Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sábado, 30 de junho de 2012

Com o magnífico apoio da Saída de Emergência lançamos hoje o sexto passatempo comemorativo do aniversário do blogue.

Para sorteio temos disponível um Pack com os dois exemplares da nova trilogia Pilares do Mundo de uma das minhas autoras favoritas, Anne Bishop!  
A minha opinião sobre estas histórias: Pilares do Mundo e Luz e Sombras.

Para se habilitar este livro basta responder acertadamente às questões abaixo colocadas e ter em atenção às regras de participação.

As suas respostas encontram-se no respectivo link de cada pergunta.

Boas leituras!

Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 10 de Julho de 2012 (Terça-feira).
2. Só é possível uma participação por pessoa e e-mail.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
4. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
5. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
6. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.
7. Boa Sorte!


Sinopse:
Arthur é um rapaz um pouco tímido, mas bem-disposto, desportista ocasional, fumador (também) ocasional, amigo do seu amigo, divertido, girinho, segundo as amigas, e completamente obcecado por mulheres. Mas tudo muda no dia em que conhece Clara, uma miúda respondona e muito dona do seu nariz apanhou-o pelo coração, e outros órgãos. Será que eles conseguem prescindir dos prazeres da vida de solteiros?

Pequenos Prazeres é um doce luxurioso que fará sorrir até os mais inibidos e que irá, sem dúvida, apurar os sentidos dos mais atrevidos. As gargalhadas surgirão de forma simples através de peripécias tão descabidas quanto banais pelo que será, de todo, impossível não as visualizarmos e imaginarmo-nos nas mais embaraçosas situações. 

Quem nunca ousou imaginar o playboy atrevido a quem todas parecem render-se mas que, intimamente, sabemos estar longe da perfeição? Talvez ele não seja assim tão irresistível ou talvez ele próprio logre as nossas expectativas, a verdade é que sabemos sempre o que ele deseja e, ainda assim, não conseguimos evitar que nos encante, este é, pois está claro, o retrato do atrevido Artur!
Criativo, divertido, “muy caliente e extremamente convencido, Artur não perde uma oportunidade para se aproveitar do melhor que uma mulher possa ter para lhe oferecer e, se for possível, divertir-se-á muito pelo caminho para que o seu dia seja perfeito e satisfação plena do leitor.

Os comics protagonizados por este interveniente desbravam tabus, esmagam clichés e fazem as delícias de qualquer um. As ilustrações que protagoniza são repletas de humor e tremendamente engraçadas onde o céu o limite para esta endiabrada personagem de possibilidades ilimitadas para sua sorte ou azar porque, convenha-se, nem todas as mulheres são fáceis e o aparecimento da sensual e irresistível Clara irá prova-lo. Pobre Arturou não!

Arthur de Pins é um génio na sua arte e elogios são algo que não me falta para louvar este incontestável talento.
Os seus desenhos são maravilhosos e atrairão de imediato um público muito diversificado, do mais púdico dos observadores aos mais sequiosos e curiosos todos perderão a cabeça e serão facilmente conquistados por tamanha graça e imaginação.
As acções das ilustrações representadas são simples, breves, o que permite que o folhear seja voraz e nos que respeita aos diálogos, estes são perspicazes e vocacionados para a conquista fácil de risadas.
Os temas abordados pelo autor são dedicados aos dilemas entre o homem e a mulher, do sexo à amizade, passando por amor e sensualidade, todos colocam em vogue as relações actuais, por vezea fugazes, que constatamos no nosso dia-a-dia, mas sempre de forma simples tendo como objectivo o divertimento.
Um mimo de tentação para qualquer adulto que se queira divertir.

Pessoalmente, ainda eu não tinha passado das primeiras páginas e já um sorriso imenso se espalhava no meu rosto perante a expectativa do que me aguardava e, facto é, que o resultado não poderia ser mais proveitoso enquanto me refugiava, bem escondida, na sensualidade cómica de Pins que superou todas as minhas expectativas.
Adorei as ilustrações do autor e essa é sem dúvida a sua maior qualidade e depois, está claro, a forma como lida com tema em questão, caricaturando as cenas disparatadas e ao mesmo tempo comuns e, ainda assim, capazes de nos fazer corar. É brilhante.
É um livro que tem efectivamente de ser folheado para que se compreenda tudo aquilo que tentei dizer. Assim sendo, a única promessa que posso fazer é que esta é uma leitura divertida, descomplicada e para ser lida sem moderação algo que eu optei por fazer de forma pontual e que, mesmo depois de ter terminado, ainda me suscita a curiosidade fazendo-me abrir o livro, numa página qualquer, para apreciar novamente uma tira animada e voltar a sorrir. Adoro!

Uma publicação Contraponto que, como já vem sendo habitual, pontua de brilho o universo editorial surpreendendo com estas pequenas maravilhas que conquistam facilmente os leitores. Uma obra que, conscienciosamente, sugiro apenas ao público adulto mas que não tem maldade nenhuma, fazendo bem à alma e ao espírito. Divirta-se!

Título: Pequenos Prazeres
Autor: Arthur de Pins
Género: Banda Desenhada
Editora: Contraponto


Título: Safira
Autora: Kerstin Gier
N.º Páginas: 296
PVP: 16,60 €
ISBN: 9789896661168

Sinopse:
No primeiro volume desta série – Rubi – Gwen descobre que herdou da família um invulgar gene que lhe permite viajar no tempo. Como é a mais jovem portadora deste gene, Gwen é a escolhida para uma missão: viajar por várias épocas para impedir alguns erros e, basicamente, pôr o passado em ordem. Com o arrogante (mas muito giro!) Gideon como companheiro de viagem, daqui em diante as surpresas não param…
Neste segundo volume – Safira – Gwen sente-se confusa. Gideon está a dar com ela em doida: primeiro beija-a apaixonadamente e depois ignora-a. Mas ninguém disse que o amor nas viagens era fácil. Felizmente, Gwen tem Leslie, a sua melhor amiga; James, o fantasma; e Xemenius, uma gárgula muito irreverente, para a ajudarem com os altos e baixos amorosos, e também para a ensinarem a comportar-se como uma verdadeira dama do século XVIII.
Desde que Gwen se tornou a última viajante no tempo, os seus objetivos passaram a ser: ir a uma soirée no ano 1782, salvar o mundo e, mais do que tudo, não dar nas vistas. Desta forma, por agora só tem de aprender a dançar o minueto (o que não é nada fácil), enquanto decide o que sente pelo rapaz dos seus sonhos (o que também não é nada fácil).
Livro Anterior

«Gier é bem-sucedida no seu propósito: consegue captar a atenção do leitor com excitantes saltos no tempo. Depois do final cheio de suspense de Rubi, estará certamente à espera da chegada de Safira.» - The New York Times Book Review
«O que torna esta série tão notável são as suas intrigantes personagens, tanto as principais como as secundárias. A aventura, o humor e o mistério têm também um papel principal nesta série.» - Booklist

Sobre a autora:
Kerstin Gier nasceu em 1966 na Alemanha e é uma prestigiada autora de ficção romântica. Muitas das suas obras estiveram nas listas dos mais vendidos do seu país durante meses – tendo uma delas sido adaptada ao cinema.
Vencedora do prémio DELIA, esta é a sua primeira e brilhante incursão na literatura juvenil, que lhe tem valido o reconhecimento além-fronteiras. Esta série vai também ser levada ao cinema.


Título: Ninguém Quis Saber
Autora: Mari Jungstedt
N.º Páginas: 240
PVP: 16,60 €
ISBN: 9789896661236

Sinopse:
O fotógrafo Henry Dahlström aparece assassinado na até então adormecida e invernal ilha de Gotland, após ter recebido uma avultada soma das apostas nas corridas de cavalos. A resolução do caso parece ser fácil, pois tudo indica que o crime foi cometido por alguém do círculo social de Dahlström, com o intuito de ficar com o seu dinheiro.
Enquanto isto, uma jovem de catorze anos, Fanny, desaparece e a polícia começa a investigar um suposto sequestro.
O rumo das investigações dá, porém, uma reviravolta quando o porteiro do edifício onde morava Dahlström descobre uma caixa com fotografias pedófilas, nas quais aparece a jovem Fanny.
Anders Knutas vai precisar de todo o seu talento e da ajuda do seu amigo, o jornalista Johan Berg, para descobrir o que se esconde por detrás deste terrível caso.
Da Mesma Autora

«Uma autora que controla magistralmente a trama e o ritmo, transmitindo na perfeição a atmosfera gelada (o suspense) e criando personagens totalmente credíveis.» - The Times
«Quem segue as pistas aqui é Anders Knutas, um inspetor ao jeito provinciano-intuitivo com reminiscências do famoso comissário francês Adamsberg (de Fred Vargas) e ao estilo de outra bem conhecida figura da ficção policial, Maigret.» - Booklist

Sobre a autora:
É jornalista e trabalhou catorze anos na rádio e na televisão. Iniciou-se no mundo da literatura em 2006, e é já considerada uma das mais populares e empolgantes autoras de thriller. Ninguém Quis Saber é o segundo romance protagonizado pelo inspetor Anders Knutas e que tem como cenário a ilha de Gotland, na Suécia.
A série está publicada em mais de quinze países e dois dos seus títulos foram já adaptados ao cinema.
sexta-feira, 29 de junho de 2012

Novamente com o fabuloso apoio da Quinta Essência lançamos hoje o quinto passatempo comemorativo do aniversário do blogue.

Para sorteio temos disponível um exemplar do apaixonante livro O Sorriso das Mulheres de Nicolas Barreau.
A minha opinião sobre esta história: Aqui!

Para se habilitar este livro basta responder acertadamente às questões abaixo colocadas e ter em atenção às regras de participação.

Descubra as suas respostas: Aqui!

Boas leituras!

Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 9 de Julho de 2012 (Segunda-feira).
2. Só é possível uma participação por pessoa e e-mail.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
4. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
5. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
6. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.
7. Boa Sorte!

quinta-feira, 28 de junho de 2012
Com o precioso apoio da Editorial Presença lançamos hoje o quarto passatempo comemorativo do aniversário do blogue.

Para sorteio temos disponível um exemplar do divertidíssimo livro A Sério... Estou a Brincar de Ellen Degeneres.

Para se habilitar este livro basta responder acertadamente às questões abaixo colocadas e ter em atenção às regras de participação.

Descubra as suas respostas: Aqui!

Boas leituras!

Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 8 de Julho de 2012 (Domingo).
2. Só é possível uma participação por pessoa e e-mail.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
4. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
5. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
6. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.
7. Boa Sorte!

Sinopse:
Nada como um bom casamento... para dar início a Terceira Guerra Mundial!
E é exatamente o que vai acontecer se Connie Adams, a mãe da noiva, não conseguir melhorar as relações entre Debbie e o pai. Barry faz questão que a sua emproada segunda mulher e a filha adolescente, sempre mal-humorada, o acompanhem no grande dia, mas Debbie preferia casar num supermercado a tê-las no seu casamento. E, como se não bastassem já a Debbie todas estas coisas, a sua chefe anda a fazer-lhe a vida num inferno e ela começa a desconfiar que o noivo tem algumas hesitações relativamente ao casamento... Por isso, viverão todos felizes para sempre ou estará a família inteira a encaminhar-se para o divórcio?


Tudo se Perdoa Por Amor dá ênfase a uma palavra que, de uma forma ou de outra, se formos abençoados, se encontra próxima de qualquer um de nós. É uma história que descreve com beleza e ternura para o coração todos os significados, compensações e dissabores das múltiplas formas que existem de amar e, não menos importante, de perdoar.

O enredo desenvolve-se a partir de um acontecimento que se prevê ser um dos dias mais felizes e importantes da vida de alguém, o dia do seu casamento mas, até lá, convém que tudo decorra de forma plena para que ninguém fique insatisfeito algo que, para a protagonista Debbie, está longe de acontecer.
Esta é a premissa da nossa história em que, sem que o leitor se aperceba, mergulha profundamente nas voltas e reviravoltas mirabolantes que exploram todos os conceitos nos quais uma família se pode integrar. Das crises matrimoniais ao divórcio, das lágrimas da meia-idade à dramática adolescência, passando pelas actuais questões monetárias que todos os jovens casais conhecem, nada é deixado ao acaso e a complexidade de cada um dos temas é abordada, sempre, com vista ao valor do perdão e do amor essenciais para que haja a cedência necessária para que se encontre o bem-estar entre todos.
O leque de personagens principais é extenso, sendo no entanto bastante coeso e com uma ligação perfeita, o que permite a quem lê que se reveja em algum momento da narrativa nos seus intervenientes, assim como nas acções a que estes estão sujeitos. As suas peripécias são constantes e muitos são os momentos em que terá oportunidade de sorrir imaginando-se nas típicas discussões, reconciliações, ou mesmo divagações de como seria se, se, se…
Nada é perfeito, isso é garantido e faz parte de se estar vivo, no entanto este casamento irá mesmo acontecer e promete que depois da tão esperada data nada volte a ser como antes.

Patricia Scanlan tem uma escrita muito leve e rica, levando o conceito de entretenimento ao estremo sem que se descuide com as noções fundamentais dos temas desenvolve no decorrer da leitura.
O trabalho que efectuou com as suas personagens é exímio permitindo não só que estas tenham uma vida muito própria como consigam, também, passar para leitor todas as suas emoções.
E no que respeita às descrições, também estas se encontram trabalhadas com especial cuidado oferecendo uma inclusão total nas acções constantes repletas de pormenores deliciosos.
Quanto à capitulação, fundamental devido à dimensão da obra, é breve e com divisões perfeitas o que permite ao leitor fixar nos pontos essenciais que reconhece como sendo seus enquanto folheia, vorazmente, letras transbordantes de ternura, humor, paixão e muito, muito amor exposto ou reprimido, ao longo de todo o livro. Muito bom.

Eu sou o tipo de leitora que se identifica particularmente com histórias de vida ficcionais e tiro especial prazer das questões com as quais me identifico ou me permitem sonhar com o presente ou futuro, algo que este livro proporcionou por diversas vezes.
Considerei toda a leitura muito rica em pormenores e houve mesmo alguns que sei que recordarei durante bastante tempo, é o caso de uma conversa entre a mãe da protagonista e a sua ex. cunhada em que desabafam as sensações provenientes da chegada aos 50 anos, todos os sintomas estão lá mas a forma como as personagens se expressam fez-me soltar uma boa gargalhada em vez de soltar lágrimas ao imaginar tempos vindouros. É isto, estes pequenos momentos em que a ficção chega a quem lê que a mim me fascinam e foi sem dúvida um dos muitos motivos que me fez adorar este livro.
Existiram ainda outros momentos especiais mas, quando a esses, caberá a cada leitor senti-los, no entanto não posso deixar de evidenciar que o levantar do véu a respeito do que se seguirá no segundo volume desta trilogia me agradou e muito. Estou ansiosa para saber o que vai acontecer em seguida a todos estes intervenientes que durantes longas horas fizeram parte de mim.   

Este romance é mais uma magnífica aposta da Quinta Essência que pertence a uma trilogia e, para quem como eu ficou fã, já no próximo mês de Julho pode contar com o lançamento de Felizes Para Sempre, uma leitura que eu não vou querer perder. Sugiro, claro, esta obra a todos que gostam de romances e, em particular, aqueles que de coração sensível gostam de se emocionar pela simplicidade e complexidade da vida. Vão amar.

Título: Tudo Se Perdoa Por Amor
Autora: Patricia Scanlan
Género: Romance
Editora: Quinta Essência


E se a sua prenda de sonho fosse trocada?

Título: Prometo Amar-te
Autora: Melissa Hill
N.º Páginas: 448
PVP: 15,50 €
ISBN: 9789897260025

Sinopse:
O sonho de qualquer mulher é receber uma joia da Tiffany’s.
Na Quinta Avenida, em Nova Iorque, dois homens muito diferentes estão a comprar presentes para as mulheres que amam. Gary está a comprar uma pulseira de pendentes para a sua namorada Rachel. Em parte para lhe agradecer por ter pago aquelas férias de sonho a Nova Iorque e em parte porque deixou as compras de Natal para o último dia.
Já Ethan procura uma coisa um pouco mais especial — um anel de noivado para a primeira mulher que o fez feliz desde que perdeu o amor da sua vida.
Porém, quando os sacos das compras dos dois homens se misturam e Rachel recebe o anel de Ethan, a vida dos dois casais acaba por unir-se.
E restituir o anel à sua legítima dona revela-se mais complicado do que Ethan antecipava. Será que o destino tem alguma coisa reservada para os dois casais?
Ou será que é a magia da Tiffany’s que está no ar?
Ethan e Gary, dois desconhecidos, estão na Tiffany’s em Nova Iorque a comprar lembranças para as namoradas: o primeiro compra uma pulseira, o segundo um anel de noivado. Quando Ethan vai em auxílio de Gary depois de este ser atropelado, os sacos de compras de ambos são acidentalmente trocados…
O que acontecerá quando cada uma das mulheres abrir o seu presente?

Da Mesma Autora


«Um romance cheio de suspense que a impedirá de largar o livro.» - Woman
«Melissa Hill sabe como dar a volta a uma história... Vai adorar lê-la.» - Irish Independent


Sobre a autora:
Melissa Hill nasceu na Irlanda, onde ainda vive com o marido, Kevin. Publicou o primeiro romance, Something you Should Know, em 2002, convertendo-se de imediato num sucesso de vendas em todo o mundo. Os títulos que se seguiram foram igualmente bem recebidos pelos leitores e pela crítica, tendo feito parte da lista dos mais vendidos tanto na Irlanda como em Inglaterra. A autora, já traduzida em mais de dez idiomas, é reconhecida pelas suas narrativas envolventes e com um toque de mistério, surpreendendo os leitores até à última página. 
Para mais informações, visite www.melissahill.info

Saiba mais: Quinta Essência

Clique na imagem para ver.

Já conhecem o catálogo que a Quinta Essência preparou para os nossos corações este Verão?
É lindo e promete novidades maravilhosas! 


quarta-feira, 27 de junho de 2012

Com o esplêndido apoio da ASA lançamos hoje o terceiro passatempo consecutivo relativo ao aniversário do blogue.

Já todos conhecem o meu apreço pela colecção Livros com Sentido e, como tal, é com um enorme prazer que tenho para sorteio um exemplar do livro À Procura de Alaska do fantástico autor John Green.
A minha opinião sobre esta história: Aqui!

Para se habilitar este livro basta responder acertadamente às questões abaixo colocadas e ter em atenção às regras de participação.

Descubra as suas respostas: Aqui!

Boas leituras!

Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 7 de Julho de 2012 (sábado).
2. Só é possível uma participação por pessoa e e-mail.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
4. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
5. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
6. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.
7. Boa Sorte!



Sinopse:
A misteriosa Morgaine é meia-irmã de Artur e grã-sacerdotisa da brumosa Avalon, terra encantada onde o verdadeiro conhecimento é preservado para os vindouros. Para Morgaine existe um objetivo fundamental: afastar a Bretanha da nova religião que vê a mulher como portadora do pecado original. A bela rainha Gwenhwyfar jurou fidelidade ao rei Artur, o Rei Supremo, mas não consegue esquecer a paixão que sente por Lancelot, exímio cavaleiro e melhor amigo de Artur. Quando o seu dever de concebe um herdeiro para o trono falha, Gwenhwyfar convence-se de que é vítima de um castigo divino e entrega-se de corpo e alma à religião de Cristo. As hostilidades aumentam inevitavelmente entre ambas as mulheres que detém o poder em Avalon e Camelot. Conseguirá Artur conciliar dois mundos antagonistas sob os estandartes reais e resistir aos Saxões? Se Morgaine tudo fará para proteger a sua herança matriarcal e desafiar a nova religião que cresce, já Gwenhwyfar não hesitará em persuadir Artur a trair os seus juramentos…

A Rainha Suprema trás consigo os sussurros de um casamento que poderá alterar os bem-aventurados ventos de Camelot.
Enquanto em Avalon a Senhora decai com o peso da idade e das responsabilidades, na corte uma beleza incomparável confere instabilidade aos que juntos juraram unir a Bretanha, sob o olhar desatento e fatigado da vida que outrora prometeu prosperidade para a magia.
Tudo está em aberto e o destino, garantido no passado, ameaça quebrar o laço que mantinha um objectivo comum entre todos os povos.

Com a sombra de mudança a pairar sobre um reino em guerra constante e repleto de viragens, esta é uma obra que prima pela alteração do espírito de personagens anteriormente muito fortes e a ascensão de outras chegadas de onde menos se espera.
Gwenhwyfar, a rainha suprema, é uma das protagonistas neste segundo volume que surpreenderá o leitor constantemente tanto para o bem, como para o mal. Ao longo do livro, ela sofre uma evolução imensa, cadenciada pela passagem do tempo, no entanto, e embora por vezes seja retorcida, é a sua capacidade de amar e vontade de alcançar paz para o reino, de que agora faz parte, que cativa e nos prende a esta mulher direccionada para a religião e que semeia em si um ódio profundo a uma sacerdotisa, ao paganismo.
Morgaine, a meia-irmã de Arthur, e logo nas primeiras páginas mãe de seu filho, continua a encantar o leitor. Ela é uma força da natureza sozinha, perdida, estagnada e agora entorpecida pelo peso das desilusões. Mas as previsões fazem-se adivinhar e chegará, a seu tempo, o momento impor a sua voz caso sejam quebradas promessas profundas, alicerces que nem a magia, sozinha, consegue sustentar.
Embora os intervenientes masculinos estejam presentes, e a eles lhes caiba dar a cara pelas decisões do reino, a influência da mulher ao longo do enredo é uma vez mais destacada. O seu poder, a sua força e preponderância são incontornáveis e apaixonantes.
Os conflitos entre os novos cristãos e Avalon são cada vez mais evidentes e cada uma das facções vai demarcando o seu espaço colocando em extremos opostos aqueles que sempre se amaram, as fragilidades são denotadas e podem fazer cair poderes antigos. Um passo em falso pode fazer a diferença entre a vitória e a derrota num futuro que se atreve a espreitar diferente do predestinado.

Marion Zimmer Bradley é magistral na sua arte. Existe muito pouco que se possa dizer de uma autora que marcou de forma tão profunda a literatura fantástica, continuando a fazê-lo geração após geração.
A sua capacidade de nos fazer mergulhar neste mundo de homens duros, mulheres sábias e cortes repletas de intrigas consegue surpreender totalmente, com um esmero que revela a totalidade do seu talento.
Da criação de cenários, à descrição profunda de personalidades, existe na sua escrita algo de encantatório que nos faz acreditar veemente nas palavras expostas permitindo que a mente divague com a magia.
Outra característica inegável é a actualidade do seu texto atendendo ao facto de os seus livros terem sido produzidos nos anos 60, é fácil o leitor reencontrar-se nos intervenientes e aproveitar toda a beleza que as suas sábias frases contêm, mesmo que estas se refiram a tempos que apenas ousamos imaginar.
Sem dúvida uma autora com que muitos encontrarão o prazer da leitura e que, após terminadas As Bruma de Avalon, lhes suscitará uma vontade de descoberta minuciosa.

Pessoalmente é impossível não começar a saborear esta leitura pela capa, é absolutamente magnífica fazendo justiça ao seu recheio que captou a totalidade da minha atenção.
Apreciei, em particular, as alterações sofridas por muitas personagens que no livro anterior me pareciam invencíveis, as suas fragilidades e medos que contrastam e equilibram a astúcia revelada por tantos intervenientes que têm em mãos, secretamente, o futuro de toda a história.
O engenho da autora, para dar vida a este universo fantástico, continua a cativar-me e a sua capacidade para evidenciar extremos, embalando-nos frase a frase, como se de realidade se tratasse, é diferente de tudo o que eu li até a data.
Esta é, sem qualquer dúvida, uma história ambiciosa. Uma história que a mim, como fã da fantasia, me consegue fazer com outros olhos este género literário e que merece um destaque muito especial entre os meus adorados livros.

Livro Anterior
Esta obra é uma aposta de valor inestimável para a Saída de Emergência que, toda a certeza, alcançará uma nova facha etária de leitores através um clássico que lhes ficará preso na memória e que eu sugiro, sem qualquer restrição, aos apreciadores de fantasia.

As Brumas de Avalon:
Volume I, A Senhora da MagiaOpinião

Título: As Brumas de Avalon, Vol. 2 - A Rainha Suprema
Autora: Marion Zimmer Bradley
Género Fantasia
Editora: Saída de Emergência – Colecção Bang!

Título: Destinada
Autoras: P.C. Cast e Kristin Cast
N.º Páginas: 336
PVP: 17,76 €
ISBN: 9789896374266

Sinopse:
A Casa da Noite aguarda-te. Um local cheio de perigos e segredos onde os jovens marcados têm dois destinos: ou se transformam em vampyros ou morrem destroçados. As forças da Luz e das Trevas colidem numa luta épica que se desenrola na Casa da Noite. Zoey está finalmente na casa onde pertence, protegida por Stark, o seu Guerreiro Guardião, e preparada para enfrentar Neferet de uma vez por todas. Kalona libertou o seu domínio sobre Refaim e, através do dom da Deusa, ele e Stevie Rae poderão finalmente estar juntos – mas apenas se Refaim se mantiver no caminho da Deusa e se afastar da sombra do seu pai. Mas estará Zoey verdadeiramente em segurança? Conhecerá mesmo todos os seus amigos? E conseguirá o amor triunfar ao ser testado pela própria alma da Escuridão? Venham descobrir em mais um volume da Saga da Casa da Noite o destino que aguarda Zoey…

«Os desafios de se crescer são apresentados neste novo e original contexto de uma sociedade de vampiros, e depois cruzados com uma história realmente interessante. Esta promete ser uma série altamente viciante.» – Romantic Times


terça-feira, 26 de junho de 2012

Com o magnífico apoio da editora Planeta Manuscrito damos hoje início a um novo passatempo.

Para sorteio está um exemplar do livro Mentiras de Michael Grant, o terceiro volume de uma que eu adoro.
 As minhas opiniões de Desaparecidos (aqui) e Fome (aqui).

Para se habilitar este livro basta responder acertadamente às questões abaixo colocadas e ter em atenção as regras de participação.

Descubra as suas respostas: Aqui!

Boas leituras!

Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 6 de Julho de 2012 (sexta-feira).
2. Só é possível uma participação por pessoa e e-mail.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
4. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
5. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
6. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.
7. Boa Sorte!

Sinopse:
Rachel Braun sempre foi uma inspiração para o grupo de amigas, aquela que vivia a vida ao máximo. Antes de morrer, Rachel escreve uma carta para cada uma das três melhores amigas desafiando-as a enfrentarem os seus maiores medos. Sarah, uma enfermeira da assistência internacional, terá de cruzar meio mundo até reencontrar o único homem que realmente amou. Kate, a dona de casa e mãe a tempo inteiro, terá de se confrontar com o medo das alturas; o skydiving será uma revelação para Kate em todos os sentidos. E Jo, a mulher da sólida carreira no mundo dos media, aquela para quem a maternidade não é tema de conversa, fica com a mais aterrorizadora das tarefas: cuidar da filha de Rachel, a pequena órfã Grace. Ainda mal acreditando no desaparecimento da amiga, as três mulheres percebem que o legado de Rachel vai permanecer nas suas vidas e que ela jamais morrerá nos seus corações.

As Cores da Amizade fala-nos de três mulheres e de uma amiga. Fala-nos de três vidas díspares e de uma vida já perdida. Fala-nos de três formas diferentes de amar e de uma amizade incondicional que perdura muito para além da morte.

Sarah, Kate e Jo superam juntas, lentamente, a morte súbita daquela que lhes provou o verdadeiro significado do que é estar vivo e será com força de um afecto comum que ultrapassarão o último desejo da sua amada Rachel.
Sarah é uma flor exótica por descobrir que se perde em países de terceiro mundo dando, de com agrado, a sua vida e alma por todos aqueles que nunca tiveram nada. Ela salva vidas, falta salvar-se a si própria enterrando um passado que há muito deveria estar cicatrizado.
Kate é uma mulher com todos os seus apêndices, ou seja, marido, filhos, um lar quase perfeito e uma rotina onde apenas ela e as suas emoções ficam esquecidas. Ela terá de se libertar, para se reencontrar e voltar a ser feliz.
E Jo, bem Jo tem tudo! É rica, bonita, bem-sucedida e um exemplo de força, determinação e independência, mas o tempo passa e quis uma alma recordar-lhe que a assustadora palavra amor exige partilha. Ela terá nas suas mãos a oferta daquilo que mais terno guardava o coração da sua melhor amiga.
Amizade, amor e felicidade são três conceitos preciosos que preencherão as vidas Delas, as mais importantes, as que nunca poderão ficar esquecidas e as que terão de ficar unidas, sempre, independentemente do caminho ou do destino que Rachel lhes reservou.

Sumariamente, em palavras simples, esta é uma belíssima história sobre a coragem de recomeçar, servindo de exemplo para todos aqueles que se acomodam às fragilidades da vida.
Abordando temáticas muito diferentes, extremamente actuais, esta narrativa permite ao leitor explorar diferentes perspectivas de encarar a morte, de analisar o presente e de recordar o passado, tocando nas feridas mais profundas, para alcançar a libertação num futuro.
Da miséria ao luxo, atravessando relacionamentos conturbados, passando pelas dificuldades de carreira, muitos são os temas perscrutados envolvidos em emoções extremas que chegarão com facilidade a um leque alargado de leitores que, através de uma ou outra acção, acabará por se sentir próximo dos intervenientes em algum momento da história.

Lisa Verge Higgins tem uma escrita muito bonita e envolvente que consegue captar, de forma automática, a atenção total de quem lê.
A sua narrativa prima pela naturalidade com que trata questões controversas mantendo o interesse a expectativa até ao final que, embora um pouco previsível, não deixa de ser reconfortante após tantas páginas percorridas e uma imensidão de assuntos abordados.
As emoções são um dos pontos fortes transcritos através de formas muito diferentes de sentir e, nesse campo, penso que autora se encontra de parabéns conseguindo criar empatia, quase imediata, com o leitor.
O que também não pode ficar esquecida é a sua veia ficcional, Lisa permeia a sua história com diversos romances, voltas e reviravoltas, onde o entretenimento e o humor estão pontualmente presentes, tornando o enredo leve e fácil, perfeito para todos aqueles que pretendem uma leitura rápida e descontraída sem esquecer o que realmente importa. Muito bom.

Pessoalmente, penso que uma das vantagens de partir para um leitura sem expectativas é que nos conseguimos surpreender mais facilmente e isso foi exactamente o que me aconteceu, esta foi uma leitura extremamente agradável.
Gostei das abordagens emocionais variadas, das personagens no seu todo, e em particular, assim como críticas latentes aos assuntos que esquecemos no nosso dia-a-dia.
Para mim este foi uma pequena lição sobre a vida, divertida e perspicaz que sem dúvida recordarei e que sei, com certeza, que voltarei a reler pois tal como o próprio livro indica, existe sempre um novo começo. Um autora a seguir com atenção.  

Uma obra com o carimbo Porto Editora que sugiro a todos os leitores de romance em particular pois sei que ficarão surpreendidos e satisfeitos com tudo aquilo que estas páginas contêm.

Título: As Cores da Amizade
Autora: Lisa Verge Higgins
Género: Romance
Editora: Porto Editora

Redes Sociais

*Passatempo*

*Passatempo*
Até 26 de Março!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Até dia 2 de Abril!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide