Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Sinopse:
“Maya Fox descobriu que tem um poder inquietante: a capacidade de dialogar com o além. Tem apenas cinco dias para aprender a viver com isso… e para salvar a própria pele. Mas, nesta luta contra o tempo, em quem poderá confiar Maya? Rodeada pelo seu grupo de amigos, pela mãe e pelo pai, Maya terá de enfrentar o seu destino… e uma profecia enigmática, que apenas se cumprirá no ano de 2012. Maya é a única a possuir a chave para decifrar o mistério e salvar-se a si mesma. E a toda a humanidade.”

Uma profecia milenar, uma morte por explicar e um psicopata com uma missão transcendente culminam no destino de uma única vida, Maya.
Maya Fox, A Escolhida conta-nos o florescer da nossa protagonista para enigmas inexplicáveis que, em conjunto com uma mãe ausente e uma vida social detestável, tornarão penoso o caminho predestinado para esta personagem.
Silvia Brena e Iginio Straffi, através de capítulos pequenos e uma escrita adaptada a um público juvenil, apostaram num tema de conhecimento geral, o fim do mundo profetizado pelo povo Maia no ano 2012 onde Maya é a chave para a salvação deste enigma ancestral através de uma trama com contornos de policial, romance e mistério.

Como protagonista Maya é a típica adolescente revoltada com o mundo e insatisfeita com a sua vida, mas desengane-se quem pensar que esta jovem não tem fundamentos para os seus dilemas. A morte repentina do seu pai roubou-lhe parte da alegria de viver e com a sua mãe afundar-se, a cada dia que passa, mais e mais no trabalho a sua perspectiva de estabilidade emocional é precária, fazendo-se valer apenas da amizade sincera e permanente de Flo.

No que respeita a personagens secundárias estas encontram-se bem construídas e, quer seja o grupo de amigos próximo de Maya, bastante étnico e diversificado que ainda assim revela uma união palpável com uma amizade bastante sólida, ou a mãe da nossa protagonista, que acaba por ter um papel muito relevante sendo, contrariamente ao previsível, o elo de ligação com o vilão da nossa história, todos eles enriquecem a narrativa e moldam o caminho da nossa protagonista.

Em especial destaque encontra-se o psicopata Gacy, que acaba por ser uma das personagens mais interessantes com a sua inteligência e particularidades, conseguindo fazer o leitor perder-se nas suas insanidades em que de dica especial atenção a Megan, a mãe de Maya.

Todo o trabalho pesquisa feito por parte dos autores é latente, não só no que diz respeito à profecia do povo Maia como também à tentativa de manter a cultura actual bem presente, quer seja através da cidade de Londres onde se passa toda a trama, ou através da cultura citadina em geral exposta através de cheiros, sons e moda entre muitos outros factores que os intervenientes deste livro vão transmitindo mantendo-se assim uma ligação constante ao real.

O único pouco menos positivo, na minha opinião, foi a escrita. Os capítulos são curtos, é um facto, mas encontram-se demasiado repartidos entre as diversas personagens que partilham entre si momentos singulares, como são exemplo Flo, Maya, Megan ou Gacy que nos oferecem divagações que poderão levar o leitor a ter um pouco de dificuldade em enquadrar o desenvolvimento da trama na primeira parte do livro. Em relação ao final, tudo fica em aberto para uma continuação onde os segredos começarão finalmente a revelar-se e as peças do puzzle a juntar-se para fazer sentido.

Dito isto, este é um livro interessante, uma fonte de entretenimento segura, que conseguirá alcançar um um leque de leitores com uma maior maturidade devido ao tema abordado e à intensa pesquisa de informação que nos é oferecida, algo que, um publico mais jovem, não conseguirá abarcar. Mais uma aposta Editorial Presença, que conta já com o segundo título lançado Maya Fox, O Quadrado Mágico. Gostei.

Título: Maya Fox, A Escolhida
Autores: Silvia Brena e Iginio Straffi
Género: Fantasia
Editora: Editorial Presença

0 comentários :

Redes Sociais

*Passatempo Halloween*

*Passatempo Halloween*
Passatempo - Resultado!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide