Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

segunda-feira, 29 de agosto de 2011
A Raça vive entre a humanidade há milhares de anos,
mantendo uma paz provisória
baseada no sigilo, no poder e na justiça feita
pelos formidáveis guerreiro da Ordem.

Sinopse:
“Com uma adaga na mão e a vingança na mente, a bela Elise Chase percorre as ruas de Boston em busca de vingança contra os Renegados que lhe arrebataram tudo o que amava. Fazendo uso de um extraordinário dom psíquico, ela localiza as presas, consciente de que o poder que possui pode destruí-la. Tem de aprender a dominar o seu dom, e para isso pode apenas pedir ajuda a um homem: Tegan, o mais letal dos guerreiros da Raça. Tegan, que não é alheio à perda, conhece a dor de Elise. Sabe o que é a fúria, mas quando mata os inimigos só há gelo nas suas veias. É perfeito no seu autodomínio até que Elise lhe pede ajuda para a sua guerra pessoal. Forja-se entre eles uma aliança - um vínculo que os unirá pelo sangue - e os mergulhará numa tempestade de perigo, de desejo e das mais sombrias paixões do coração.”


Para quem é aficionado e acompanha desde o início o romance paranormal da série «Raça da Meia-Noite» esta já é uma leitura obrigatória e de eleição.
O Despertar da Meia-Noite revelou-se uma surpresa para lá de agradável, mais uma vez as ligações emocionais são o ponto forte de toda a trama que culmina em fortes momentos de acção e prazer em que os nossos personagens nos preenchem de sensações.
Lara Adrian vem, uma vez mais, provar o seu valor e após três livros publicados em português verifica-se uma constante melhoria relativa aos livros anteriores que, por si só, já têm uma qualidade bastante elevada.


Elise Chase é uma Companheira de Raça destroçada. Após a morte do seu Guerreiro, quis o destino que também o seu filho fosse levado durante a guerra que se está a desenvolver entre renegados e a Raça. O culpado desta última morte foi o carmesim, uma droga capaz de levar à loucura do desejo de sangue qualquer vampiro por mais antigo ou poderoso que seja.
Como fuga para uma mágoa e saudade que nunca acaba, Elise vive para se vingar dos que lhe roubaram “a vida”, matando esbirros longe dos que lhe são iguais até ao dia em que, pela segunda vez, Tegan, também ele, um homem aniquilado com 500 anos de solidão, se cruza no seu caminho.

Um dos pontos fortes desta narrativa, e que mais a destaca dos livros anteriores da série, é o facto de a Companheira de Raça, protagonista, já estar introduzida em todo o conceito do mundo vampírico. Elise é um misto emocional, ora forte e ousada, por vezes fraca e submissa à dor, ela demonstra maturidade perante tudo o que a rodeia, mas será uma verdadeira adolescente, repleta de dúvidas e medos, quanto à a possibilidade de abrir novamente as portas do seu coração.
Tegan, o Guerreiro da Ordem que está em foco nesta leitura, é por sua vez uma arma mortífera de carne e osso, um muro sentimental, ele não sente, ele age, e será para ele bem mais complicado ultrapassar os devaneios do coração pois está preso a 5 séculos de culpa pela perda da sua anterior companheira. Junto, este casal romântico, com as suas diferenças emocionais apimentam toda a trama.

No que diz respeito aos cenários, também aqui encontramos novidades apelativas, em vez de nos resumirmos ao complexo onde a Ordem está intalada, ao longo deste livro o leitor é levado para novos cenários europeus onde os vampiros estão instalados, conhecendo assim a forma como a comunidade subsiste, descobrindo novos contornos deste universo.

A trama é ainda alimentada pela vitoria de algumas batalhas que vêm de livros anteriores, sendo no entanto introduzidos novos dramas para dar continuidade à leitura que mantem o suspense até ao final. Mas o mais positivo, em apreciação pessoal, é o facto de podermos ir acompanhando os personagens de livros anteriores, como intervenientes activos, nesta história.

Mais uma vez a escrita de Lara Adrian não desilude, mantendo os leitores presos às suas páginas que são intercaladas entre os pensamentos de Tegan e Elise. É com espontaneidade e prazer que descobriremos o amor e a dor, o que de bom e mau esta Raça milenar tem vindo a gerar durante a sua passagem na terra.

Um livro fantástico, com a promessa de continuidade para breve, através do Guerreiro Rio que muito tem sofrido e sobre o qual se adivinha uma grande batalha psicológica. Resta-nos então aguardar pelo lançamento do próximo titulo desta excelente aposta com a assinatura Quinta Essência.





O Beijo da Meia-Noite - Opinião










O Beijo Carmesim - Opinião





Título: O Despertar da Meia-Noite
Autora: Lara Adrian
Género: Romance Paranormal
Editora: Quinta Essência

0 comentários :

Redes Sociais

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide