Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sábado, 31 de março de 2012

Sinopse:
A coragem de descobrir o que realmente importa…
As fadas madrinhas existem, mesmo nas tranquilas colinas irlandesas.
Na bonita cidade de Carrickwell vivem três mulheres cujas vidas se encontravam completamente delineadas: a ambiciosa Mel estava determinada a ter uma carreira e uma família; a atenciosa Daisy sonhava em ter um filho com o namorado, e a impetuosa Cleo queria terminar o seu curso e entrar no negócio da família.
Mas as circunstâncias mudaram e tudo se desmoronou.
Quando Leah, uma enigmática mulher a braços com os seus próprios problemas, abre o Spa Cloud’s Hill, Mel, Daisy e Cleo desenvolvem uma amizade e a coragem de descobrir o que realmente importa para elas, para sempre...


Existem histórias que têm o condão de nos fazer viver intensamente cada umas das suas personagens e esta é uma delas. É uma história de mulheres que ousaram ser ambiciosas consigo mesmas, mulheres que ultrapassaram os seus receios e que trocaram metas previsíveis pela concretização dos seus desejos mais íntimos. São mulheres palpáveis que aprenderam uma grande lição com a vida, nem sempre fácil, e que descobriram que o caminho para a felicidade é possível se realmente acreditarem. É uma história cativante.

Para Sempre, Meu Amor é um livro com que, facilmente, qualquer leitora se conseguirá identificar. Com personagens bem trabalhadas e um enredo magnificamente bem explorado, quem lê, terá a possibilidade de encontrar diferentes tipos de personalidades femininas com idades diversas e estilos devida completamente diversificados que se unificam num único ponto em comum, o bem-estar consigo mesmas.

Cathy Kelly é das minhas autoras favoritas e voltar a reencontrar a sua escrita é para mim um verdadeiro prazer. Muito actual e divertida, a autora faz com que a leitura tenha um ritmo próprio que envolve o leitor intensamente até ao final que, para a mim, enquanto mulher, permitiu reflexão e deixou saudade.

Seguindo a mesma estrutura de Reencontros também aqui começamos por ter capítulos dedicados exclusivamente a uma personagem que mais tarde acaba por conhecer e trabalhar algum afecto com as restantes. O elo de ligação entre elas é o Spa Cloud’s Hill, um local construído e gerido por uma mulher madura, Leah, que procura transmitir um pouco da sua sabedoria após ter ultrapassado um momento marcante da sua vida.
O local não poderia ser mais inspirador e a verdade é que neste território intimo que Mel, Daisy e Cleo encontram, para além de estética e relaxamento, um porto de abrigo que, enquanto mulheres, lhes permite dedicaram-se apenas a elas mesmas fugindo das suas rotinas e vidas que acabam por complicar-se bastante com o decorrer da narrativa.
Mel é a minha personagem favorita devido a sua coragem para fazer escolhas e ultrapassar, embora cansada, de cabeça erguida os seus tormentos como mãe e trabalhadora a tempo inteiro. Se tivesse de escolher um interveniente masculino o seu esposo, Adrian, seria o meu eleito, juntos fazem um casal magnífico.
Cleo, a jovem da nossa história, é cheia de personalidade e de garra característicos da sua idade. Recém-formada, ela irá vê cair por terra os planos que tinha traçado para a sua vida quando os pais a excluem do negócio de família, perdendo assim um apoio que sempre julgou como certo. Muitas jovens poderão identificar-se com os seus dilemas desta fase complicada que implica encontrar o seu papel social.
E por ultimo Daisy que devido ao seu drama poderá ser aquela com que mais de nós acabaram por se identificar. Com problemas de auto-estima ela faz muitas asneiras, é a que mais necessita de apoio e na qual se espelha uma faceta tremendamente humana cometendo muitos dos erros que, também nós, tendemos a fazer quando nos encontramos deprimidos.

A par com as personagens principais, também os intervenientes secundários são dignos de nota e enriquecem sem dúvida a leitura. As suas histórias são vividas com igual intensidade servindo para expor ainda mais questões nas quais nos revemos.
O enredo é excelente, também graças à quantidade de vidas que a autora consegue conjugar e interligar com uma sintonia perfeita muito próxima do que real que, sem que nos sintamos perdidos, nos envolve com facilidade conseguindo criar um laço imediato, estreito, entre o leitor e todo o universo ficcional que Cathy criou.

No que respeita ao cenário da história Carrickwell é o local perfeito. Uma cidade pequena onde tudo se sabe e tudo pode acontecer mas que, ainda assim, permite a privacidade suficiente para que as personagens se descubram apenas no momento certo.

Esta é uma narrativa praticamente dedicada, na sua totalidade, à mulher e isso é evidente, todo o tipo de relações podem aqui ser encontrados, divórcios, namoros longos, ausência de relações bem como, todo o tipo de problemas emotivos com os quais nos podemos deparar. É mais ou menos como abrir um livro sobre a mulher em que, em algum momento, encontramos algo com que nos reconhecemos e, em relação a tudo o resto, nos enternecemos e sentimos complacentes.

Pessoalmente, deixando as questões mais evidentes para vossa própria descoberta, eu gostei das mensagens contidas nas entrelinhas que cada personagem transmitiu. Coragem, ousadia, ambição, amor, amizade, esperança, entre muitos outros mantras, estão embutidos nesta bonita história que, e embora não me tenha feito chorar, tocou o meu coração e fez-me sorrir ao imaginar o que eu teria feito, ou poderei vir a fazer, em determinados momentos da minha jornada.

Cathy Kelly elabora retractos reais na ficção e a sua proximidade com o verídico, a forma como chega a todas nós e a lemos, é magistral. A sua escrita, como disse anteriormente, é actual e aprimorada, com um humor fácil e mensagens simples que, na minha opinião, contêm grande parte seu do mérito pela transparência de pensamentos que sentimos durante a leitura que flui de forma muito natural, e em que nada é forçado, fazendo das suas quase 500 páginas algo breve que eu não consegui largar até terminar.

Eu adoro romances e, por vezes, quando mais simplificados mais facilmente me conquistam algo que Cathy Kelly consegue de forma surpreendentemente. Espero, sinceramente, ter oportunidade de ler muitos mais romances desta autora mas, por agora, encontram-se já publicados pela Quinta Essência Alguém Como Tu, Uma Vez na Vida, Reencontros e, no próximo dia 2 de Abril, este magnifico Para Sempre, Meu Amor que tenho a certeza que emocionará muitas leitoras. Uma excelente aposta que eu adorei!

Este livro está com passatempo a decorrer no blogue até dia 2 de Abril, participe aqui!





Opinião anterior:


Título: Para Sempre, Meu Amor
Autora: Cathy Kelly
Género: Romance
Editora: Quinta Essência

0 comentários :

Redes Sociais

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 13/08!

*Suma de Letras*

*Suma de Letras*
Passatempo 1 - Resultado!

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo 2 - Resultado!

*Clube do Autor*

*Clube do Autor*
Passatempo 3 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 4 - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo 5 - Resultado!

*Planeta Manuscrito*

*Planeta Manuscrito*
Passatempo 6 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 7 - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide