Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

domingo, 30 de setembro de 2012

Sinopse:
Lina é proprietária de uma padaria Gourmet em Tulsa mas, infelizmente, o negócio não está a correr como esperado e ela precisa de um plano. Quando tropeça, acidentalmente, num livro de culinária italiana da deusa, Lina não consegue deixar de pensar que encontrou a solução para os problemas, mesmo que isso implique invocar uma deusa para salvar o seu negócio. Em breve, Lina encontra-se cara a cara com Deméter, que tem o seu próprio plano. Ela propõe que Lina troque a alma com Perséfone, a deusa da primavera, que irá dar uma nova vida à padaria. Em troca Lina terá que repor a ordem no submundo.
Depois de ocupar o corpo de encantadora Perséfone, Lina, cujos problemas eram massa azeda e segundos encontros, tem agora assuntos maiores em mãos, como levar a primavera ao mundo dos espíritos. Mas, quando o belo e perigoso Hades acende uma chama no seu coração, Linda não pode deixar de se interrogar se o senhor do submundo não será o homem dos seus sonhos…


Para quem leu o anterior livro publicado da série Chamamento da Deusa, Renascida (o antigo título Deusa do Mar), o início desta história poderá parecer-vos familiar, ora vejamos… 
Temos uma mulher que precisa de auxílio para dar rumo à sua vida que se encontra numa fase menos positiva e, curiosamente, encontra um ritual que lhe pode ser útil (se funcionar) num livro de receitas. No entanto, ao ser conjecturado, o ritual parece não ser bem-sucedido até que, inesplicavelmente, a sua vida é literalmente sugada para o maravilhoso e o leitor acaba encantado entre os desígnios da literatura fantástica. É delicioso! 
Daqui para a frente esta aventura não tem nada que relembre Renascida e o seu enredo encontra-se até um pouco superior (o que para mim que já tinha ficado fã diz muito).

Nesta história as criaturas alusivas ao maravilhoso são Deuses do Olimpo bem conhecidos, como é o caso de Perséfone, a Deusa da Primavera e o assustador Hades, o Deus dos Mortos. Cada uma das divindades apresentadas, com as suas vinculadas características e particulares, enriquecem esta narrativa com a sua presença avassaladora, atractiva e irresistível, que o diga Lina, a nossa protagonista humana, que terá de lidar com o seu charme, arrogância e autoridade extremas enquanto tenta, única e exclusivamente, cumprir a promessa que salvará a sua vida terrena.
O método que a autora escolheu para caracterizar estes seres grandiosos não poderia ser mais assertivo, evidenciando exageradamente defeitos e qualidade tão humanas quanto os desejos dos próprios deuses de encontrarem a felicidade nos seus exuberantes reinos.   
No que respeita aos intervenientes principais, como protagonista masculino Hades é delicioso, um verdadeiro príncipe que destoa das almas do seu inferno, com um fogo digno de incendiar paixões e, neste sentido, capaz de arrebatar leitoras de romance sensual. Quanto a Lina, gostei das suas particularidades como mulher vulgar, dos seus defeitos provenientes do seu passado, bem como da sua personalidade, complexa, que oscila entre a sua falta de confiança como mulher e o desejo de fazer valer os seus anseios através da audácia e da garra para o negócio, características das suas origens italianas.

As descrições são um dos pontos fortes desta obra, principalmente aquelas que se dedicam ao submundo. O palácio de Hades e as suas alusões às pedras preciosas são, na minha opinião, um dos pontos altos da narrativa. 
Muitas particularidades, alguns momentos apaixonantes e uma boa dose de fantasia complementam este livro e fazem de si o objecto perfeito para momentos de descontracção e entretenimento para quem procura algo leve entre páginas mas que produza a sensação de satisfação no final.

Quanto a P. C. Cast, a autora afirma que esta série lhe deu singular prazer e é algo em que eu acredito veemente. A sua escrita encontra-se particularmente cuidada e para quem leu outros livros seu, como eu, percebe imediatamente que a sua criatividade de encontra o auge, pelo que o resultado final é digno de mérito.
É notável a sua dedicação relativa às descrições que proporcionam a visualização total do cenário em que estamos inseridos, bem como a exposição de emoções que com primor que conseguem tocar o coração do leitor em cenas mais românticas e, mais importante, em momento algum é perdida a relação estabelecida com a mitologia, havendo uma união perfeita com a fantasia.  

Na minha opinião, eu penso que no geral todo o livro se encontra muito bem conseguido e surpreendeu-me de uma forma bastante positiva apesar de já ter lido o anterior. 
Quer se trate de questões relacionadas com o romance ou questões relacionadas com o maravilhoso, nada é deixado ao acaso, existindo uma boa dose de humor no decorrer do texto e, ainda, muitos pormenores que acompanham a evolução da trama que, no final, acabam por fazer deste livro a leitura perfeita para mim que gosto de ambos os géneros literários.
O fim da narrativa foi um verdadeiramente encantador para alguém como eu que não resiste a finais emotivos e, como moral da história, creio que fica a noção de que não existe uma receita perfeita para levar a vida mas, por outro lado, o tempero escolhido fará definitivamente a diferença no caminho para a felicidade.

Uma excelente aposta da colecção 1001 Mundos, pertencente à ASA, para os adeptos de outros universos que também dão primazia ao romance aos quais eu recomendo, sem qualquer restrição, a leitura desta série Chamamento da Deusa, uma série onde devemos ter muito cuidado com o poder dos desejos. 

Série
Chamamento da Deusa




Renascida – Antigo título Deusa do Mar (Opinião)




Título: Desejada
Autora: P. C. Cast
Género: Romance, Fantasia



Adicionar legenda

Título: 666 Park Avenue
Autora: Gabriella Pierce
N.º Páginas: 288
PVP: 16,50 €
ISBN: 9789895578450

Sinopse:
Jane Boyle é uma jovem e promissora arquiteta que está a viver um verdadeiro conto de fadas, desde que o charmoso, e muito rico, Malcolm Doran a arrebatou e lhe propôs casamento, acompanhando o pedido com um enorme anel de diamantes. Jane não consegue acreditar na sua sorte e resolve deixar o emprego em Paris para recomeçar a vida em Nova Iorque, na companhia de Malcolm.
Mas quando Malcolm a apresenta à família, os muito temidos e reverenciados Doran, uma das mais importantes famílias da elite de Manhattan, o conto de fadas de Jane sofre uma abrupta e negra mudança de rumo. Em breve, tudo o que ela pensava saber sobre o mundo e ela própria é posto em causa. Agora Jane tem de tentar compreender as suas novas capacidades mágicas, ao mesmo tempo que luta contra a ameaça daqueles que tudo farão para lhas retirarem.

«Arrepiante e chique, assutador e elegante – o mal nunca foi tão divertido.» – Kerrelyn Sparks, autora bestseller

Sobre a autora:
Gabriella Pierce é americana e vive em Paris com os seus dois cães. 666 Park Avenue é o seu primeiro livro.

Título: O Cavalo Amarelo
Autora: Agatha Christie
N.º Páginas: 266
PVP: 10,50 €
ISBN: 9789892320045

Sinopse:
Quando um padre idoso é assassinado, o homicida revista o corpo da vítima tão furiosamente que rasga o forro da batina. O que procurava o assassino? E o que teria, horas antes, uma mulher moribunda confessado ao padre? Mark Easterbrook e a sua aliada Ginger Corrigan estão determinados a solucionar estes mistérios. Mas respostas parecem estar na posse de três mulheres que são afamadas praticantes de magia negra…

O Cavalo Amarelo (The Pale Horse) foi originalmente publicado em 1961 na Grã-Bretanha, tendo sido editado nos Estados Unidos no ano seguinte. Foi adaptado para a televisão em 1996 e 2010.

Sobre a autora:
Agatha Christie nasceu Agatha May Clarissa Miller, em Torquay, na Grã-Bretanha, em 1890. Em 1971, a Rainha Isabel II consagrou-a com o título de Dame of the British Empire. Deixando para trás um legado universal celebrado em mais de cem línguas, a Rainha do Crime, ou Duquesa da Morte (como ela preferia ser apelidada), morreu em 12 de Janeiro de 1976.
Em 2000, a 31st Bouchercon World Mystery Convention galardoou Agatha Christie com dois prémios: ela foi considerada a Melhor Escritora de Livros Policiais do século XX e os livros protagonizados por Hercule Poirot a Melhor Série Policial do mesmo século.
Para mais informações pode consultar o site oficial da autora em www.agathachristie.com.
sábado, 29 de setembro de 2012

O segundo volume da série Chamamento da Deusa da autora best-seller da série Casa da Noite

Título: Desejada
Autora: P. C. Cast
N.º Páginas: 352
PVP: 16,50 €
ISBN: 9789895579341

Sinopse:
Lina é proprietária de uma padaria Gourmet em Tulsa mas, infelizmente, o negócio não está a correr como esperado e ela precisa de um plano. Quando tropeça, acidentalmente, num livro de culinária italiana da deusa, Lina não consegue deixar de pensar que encontrou a solução para os problemas, mesmo que isso implique invocar uma deusa para salvar o seu negócio. Em breve, Lina encontra-se cara a cara com Deméter, que tem o seu próprio plano. Ela propõe que Lina troque a alma com Perséfone, a deusa da primavera, que irá dar uma nova vida à padaria. Em troca Lina terá que repor a ordem no submundo.
Depois de ocupar o corpo de encantadora Perséfone, Lina, cujos problemas eram massa azeda e segundos encontros, tem agora assuntos maiores em mãos, como levar a primavera ao mundo dos espíritos. Mas, quando o belo e perigoso Hades acende uma chama no seu coração, Linda não pode deixar de se interrogar se o senhor do submundo não será o homem dos seus sonhos…

Da Mesma Séria
(Antigo - "Deusa do Mar")



«Um verdadeiro festim para as leitoras que querem a dose certa de fantasia a condimentar o seu romance. A mitologia nunca foi tão divertida.» - Romantic Reviews Today


Sobre a autora:
P. C. Cast nasceu no Midwest, e cresceu em permanente viagem entre Illinois e Oklahoma, onde se apaixonou por cavalos da raça Quarter e por mitologia. Depois de terminar o liceu ingressou na Força Aérea Norte-Americana e começou a escrever. Terminada a sua comissão na Força Aérea, lecionou em liceus durante quinze anos até se retirar para se dedicar à escrita a tempo inteiro. As suas obras já venceram inúmeros prémios. Cast vive em Oklahoma com a sua fabulosa filha, o seu gato mimado e os seus adoráveis Scotties.


O início da trilogia de que todas as mulheres estão a falar... discretamente.

Título: As Cinquenta Sombras de Grey
Autora: E. L. James 
N.º Páginas: 552
PVP: 17,70 €
ISBN: 9789892319957

Sinopse:
Anastasia Steele é uma estudante de literatura jovem e inexperiente. Christian Grey é o temido e carismático presidente de uma poderosa corporação internacional. O destino levará Anastasia a entrevistá-lo. No ambiente sofisticado e luxuoso de um arranha-céus, ela descobre-se estranhamente atraída por aquele homem enigmático, cuja beleza corta a respiração. Voltarão a encontrar-se dias mais tarde, por acaso ou talvez não. O implacável homem de negócios revela-se incapaz de resistir ao discreto charme da estudante. Ele quer desesperadamente possuí-la. Mas apenas se ela aceitar os bizarros termos que ele propõe... Anastasia hesita. Todo aquele poder a assusta - os aviões privados, os carros topo de gama, os guarda-costas... Mas teme ainda mais as peculiares inclinações de Grey, as suas exigências, a obsessão pelo controlo… E uma voracidade sexual que parece não conhecer quaisquer limites. Dividida entre os negros segredos que ele esconde e o seu próprio e irreprimível desejo, Anastasia vacila. Estará pronta para ceder? Para entrar finalmente no Quarto Vermelho da Dor? As Cinquenta Sombras de Grey é o primeiro volume da trilogia de E. L. James que é já o maior fenómeno literário do ano em todos os países onde foi publicado.
 
As Cinquenta Sombras de Grey é um romance obsessivo, viciante e que fica na nossa memória para sempre.

Sobre a autora:
E. L. James trabalha como executiva na televisão, é casada, tem dois filhos e vive em Londres. Desde criança que sonhava escrever histórias que apaixonassem os leitores, mas teve de suspender esse sonho para se focar na sua família e na sua carreira. Quando finalmente teve coragem, durante 18 meses dedicou-se a escrever o seu primeiro romance, As Cinquenta Sombras de Grey, que deu início à mais ousada, discutida e polémica trilogia do Século XXI.
sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Sinopse:
Best-seller internacional e obra pioneira, Fun Home descreve a relação frágil que Alison Bechdel manteve com o pai ao longo da sua infância e adolescência. Na sua narrativa, a história íntima e pessoal de uma família transforma-se numa obre cheia de subtileza e poder.
Exigente e distante, Bruce Bechdel era professor de Inglês e dirigia uma casa funerária – a que Alison e a família chamavam, numa pequena piada privada, a «Fun Home». Só quando estava na universidade é que Alison, que recentemente admitira aos pais que era lésbica, descobriu que o pai era gay. Umas semanas depois desta revelação, Bruce morreu, num suposto acidente, deixando à filha um legado de mistério, complexos e solidão.

Não é raro depararmo-nos com a citação «uma imagem vale mais que mil palavras» o que, para alguém como eu, que bebe das palavras como se do elixir da vida se tratasse, não pode ser encarado de ânimo leve mas, confesso-vos, Alison Bachdel consegue-o. Consegue-o com o seu traço peculiar que espelha de forma transparente as emoções humanas e através dos seus sombreados, discretos, que aludem aos silêncios contidos em todas as palavras que no seu passado ficaram por dizer.
Intenso, Fun Home – Uma Tragicomédia Familiar, examina minuciosamente a complexidade dos laços familiares onde não chegaram as vozes, não chegaram as páginas, para que Bruce e Alison, tão longe e tão perto, se reencontrassem em vida, através suas diferenças, através da sua estranha forma de amar.

Se olharmos para esta narrativa gráfica com leviandade descobrimos, em parcas palavras, que retracta o efeito das origens do ser humano, a partir do seu berço, nas suas relações sociais mas, se por outro lado, a visão do leitor for mais aguçada rapidamente acabará por descobrir como esse mesmo meio, distribuindo de forma igual os seus preceitos, origina pessoas desiguais. É curioso. E curiosa é, certamente, a essência que retiramos desta história se a encararmos de espírito aberto e reflexivo…
A autobiografia desenhada pelas mãos de Alison expõem com fidedignidade a sua infância e juventude como criança e mulher estranha ao seu corpo, expõem as suas memórias ressuscitadas pela perda e expõem ainda a sua descoberta, na idade adulta, daquilo que sempre esteve presente ao longo de todo o seu desenvolvimento.

São muitos e diversificados os pontos de interesse deste livro, tantos como as suas particularidades que – com o folhear, o observar e analisar atento das passagens referidas – quanto mais o leitor julga estar preparado para o seu desfecho desde o início, mais se vê obrigado a amadurecer, com a força dos pequenos gestos e sinais que recalcadamente foram sendo reprimidos, até que exista uma tomada de consciência avassaladora que chega com fim, encarado como certo, mas que só após ponderação faz sentido.
As aparências, a recusa em aceitar o óbvio e o medo que alimentou a mentira em nome da estabilidade são a prova, perceptível com a finitude, que por muitas voltas que se dê para escolher um caminho fraco, o fracassado, é apenas o destino daquele que não ama, e não a sua forma de amar por muito estranha e incompreendida que possa ser, algo que Alison Bachdel só descobriu na idade adulta.

Creio, após ter repensado a minha opinião sobre esta banda desenhada, que são os sentimentos da autora, os fugazes, os eloquentes, os assombrosos e os mais pueris que dão o toque especial á sua obra. Quer seja pelas suas palavras introspectivas e irónicas, ou pela voz sincera e crua, ou ainda por cada desenho, espelho, que permite antever uma dor que ainda se encontra a ser sarada, que este livro não se poderia encontrar descrito de forma mais assertiva e singular. Existe na fusão de imagens e frases sentidas, profundas, algo que torna esta obra no presente mais que perfeito para alguém que acabou por dar algo crucial à vida de Alison, um alguém que não sabia ofertar nem a si próprio.

Pessoalmente, acredito que esta novela gráfica é a escolha acertada para quem procura de forma original reflectir sobre questões que, do século passado aos dias de hoje, continuarão actuais e que terão sempre um tom controverso e agridoce, como é o caso da homossexualidade. No entanto, a abordagem ao casamento e à sociedade, passando pelo crescimento pessoal e a família são igualmente importantes e singulares, o que faz sentido se pensarmos que estão muitas vezes interligados influenciando fortemente todos aqueles que escolheram um rosto homónimo para amar.

Peço-vos desculpa se acabei por dar uma opinião vaga, com um carácter mais pessoal, mas Eu Elphaba, Joana, acredito que não existem caminhos impossíveis, mas existem, definitivamente, escolhas difíceis e todos temos o direito a errar desde que, mais tarde ou mais cedo, se acabe por fazer a coisa certa e, ao publicar este livro, Alison não poderia ter acertado mais.
Fiquei, claro está, com um imenso desejo de continuar a ver esta editora publicar mais obras dentro do género pois, tal como aconteceu com Persépolis, é magnífico observar por imagens alguns dos pontos mais cinzentos do meu mundo.

Esta é mais uma aposta especial, diferente, publicada por parte da Contraponto que de forma séria e descontraída, neste caso com desenhos que pintam a vida, conseguirá levar muitos leitores a tecer pensamentos mais profundos sem que se apercebam, despertando-os, desta vez, para uma realidade muito bem-vinda.

Título: Fun Home – Uma Tragicomédia Familiar
Autora: Alison Bechdel
Género: Banda Desenhada
Editora: Contraponto
quinta-feira, 27 de setembro de 2012
Um dos Livros do Ano do New York Times, do Washington Post e da Amazon.com

Título: O Mundo Depois do Fim
Autora: Tom Perrotta
N.º Páginas: 320
PVP: 16,60 €
ISBN: 978-989-666-126-7

Sinopse:
O que se faz quando se sobrevive ao fim do mundo?
E se o apocalipse não fosse como pensamos mas algo mais estranho, mais inexplicável, com o desaparecimento de milhões de pessoas em todo o mundo? Velhos, jovens, homens, mulheres, santos, pecadores, todo o tipo de pessoas… simplesmente desaparecidas, de um momento para o outro. Como poderão aqueles que ficaram reconstruir as suas vidas?
É esta a questão que têm de enfrentar os cidadãos de Mapleton, uma comunidade suburbana outrora tranquila que perdeu mais de uma centena de pessoas no dia que ficou conhecido como a Partida Súbita. Kevin Garvey, o presidente da câmara, tenta renovar a esperança e dar algum alento aos habitantes da cidade, mas a sua própria família está a desintegrar-se. A mulher, Laurie, deixou o marido e os filhos para se juntar a uma seita chamada Remanescentes Culpados, cujos membros fazem um voto de silêncio mas vagueiam pelas ruas deixando mensagens sobre o juízo divino. O filho, Tom, desistiu da universidade para se juntar a uma outra seita, liderada pelo «Santo Wayne», um suposto profeta que afirma ser capaz de curar a dor dos que perderam aqueles que amavam. Jill, a filha adolescente, é a única família que resta a Kevin, mas o peso da tragédia comunitária fez com que ela se afastasse cada vez mais.

Tom Perrotta oferece em O Mundo Depois do Fim uma alegoria da sociedade contemporânea, marcada pela perda sem sentido e pelo medo de um futuro cada vez mais imprevisível. Uma distopia inteligente, perspicaz e memorável.

Do mesmo Autor
«O livro mais ambicioso de sempre de Perrotta, que parte de uma premissa tão simples quanto arrebatadora.» - Kirkus Reviews

«Tom Perrotta é o Chekov americano, cujas personagens, mesmo nos seus momentos mais ridículos, parecem abençoadas e enobrecidas por uma luminosa aura humana.» - The New York Times Book Review

«Tom Perrotta é um cronista franco e subtil da América moderna. Toda a sua obra é caracterizada por um forte e cativante realismo.» - The New York Times

«Perrotta tem um dom muito raro: a capacidade de combinar a sátira com a compaixão.» - Seattle Times


Sobre o autor:
Tom Perrotta é autor de vários romances, incluindo Joe College e Abstinência (Contraponto, 2010). Os seus romances Election e Pecados Íntimos (Bico de Pena, 2007) foram adaptados com muito sucesso ao cinema. Vive em Belmont, no Massachusetts, com a mulher e dois filhos.

Saiba mais em: Contraponto

terça-feira, 25 de setembro de 2012
Vencedor do Eisner Award e do Lambda Book Award
Livro do Ano do New York Times, do Los Angeles Times, do San Francisco Chronicle, da Publishers Weekly, da Salon.com, da Amazon.com, do Guardian e do London Times

Título: Fun Home – Uma Tragicomédia Familiar 
Autora: Alison Bechdel
N.º Páginas: 240
PVP: 16,60 €
ISBN: 978-989-666-084-0

Sinopse:
Best-seller internacional e obra pioneira, Fun Home descreve a relação frágil que Alison Bechdel manteve com o pai ao longo da sua infância e adolescência. Na sua narrativa, a história íntima e pessoal de uma família transforma-se numa obre cheia de subtileza e poder.
Exigente e distante, Bruce Bechdel era professor de Inglês e dirigia uma casa funerária – a que Alison e a família chamavam, numa pequena piada privada, a «Fun Home». Só quando estava na universidade é que Alison, que recentemente admitira aos pais que era lésbica, descobriu que o pai era gay. Umas semanas depois desta revelação, Bruce morreu, num suposto acidente, deixando à filha um legado de mistério, complexos e solidão.

«Inteligente, destemido e cheio de humor negro. Uma obra-prima sobre duas pessoas que vivem na mesma casa, mas em mundos diferentes.» - Time

«Uma magnífica obra literária.» - Welt am Sonntag

«Uma narrativa gráfica de invulgar riqueza, profundidade, qualidade literária e complexidade psicológica.» - Kirkus Reviews

Maria Barroso - Um olhar sobre a vida é mais do que uma biografia. É uma homenagem a uma mulher ímpar na vida cultural do nosso país, uma figura incontornável,
um ser humano que, com este livro, aprendemos a admirar.



Título: O Diabo Dos Anjos
Autora: Liliana Lavado
N.º Páginas: 351

Publicação prevista para Janeiro de 2013!

Sinopse:
Numa viagem a Itália que tem tudo para ser perfeita, um Livro transforma-se num desastre que traz anjos à Terra, um gato com estranho senso de humor, novas dores de cabeça para Henrique, mais loucura a Amanda e uma missão celestial que é apenas o início dos problemas para os dois.
Henrique e Amanda nada têm em comum... excepto 17 anos das suas vidas selados com uma promessa de aventura..
Depois de oito anos de silêncio o acaso volta a juntar-lhes o caminho.
Henrique olha com receio os dias fora das paredes seguras da Universidade e Amanda esvanece-se no tumultuo de um grupo de amigos problemático.
É hora de viver a aventura e ambos encontram um no outro o pretexto que procuram para adiar decisões e contornar o futuro mas em troca recebem tudo o que não pediram e apredem que o futuro é inevitável.

Sobre a autora:
Liliana Lavado é uma escritora Portuguesa a viver na Suiça. É licenciada em Gestão de Marketing, mas desde que os dias da faculdade ficaram para trás, que dedica mais tempo e imaginação às aventuras que escreve nos seus livros do que a tentar perceber que já deixou de ser estudante, que está na hora de deixar de usar All-Star, e que os chapéus não estão na moda, mesmo que ela insista em os continuar a usar.

Acompanhem as suas aventuras como escritora independente nos posts que semanalmente publica no seu Blog Neuroses da Escrita 2.0.
E saiba mais sobre este livro no Goodreads.
segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Sinopse:
Durante meses, Clara Gardner treinou para enfrentar o incêndio das suas visões, mas nada a preparou para a escolha que teria de fazer nesse dia. E no rescaldo do incêndio, descobriu que ao contrário do que pensava, nada é o que parece quando se tem sangue de anjo.
Agora, está dividida entre o amor que sente por Tucker e as dúvidas que Christian lhe desperta, pelos papéis que ambos parecem estar destinados a assumir num mundo que tem tanto de belo como de perigoso. Clara debate-se ainda com uma revelação chocante: alguém que ama vai morrer dentro de meses. Perante um futuro incerto, a única certeza que Clara possui é a de que o incêndio foi apenas o início. Depois de Celestial, Cynthia Hand retrata a alegria do primeiro amor, a angústia da erda e a desorientação por que passamos ao descobrir quem somos.

Para quem folheou Celestial será fácil sentir o impulso para percorrer as páginas de Anjo Sombrio que em minha opinião, desde já vos confesso, se encontra superior ao seu antecessor.
Com uma ou outra pequena surpresa no que respeita às personagens, a verdade é que pouco se altera no núcleo principal de intervenientes a que já nos habituámos mas, no entanto, os seus conhecimentos recentemente adquiridos e aqueles que, cadenciadamente, vão sendo revelados acabam por ter um forte impacto neste segundo volume promovendo, desta forma, o interesse e desejo constantes de ler sem parar esta trilogia.

Clara, uma jovem adolescente que possui sangue de anjo, sente que falhou a missão para a qual estava predestinada e apenas o seu romance com o igualmente jovem Tucker parece mante-la no caminho da luz, pelo menos, quando Christian, outro sangue de anjo, não encontra por perto. No entanto, enquanto o seu destino permanece em suspenso, sem a resposta à sua falha recente, um novo e estranho sonho começam a inundar novamente a mente de Clara com hesitação, tristeza e, infelizmente, uma única certeza, uma única premonição, tornando as suas noites em verdadeiros pesadelos e os seus dias, em contagem decrescente, num verdadeiro suplício enquanto Clara, impotente, vê aproximar-se a morte de alguém que não reconhece mas que lhe é definitivamente muito querido.
Com o aparecimento de informação constante, um luto permanente por uma perda que ainda está para vir e o desejo de conseguir usufruir um pouco do primeiro amor da sua existência angelica, o fado de Clara aparenta estar apenas no início e, ao que tudo indica, tudo o que Ele tem reservado para si não será tão leve como as plumas brancas que caracterizam a sua especial existência.

Para os aficionados de anjos numa vertente direccionada para um público jovem adulto esta história é, certamente, uma das melhores opções no mercado devido ao seu recheio transbordante de particularidades e as suas personagens que satisfazem todos os requisitos.
Explorando de forma assertiva os defeitos e as qualidades destes seres mágicos e procurando seduzir dos antepassados à descendência, é voraz o ritmo que envolve o leitor nesta teia de significados que acaba por ser bastante dedicada às relações afectivas. Tanto os laços parentais como as emoções criadas recentemente são abordadas de forma cuidada, através de uma camada suave de segredos que vão sendo desvendados ao longo de todo o livro a Clara, para satisfação e interesse das expectativas dos leitores mais exigentes.

Em suma, esta é uma história agradável que sabe ser intensa nos momentos certos, assim como descontraída e leve, promovendo o entretenimento, através das amizades e da paixão vivida pela protagonista. Um retracto deslumbrante sobre anjos que com uma beleza extrema conquistará inúmeros adeptos de fantasia.

Cynthia Hand tem uma escrita encantadora que absorve por completo a atenção do leitor o que, juntamente com a sua imaginação, fazem da sua obra uma aposta de sucesso.
As suas descrições são breves, apenas suficientemente trabalhadas para dar a ver o ambiente em geral, no entanto, penso que a autora se esmerou das abordagens sentimentais uma vez que esta história tem momentos realmente tocantes. As acções de Clara e dos seus familiares, assim como dos seus amigos e os próprios seres angelicais, dominam grande parte do enredo que sofre uma reviravolta emotiva e muito apelativa que se encontra expressa primorosamente.

Para mim este livro foi uma verdadeira surpresa uma vez que se encontra mais maduro e atractivo que o anterior que já tinha captado a minha total atenção e, embora eu tenha lido Celestial há bastante tempo, quando saiu em Fevereiro de 2011, foi para mim muito fácil voltar a sentir empatia para com os seus intervenientes devido, em parte, à sua curiosa história. É, como eu gosto, uma narrativa de pormenores e emoção que é merecedora de atenção.
Por tudo isto esta é, claro está, uma autora que continuarei a seguir atentamente com expectativa no que respeita, pelo menos, a esta sua trilogia que se encontra com o terceiro livro em fase de revisão e que terá como o título (no original) Boundless. (Lançamento previsto para Janeiro de 2013, mais informação no blogue da autora Cynthia Hand.)

Mais uma magnífica publicação Saída de Emergência, que pertence a colecção BANG!, que vem fazer as minhas delicias no universo fantástico e que eu sugiro, sem qualquer restrição, a qualquer fã de fantasia juvenil.
Livro Anterior



Celestial (Opinião)


Título: Anjo Sombrio
Autora: Cynthia Hand
Género: Fantasia, Romance
Editora: Saída de Emergência – Colecção BANG!

Título: Três é Demais
Autora: Jill Mansell
N.º Páginas: 336
PVP: 17,80 €
ISBN: 9789897100390

Sinopse:
Não há família mais glamorosa que os Mandeville. O casal de celebridades Jack e Cass Mandeville parece ter tudo — boa aparência, carreiras coroadas de êxito e um casamento maravilhoso. Os filhos também são incrivelmente talentosos: a Cleo é supermodelo; o Sean é um comediante de sucesso; e embora Sophie, uma adolescente de 16 anos, esconda a sua aparência sob uns enormes óculos redondos e roupa larga, todos veem que existe um belo cisne ansioso por desabrochar.
Aos olhos da imprensa, a família Mandeville é simplesmente exemplar. Mas uma ruiva lindíssima, de seu nome Imogen, aparece para entrevistar Jack e Cass na manhã do quadragésimo aniversário de Jack… e a família fabulosa descobre que afinal talvez não seja assim tão perfeita. Com Jill Mansell, o amor está sempre ao virar da esquina, com muitas surpresas e grandes doses de humor.

«Uma história sexy e muito divertida.» - Daily Teleghaph

Títulos da mesma autora.

Sobre a autora:
Jill Mansell vive com o seu companheiro e os seus filhos em Bristol e é escritora a tempo inteiro. Bem... isso não é inteiramente verdade: ela vê televisão, gosta de comer fruta, admira os jogadores de rugby que treinam no campo desportivo atrás da sua casa, e passa horas na internet maravilhada com o facto de tantos escritores terem blogues. Com uma vida movimentada, só quando é obrigada a ficar em casa é que de facto escreve. Os seus livros são já bestsellers e já venderam mais de três milhões de cópias.

Saiba mais em: Saída de Emergência
Título: Sangue Impetuoso
Autora: Charlaine Harris
N.º Páginas: 266
PVP: 17,95 €
ISBN: 9789896374501

Sinopse:
Eric jura-se inocente, a polícia não acredita e até Sookie tem dúvidas. E não sente grande vontade de aceitar a sua palavra depois de o apanhar a saborear o sangue da vítima minutos antes da morte.
Mas algo estranho se passa. Porque lhe pediram que chegasse à festa fatídica alguns minutos mais tarde apenas para o surpreender em flagrante? E porque «temperou» a vítima o seu sangue antes de se aproximar de Eric? Terá sido apenas por querer ser irresistível ou haverá um motivo mais sinistro?
Sookie terá de descobrir... mas é o pior momento possível para investigar, numa altura em que a sua família fae vive um momento problemático e Sookie acaba por se ver inevitavelmente arrastada. Há ainda uma última complicação: o cluviel dor que a avó lhe deixou. Conceder-lhe-á um desejo que poderá tornar real a maior aspiração do seu coração. O único problema é que ainda não sabe o que o seu coração deseja realmente. Ou quem...

Títulos Anteriores


«A Saga do Sangue Fresco continua a ser uma das melhores da geração de vampiros.» – Booklist

Sobre a autora:
Charlaine Harris escreve romances de mistério. Vive no Sul do Arkansas com o marido, três filhos, dois cães, dois furões e um pato. Leitora ávida, cinéfila moderada e halterifilista ocasional, o seu passatempo preferido é incentivar os filhos em desportos variados, instalada em bancadas desconfortáveis.

Saiba mais em: Saída de Emergência


domingo, 23 de setembro de 2012
«Os fãs de Shiver de Maggie Stiefvater, Jasmyn de Alex Bell e Anjo Caído de Lauren Kate vão adorar ler Inverso

Título: Inverso
Autora: Liliana Lavado
N.º Páginas: 264
ISBN: 9781476460062

Sinopse:
Numa pequena vila costeira do norte do país, um acidente do destino faz com que dois mundos se toquem.
Ivana, uma adolescente sonhadora com cabelos cor de fogo, está prestes a viver o seu amor de infância com Bernardo, quando uma figura de negro envolta em mistério entra na sua vida trazendo consigo a magia e pondo tudo em causa.
Gabriel é a figura de negro, e o seu amor por Ivana vai reacender uma guerra ideológica no seio de uma sociedade nómada que desde o século XVII tem vindo a evoluir à margem do resto do mundo: os Hekat.
A sua história será rodeada por um conjunto de personagens singulares, algumas coloridas outras sombrias, mas todas complexas, procurando influenciar os dias e as noites numa luta pelo desfecho final em que acreditam.

Sobre a autora:
Liliana Lavado é uma escritora Portuguesa a viver na Suiça. É licenciada em Gestão de Marketing, mas desde que os dias da faculdade ficaram para trás, que dedica mais tempo e imaginação às aventuras que escreve nos seus livros do que a tentar perceber que já deixou de ser estudante, que está na hora de deixar de usar All-Star, e que os chapéus não estão na moda, mesmo que ela insista em os continuar a usar.

Acompanhem as suas aventuras como escritora independente nos posts que semanalmente publica no seu Blog Neuroses da Escrita 2.0.
Encontre os seus livros na Loja Kindle da Amazon.
E saiba mais sobre este livro no Goodreads.

Redes Sociais

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 5 de Março !

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo - Até dia 26 de Fevereiro!

*Clube do Autor*

*Clube do Autor*
Passatempo - Resultado!

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide