Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Sinopse:
Quando Ashling Morrison fica noiva do amor da sua vida, Rossa Granville, põe em movimento uma cadeia de acontecimentos que farão duas famílias irlandesas ricas e poderosas chocar como nunca antes.
Ashling: Apesar de sua educação privilegiada, Ashling Morrison passou a vida a desejar poder fugir da sombra da sua bela carismática e madrasta, Coppelia. Agora, na véspera da sua festa de noivado, pode finalmente conseguir realizar o seu maior desejo. Afinal, Rossa é o parceiro perfeito, e os Granville a família perfeita...
Honoria: Para Honoria Granville, o noivado do neto com Ashling Morrison representa o culminar de anos de esquemas, manipulações e logros. Mas agora a armadilha foi montada – e tudo o que ela tem de fazer é esperar pela presa... Carrick: como herdeiro do espólio Granville, Carrick tem-se esforçado para equilibrar as exigências do dever com a liberdade. Mas, quando Carrick percebe que está prestes a ser deserdado em favor do irmão, Rossa, decide agir... Coppelia: sensual, cruel e avarenta, Coppelia Morrison consegue sempre o que quer. Mas quando descobre que a enteada, Ashling, ficou noiva do neto da sua arqui-inimiga, sabe que tem de fazer tudo ao seu alcance para impedir o casamento...

Solstício de Verão é dos poucos romances que consegue suster a respiração de quem lê, aguçando-lhe a curiosidade, até um final totalmente surpreendente.
Envolvente, com uma boa dose de mistério e explorando ao máximo as relações familiares, esta é uma narrativa onde as suas personagens, magníficas, se vão revelando cadenciadamente até ao seu desenlace, acabando por produzir um impacto agradavelmente inesperado devido às muitas reviravoltas que surgem a partir de uma festa memorável que ficara também na lembrança do leitor.

Não querendo aprofundar a minha opinião sobre uma personagem em particular, porque muitas são aquelas com as quais rapidamente se cria empatia, bem como o oposto, mesmo que o seu papel seja secundário, esta obra satisfaz pela diversidade de personalidades exploradas e, com elas, múltiplas questões afectivas que envolvem duas famílias peculiares, Granville e Morrison.
A família Granville é rígida em valores mantidos a todo o custo pela sua matriarca, Honoria, que desde muito cedo se vê responsável pelos diversos netos deixados órfãos em tenra idade. A família Morrison, por seu lado, resumida mãe e filha, é disfuncional graças a Coppelia que vive nas colunas sociais contrastando com a sua filha, Ashling, que pretende um bom casamento, sucesso na carreira e a constituição família que nunca teve.
Dois sobrenomes diferentes acarretam aspirações normais até ao dia em que a vida de Ashling se entrelaça com a de Rossa, um dos netos de Honoria e, por detrás de um noivado, nasce uma teia intrincada que vem desenterrar um passado avassalador, inesquecível, que mudará a vida de todos aqueles que fazem parte desta história.

Das intrigas familiares à vingança, passando de paixões intensas a relacionamentos por interesse, este livro surpreende pelas constantes revelações que começam num baile, se desenvolvem num crime e terminam na actual Irlanda que sempre teve as respostas para todos os mistérios. Nada neste texto é deixado ao acaso, e os intervenientes desenvolvidos são algo extraordinário que referenciará a leitura que, após uma introdução leve, ganha um folgo arrebatador, apaixonante e emocionalmente forte. Tendo um crime como pano de fundo, assim como segredos e ambições imprevisíveis, não haverá nada que faça prever tudo o que está para acontecer ao longo das muitas páginas folheadas que prometem a melhor festa de solstício de sempre.

Com vários momentos chave, que culminam num final espectacular, esta é uma narrativa que com toda a certeza chegará a um público diversificado, em particular, àqueles que gostam de histórias de amor complexas e bem desenvolvidas que abordam profundamente questões sociais e afectivas.

Tara Moore tem uma escrita leve e simples, conseguindo criar empatia com quem lê que, sem se aperceber, ficará totalmente enredado nos aos muitos pormenores desenvolvidos.
As descrições são breves e, na sua maioria, dedicadas aos intervenientes que facilmente cativam revelando características peculiares que marcam a qualidade desta ficção. Os sentimentos, por vezes contraditórios, são totalmente transparentes e acredito, veramente, que muitos serão os leitores que passaram da nostálgica narração para a estupefacção perante o impacto que a autora consegue passar através das suas personagens.
O cuidado, a imaginação e, principalmente, a forma como Tara desenvolve o seu enredo são fenomenais e merecem a atenção dos adeptos de romance policial que encontrarão nestas linhas um refúgio intenso para longas e deliciosas horas de leitura.

No que me diz respeito, não estava nada à espera de gostar tanto deste livro que me conquistou uma enorme admiração.
Gostei de algumas personagens em particular, sendo os gémeos e a Honoria os que mais me chocaram, assim como causaram impacto, por serem tão diferentes daquilo que estou habituada a encontrar em romances. Fiquei satisfeita com o desenlace, do qual não estava nada a espera, e a forma como todos os membros da família se revelam, com momentos de maior ou menor protagonismo, foi muito positiva. Penso que este é um livro não só bem escrito, como também muito bem desenvolvido, em que todo o potencial do enredo foi explorado o que, confesso, é muito raro encontrar.
Tenho muita vontade de ler algo mais da autora e espero que volte a ser publicada em terras lusas brevemente.

Esta é mais uma boa aposta Quinta Essência que continua a deliciar todo o tipo de leitores de romances com as mais diversificadas histórias dentro deste género. Um livro que sugiro também a quem gosta de policiais, pois creio que encontrará nestas páginas diversos mistérios que lhe proporcionaram um bom momento entre páginas.  

Título: Solstício de Verão
Autora: Tara Moore
Género: Romance Policial

2 comentários :

Ivonne disse...

Adorei o livro e a tua opinião =) fantástica, como sempre! deixas-me sempre sem reacção!

Elphaba J. disse...

E tu deixas-me sem palavras Ivonne :)
Muito obrigada!
Boas leituras. Beijinhos.

Redes Sociais

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide