Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011
Eis que chega a minha vez de contar-vos "a minha história com os livros” e tudo graças à Cat, do blogue A Bibliofila, que por sua vez já contou a sua história (Aqui!) e me desafiou a entrar nesta cadeia de histórias sobre como os livros entraram e permaneceram na nossa vida até hoje, e por muito mais anos permaneceram, ou pelo menos, assim o espero.

Como muitos de vós, certamente, também não me consigo recordar do momento exacto em que toquei ou vislumbrei um livro pela primeira vez e, por alguma falha do teor psicológico, faço parte de um pequeno número de pessoas que não tem grandes recordações de infância… assim opto então por começar a falar-vos dos primeiros livros que me recordo de desfolhar, sem a lembrança se já os sabia ler ou não (possivelmente sim).


A minha primeira vez foi com as histórias da Anita e da Rua Sésamo. É engraçado que ambos os livros me deixam recordações distintas, lembro-me que a Rua Sésamo me fazia rir e deixava-me sempre muito atenta a tentar captar toda a história, mas por outro lado achava os livros da Anita deslumbrantes. Era capaz de desfolhar a mesma história vezes sem fim e maravilhava-me sempre com as magnificas ilustrações. Tenho saudades, mas felizmente devo ter para mais de vinte exemplares de Anita guardados :)


A minha mãe conta que me lia histórias, mas sinceramente, não me recordo…

Recordo-me sim do primeiro livro com muitas letras que recebi da minha mãe, “Aladdin”, está aqui a meu lado mas normalmente está na estante. Está assinado “Setembro de 1997” portanto tem mais de 13 anos (a minha relíquia!), tem 114 páginas sendo que 6 páginas centrais têm imagens da adaptação do filme da Disney, claro está.

Depois disso comecei a ler os livros do “Clube das Amigas”, tenho imensos, eles são imensos, mas na altura eu deveria ler uma média de um livro por cada 2 meses, se tanto, portanto passei uns três anos entre estes livros de meninas e os livros de “Uma Aventura…”, também me recordo de ler Alice Vieira e tenho alguns exemplares onde consta, por exemplo, “Rosa minha irmã Rosa”.


E foi todo este género de leitura introdutória que deu inicio ao meu amor pelos livros até eu fazer 14 anos e receber o meu primeiro livro do Harry Potter

Oh Meu Deus! O que eu sofri com o Harry, que vicio, que loucura juvenil. Simplesmente adorava-o. Mas ao ler o Harry Potter, e porque a espera era sempre imensa pelo próximo livro da saga, descobri outras leituras mais maduras, com livros que roubava aos meus pais, mas que mais tarde devolvi (alguns), claro!

Devia ter uns 15 anos quando li “Veronica Decide Morrer” de Paulo Coelho e este foi um livro que marcou muito as minhas leituras daí por diante. Foi como um balde de água fria, num momento era uma menina e após essa leitura fiz-me mulher. (pronto é um exagero, mas foi a minha primeira leitura adulta, vocês percebem!)

A partir dessa data passaram-me pelas mãos livros como “A Lua de Joana”, “Viagem ao Mundo da Droga” (que nunca terminei), entre outros. Quando os meus pais me levavam às livrarias comecei a debruçar-me sobre os romances e lembro-me de adquirir os primeiros livros da colecção “Champanhe e Morangos” da Editorial Presença, portanto estamos em 2004 e eu tenho 17 anos



No ano seguinte, em que eu frequento o 12 ano de escolaridade, conheço a melhor professora do mundo de português, que resolve colocar cada aluno a ler um livro por período e no final de cada trimestre tínhamos de fazer um resumo da história e apresenta-la à turma. Um dos períodos escolhi um dos melhores romances históricos que li até hoje “Mariana” de Katherine Vaz. Que recomendo vivamente.
Depois disto e do meu querido Saramago, sim, adorei o "Memorial do Convento", já o li duas vezes e adoro as sátiras de Saramago bem como os seus ensaios, comecei a ler todo o género de literatura.


Sem muito mais que contar posso dizer-vos que li alguma coisa de Nicholas Sparks da mamã e muitos, muitos policiais do papá onde constam nomes como:
Lisa Gardner, Patricia Mac Donald, Konsalik, Boris Starling, Jeff Abbot e Michael Crichton, adoro Micheal Crichton o último que li dele foi o "Next" e adorei!



Sei lá, foram tantos os livros que eu amei...

Pelo meio e até à dois anos fui lento policiais, romances e alguma fantasia que os meus pais me ofereciam, mas nunca nada ao ritmo e com o entusiasmo dos dias hoje.

Mas houve um dia, um rapaz, Ricardo (obrigado de todo o meu coração), me ofereceu “A Bruxa de Oze disse-me que me iria encontrar nesta história.
E encontrei-me, “A Bruxa de Oz”, Elphaba, é a minha história e encanta-me por tudo o que transmite de mil e uma maneiras que não vos consigo transmitir por palavras, é algo que apenas se sente com o coração. Apaixonei-me pela fantasia definitivamente.




Depois de começar a trabalhar lá fui investindo noutro tipo de livros, variados até começar a ler Saída de Emergência no final do ano 2009 e descobrir o fórum Bang! com toda a sua fantasia de luxo. Daí para o blogue em Junho de 2010 foi um pulinho, com meia dúzia de livros de Anne Bishop e Charlaine Harris na prateleira entre muitos outros.

Hoje leio de tudo um pouco, mas os temas centrais são, regra geral, literatura fantástica, um bocadinho de ficção científica o que não significa que não goste de pegar num policial ou num romance, porque gosto e leio-os com muito gosto!

Pronto, eu sei, o post é imenso e a esta hora se não desistiram de me ler já devem, no mínimo, ter passado pelas brasas… a verdade é que minha história com os livros não tem nada de particular, mas é esta a única que tenho para vos contar respondendo ao desafio da Cat.
Sem grandes floreados, sou alguém que foi lendo em grande parte graças aos pais e por fim, nos dias de hoje, graças a todos vós, mas sobretudo a eles, os meus companheiros para sempre na grande viagem que é a vida, os livros.

Sinceramente espero ler até ao meu último suspiro, e sei que na velhice nunca me sentirei só se tiver um livro, mas até caminhar para essa idade de luxo em que perdemos as folhas e nos juntamos à terra espero semear em muitas pessoas o prazer que é ler, desfolhar e viver outras histórias que não a própria.

Agora é a parte em que tenho de desafiar alguém, hum, complicado. Pedacinho Literário? Clorofórmio do Espírito?
Estou a propor-vos de improviso, pelo que espero que ambas aceitem o meu convite, mas se um outro alguém quiser também escrever é com todo o gosto “vos irei ler”. :)

Boas histórias! (estórias… o meu título do blogue é como eu, está permanentemente em desacordo!)

11 comentários :

d311nh4 disse...

Gostei =)
Ao ler a tua história identifiquei-me em muitos pontos...
Não sei se conseguiria sintetizar os mais importantes. Talvez um dia destes tente =)
Beijinhos
Deia
(Blog d311nh4)

Cat SaDiablo disse...

Gostei muito do teu texto! :D Mais uma vez, há muitos pontos em comum nas nossas histórias.
Adorei descobrir os livros que te apaixonaram.
Tenho MESMO de ler A Bruxa de Oz :)

°•·.๓คятค disse...

Fantástica viagem pelo teu mundo... de Joana! =)

Vou aceitar o desafio, mas sem prazo definido, pq a minha vida é uma autêntica confusão de letras, palavras, sentimentos e afins, e nesse sentido não gosto de programar algo q acaba por ser uma viagem de recordações q ñ são compostas só por coisas boas, assim tal como o estranho titulo do meu blog, vou deixar p qdo o meu espírito pedir...

Obrigada de coração, e tu sabes porquê...

Bejinhu e continua a ler mto e a escrever sempre c alma, q eu estarei sempre por perto p dar uma espreitadela. ;)***

WhiteLady3 disse...

num momento era uma menina e após essa leitura fiz-me mulher. (pronto é um exagero, mas foi a minha primeira leitura adulta, vocês percebem!)
Sei o que queres dizer, senti isso com A Lua de Joana! Não me senti propriamente mulher mas mais crescida, como se tivesse passado pela adolescência numa só tarde.

É tão giro ler as diferentes histórias! Vou adicionar à minha colecção. :)

Pedacinho Literário disse...

Tu és tramada, pah! Eu aqui a pensar que era tipo pergunta/resposta ... e afinal é para construir um texto. O.O

Bjo*

Elphaba J. disse...

Olá Deia,
Claro que consegues sintetizar os pontos mais importantes. :) E quero ler em breve o teu texto para descobrir o que temos em comum!


Cat Obrigada! E obrigada por te teres lembrado de mim para esta cadeia de histórias… Sim temos muitas coisas em comum e tens mesmo de ler “A Bruxa de Oz”, esteve no Wikingbooks sabias? Não sei se ainda está, mas é uma grande história.


Obrigada Marta! Não há tempo para o desafio, eu mesmo tive duas semana para escrever o meu e ontem a noite simplesmente deu-se luz. Mas também me parecia difícil juntar toda a informação sem se tornar confusa…
E não tens de me agradecer nada, Oh Deus, existimos para isso, uns para os outros para o bem de nós mesmos! Se precisares já sabes, no que eu puder, estou cá sempre!


Obrigada WhiteLady por nos incentivares a todos a esta pequena partilha :)
Existem livros que sem serem grandes obras definitivamente nos marcam em determinados momentos da nossa vida, na adolescência acho-os fundamentais. Precisamos tanto de nos identificar e descobrir, certo?
Tenho de ir espreitar as outras histórias da tua colecção!


Patrícia, não sejas preguiçosa, vai te sair que é um mimo! Vá quero ler-te!


Obrigado a todas meninas por me terem lido, Mtos Beijinhos **

p7 disse...

É tão giro ler as várias histórias com os livros e ver que temos todos alguns pontos em comum, seja em leituras que nos marcaram ou em pontos de percurso parecidos.

A Bruxa de Oz puxa-me de vez em quando o olho ;) quando vejo nas livrarias, mas nunca cheguei à compra. E também já vai sendo raro ver este livro nas livrarias, vejo sempre é os seguintes. :/

Guerreiro disse...

Ena, que grande post, até chegava para fazer um livro, porque não publicá-lo?! =D Estou para ver se a Pedacinho Literário vai ter este trabalhão todo! lol Dizes que gostas de policial, então vais gostar do último livro da MHC.. O crime acontece logo no inicio e depois não vais querer sair do tribunal sem saberes o desfecho... Vá lá, experimenta o livro. Não custa nada tentar as primeiras páginas.... :P

Elphaba J. disse...

É verdade p7, agora que escrevi finalmente a “minha história” estou muito contente pois sei que irei reler para nunca me esquecer de como tudo começou :)
Tens mesmo de ler “A Bruxa de Oz”, eu sou suspeita admito porque idolatro o livro mas penso que para quem consegue ler fantasia nas entrelinhas Elphaba dá uma grande lição de vida. A mim deu-me, sou de me recordar quase me emociono. Este ano conto reler o livro e quando o fizer espero conseguir fazer uma boa opinião para incentivar a sua leitura. Com muita pena minha também o vejo pouco à venda, mas vai procurando em sítios que vendem em segunda mão como a bibliofeira que encontras. Ou pede numa fnac…

Oi Guerreiro :)
Obrigada! Um livro muito pequenininho, lol, não longe disso, é uma história banal como tantas outras e gostava de te ver contar a tua, que me dizes? ;)
É claro que vou dar uma oportunidade ao livro, comprei e é para ler claro, ás vezes demoro mais um pouco mas nenhum me escapa. São poucos os livros da estante que ficam por ler mais de dois ou três meses, portanto a opinião tarda, mas chegará!

Beijinhos aos dois e obrigada :)

Cat SaDiablo disse...

Já não está no WinkingBooks, com muita pena minha :P Vi um uma vez num alfarrabista, mas estava muito maltratado. Como tenho um feeling que vou gostar e vai ser daqueles que terei com gosto na estante, prefiro pagar mais um pouco e ter um exemplar melhor :) Se não o encontrar a preço convidativo até lá, na feira do livro não me escapa!

Mais uma vez, adorei ler a tua história, e adoro ver como se espalha por aí :) A WhiteLady já tem uma colecção jeitosa ^^
Beijinhos linda

Elphaba J. disse...

Sabes que outro livro também teve no Wiking? "A Rapariga que Roubava Livros" :D

Mas deixa miga às de encontrar e vou querer muito ler a tua opinião.

Beijnhos*

Redes Sociais

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo - Até 13/08!

*Suma de Letras*

*Suma de Letras*
Passatempo 1 - Resultado!

*Marcador*

*Marcador*
Passatempo 2 - Resultado!

*Clube do Autor*

*Clube do Autor*
Passatempo 3 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 4 - Resultado!

*Editorial Presença*

*Editorial Presença*
Passatempo 5 - Resultado!

*Planeta Manuscrito*

*Planeta Manuscrito*
Passatempo 6 - Resultado!

*Penguin Random House*

*Penguin Random House*
Passatempo 7 - Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide