Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

quinta-feira, 26 de abril de 2012
Sinopse:
As mães casamenteiras da alta sociedade londrina estão ao rubro: Simon Bassett, o atraente (e solteiro!) duque de Hastings, está de volta a Inglaterra. O jovem aristocrata mal sabe o que o espera pois a perseguição das enérgicas senhoras é implacável. Mas Simon não pretende abdicar da sua liberdade tão cedo…
Igualmente atormentada pela pressão social, a adorável Daphne Bridgerton sonha ainda com um casamento de amor, embora a sua espera por um príncipe encantado comece já a ser alvo de mexericos. Juntos, os jovens decidem fingir um noivado, o que garantirá paz e sossego a Simon e fará de Daphne a mais cobiçada jovem da temporada.
Mas, entre salões de baile e passeios ao luar, a paixão entre ambos rapidamente deixa de ser ficção para se tornar bem real. E embora Daphne comece a pensar em alterar ligeiramente os seus planos iniciais, Simon debate-se com um segredo que pode ser fatal...


O amor, ou a ausência deste, transforma qualquer baile e iniciativa de encetar um noivado no verdadeiro tormento de uma jovem em idade casadoira. Um cavalheiro de boa aparência, endinheirado e com um título elevado, quando presente no dito baile, é considerado a coqueluche da temporada. Mas se, unicamente, o respectivo cavalheiro compactuar com a respectiva jovem que pretende a todo o custo descobrir O Homem da sua vida, por forma a satisfazerem os seus dramas sociais, o resultado, esse, só pode ser o pesadelo de qualquer família que se preze.


Crónica de Paixões e Caprichos alia três conceitos que derreterão os corações de muitas leitoras, elegância, humor e paixão. Com personagens bem trabalhadas, um enredo atraente e um ambiente apropriado, este é o livro que faltava às prateleiras femininas que há muito desesperavam por um romance de época transformado em comédia romântica.
Julia Quinn tem uma escrita muito envolvente e desenvolve grande parte da sua narrativa em diálogos mordazes e questões coerentes que, com certeza, perturbaram muitas jovens no passado. Com uma leveza extraordinária, pontuada de originalidade, este é primeiro livro de uma série que vos deixará a ansiar pelo próximo título.

Admito que tinha expectativas elevadas para este romance, Julia Quinn é um nome que, mesmo além-fronteiras, retém a atenção de qualquer leitora de romances que se prese e, para ser franca, não sendo o melhor que já li foi sem dúvida um dos que me deu bastante prazer folhear.

As personagens deste livro e a forma como se relacionam são, indiscutivelmente, onde reside grande parte do mérito da história. A prometedora relação entre Daphne Bridgerton e Simon Bassett conduz-nos num carrossel emotivo, com altos e baixos, que nos permite explorar os mais diversos temas como o ódio, amor e as futilidades que tão bem caracterizam estes tempos de aparênciaa. Ela é bonita, perspicaz e completamente convicta dos seus ideais, tendo sido criada numa família numerosa e com três irmãos mais velhos julga-se capaz de lidar com todos os homens até conhecer o nosso protagonista. Ele, por seu lado, é charmoso mas vive amarrado a um passado que não lhe permite desfrutar de um futuro mesmo que Daphne acelere a sua pulsação. Juntos eles formam um casal delicioso que não consigo deixar de admirar pela forma como os seus pensamentos e acções são tão palpáveis ao leitor.

Não havendo muito por onde explorar no que respeita a personagens secundárias penso que, ainda assim, é impossível deixar de citar a incrível e extensa família de Daphne. Divertidos, peculiares e com um imenso sentido de honra são incomparáveis, da mãe aos irmãos, todos pontuam de alguma forma a narrativa que, com estes pequenos retoques, decorre de forma fluida e atractiva.

Não tendo a absoluta certeza se a devo considerar uma personagem secundária, pela sua intervenção fulcral e tutora do título que baptiza a nossa história, A Autora de as Crónicas da Sociedade, que nos introduz em cada capítulo de forma muito própria e especial, é também uma das personagens que acabou por reter grande parte da minha atenção ansiando, na mesma medida da restante história, pelas suas curtas intervenções que nos principiam nos dilemas que se seguirão.

Não existe, é um facto, grande surpresa no que respeita ao cenário e enredo, regras, conceitos, elegância – e com isto falo-vos de sedas, bailes e meninas coquetes – estão presentes, assim como os casamentos por conveniência, as disputas másculas e pensamentos retrógradas mesmo para o início século XVII.

Na minha perspectiva pessoal, para quem pretende uma boa leitura descontraída está é, sem dúvida, uma opção assertiva. Humor, romance, ligeiros dilemas e alguma tensão são, efectivamente, parte integrante desta leitura que oferece a possibilidade de horas bem passadas.

Julia Quinn, como citei anteriormente, escreve muito bem e proporciona um ritmo particularmente apelativo. Simplifica com diálogos, introspectiva com pensamentos ligeiros e, fundamentalmente, sabe prender o seu leitor até ao final, um pouco previsível, mas ainda assim bem construído permitindo deixar no ar um pequeno mistério para o seu livro seguinte.

Estando, de uma forma geral, bastante satisfeita tenho agora o desejo de ler, o mais rapidamente possível, o próximo livro da série Bridgerton que com toda a certeza nos encaminhará para o futuro de um dos sete irmãos de Daphne. Por tudo isto, esta é uma publicação ASA que recomendo sem restrições a todas as leitoras de qualquer tipo de romance que ficaram rendidas a esta família incomum e com muitas aprendizagens pela frente. Gostei muito.

Título: Crónica de Paixões & Caprichos
Autora: Julia Quinn
Género: Romance
Editora: ASA

2 comentários :

Ana Maria disse...

Eu simplesmente adorei o livro! Ouvi dizer que o próximo a ser traduzido vai ser o livro sobre o irmão mais velho de Daphne, Anthony.

Elphaba J. disse...

Ana Maria é um livro muito divertido, sem dúvida. Sim fiquei com a mesma sensação em relação ao próximo, espero que seja publicado para breve :)

Redes Sociais

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Até 24/09!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 10/09!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo 2 - Resultado!

*Planeta Manuscrito*

*Planeta Manuscrito*
Passatempo 6 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 7 - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide