Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Sinopse:
Não quero dizer-te adeus é sobre o destino de uma família marcada pela perda e salva pelo amor. Centrado na resiliência espiritual de um pai e na revelação do amor que une uma família, neste e no outro mundo, Não quero dizer-te adeus está predestinado a tocar profundamente o coração dos seus leitores.
Jack enfrenta uma doença terminal e os médicos não lhe dão qualquer esperança de cura. Jack passa então os últimos dias a preparar-se para a iminente despedida da sua família: a esposa, Lizzie, e os seus três filhos. Então, inesperadamente, a tragédia volta a atacar: Lizzie morre num acidente de viação… 

Não Quero Dizer-te Adeus é uma narrativa tremendamente tocante que, logo a partir das primeiras páginas, envolve completamente o leitor nos dramas de uma família díspar e sofrida devido a controvérsias da vida para as quais ninguém, nunca, estará preparado.
Com personagens reais, com as quais facilmente se cria empatia, é proporcionada a oportunidade de conhecer a verdadeira essência do que é estar vivo, é oferecida a oportunidade de assistir à força titânica que por vezes é necessária para aceitar o fim e, maior ainda, para encetar o recomeço e as muitas reviravoltas e surpresas, nem sempre positivas, a que o destino obriga e que só com amor se supera.

Embora tenha o poder do amor como tema central, sustentando a narrativa do princípio até ao final, esta história cativa principalmente diversas questões interessantes que rapidamente prenderão a atenção de quem lê, começando com a abordagem das emoções que assolam doentes terminais quando estes ainda se encontram a disfrutar da tenacidade da vida, é o caso do nosso protagonista Jack. Desenvolvendo na perfeição os diferentes tipos de comportamentos e sentimentos que tomam conta não só da pessoa que pressente a finitude, como também daqueles que a rodeiam, existindo na primeira fase do livro a possibilidade de explorar a influência que estas perturbações causam no ceio de uma família.
Os efeitos, físicos e psicológicos, de guerras como o Iraque ou Afeganistão são outro dos temas abordados, a forma como a ausência de um parente querido marca irremediavelmente todo o agrado familiar é também aqui descrita através de Jack que não teve oportunidade teve de conhecer os seus filhos como gostaria estando, uma vez mais, perante a hipótese de lhe ser negado o direito de criar e ver florescer os que mais ama.
No que se trata de personagens, com maior ou menor nível de intervenção, todas elas são retractadas com esmero. Encontra-se visível o empenho do autor em mostrar a forma como diferentes gerações lidam com o mesmo problema, a maneira como superam ou cometem erros, que noutras idades ou com outras escolas de vida seriam encarados de maneira diferente. Desta feita, é evidente, que também a família ocupa lugar de destaque ao longo do texto que através de várias relações fracassadas da juventude à maturidade, com a consciência de que em qualquer fase da vida existem sempre dificuldades e cada um tem a sua maneira, muito própria, de exteriorizar o que sente, ainda para mais quando falamos de perdas tão próximas como as retractadas.
Por fim, e para lá de todo o drama, fica a sensação de uma leitura emocionalmente muito forte mas também extremamente gratificante onde o milagre da vida, e para lá dela, nunca deixará de ser um puzzle complexo onde para atingir o sucesso pessoal, com todas as peças que o completam como o amor, amizade, respeito e aceitação são cruciais para a felicidade e união, pois embora não exista a perfeição, e a noção de eternidade e paz muitas vezes estão ausentes, fica presente para o leitor a sabedoria necessária para que se aproveite ao máximo sempre um luz brilha indicando o caminho certo a seguir.

David Baldacci tem uma escrita simples que facilmente alcança a alma do leitor, com o primor necessário para emocionar e permitir abarcar a totalidade do sentimento contido nas suas palavras.
As suas descrições são breves a nível de cenário, sendo no entanto dada total atenção às suas personagens que rapidamente se entranham passando para o leitor a totalidade das acções narradas e das perturbações experienciadas.
Não é fácil descrever o amor como este autor o faz, de forma exímia, marcando profundamente os adeptos de romances e dramas muito depois de folheada a última páginas.

Esta foi uma leitura que me roubou muitas lágrimas, e acreditem que quando digo muitas, foram incomensuráveis no início até abrandarem e serem intervaladas com sorrisos, no caminho para um final que me deixou plena de satisfação.
Enternecedor é o adjectivo mais correto para descrever a emoção que me acompanhou ao longo do livro que, para além de comovente, foi uma fonte de inspiração e força mostrando-me que nada, nunca, é intransponível ou mais forte que a vontade e a garra que existe dentro de cada um de nós.
Penso que já foi citado mas este é, definitivamente, o tipo de livro que agradará aos fãs de Nicholas Sparks de que eu não sou, particularmente, adepta mas que confesso ter tocado o meu coração tal como esta história o fez.

Este livro é uma maravilhosa aposta da chancela Noites Brancas que recentemente tem vindo a preencher o mercado com narrativas lindíssimas que apelam às emoções mais puras de cada leitor. Sugiro vivamente a todos aqueles que pretendem ler uma magnífica história sobre o amor, sobre a vida.

Título: Não Quero Dizer-te Adeus
Autor: David Baldacci
Género: Romance; Drama
Editora: Noites Brancas – Clube do Autor

0 comentários :

Redes Sociais

*Passatempo*

*Passatempo*
Até 26 de Março!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Até dia 2 de Abril!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide