Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

domingo, 1 de maio de 2011
«As recordações são coisas absurdas.
Algumas são vagas, outras cristalinas,
outras ainda demasiado dolorosas
para as lembrarmos e outras,
então, deixam-nos tanta dor
que não conseguimos esquecê-las.»
Sinopse:
“Emma tem vinte e seis anos - bonita, inteligente, feliz e vive com o namorado de infância, John, num agradável apartamento em Dublin. O seu maior problema é a mãe não parar de insistir para que se casem já. Emma e John sentem-se o casal perfeito, com um futuro cheio de possibilidades. Mas, de repente, John morre num terrível acidente, e Emma mergulha no desespero. Amava-o mais do que à própria vida - e agora a morte tirou-lho.
À medida que emerge da dor, Emma tem de encontrar uma nova forma de viver, e os amigos leais unem-se para tentar ajudar. Clodagh, amiga de sempre de Emma, com quem ela partilhou tudo, desde bolos de lama a namoros desastrosos. Anne e Richard, mais ou menos bem casados e a debaterem uma mudança para o campo. O irmão de Emma, Noel, o jovem padre católico que vê a sua própria fé testada enquanto tenta confortar Emma. Seán, o belo mau rapaz das mil e uma namoradas, desconfortavelmente ciente da sua crescente ligação a Emma.
De forma espirituosa, mordaz e, às vezes simplesmente chocante, Emma documenta as histórias dos amigos e a sua própria recuperação da dor com uma franqueza que envolve o leitor desde a primeira página”


Uma história extremamente bem escrita, Estarás Sempre Comigo, teve a capacidade de nas primeiras 50 páginas me fazer chorar e logo em seguida gargalhar, delicioso até à última linha esta é uma leitura que guardarei com imensa ternura. É, sem dúvida, uma excelente aposta de estreia de Anna McPartlin que conquistará muitos admiradores através da sua história mas também dos seus reais personagens.

Quando somos jovens, estamos no inicio de vida e carreira acreditamos, ou devemos acreditar, que mesmo com adversidades conseguiremos sempre dar a volta por cima, que o futuro estará lá para nós e que tudo decorrerá de forma fluida, ao sabor do vento… Emma pensava assim, sendo professora, tendo o homem que amava ao seu lado e com um sólido grupo de amigos permitia-se a si própria as loucuras e devaneios de juventude, o futuro o tempo o diria. Para já os seus dramas não ultrapassavam uma menstruação em atraso, uns alunos mais rebeldes ou mesmo a casa em desalinho até um dia em que tudo muda. Sem pedir permissão o destino transformou o seu fado numa lengalenga triste, em que nem mesmo a solidez de uma montanha, como os amigos fiéis ou família unida, a conseguiram manter ao cimo da lucidez e salva-la do afogamento em lágrimas e dor.

Existirá por entre quem me lê alguém que já tenha perdido um ente querido e não tenha conseguido aceitar, suportar o pedaço que lhe foi arrancado do peito? Eu já perdi e senti, ainda sinto e sentirei para sempre, uma saudade infinita, a mais agridoce de todas as sensações…

Não querendo focar-me na história em si, para que sejam vocês mesmos a ter o imenso prazer de a descobrir, digo-vos que esta narrativa é muito rica em laços, sentimentos e nostalgias que por vezes nos oferece a vida… falar-vos-á de riscos, de medos e de coisas corriqueiras que nos podem surpreender a todos nós, bem como situações ou factos que nos fazem crescer, nos moldam a personalidade e nos transformaram em seres repletos de humanidade e emoção (isto falando para um público em geral, infelizmente).

Anna McPartlin apresentou-me um leque de personagens nas quais revejo vizinhos, amigos e histórias que passam de boca em boca, pessoas ora divertidas, ora tristes que se vêm obrigadas a ultrapassar dramas e imprevistos para que possam amadurecer e reencontrar novamente o seu caminho redescobrindo assim o mel que enriquece a vida. Emma, Clo, Noel, Anna ou Seán não são mais do que uma pequena essência do nosso meio, sociedade, que me fizeram rir e chorar, voltar a rir e por fim aprender lições importantes, são fascinantes, o espelho de muitas almas que vos surpreenderá e deixará completamente seduzidos pelas suas descobertas durante a leitura.

Quando à escrita da autora é muito leve e simples mas mesmo assim consegue oferecer momentos de introspecção ao leitor. Com alguns parágrafos dignos se serem sublinhados para que possam ser relidos futuramente, fiquei encantada com a beleza dos sentimentos transcritos. Por fim, Anna McPratlin oferece-nos ainda algum humor e cenários bem construídos com algumas características típicas da Irlanda que fazem toda a diferença.

Personagens surpreendes, histórias cativantes e atractivas, no fundo um bom livro no qual vale investir, que só poderia pertencer à Quinta Essência pela forma como a sua colecção, regra geral, consegue expor o lado humano da ficção de forma encantadora. Recomendo!

O Booktrailer:

Título: Estarás Sempre Comigo
Autor/a: Anna McPratlin
Género: Romance
Editora: Quinta Essência – Grupo Leya

1 comentários :

Anónimo disse...

Já li o Livro e tenho a dizer que está brilhantemente escrito. Muito parabens a escritora

Redes Sociais

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado em breve!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide