Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Já leu os livros.
Já viu a série.
Agora, desfrute da BD,

Título: A Guerra dos Tronos
Autor: George R. R. Martin
N.º Páginas: 192
PVP: 17,76 €
ISBN: 978-989-657-295-2

Sinopse:
Já leu os livros, já viu a série na TV e agora George R. R. Martin junta-se ao conhecido romancista Daniel Abraham e ao ilustrador Tommy Patterson para dar uma nova vida à obra-prima da fantasia heróica «A Guerra dos Tronos», como nunca foi visto em banda desenhada a cores, dando uma visão única do mundo idealizado por George R. R. Martin. O volume inicia a adaptação em banda desenhada de A Guerra dos Tronos, a primeira parte da saga bestseller em todo o mundo, que ocupará os primeiros quatro volumes desta série de graphic novels.

Este volume inicia a adaptação em banda desenhada de A Guerra dos Tronos, a primeira parte da saga best-seller em todo o mundo, que ocupará os primeiros quatro volumes desta série de graphic novels.

Sobre o autor:
George R. R. Martin trabalhou dez anos em Hollywood como escritor e produtor de diversas séries e filmes de grande sucesso. Autor de muitos bestsellers, foi em meados dos anos 90 que começou a sua mais famosa obra: A Guerra dos Tronos. É a saga de fantasia mais vendida dos últimos anos e os direitos de televisão acabaram de ser vendidos à HBO – a produtora de Sopranos e Sete Palmos Abaixo de Terra.

Saiba mais em: Planeta Manuscrito



Atreve-te a sonhar é o livro que os verdadeiros fãs vão querer ler antes de assistir ao concerto, em Maio do próximo ano.

Título: Atreve-te a sonhar – A vida como os One Direction
Banda: ONE DIRECTION - 1D
N.º Páginas: 288
PVP: 17,76 €
ISBN: 978-989-657-325-6

Sinopse:
É difícil acreditar como tanta coisa mudou para nós em poucos meses. De cinco rapazes que nem sequer se conheciam uns aos outros até à final do X Factor, à nossa primeira tournée, à gravação do nosso primeiro álbum e a lançar a nossa música, nós escrevemos este livro para que possas conhecer quem realmente somos, de onde viemos e para onde vamos. Esta é a nossa história de vida como One Direction até agora e estamos muito orgulhosos de partilhar tudo convosco!
«Não é exagero dizer que estamos a ter o momento das nossas vidas agora, e isso não aconteceria se não fossem vocês. Obrigado pelo vosso apoio inacreditável.»

Com toda a história da banda até hoje, o livro inclui mais de 150 fotos exclusivas dos cinco rapazes britânicos.

O primeiro álbum, Up All Night, foi o n.º 1 em doze países, incluindo os Estados Unidos, onde foi a primeira banda europeia a entrar directamente para o 1.º lugar do top dos mais vendidos.

Sobre a banda:
One Direction, ocasionalmente abreviado para 1D, é uma boysband pop formada na cidade de Londres, Reino Unido, em 2010. É composta pelos britânicos Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson e Zayn Malik, e pelo irlandês Niall Horan. O quinteto foi formado após seus membros participarem do programa de televisão X-Factor, um reality show musical, como competidores solo e depois se unirem para concorrerem como grupo; eles acabaram na terceira colocação entre os finalistas.

Saiba mais em: Planeta Manuscrito


quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Depois do sucesso de A Trama da Estrela, Vasco Ricardo apresenta-nos mais um thriller, com todos os ingredientes que este género deve conter!
O tão esperado: O Diplomata


Título: O Diplomata
Autor: Vasco Ricardo
N.º Páginas: 136
PVP: 14,50 €

Sinopse:
Gabriel é um político norte-americano de topo que possui uma família perfeita e uma reputação imaculada. Contudo, por detrás da sua figura exemplar, um outro homem emerge. Violento, frio e calculista, Gabriel parte em busca de algo e não parará enquanto não for bem-sucedido.




«...E quando já ninguém chorava, dei por mim a verter lágrimas que cheiravam e sabiam a sangue...»



Sobre o autor:
Vasco Ricardo nasceu no ano de 1981, em França mas é em Portugal que gosta de estar. Nem sempre viveu em Famalicão; cresceu em Matosinhos e formou-se em Viana do Castelo. Pratica Aikido, uma arte marcial japonesa. Raramente se sente cansado, se bem que certas particularidades do quotidiano o vão arreliando. Acha piada a moralistas, principalmente os que são imorais. Ainda não descobriu a verdadeira razão pela qual sente vontade de escrever, mas jura que um dia o fará.


Do Mesmo Autor



Acompanhe todas as novidades em: http://vascoricardo.blog.com/




Como já vem sendo habitual, cá estou eu para vos mostrar mais alguns dos meus adorados que têm vindo a ocupar as minhas estantes.
Mais recentes ou mais antigos, já lidos ou ainda a aguardar uma oportunidade, como sempre não consigo deixar de partilhar com vocês este objectos que tanto prazer me dão…



Editorial Presença:
Chocky, O Amigo Invisível de John Wyndham
Este é um livro que eu cobiçava há muito tempo e aproveitei a oferta, passatempo, desta editora no Facebook.



Saída de Emergência:
Sonho Febril de George R. R. Martin
Umas das melhores prendas de aniversário que recebi este ano, sem dúvida. Adoro Martin e estou ansiosa para ler este menino.



Planeta Manuscrito:
Pecados Escondidos de Emma Wildes (Opinião)
Adoro esta autora e, de entre os seus títulos publicados, que eu já tive oportunidade de ler, este foi o meu preferido até ao momento. O romance sensual, perfeito.



ASA:
Noites de Jasmim de Julia Gregson.
Esta aquisição foi uma verdadeira surpresa. Não sei ao certo o que pensar desta história.



Contraponto:
O Mundo Depois do Fim de Tom Perrotta (Opinião)
Desigual e interessante, esta não é uma leitura para todos mas esmiúça as emoções que todos conhecemos.



Civilização:
A Arte de Viver À Defesa de Chad Harbach
Só ouvi coisas boas sobre este livro e quando vi uma promoção, não lhe consegui resistir!






Algum destes meninos figura nas vossas estantes?
Daqueles que eu ainda não li, qual me aconselham a ler primeiro?

Boas leituras!
segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Sinopse:
Uma ilha misteriosa. Uma casa abandonada. Uma estranha coleção de fotografias peculiares.
Uma terrível tragédia familiar leva Jacob, um jovem de dezasseis anos, a uma ilha remota na costa do País de Gales, onde vai encontrar as ruínas do lar para crianças peculiares, criado pela senhora Peregrine.
Ao explorar os quartos e corredores abandonados, apercebe-se de que as crianças do lar eram mais do que apenas peculiares; podiam também ser perigosas. É possível que tenham sido mantidas enclausuradas numa ilha quase deserta por um bom motivo. E, por incrível que pareça, podem ainda estar viva as...
Um romance arrepiante, ilustrado com fantasmagóricas fotografias vintage, que fará as delícias de adultos, jovens e todos aqueles que apreciam o suspense.

Esta poderia ser uma história mágica, de heróis prodigiosos e narrada para encantar. Poderia, igualmente, retractar com profundidade o imaginário pueril, realizar sonhos e alcançar as suas infinitas possibilidades mas, como poderiam, como podem as sombras superar os medos? Como podem as proezas ultrapassar a realidade? E como podem as crianças absorver o mundo quando estão encurraladas num minúsculo retalho de terra, de tempo, em que nada chega realmente a ser? Não podem. As crianças simplesmente vivem todas as singularidades que O Lar da Senhora Peregrine Para Crianças Peculiares tem para oferecer.

Um texto diferente, de contornos atraentes devido à sua apresentação e com uma intensidade mística incomum são os principais pontos apelativos que o autor Ransom Riggs reuniu na sua fábula que, subtilmente, mistura ficção e realidade envolvendo totalmente e com facilidade o leitor que, quando se aperceber, já estará tão ansioso quanto o protagonista pelas descobertas únicas que o aguardam.

Quando era inocente, Jacob ouvia atentamente as histórias do seu avô e permitia-se assustar, tanto quanto fascinar, pelas jovens personagens descritas com capacidade inimagináveis. Mais tarde, com a maturidade, Jacob sentiu-se ludibriado, sentiu que o seu avô se perdia e, um dia, deu por si também completamente perdido e aterrorizado perante as pistas que o avô desenterrou do passado para a sua vida normal. Agora, com um local em mente e a vontade de desvendar todos os míticos segredos, Jacob parte para um ilha que fugiu à passagem do tempo, no País de Gales, e consigo levará o leitor para uma viagem mágica, perigosa e apavorante onde a normalidade escasseia e a peculiaridade floresce no princípio da infância, tal e qual como floresceu no final da vida do seu avô.

Mais do que interessante, este livro apela aos sentidos do leitor graças a uma forte capacidade de causar suspense. Ao longo do enredo, as inúmeras fotografias vintage suscitam estranheza e fascínio pela coerência com que se enredam com a trama de traços desiguais, desenvolvida entre duas épocas tão distintas quanto o seu núcleo de intervenientes, que vamos conhecendo, e que fazem com que quem lê tenha cada vez mais enigmas e mistérios para desvendar, são dilemas para os graúdos que ao mesmo tempo se sentem a espreitar para uma história infantil sem ingenuidade.

As crianças descritas, peculiares, são ambíguas nos sentimentos que transmitem. Os seus poderes que permitem antever o maravilhoso são ao mesmo tempo uma maldição e as suas características psicológicas, estranhas naqueles tenros corpos, prendem o leitor a uma realidade a que é impossível ficar-se indiferente.
Jacob, o protagonista que nos leva para este novo mundo, é um elo credível neste espaço de ilusões e é impossível, desde muito cedo, que não se estabeleça consigo uma ligação devido à sua empatia e emoção face ao extraordinário, face aos afectos conflituosos que este jovem sente durante as várias partes do livro.

No geral, este texto tem a capacidade de envolver devido impacto constante causado pelas suas ilustrações, bem como pelas muitas surpresas que vão sendo reveladas. E, embora este não seja o melhor livro de sempre, é certo que esta obra marcará pela diferença.

Ransom Riggs tem uma escrita bonita e fluida que, apesar de simples, é particularmente dirigida a um público maduro com saudades de pequenos contos de horror.
No que respeita às suas descrições, elas tendem a criar uma aura sombria que envolve todos os acontecimentos, algo que é bem conseguido e que durante toda a leitura confere um carácter tenebroso que seduz e contrasta através da beleza escondida em cada criança. (Todos sabemos como as crianças podem ser contraditórias e, ainda assim, o melhor do mundo.) Facto é que, aliado ao medo e maravilhoso, existem muitos segredos que acompanham a acção constante e a motivação, receosa, para avançar com a leitura, está sempre presente.
Outra das questões desenvolvidas, e particularmente interessante, é a abordagem entre espaços temporais diferentes, as suas consequências, efeitos, no passado e no presente, são prova da criatividade de Riggs que se revela, também, na coerência obtida com a junção de fotografias originais e atractivas.

Pessoalmente, o que mais gostei foi de ver a forma como as ilustrações se aliaram ao enredo, ambos os factores singularmente atraentes e fabulosos num todo, que conferiram a este livro, a esta fantasia, um dinamismo raro.
O factor surpresa conquistou-me de igual modo, assim como as alusões à Segunda Grande Guerra e o espectacular trabalho de edição da Contraponto
No final, ficou em definitivo o desejo de saber mais sobre estas crianças que entre o terror e o deslumbramento me recordaram (não sei porquê) as crianças da Terra do Nunca do clássico Peter Pan.

Mais uma aposta fortíssima da Contraponto que aborda o mercado nacional com irreverência e diversidade conseguindo, consecutivamente, agradar a um público variado com um impacto bastante positivo.

Título: O Lar da Senhora Peregrine Para Crianças Peculiares
Autor: Ransom Riggs
Género: Fantasia
Editora: Contraponto


Aqui está o exemplo de um Book Trailer que captou totalmente a minha atenção e me deixou ansiosa para ler o livro.
Imperdível, certo?

domingo, 25 de novembro de 2012

«Uma bela fábula, cheia de humor, leveza e traços do fantástico.» - Metro

Título: As Coisas Que Nunca Dissemos
Autor: Marc Levy
N.º Páginas: 278
PVP: 16,60 €
ISBN: 9789896660727

Sinopse:
Julia Walsh sempre teve uma relação difícil com o pai. Quase nunca se viam, mal se falavam e, das raras vezes em que estavam em contacto, acabavam sempre a discutir.
Três dias antes do seu casamento, Julia recebe um telefonema da secretária do pai. Tal como ela esperava, Anthony Walsh não vai poder comparecer ao seu casamento. Contudo, tem uma justificação inabalável: está morto. Julia não consegue deixar de ver o lado tragicómico da situação. De um momento para o outro, passa da preparação de um casamento para a preparação de um funeral. Até depois de morto, Anthony Walsh parece ter o dom de transtornar a vida da filha. Porém, a seguir ao funeral, Julia descobre que o pai tinha mais uma surpresa reservada: a maior aventura da sua vida e, finalmente, uma oportunidade de dizer tudo aquilo que sempre calou… No seu comovente e divertido novo romance, Marc Levy cria um mundo de intriga e suspense, através de uma história sobre a força do amor.

Leia as primeiras páginas: aqui.

Do Mesmo Autor 
A Estranha Viagem do Senhor Daldry
O Ladrão de Sombras
A primeira noite
O Primeiro Dia
Os Filhos da Liberdade
E se fosse Verdade
Meus Amigos, Meus Amores
Próxima Vez
Sete Dias para a Eternidade

«Uma comédia romântica fantástica e cativante. Marc Levy preparou aqui um belíssimo cocktail de emoção, suspense e humor.» - Le Matin

Sobre o autor:
É o autor de língua francesa mais lido em todo o mundo: os seus livros contam já com cerca de 26 milhões de exemplares vendidos em mais de 45 idiomas. Mas este autor não é só um favorito entre os leitores, também a crítica lhe tem reconhecido um talento excecional como contador de histórias originais, provocantes e sempre comoventes.
Nasceu em Boulogne Bilancourt, em 1961. Aos 37 anos, Marc Levy escreveu o seu primeiro romance. E Se Fosse Verdade… começou por ser uma história destinada ao homem que o seu filho viria a ser. Encorajado pela irmã, enviou o manuscrito a uma editora, que aceitou publicá-lo. O sucesso fez-se sentir imediatamente e, desde então, os seus romances são presença constante nas listas de best-sellers. Marc Levy tem-se dedicado inteiramente à escrita e dois dos seus romances foram já adaptados com grande sucesso ao cinema. www.marclevy.info

Saiba mais em: Contraponto


Depois de O Beijo dos Elfos (maio 2010) e Feitiços (março 2011), chega agora o terceiro volume desta maravilhosa série.

Título: Ilusões – Wings 3
Autora: Aprilynne Pike
N.º Páginas: 304
PVP: 16,60 €
ISBN: 9789896661274

Sinopse:
Um dia acontece algo inexplicável que a aterroriza: à frente do espelho, vê surgir sobre os ombros umas asas. Para perceber o sucedido, Laurel regressa a casa, onde conhece Tamini, um magnetizante rapaz com olhos cor de esmeralda que lhe revela uma verdade aterradora. A partir desse momento, a jovem vê-se suspensa entre dois mundos e dividida entre dois rapazes que a atraem em direções opostas.
Laurel não via Tamani desde que num momento de raiva, há um ano atrás, o mandou embora. E, por muito que o seu coração ainda doa, Laurel sabe que David foi a escolha certa. Agora que a sua vida estava a voltar ao normal, Laurel descobre que um inimigo oculto está a cercá-la. Mais uma vez, Laurel vai ter de pedir ajuda a Tamani para a proteger e ajudar, uma vez que o perigo que agora ameaça Avalon é mais poderoso do que aquele que uma fada poderia imaginar – e, pela primeira vez, Laurel não pode ter a certeza de que o seu lado sairá vencedor.

Leia as primeiras páginas: aqui.
Série Wings

«Aprilynne Pike melhorou ainda mais a já aclamada série Wings com este novo livro, cheio de reviravoltas e com personagens magistralmente construídas que fazem as páginas voar.» - Romantic Times
«A série Wings dá uma grande reviravolta neste novo livro. A dramática conclusão vai deixar os leitores ansiosos pelo próximo volume.» - Booklist

Sobre a autora:
Aprilynne Pike. Dotada de uma imaginação fértil, escreve histórias de fadas desde criança. Aos vinte anos fez uma especialização em Escrita Criativa na Faculdade Lewis-Clark, em Lewiston, Idaho.
Recentemente, regressou ao Arizona com o marido e os três filhos para aproveitar o sol.
Com esta série de estreia a autora conquistou leitores e a crítica internacional, chegando ao primeiro lugar da lista dos mais vendidos do New York Times. www.aprilynnepike.com

Saiba mais em: Contraponto

sábado, 24 de novembro de 2012


Com o magnífico apoio da colecção 1001 Mundos, pertencente à ASA, damos hoje início a mais um fantástico passatempo.

Para sorteio encontra-se um exemplar do livro 666 Park Avenue de Gabriella Pierce. Uma história romântica, requintada, divertida e repleta de magia que já passou o pequeno ecrã.

Para se habilitar este livro basta responder acertadamente às questões abaixo colocadas e ter em atenção as regras de participação.

Descubra as suas respostas aqui no Blogue e em Leya Online.

Boas leituras!

Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 4 de Dezembro de 2012 (terça-feira).
2. Só é possível uma participação por pessoa e email.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
4. O vencedor será sorteado aleatoriamente e posteriormente contacto por email. O resultado será anunciado aqui, no blogue.
5. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
6. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.
7. Boa Sorte!


Quais são os Limites do Desejo?

Título: A Noiva Despida
Autora: Nikki Gemmell
N.º Páginas: 320
PVP: 14,90 €
ISBN: 9789892321301

Sinopse:
Uma mulher desaparece.
Ela era a esposa perfeita, a mãe exemplar, uma mulher irrepreensível. O que dizer então do explosivo diário que deixa para trás?
Nas suas páginas, ela revela pormenores surpreendentes da sua jornada de descoberta e libertação sexual.
Ela inicia o seu diário em Marrocos. Está em lua-de-mel. Acredita ser feliz na sua vida confortável e convencional. Mas ela precisa de mais. Ao descobrir um livro raro, de uma autora anónima do século XVII, sente-se inspirada pela sua heroína fogosa, que desafia as convenções e busca o prazer.
Mas o que começa apenas na sua imaginação, rapidamente ganha contornos de urgência. Pela primeira vez, ela põe em prática o que de mais íntimo e inconfessável lhe vai na alma. Assim começa uma vida dupla na qual transpõe a barreira entre fantasia e realidade, num mundo onde o desejo não conhece limites. Mas o preço dessa liberdade pode ser demasiado alto…

A Noiva Despida é uma aventura nos meandros do sexo e do amor. Uma partilha de confidências que apenas as melhores amigas ousam fazer. No final, é impossível evitar a pergunta: até que ponto conhecemos verdadeiramente outra pessoa?

Leia as primeiras páginas: Aqui

«Uma das escritoras mais influentes do mundo.” - Lire
“Um livro que inquieta e desassossega.” - Vogue
“Sensual e fascinante. O retrato subtil de um casamento moderno.” - Independent Magazine

Sobre a autora:
Nikki Gemmel nasceu na Austrália e vive actualmente em Londres. É autora de uma obra aclamada internacionalmente e que contempla ficção e não-ficção. A revista literária francesa Lire considerou-a uma das cinquenta escritoras mais influentes do mundo, dada a sua voz única e a temática ousada dos seus livros.




Se existem iniciativas louváveis e esta é certamente uma delas.
A ASA, inspirada por John Green e a sua magistral obra A Culpa é das Estrelas, iniciou uma acção de recolha de alimentos a favor da ACREDITAR.
A campanha começa dia 26 de Novembro e irá durar até dia 17 de Dezembro, o ponto de recolha será nas livrarias LEYA.
Clique na imagem para saber qual a livraria perto de si. Qualquer dúvida não hesite em contactar-me.

Este Natal seja uma Estrela… Acredite!


quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Sinopse:
Gideon Cross apareceu na minha vida como uma luz na escuridão.
Um homem lindo, fascinante, um pouco louco e muito sedutor.
A atração que sentia por ele era diferente de tudo o que tinha experimentado na minha vida até então. Eu desejava-o como a uma droga que me enfraquecia dia após dia.
Gideon encontrou-me fragilizada e carente e entrou facilmente na minha vida.
Descobri que também ele tinha os seus próprios demónios. Tornámo-nos o espelho um do outro; éramos o reflexo das nossas mais profundas cicatrizes e… desejos.
Este amor transformou-me, mesmo que ainda hoje continue a rezar para que os pesadelos do passado não voltem para nos atormentar.

O romance sensual afirma-se e é um dos géneros literários mais procurados do momento. Seja ele mais ou menos erótico, desenvolvendo-se na actualidade ou numa época especifica do passado, certo é que tem a capacidade de chegar ao público feminino em geral e, neste caso em particular, vem comprovar o recente sucesso da chancela 5 sentidos da Porto Editora. Rendida, o mais recente título desta marca, caracteriza-se por uma forte carga de luxuria, o real sentido da palavra poder e o espelho de dramas psicológicos raramente evidentes para terceiros o que, para o leitor, poderá ser uma forte motivação na tentativa de descobrir mais através do olhar invulgar do intenso casal que protagoniza a série Crossfire.

Eva é uma jovem em ascensão no início da sua carreira e, rapidamente, destaca-se por poder ser o protótipo que muitas mulheres desejam alcançar devido à sua confiança, inteligência e beleza incontornáveis que já provaram ser irresistíveis ao olhar de variados espécimes masculinos.
Gideon é patrão (eu não resisti, tinha mesmo de utilizar esta expressão). Alto, com um porte invejável, irradiando poder e virilidade por todos os poros, este homem é o astro em torno do qual todas desejam girar e Eva, logo no primeiro encontro casual, não consegue resistir à tremenda atracção do seu olhar. Juntos, Eva e Gidion, são personagens tremendamente cativantes. A perspectiva que ambos partilham sobre relacionamentos, com delicadas reticências, aliada a dois passados difíceis e capazes de despertar muitos medos é um cocktail perfeito e torna esta narrativa ousada e actual que, após a última página, deixará um desejo imenso de continuar a ler.

Não faz sentido para mim, como fazedora de opiniões, aprofundar esta minha recensão sem em primeiro lugar citar uma das questões com que mais me tenho defrontado, falo-vos, efectivamente, das similaridades entre a trilogia Fifty Shades e a série Crossfire e, assim sendo, vou ser muito directa em relação a este tema que a mim me tem passado ao lado. Ora vejamos, ambas as personagens masculinas são possessivas e sentem uma necessidade de controlo compulsiva, ambos têm dinheiro e ambos têm problemas psicológicos. Fim de comparações.
Existem tantos, tantos outros livros que alcançam o sucesso tendo por base pontos em comum com narrativas mais antigas que, a mim, me custa criticar esta questão. Lamento se vos desiludo. Adiante…

Aquilo que realmente me suscitou a atenção e destaco com maior prazer em Rendida são as suas personagens. Tanto Eva como Gideon são livres de ambiguidades e têm, definitivamente, tudo a ver um com o outro, se é que me faço entender. Ela é uma mulher sensacional por tudo o que já ultrapassou e por tudo aquilo a que sujeita em nome da paixão que sente, não deixando que o passado, no geral, crie conflitos na sua rotina diária e social. É claro que, se falarmos de um parceiro opressivo, pode surgir alguma incompatibilidade e, emocionalmente, a questão complica-se mas é aí que se encontra parte da graça do enredo que, com o decorrer do texto, tudo acaba por fazer bastante sentido. O mesmo se passa com Gideon que, embora não me fascine por aí além e por vezes demonstre inseguranças, depressa nos permite antever o muito que tem a oferecer.
Algo que também gostei, foi das personagens secundárias. São bastante problemáticas e assentam perfeitamente na relação que tem com o casal principal com as suas psiques controversas.

Relativamente à abordagem utilizada para tratar os temas variados que vão surgindo na obra, esta é actual e desenrola-se de forma interessante. Os dilemas entre personagens são explorados coerentemente e o leitor reconhece com facilidade as hesitações dos intervenientes que não lhe são completamente alheias. O romance surge veloz, arrebatador e com uma ferocidade escaldante que principia muitos relacionamentos fugazes sendo, ainda assim, bonito quando se desenvolve e minimamente credível. A palavra poder, associada ao dinheiro, é em parte partilhada por Eva o que torna tudo um pouco mais atractivo exercendo o devido fascínio por todas possibilidade que acarreta. Por fim, a sexualidade é a abordagem mais constante, com descrições apelativas e que roçando um ligeiro extremo mas não é invulgar, pelo menos neste primeiro livro, o que cria uma certa familiaridade picante que agradará às adeptas deste género de leituras.

Sylvia Day tem uma escrita bastante assertiva e direccionada para o entretenimento, o que proporciona uma leitura surpreendentemente célere e aprazível. Eu li o livro num dia.
O ambiente é envolvente, mas nada de extraordinário, com os cenários servindo apenas para que quem lê se situe de acordo com o que desenrola em redor da acção.
Nesta primeira obra fica, para mim, a sensação que a voluptuosidade tem um lugar de destaque e irrepreensível existindo, desta feito, ainda muito por desenvolver depois deste final que é impróprio para qualquer leitor que se preze.

Quanto a mim, não fiquei deslumbrada por nada em particular mas fui suficientemente envolvida para deseja saber muito mais sobre a série. Gostei muito, como já deu para perceber, das personagens e isso é algo que considero fundamental numa boa leitura. Diverti-me com este texto e tive, definitivamente, um bom momento.

Este livro é, como citei anteriormente, uma aposta 5 Sentidos que tenho tido imenso prazer em descobrir agora com Sylvia Day e, anteriormente, com sensualidade de época pelas magníficas palavras de Lisa Kleypas. Atrevo-me, portanto, a dizer que 5 Sentidos terá de ser presença obrigatória na alcofa de muitas senhoras, e não só.

Título: Rendida
Autora: Sylvia Day
Género: Romance Sensual
Editora: Porto Editora – 5 Sentidos.



Uma comédia colossal, brilhante, sobre a procura da felicidade e todos os males do nosso tempo.
A obra-prima de David Foster Wallace.

Título: A Piada Infinita
Autora: David Foster Wallace
N.º Páginas: 1200
PVP: 27,70 €
ISBN: 9789897220630

Sinopse:
Entre a comédia mais tresloucada e a reflexão filosófica mais pertinente sobre uma sociedade e os seus vícios, sobre as relações familiares e o papel do entretenimento nas nossas vidas, A Piada Infinita é um daqueles raros romances que inauguram um novo género no momento em que são publicados.
Situada num futuro próximo, a ação de A Piada Infinita decorre entre a academia de ténis Enfield e a Ennet House, uma clínica de reabilitação de alcoólicos e toxicodependentes, em que o leitor acompanha a desestruturada família Incandenza. No centro da narrativa está um filme realizado por James Orin Incandenza Jr., intitulado precisamente A Piada Infinita, do qual se diz que deixa os espetadores num estado de apatia permanente, incapazes de se preocupar com outra coisa que não seja ver o filme novamente.
Sátira aos costumes da sociedade de consumo, devaneio pós-moderno contra os excessos do pós-modernismo, lírico e erudito, lúdico e realista, A Piada Infinita, nas suas contradições e fôlego imenso, é um livro que escapa a qualquer definição e, mais do que uma obra sobre o nosso futuro coletivo, parece uma obra vinda de um universo diferente do nosso, justificando o que a romancista Zadie Smith escreveu sobre Wallace: “Um visionário, um artesão, um cómico e tão sério quanto se pode ser sem escrever um texto religioso. É tão moderno que parece habitar um contínuo tempo-espaço diferente do nosso. Maldito seja.”

Sobre a autora:
David Foster Wallace nasceu em 1962, Ithaca, Nova Iorque. Estudou Inglês e Filosofia e, durante a adolescência, foi praticante federado de ténis, uma atividade que viria a ser essencial na sua obra de ficção e não ficção. Publicou o primeiro romance, The Broom of The System, em 1987, um livro influenciado por um dos seus ídolos literários, Thomas Pynchon, e que recebeu críticas bastante positivas da imprensa na altura. O segundo romance só apareceu nove anos depois, na forma das mais de mil páginas do colossal, delirante e inovador Infinite Jest (A Piada Infinita, na tradução portuguesa).

Saiba mais em: Quetzal

Redes Sociais

*Passatempo*

*Passatempo*
Até 26 de Março!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Até dia 2 de Abril!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide