Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Sinopse:
Anastasia Steele é uma estudante de literatura jovem e inexperiente. Christian Grey é o temido e carismático presidente de uma poderosa corporação internacional. O destino levará Anastasia a entrevistá-lo. No ambiente sofisticado e luxuoso de um arranha-céus, ela descobre-se estranhamente atraída por aquele homem enigmático, cuja beleza corta a respiração. Voltarão a encontrar-se dias mais tarde, por acaso ou talvez não. O implacável homem de negócios revela-se incapaz de resistir ao discreto charme da estudante. Ele quer desesperadamente possuí-la. Mas apenas se ela aceitar os bizarros termos que ele propõe... Anastasia hesita. Todo aquele poder a assusta - os aviões privados, os carros topo de gama, os guarda-costas... Mas teme ainda mais as peculiares inclinações de Grey, as suas exigências, a obsessão pelo controlo… E uma voracidade sexual que parece não conhecer quaisquer limites. Dividida entre os negros segredos que ele esconde e o seu próprio e irreprimível desejo, Anastasia vacila. Estará pronta para ceder? Para entrar finalmente no Quarto Vermelho da Dor?

A capa publicita e, que lhe seja feita justiça, este é definitivamente o livro de que todos falam. Sejam positivos ou negativos, foi muito fácil deparar-me com os mais variados comentários a respeito desta obra que, de tão contraditórios, confesso, conseguiram plantar em mim algumas reticências quanto a encarar esta leitura mas nada, de forma alguma, me poderia ter preparado para o momento em que conheci Mr. Grey, nada me poderia ter preparado para o magnetismo que senti logo após percorrer as primeiras cinquenta páginas.

Creio que não é a linguagem, que nada de novo cimenta no universo literário, ou mesmo o estilo de escrita, que prima simplicidade, a chave do sucesso de E L James mas ele existe, definitivamente, e está comprovado por todas as palavras que o expressam nos meios de comunicação social e por todas as leitoras que folhearam esta obra e que, tal como eu, em algum momento se sentiram arrebatadas pela profundidade do seu protagonista.
Perturbador, contraditório, dominante e com uma capacidade inata de seduzir, que transparece para todos os que se encontrarem receptíveis, a personagem principal desta história, Christian Grey, tem a aptidão de se entranhar e atrair pela ausência de informação, pelas palavras parcas que o leitor, através de uma inocente Anastacia, se vê sedento de descobrir, de ir mais longe, nem que seja apenas para encontrar uma ínfima parte de tudo o que Grey pode vir a ser. Oh sim, eu gostava de ter o meu próprio diálogo com Christian Grey

No que respeita ao enredo ele é simples, tremendamente simples relativamente à pequena parte da história que nos é exposta. Anastacia conhece, por força do destino, um poderoso milionário que pela primeira vez na sua vida faz palpitar o seu coração e, por motivos não tão casuais, volta a encontrar esse homem, jovem, rico, que brinca e se afecta com a sua inocência acabando por resolver expor-lhe uma pequena parte do seu mundo que, para alguém como Ana, é arrebatador e depressa faz desencadear em si chamas de medo e de paixão.
Daqui por diante todo o livro é repleto de luxuria que, se a princípio pode inflamar a leitura, depressa se transforma em algo mais papável até que, se as emoções forem paralelas às minhas, quem lê sentirá uma necessidade quase sufocante de saber a origem do poder de Grey, a origem das suas sombras e a origem de um humano tão único como só ele sabe ser originando, pela primeira vez, algo tão enigmático em tantos leitores.

A base das descrições da narrativa são sensoriais porque, tal como todos indícios fazem prever, a carga sexual do livro é intensa, sendo a sua exposição através das personagens irrepreensível. No que respeita ao ambiente, penso que E L James conseguiu criar um ponto de tensão perfeito que facilmente transmite o suspense que advém do medo, a par com o desejo, relativamente às inúmeras possibilidades proporcionadas por alguém como o protagonista e, se falarmos do cenário, penso que, a autora conseguiu elevar a fasquia relativa ao conceito de casa de sonho, vida de sonho e sonho americano. Como diria Anastacia, sonho era ter um Grey totalmente e completamente só para si mas, convenhamos, não há bela sem senão e nunca esta frase fez tanto sentido como neste livro.

Gostava de vos dizer que existem milhares de pormenores a serem explorados e questões dignas de relevo para futura reflexão, mas não há. Este livro é puro entretenimento e, embora me tenha conquistado, julgo o melhor ainda está para vir. Obviamente que considerei interessante o lado BDSM ("Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo") da narrativa, algo totalmente desconhecido para mim mas que, ainda assim, esperava ver mais aprofundado e, relativamente ao rosto que Grey apresenta à sociedade, também aqui conto ver uma maior abertura no segundo livro desta trilogia. No entanto, não serei hipócrita, o que li até agora agradou-me, tanto que li este livro num dia e, se não fosse por Anastacia (claramente o ponto fraco do texto), penso que o teria lido em tempo recorde.

Se o sugiro, evidentemente que sim mas não para todos os leitores. Quem procura algo complexo, para já, irá desiludir-se, mas se por outro lado for fã de romance e literatura sensual então esta história é obrigatória na sua estante.

Uma aposta bastante assertiva da editora Lua de Papel que publicou no dia 1 de Outubro (ontem) o segundo livro da trilogia As Cinquenta Sombras Mais Negras, uma história que eu quero muito, muito ler.

Título: As Cinquenta Sombras de Grey
Autora: E L James
Género: Romance Sensual
Editora: Lua de Papel

5 comentários :

Catarina* disse...

Tal como tu, li o primeiro livro num dia apenas, e não resisti, tive que ler o segundo e terceiro (incomparavelmente melhores!) logo de seguida. E em inglês ainda se lê melhor, porque não há falhas na tradução.

Depois de terminar o terceiro livro, senti uma espécie de vazio, porque, tanto aqui como em Twilight, considero que se fossem na versão do personagem principal masculino (Christian e Edward) os livros seria muito melhores. Assim, procurei, e encontrei este blog, com fanfic no POV do Christian. Sei que lês muito e que talvez não tenhas tempo, mas, se leres em inglês, dá uma espreitadela:

http://eminethe1st.blogspot.se/

O primeiro livro já está todo na versão do Christian, e o segundo está quase terminado, falta apenas o ultimo capitulo. Podes fazer o download do 1 livro, não é preciso leres pelos posts do blog. Para mim, é definitivamente melhor que o original. Nem sei explicar o quão melhor é ler pelos pensamentos do Christian. Experimenta!


Um beijinho,

Catarina*

Elphaba J. disse...

Olá Catarina :)

O teu comentário deixou-me muito animada. É bom encontrar alguém que se revê no que sentimos em relação a uma história.
Sinceramente embora vá lendo em inglês sou muito lenta e dado o volume de leituras que acompanha a minha vida pessoal é complicado mas, para já, vou ler o segundo volume traduzido muito em breve.

Já tive a espreitar o blogue que recomendaste, desde já agradeço-te! Gostei muito do que vi e quero ver se leio aos poucos a versão do Christian :) Vou seguir a tua sugestão!

Obrigado uma vez mais *.-

Beijinho & Boas leituras.

Arttemizza Lia disse...

Adorei a ideia da visão do Christian, senti exactamente a mesma coisa e acho que faltava mesmo algo do género, perde-se tanto por não se ter uma visão do lado masculino.
Já dei uma olhadela e li a primeira página, é bem interessante!

Ray* disse...

Joana,

li os dois esta semana. Acho que nunca li tanto em tão pouco tempo!

Eu também já estive a ler a fanfic e num instante li 30 páginas... atenção, eu não leio em inglês e sou muito lenta a ler... mas li!! ;)) parece-me óptima e muito fiel.

Elphaba J. disse...

Olá Arttemizza :)
Gosto mesmo do vosso feedback, acho muito interessante que sejamos tantas a sentir o mesmo em relação à história.

Buennas Ray,
Pelo pouco que li concordo contigo mas aposto que irás avançar muito mais rápido que eu. (As coisas andam um pouco lentas por aqui com as aulas.) Mas já estou a seguir o teu blogue e vou aguardar o teu feedback do livros.

Obrigado pelos vossos comentários, fazem a diferença :)

Boa leituras & Bom fim-de-semana.

Redes Sociais

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 13/08!

*Suma de Letras*

*Suma de Letras*
Passatempo 1 - Resultado!

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo 2 - Resultado!

*Clube do Autor*

*Clube do Autor*
Passatempo 3 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 4 - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo 5 - Resultado!

*Planeta Manuscrito*

*Planeta Manuscrito*
Passatempo 6 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 7 - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide