Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sábado, 9 de junho de 2012
Sinopse:
Ao mesmo tempo que a rainha Maria Teresa morre, Charlotte de Fontenac desaparece.
Vista pela última vez a entrar atrás do soberano no seu gabinete, a jovem parecia perturbada.
Depois, ninguém sabe dela. Um desaparecimento sem importância no meio das cerimónias fúnebres.
No entanto, algumas pessoas interrogam-se e, entre elas, madame de Montespan, cujo favor real vacila, mas que gosta muito de Charlotte. A dama decide alertar o tenente-general da Polícia.
O que acabam por descobrir é apavorante e, quando a jovem reaparece de súbito, todos constatam que já não é a mesma.
Que se passou durante aqueles meses de ausência, que tanto afligiram os que lhe eram próximos, entre eles a sua prima Léonie e sobretudo Alban Delalande, o jovem que a ama com um amor sem esperança?


Pessoalmente, dentro daquilo que eu tive o prazer de folhear, esta autora é a melhor, entre as melhoresno que respeita a romances históricos.
Quer seja na representação dos seus intervenientes, quer seja na representação de cenários de época, tudo se encontra elaborado com um cuidado e perfeição inquestionáveis. As suas personagens são um bálsamo para qualquer leitor e a forma prodigiosa como mistura a ficção com a realidade permite-nos disfrutar, e encarnar, todos os momentos de acção do seu enredo.
Como leitora, adorei os mistérios e os segredos, assim como dos jogos de poder extremamente subtis mas que, no entanto, permitem à autora evidenciar, prodigiosamente, a podridão de tempos repletos de primor e elegância.
Dos muitos temas abordados gostei, particularmente, das questões direccionadas com o adultério, muito em vogue na corte, e que é, inclusive, o fio condutor para um final surpreendente especialmente para aqueles que recordava do primeiro livro, e com os quais já havia criado afecto.
Um livro maravilhoso, de tempos temerosos, que me prendeu até ao último momento.

O Quarto do Rei tem como ponto de partida o final do livro Mataram a Rainha!, que nos iniciou na intriguista Época dos Venenos que assolou a corte de Luis XIV.
Muito direccionada para a religião e fidelidades, esta obra expõe momentos particularmente dramáticos de uma França que se vangloriava com requinte e ambição, sem nunca perder a beleza que se queria casta aos olhos do seu Rei.
Após a morte da Rainha Maria Teresa, quase santa de tão benevolente, muitos são aqueles que sofrem um revés desmedido devido à falta de interesse do seu suserano, que se vê agora livre para se perder nas paixões da carne, que antevêem uma beatice extrema.
Entre aqueles que ficaram sem o seu estatuto entre os eleitos, encontram-se os que estavam mais próximos da defunta e, claro está, a querida Charlotte que desaparece sem deixar a rasto após uma audiência suspeita com o Rei. Este rapto leva a que polícia ganhe novo folgo neste enredo complexoacabando por permitir explorar intervenientes secundários que, contribuindo activamente ao longo da narrativa, começam a juntar as perigosas peças de um puzzle intricado e que poderá fazer rolar cabeças, mesmo nas mais altas instâncias.
Muito sumariamente, morte, paixão e intrigas dominam uma história excepcional.

Juliette Benzoni tem a capacidade de fazer viver intensamente o século que retracta, século XV.
A sua voz ésimplesmenteúnica e, embora a sua escrita nem sempre promova uma leitura fluida, consegue envolver plenamente o seu leitor com o avançar da trama.
Descrevendo cuidadosamente o requinte, o floreado e honra, nada é deixado ao acaso neste cenário luxurioso da realeza parisiense. A ironia utilizada, entre missas e incensos, é magnífica, sendo proeminente a forte crítica à religião que domina parte do cotidiano nobre.
Sem uma única nota depreciativa em relação à história, tenho a certeza que A Época dos Venenos deixará saudades, assim como a escrita de uma autora magistral que seguirei de perto e que espero ver publicada novamente em Portugal em breve.

Este livro é uma aposta Planeta Manuscrito, editora que se destaca na publicação de romances históricos e que, em casos como Juliette Benzoni sugiro a qualquer tipo de leitor e não apenas aos ficcionados destes género, pois trata-se, sem dúvida, de um grande livro.
Livro Anterior




Época dos Venenos


Título: O Quarto do Rei
Autora: Juliette Benzoni
Género: Romance Histórico
Editora: Planeta Manuscrito

0 comentários :

Redes Sociais

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 13/08!

*Suma de Letras*

*Suma de Letras*
Passatempo 1 - Resultado!

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo 2 - Resultado!

*Clube do Autor*

*Clube do Autor*
Passatempo 3 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 4 - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo 5 - Resultado!

*Planeta Manuscrito*

*Planeta Manuscrito*
Passatempo 6 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 7 - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide