, viajante do imaginário, Malzieu é sem dúvida um poeta.»  - 20 Minutes


Sobre o autor:
Mathias Malzieu é vocalista de uma das mais conhecidas bandas de rock francesas, Dionysos. É autor dos contos 38 Mini Westerns e do romance Maintenant qu’Il Fait Tout le Temps Nuit Sur Toi, que conheceu um tremendo sucesso junto do público e da crítica. A Mecânica do Coração é também o nome do mais recente álbum da banda de Malzieu, que foi Disco de Ouro em 2008.

Saiba mais em: Bertrand Editora

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Sinopse:
O Natal sempre foi uma época triste para a jovem viúva Holly Brown, por isso, quando lhe pedem para cuidar de uma casa remota nas charnecas do Lancashire, a oportunidade de se esconder é irresistível - a desculpa perfeita para esquecer as festividades. Escultor, Jude Martland, decidiu que este ano não haverá Natal depois de o irmão ter fugido com a sua noiva, e faz questão de evitar a casa da família. No entanto, terá de voltar na Noite de Reis, quando a aldeia de Little Mumming celebra as suas festividades e toda a família é obrigada a comparecer. Enquanto isso, Holly começa a descobrir que, se quer evitar a Natal, veio para o local errado. Quando Jude regressa inesperadamente na véspera de Natal não fica nada contente ao constatar que Holly parece estar a organizar a festa de família que ele esperava evitar. De repente, uma tempestade de neve surge do nada e toda a aldeia fica isolada. Sem fuga possível, Holly e Jude encontram muito mais do que esperavam - parece que a quadra natalícia vai ser bastante interessante!

Vou começar esta minha opinião com palavras que, creio eu, já vos disse anteriormente… eu sinto saudades dos romances da Quinta Essência e, embora esta editora publique as diversas vertentes deste género literário dedicado ao amor, as histórias de que eu sinto realmente falta são as ficcionais que se unem estreitamente com a realidade através de retratos credíveis, de emoções familiares e de acontecimentos comuns que são pontuados pela maravilhosa imaginação de autoras cuidadosamente seleccionadas para nos aquecer o coração como, por exemplo, Trisha Ashley com a recente publicação Noite de Reis.

Não é a primeira vez que tenho oportunidade e o prazer de ler esta autora que apela tanto aos sentimentos como ao paladar dos seus leitores e, tal como aconteceu em Desejos de Chocolate, temos uma vez mais uma protagonista dotada para a culinária.
Holly Brown é uma jovem viúva que se fechou em torno da sua mágoa permitindo apenas que a sua profissão de chef e o seu dote extraordinário para a culinária a libertem do peso que carrega desde a morte do marido.
Os anos ensinaram-lhe a fórmula perfeita para a sua precária estabilidade e enquanto no verão se dedica à cozinha no inverno, por outro lado, permite-se a si própria fugir dos amigos, tomando conta de casas, naquela que é para si a mais difícil época do ano, o Natal. Mas tudo mudará, obviamente.
Um trabalho inesperado na peculiar localidade de Little Mumming aliado a uma família disfuncional e uma comunidade diferente irão revelar-se uma desgostosa surpresa para Holly e um delírio para qualquer leitor. No ar fica a promessa das mais hilariantes e caricatas peripécias que tocarão o bondoso e partido coração desta protagonista até à fatídica Noite de Reis.

No que respeita aos intervenientes, Holly incluída, primam por ser bastante palpáveis, com dilemas coerentes e uma intensidade emocional bem conhecida do leitor.
A perda de um grande amor, as dúvidas e os medos de uma nova relação são os temas que as personagens Holly e Jude nos permitem explorar no entanto, porque este é um livro feito de sorrisos, muitas serão as picardias ao longo de relações de amor e ódio entre todos aqueles que vamos conhecendo nestas páginas, proporcionando boas gargalhas entre pausas de reflexão.

No que respeita aos intervenientes secundários, mais ou menos presentes, todos os eles dão brilho a esta narrativa, ao mesmo tempo que vos poderão levar a ponderar variadíssimas questões durante o entretenimento. Os tios de Jude, por exemplo, são divertidíssimos e, ainda assim, mostram como tudo muda com avançar da idade sem que se apercebam do quanto isso pesa na sua rotina. O mesmo se passa com alguns dos locais, idosos sozinhos, mas muito castiços, fazendo-nos lembrar aqueles que pela sociedade ficam esquecidos. O irmão de Jude e a sua namorada são outras duas caricaturas, marcadas pelo o orgulho e egocentrismo, e mesmo a pequena Jess pode ser encarada como uma criança que relembra os muitos pais dos dias de hoje que deixam para trás os seus filhos em busca do seu sustento. São exemplos, entre muitos, que nos conquistam pela facilidade com que despertam lágrimas e sorrisos nas coisas mais simples, nas coisas mais verdadeiras.

O ambiente onde a acção se desenvolve é perfeito. Um vilarejo onde o Natal é vivido intensamente por todos os locais, habituados a climas agrestes e à satisfação de um ponche quente num dia de inverno. São pessoas singulares que preenchem esta história de pormenores enternecedores, ao longo de muitas horas de bom entretenimento.

Trisha Ashley tem uma escrita agradável, fluida e acessível, que me prendeu à sua obra, e embora tenha um ou outro momento mais calmo, conseguiu manter o meu interesse constante.
Em relação às descrições, nada tenho a apontar. O cenário é suficientemente pormenorizado para dar a ver o que rodeia as personagens e essas, sim, são o verdadeiro trunfo desta autora muito direccionada para emoções trabalhando com zelo e cuidado cada um dos seus intervenientes.  

Quando a mim, esta foi uma leitura que me surpreendeu bastante pela positiva e gostei mais deste livro do que do seu antecedente, Desejos de Chocolate que, a título de curiosidade, é mencionado neste texto.
Escusado será dizer que esta obra é polvilhada de receitas de fazer crescer água na boca, um folclore atractivo e um humor singular que, num todo, fazem com que esta história se torne numa leve fonte de prazer.

Este romance é mais uma maravilhosa aposta da Quinta Essência que eu recomendo a todos os adeptos desde género, pelo seu nível de entretenimento, em qualquer altura do ano. Afinal de contas o Natal é uma época de exemplos, afectos e gestos que deveriam ser repetidos todos os dias.

Da Mesma Autora



Desejos de Chocolate (Opinião)


Título: Noite de Reis
Autora: Trisha Ashley
Género: Romance

Redes Sociais

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide