Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sábado, 23 de junho de 2012

Sinopse:
Abandonada no altar…
Beatrix Danbury sempre teve a certeza de que iria casar com William Mallory. Amava-o desde sempre e nunca duvidou que ele a amasse também. Mas quando Beatrix o obriga a ter de escolher entre uma vida a dois ou o seu sonho de sempre, ele decide-se pela última hipótese... a duas semanas do casamento.
O regresso do Duque...
William estava certo de que Beatrix o receberia de braços abertos. Os seis anos que haviam passado desde que a deixara, não tinham feito desaparecer o seu amor por ela. O problema é que Beatrix estava prestes a casar-se com outro homem. Alguém previsível e em quem sentia que podia confiar... alguém que era o oposto do seu antigo noivo.
Conseguirá William impedir o casamento do ano e ter Beatrix de volta, ou será tarde demais?

O Casamento do Ano remonta a uma época em que as senhoras tomavam banho vestidas e andar de carro era o auge da extravagância, até mesmo entre a nata social. Uma época em que os futuros eram planeados e os casamentos previsíveis, anunciados entre as famílias de bom-tom. Por tudo isto, quando uma jovem muito amada foi abandonada nas vésperas de cumprir o papel que lhe estava destinado, a sua vida perde o rumo e, os anos seguintes, foram um tormento desmedido para serenar o seu coração. E o jovem que a trocou por um sonho, esse, enterrou dentro si sentimentos que julgava esquecidos mas que, permaneceram, simplesmente adormecidos até ao dia em que um papel de jornal lhe mostrou que nada pode superar a imensidão do amor.

Beatrix é uma protagonista maravilhosa e os seus dilemas entre o estatuto social e a necessidade de se libertar, bem como as suas divisões entre a paixão e o que é politicamente correcto, captam facilmente a atenção do leitor que aprecia entusiasticamente a evolução imensa que a personagem sofre ao longo de toda a leitura. William não se fica atrás da mulher dos seus sonhos e, embora nem tenha comportamentos tipicamente masculinos, é fácil criarmos um laço de afectivo com a imensidão dos seus sentimentos e a sua ambição pela descoberta.

No geral esta acaba por ser uma história muito romântica e divertida que, devido à época e altura do ano em que se desenrola, permite diversas peripécias e a introdução de personagens muito variadas e apelativas. Das caracterizações aos cenários é notável o cuidado permanente e, não sendo um livro imenso, é sem qualquer dúvida uma excelente fonte de entretenimento para qualquer apreciador de romances.

Laura Lee Guhrke tem uma escrita muito agradável que permite que a leitura se desenvolva de forma simples sem perder intensidade.
É primorosa nas descrições que, não sendo extensas, permitem dar a ver todo o meio envolvente da acção. Da caracterização simples de vestuários, aos cenários diversificados, tudo se encontra ao alcance do leitor que vivencia de forma perfeita as paixões e desamores de um casal carismático.
Também os diálogos se encontram bem trabalhados, se tivermos em conta que a narrativa se desenvolve no início do século XVIII, sem que, no entanto, se perca o humor e a perspicácia necessários para manter acesa a chama deste passado tão restrito socialmente.
Indiscutivelmente, esta é uma boa história de amor, assertiva nos pontos-chave que confere à autora o mérito já atribuído dentro do género romance histórico.

Pessoalmente, sendo a minha estreia com esta autora, fui agradavelmente surpreendida. Ao longo de todo livro usufruí plenamente de voltas e reviravoltas contidas na narrativa que me divertiu, me fez suspirar e me prendeu a pulsação num final deveras emotivo.
Das personagens ao enredo, nada tenho apontar, muito pelo contrário. Extremamente atractivos e repletos de pormenores interessantes, os intervenientes foram um bálsamo para mim que gosto de histórias de época.
Uma obra maravilhosa que eu só tenho pena de não ter folheado à mais tempo e que me deixou, indubitavelmente, atenta aos títulos anteriores já publicados da mesma autora,

Este livro é uma aposta Livros d’Hoje que pertencente à colecção Tiara na qual já se encontram publicados títulos como A Paixão ou Aposta Indecente, narrativas repletas de paixão perfeitas para o público feminino. Gostei muito.

Título: O Casamento do Ano
Autora: Laura Lee Guhrke
Género: Romance Histórico
Editora: Livros d’Hoje - Tiara

2 comentários :

addle disse...

Já vi esta coleção algures e fiquei curiosa, porque gosto deste tipo de livros. Este livro até me parece bastante curioso :)

Elphaba J. disse...

Addle eu sou suspeita porque gostei de todos os livros desta colecção, uns mais, outros menos, mas todos cumpriram. Se clicares na etiqueta "colecção Tiara" podes ver todas as opiniões.

Boas leituras!

Redes Sociais

*Passatempo Halloween*

*Passatempo Halloween*
Passatempo - Resultado!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide