Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

domingo, 30 de outubro de 2011

A Saga do Sangue Fresco – Volume X

Sinopse:
“Depois de suportar a tortura e a perda de entes queridos durante a breve mas mortífera Guerra dos Fea, Sookie Stackhause sente-se magoada e furiosa. O único elemento positivo da sua vida é o amor que acredita sentir pelo vampiro Eric Northman. Mas este está sob olhar atento do novo rei vampiro por culpa do relacionamento de ambos. Enquanto as implicações políticas da revelação dos metamorfos começam a ser sentidas, a ligação de Sookie a um lobsisomem específico arrasta-a para uma questão perigosa. Além disso, sem saber, apesar de os portais para Feary terem sido fechados, restam alguns fea no mundo humano… E um deles está zangado com Sookie. Muito, muito zangado.”

O tempo passa e a vida de Sookie, ou o que resta dela, prossegue o seu caminho. A verdade é que ao fim de dez livros publicados em terras lusas o meu entusiasmo na leitura mantém-se e a vontade de saber mais a acresce. Sou fã.
Segredos de Sangue deixa a sensação de um ciclo terminado e uma imensa curiosidade sobre o que a autora ainda conseguirá revelar. Sookie está a recuperar de acontecimentos anteriores e apesar de toda a sua força, psicologicamente, pode ter ficado pela primeira vez realmente afectada. Mas a nossa protagonista não está só e com Eric a seu lado, mais que nunca, irão aprofundar as verdadeiras consequências e desígnios deste amor.
Charlaine Harris criou uma das melhores heroínas do fantástico de todos os tempos, que se faz acompanhar numa narrativa perspicaz, actual e entusiasmante trazendo para os dias de hoje uma nova realidade do maravilhoso que consegue surpreender a cada livro que passa.

Sookie Stackhause está cansada de traições, de guerras e de que os problemas a persigam para onde que vá, o que acaba por oferecer uma componente mais retrospectiva a este décimo livro. A nossa protagonista questiona-se sobre as suas escolhas, as suas perdas e sobre preço que carrega nos ombros relativamente ao seu passado recente. É facto que ela sabe que nunca foi um ser humano comum, é telepata, mas não consegue deixar de se perguntar até que ponto não se deixou levar em demasia pelo mundo sobrenatural que agora faz parte da humanidade.
Mas ela é forte e conseguirá estabilizar os seus temores interiores, pelo menos até ao dia em que recebe uma nova visita inesperada, uma fada, o seu já conhecido primo Claude que lhe bate porta pedindo, estranhamente, guarida.
Logo agora que tudo estava a estabilizar com Eric, parece que o destino pregou uma nova partida a Sookie e esta teme que, uma vez mais, a sua vida venha a ficar irreversivelmente marcada pelo desconhecido.

Seja pela vertente política, romântica ou fantástica, vários são os motivos que ao longo da série têm mantido os leitores presos a este universo vampírico que cruza todo o tipo de criaturas sobrenaturais, apelativas e desconhecidas. É fácil através da escrita de Charlaine Harris imaginar o nosso mundo povoado de terror em becos escuros e para lá das nossas paredes e ninhos de segurança. E seja pela vertente sátira ou pelo humor que acompanha a nossa energética Sookie, após as primeiras leituras damos por nós irremediavelmente sedentos de mais informação e agarrados à perspectiva de descobrir o desenlace desta história.

O cenário que figura este livro é já bem conhecido, a casa Sookie, servindo de ponto fulcral para o desenrolar de diversas questões. Mas temos novos espaços que serão imprescindíveis e vêm satisfazer curiosidades como é o caso do lar de Eric ou de Alcide onde acontecem cenas realmente relevantes com muito suspense e acção.
A verdade é que toda a familiaridade, que foi sendo contínua ao longo da série Sangue Fresco, está enraizada e mantem-se, entre o leitor e as personagens, originando uma verdadeira empatia que perdurará.

Como intervenientes secundários temos, em grande destaque, Claude o primo fae de Sookie que está agora a viver no quarto por cima do seu, este é um personagem ambíguo que ao longo da narrativa provocará sentimentos contraditórios e do qual poderão esperar de tudo um pouco através do seu charme e frieza que o caracterizam.
Grande relevo também para o sobrinho de Sookie que volta a aparecer com a sua característica especial e, em minha opinião pessoal, é realmente importante pois ajudará o leitor a compreender melhor o que terá sido a infância da nossa protagonista.
Podem ainda contar com o aparecimento de novos vampiros e lobisomens que farão toda a diferença bem como o leque habitual de protagonistas secundários, ou o que resta deles, que como sempre temperam esta magnífica história.

Em suma, com as nuances permanentes de política este é um livro que considero reflexivo, que abre as portas para o verdadeiro desenlace, onde Sookie muda interiormente nos oferece uma nova façanha de si própria perdendo alguma da sua humanidade mas, por outro lado, recheando esta leitura atractiva e sedutora de uma vertente romântica em que haverá surpresas e esclarecimentos relativos diversas questões, incluindo o Viking Eric.

Quanto à escrita de Charlaine Harris pouco ou nada tenho a acrescentar do que já citei em opiniões anteriores, adoro-a e neste livro traz-nos ainda uma nova introdução à história com capítulos muito curtos, em jeito de diário, no início do livro onde expõe a evolução e reacção de Sookie relativamente à guerra das fadas que ocorreu anteriormente.

Uma série a não perder, sem nenhuma desculpa plausível para não ser lida. Da minha parte a garantia de satisfação é imediata e já só penso no momento em que terei acesso ao livro XI de Sangue Fresco. Uma aposta que se mantêm de peso na colecção BANG, edições Saída de Emergência. Recomendo! Boas leituras!

Opiniões anteriores no blogue:
“Sangue Felino” – Livro VII - Aqui.
“Laços de Sangue” – Livro VIII - Aqui.
“Sangue Mortífero” – Livro IX - Aqui.

Título: Segredos de Sangue
Autora: Charlaine Harris
Género: Romance. Fantasia Urbana.
Editora: Saída de Emergência – Colecção Bang!

4 comentários :

Sandra disse...

Quero muito este livro! Esta é uma das minhas sagas favoritas!! :)

Elphaba J. disse...

É muito giro Sandra! Tens mesmo de ler!

Mil Estrelas disse...

Já o li e adorei...e não podia concordar mais com a tua opinião. Comparado com os outros é realmente um livro muito mais reflexivo.

Beijinhos

Elphaba J. disse...

Agora fizeste-me reler o texto.. Não me lembrava nada deste livro e tenho um em atraso na série. Quando sair o próximo leio os dois de seguida.

Beijinhos

Redes Sociais

*Passatempo Halloween*

*Passatempo Halloween*
Passatempo - Resultado!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide