Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

terça-feira, 26 de junho de 2012
Sinopse:
Rachel Braun sempre foi uma inspiração para o grupo de amigas, aquela que vivia a vida ao máximo. Antes de morrer, Rachel escreve uma carta para cada uma das três melhores amigas desafiando-as a enfrentarem os seus maiores medos. Sarah, uma enfermeira da assistência internacional, terá de cruzar meio mundo até reencontrar o único homem que realmente amou. Kate, a dona de casa e mãe a tempo inteiro, terá de se confrontar com o medo das alturas; o skydiving será uma revelação para Kate em todos os sentidos. E Jo, a mulher da sólida carreira no mundo dos media, aquela para quem a maternidade não é tema de conversa, fica com a mais aterrorizadora das tarefas: cuidar da filha de Rachel, a pequena órfã Grace. Ainda mal acreditando no desaparecimento da amiga, as três mulheres percebem que o legado de Rachel vai permanecer nas suas vidas e que ela jamais morrerá nos seus corações.

As Cores da Amizade fala-nos de três mulheres e de uma amiga. Fala-nos de três vidas díspares e de uma vida já perdida. Fala-nos de três formas diferentes de amar e de uma amizade incondicional que perdura muito para além da morte.

Sarah, Kate e Jo superam juntas, lentamente, a morte súbita daquela que lhes provou o verdadeiro significado do que é estar vivo e será com força de um afecto comum que ultrapassarão o último desejo da sua amada Rachel.
Sarah é uma flor exótica por descobrir que se perde em países de terceiro mundo dando, de com agrado, a sua vida e alma por todos aqueles que nunca tiveram nada. Ela salva vidas, falta salvar-se a si própria enterrando um passado que há muito deveria estar cicatrizado.
Kate é uma mulher com todos os seus apêndices, ou seja, marido, filhos, um lar quase perfeito e uma rotina onde apenas ela e as suas emoções ficam esquecidas. Ela terá de se libertar, para se reencontrar e voltar a ser feliz.
E Jo, bem Jo tem tudo! É rica, bonita, bem-sucedida e um exemplo de força, determinação e independência, mas o tempo passa e quis uma alma recordar-lhe que a assustadora palavra amor exige partilha. Ela terá nas suas mãos a oferta daquilo que mais terno guardava o coração da sua melhor amiga.
Amizade, amor e felicidade são três conceitos preciosos que preencherão as vidas Delas, as mais importantes, as que nunca poderão ficar esquecidas e as que terão de ficar unidas, sempre, independentemente do caminho ou do destino que Rachel lhes reservou.

Sumariamente, em palavras simples, esta é uma belíssima história sobre a coragem de recomeçar, servindo de exemplo para todos aqueles que se acomodam às fragilidades da vida.
Abordando temáticas muito diferentes, extremamente actuais, esta narrativa permite ao leitor explorar diferentes perspectivas de encarar a morte, de analisar o presente e de recordar o passado, tocando nas feridas mais profundas, para alcançar a libertação num futuro.
Da miséria ao luxo, atravessando relacionamentos conturbados, passando pelas dificuldades de carreira, muitos são os temas perscrutados envolvidos em emoções extremas que chegarão com facilidade a um leque alargado de leitores que, através de uma ou outra acção, acabará por se sentir próximo dos intervenientes em algum momento da história.

Lisa Verge Higgins tem uma escrita muito bonita e envolvente que consegue captar, de forma automática, a atenção total de quem lê.
A sua narrativa prima pela naturalidade com que trata questões controversas mantendo o interesse a expectativa até ao final que, embora um pouco previsível, não deixa de ser reconfortante após tantas páginas percorridas e uma imensidão de assuntos abordados.
As emoções são um dos pontos fortes transcritos através de formas muito diferentes de sentir e, nesse campo, penso que autora se encontra de parabéns conseguindo criar empatia, quase imediata, com o leitor.
O que também não pode ficar esquecida é a sua veia ficcional, Lisa permeia a sua história com diversos romances, voltas e reviravoltas, onde o entretenimento e o humor estão pontualmente presentes, tornando o enredo leve e fácil, perfeito para todos aqueles que pretendem uma leitura rápida e descontraída sem esquecer o que realmente importa. Muito bom.

Pessoalmente, penso que uma das vantagens de partir para um leitura sem expectativas é que nos conseguimos surpreender mais facilmente e isso foi exactamente o que me aconteceu, esta foi uma leitura extremamente agradável.
Gostei das abordagens emocionais variadas, das personagens no seu todo, e em particular, assim como críticas latentes aos assuntos que esquecemos no nosso dia-a-dia.
Para mim este foi uma pequena lição sobre a vida, divertida e perspicaz que sem dúvida recordarei e que sei, com certeza, que voltarei a reler pois tal como o próprio livro indica, existe sempre um novo começo. Um autora a seguir com atenção.  

Uma obra com o carimbo Porto Editora que sugiro a todos os leitores de romance em particular pois sei que ficarão surpreendidos e satisfeitos com tudo aquilo que estas páginas contêm.

Título: As Cores da Amizade
Autora: Lisa Verge Higgins
Género: Romance
Editora: Porto Editora

0 comentários :

Redes Sociais

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 23 de Junho!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Resultado em breve!

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide