Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sábado, 5 de maio de 2012
Sinopse:
Subitamente, Buckshaw é atingida por uma série de acontecimentos inexplicáveis. Um pássaro morto é encontrado no degrau da porta, com um selo de correio espetado no bico.
Algumas horas depois, Flavia descobre um homem caído no meio dos pepinos e vê-o exalar o seu último suspiro.
Para a pequena, que fica ao mesmo tempo chocada e encantada, a vida começa realmente a sério quando o homicídio chega à velha mansão. Uma pintura perspicaz do sistema de classes e da sociedade da época, A Talentosa Flavia de Luce é uma história de enganos magistralmente contada e um magnífico gozo literário.

Existe algo tremendamente curioso na peculiar inocência infantil, na forma como uma criança, uma menina, trabalha perspicazmente a sua curiosidade e inteligência ultrapassando as incoerências que o homem comum há muito deixou de reflexionar.

A Talentosa Flavia de Luce é uma obra maravilhosa que se faz acompanhar de uma protagonista encantadora que, movendo-se numa época inglesa culturalmente muito característica, fará as delícias de muitos graúdos adeptos de policiais e mistério.
Alan Bradley tem uma imaginação muito própria que rapidamente cativará muitos leitores. A sua escrita é cuidada e repleta de ironia o que confere ao seu texto fluidez e descontracção, raramente presentes neste género literário, algo que considerei bem conseguido por parte do autor acabando o seu livro por se revelar um prazer constante que me deixou em suspenso até ao final.

Grande parte desta história, para não dizer a sua totalidade, centra-se na personagem principal, no entanto, é importante desde já citar que todos os factores presentes, cenário, cultura e a forma como o próprio enredo se desenvolve, são motivo mais que suficiente para suscitar a curiosidade do leitor que se sente transportado para um policial clássico sob um olhar particularmente especial.

Ela é brilhante, produz uma atracção magnetizante em cada raciocínio e o seu nome é Flavia de Luce. A mais jovem de três irmãs, completamente aficionada por química e com uma paixão quase assustadora por venenos, é o ponto de partida para uma investigação sem precedentes que dá aso à audácia e à astucia que em tenra idade vêm revelar a criança sobredotada que Flavia é. A nossa personagem principal, que vive no seu pequeno laboratório onde já começa desenvolver pequenos feitos, cresce como muitas crianças, com uma traquinice invulgar e, no seu caso em particular, quase perturbadora para mal das suas coquetes irmãs. Até que um dia descobre um cadáver no seu jardim que, oferecendo-lhe o último suspiro, se vem a revelar o momento mais emocionante da sua vida deixando-lhe em mãos um enigma que Flavia, com ajuda ao seu prodigioso conhecimento, não descansará até ver revelado.
Esta a permissa de uma narrativa empolgante e tremendamente bem escrita onde os factos mais curiosos darão origem aos pormenores mais inexplicáveis que, estritamente ligados à química, farão as maravilhas de muitos leitores.

No que respeita aos intervenientes secundários, com maior ou menor actividade na acção, todos sem excepção prestam o seu contributo na investigação o que, por si só, demonstra a magnifica construção da obra. Inevitavelmente os residentes em Buckshaw acabam por revelar um maior destaque devido ao seu grau de intimidade com a personagem principal que, com todas as características anteriormente reveladas, proporciona momentos de interacção divertidos e cativantes.  

Um dos aspectos relevantes, e que pontua a nossa história com o mistíssimo conferido a um crime, é o cenário e ambiente criado em torno da casa da família De Luce, Buckshaw, e a vila circundante, familiarizando o leitor com todos os passos dados pela nossa jovem detective. A casa em particular tem uma aura sombria pela morte da mulher do Coronel de Luce e nela residem segredos e divisões que apelam à distância, à frieza, que caracterizam as vidas tão discrepantes que aí residem.  

Pessoalmente, gostei imenso deste policial. Sei que não esquecerei esta personagem tão cedo e é com enorme prazer que vi a ficção repleta de curiosidades reais com o desenrolar de um mistério que deixaria o próprio Sherlock Holmes pasmado. Desde a bonita capa, que compõe o quadro perfeito para a história, ao sarcasmo que nos acompanha desde o início, Flavia já é para mim um ícone no que respeita a conceituados detectives e que espero poder continuar a acompanhar atentamente.

Alan Brandley é um narrador brilhante com uma escrita magistral que se desenvolve com o ritmo certo em todos os pontos cruciais. A tenacidade dos diálogos, a vida imensa da sua personagem e as suas reflexões criativas, assim como o cenário e tudo aquilo que envolve o crime em si, levam-nos a resolução perfeita do crime quase perfeito que, no tempo certo, espantará até os leitores mais atentos com as surpresas constantes até à última página.

Este livro é uma aposta Planeta Manuscrito que conta já com um segundo livro publicado, Flavia de Luce e o Mistério do Bosque de Gibbet, que eu possuo e vou com toda a certeza ler muito em breve. Este é um livro que sugiro não só aos fãs de policiais e mistério mas também mas também a todos os curiosos que pretendam arriscar numa leitura repleta de enigmas que acabará por se revelar bastante descontraída. Gostei.

Título: A Talentosa Flavia de Luce
Autor: Alan Bradley
Género: Policial
Editora: Planeta Manuscrito 

3 comentários :

im disse...

Eu tg gostqei mto, só achei que a parte interessante custou a arrancar:D

Helena disse...

Parece ser um livro super fofo,divertido e único :D Quero muito ler!!!! ^^

Elphaba J. disse...

É mesmo muito divertido Helena. A sua protagonista é carregada se sarcasmo e ironia :)

Redes Sociais

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide