Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Com o fantástico apoio Editorial Presença, hoje venho anunciar um novo vencedor no blogue. 


Para sorteio estava disponível um exemplar do título Filhos do Vento e do Mar da autora Sandra Carvalho, o segundo livro das Crónicas da Terra e do Mar. Uma história maravilhosa sobre a descoberta dos Açores.

Gostaria, como sempre, de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime, haverá mais oportunidades em breve. 

Sem mais demoras, quem receberá este exemplar é:

6* Sandra Couto, Ribeirão

Os meus sinceros parabéns, espero que usufrua de uma excelente leitura.
E o meu muito obrigado à Editorial Presença por me oferecer a possibilidade de realizar este passatempo. 
Boas leituras*



quinta-feira, 13 de abril de 2017

Olá queridos leitores, 
É com imenso prazer que hoje vos trago um novo passatempo! 


Atenção: Este livro, meu, foi-me oferecido em duplicado por amigos e é daqueles que estou ansiosa para ler. Encontra-se como novo.

Para sorteio, está então disponível um exemplar do livro As Raparigas de Emma Cline, uma publicação Porto Editora.

Para se habilitarem a este exemplar, terão unicamente de responder às fáceis questões abaixo colocadas, ter em atenção as regras de participação e ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
A partilha do link nas redes sociais não é obrigatória, mas se o fizerem podem participar novamente – uma vez por dia.

Boas leituras*

Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 7 de Maio de 2017 (domingo).
2. Ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
4. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
5. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
6. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.
7. Boa Sorte!


sábado, 8 de abril de 2017

A estreia mais selvagem, magnética e perturbadora dos últimos anos.
As Raparigas, da jovem americana Emma Cline, oferece-nos uma reflexão perturbadora sobre uma das seitas que mais chocou a América.

Título: As Raparigas
Autor: Emma Cline
N.º Páginas: 272
PVP: 16.60 €
ISBN: 978-972-0-04821-9

Sinopse:
Califórnia. Verão de 1969. Evie, uma adolescente insegura e solitária, avista um grupo de raparigas no parque e fica fascinada com a aura de abandono que as envolve: vestem-se de forma descuidada, andam descalças e parecem levar uma existência feliz à margem das convenções. Dias depois, Suzanne, uma das raparigas, convida Evie a acompanhá-la até às montanhas, ao rancho isolado onde vive numa comunidade organizada em torno de Russell, músico frustrado e líder carismático. Desesperada por ser aceite, Evie mergulha numa espiral de drogas e amor livre. Porém, à medida que se vai afastando da mãe e das rotinas da vida, e à medida que a sua obsessão por Suzanne se intensifica, Evie não se apercebe de que está a um passo de uma violência inimaginável, a caminho daquele momento na vida de uma rapariga em que uma simples escolha pode determinar o futuro.

Um retrato excecional da fragilidade adolescente, uma reflexão sobre as decisões que nos marcarão toda a vida e uma evocação daqueles anos de paz e amor em que germinava um lado obscuro…


«Cativante […] a forma como Emma Cline traça habilmente a topografia do coração devastado da adolescência.» - The New York Times Book Review
«Romances de estreia como este são raros […]. A capacidade de Emma Cline em articular as ansiedades da adolescência, numa linguagem poética que não deturpa a autenticidade da consciência de uma adolescente, é sem dúvida o maior mérito deste romance.» - The Washington Post
«Uma autora que entende as coações tácitas subjacentes a qualquer relação. Um romance tenso, duro e profundo.» - The Guardian
«Elegante e inteligente, extraordinariamente bem escrito, com frases deslumbrantes. Emma Cline é uma estilista de grande talento.» - The New Yorker

Sobre a autora:
Emma Cline nasceu em Sonoma, na Califórnia, em 1989. Trabalhou como leitora para o The New Yorker e tem publicado textos de ficção em revistas como Tin House ou a The Paris Review, que em 2014 a galardoou com o Plimpton Prize. As Raparigas, o seu primeiro romance, tem recebido uma grande aceitação internacional, tendo os direitos de tradução sido negociados já para 25 países, prevendo-se também uma adaptação cinematográfica pela mão do produtor Scott Rudin.

Saiba mais em: Porto Editora

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Terminou mais um passatempo no blogue e é chegada a hora de anunciar um novo vencedor. 


Para sorteio, está então disponível um exemplar do livro Se Eu Ficar de Gayle Forman, pertencente à colecção Noites Claras da Editorial Presença.

Gostaria, como sempre, de agradecer a todos pelas vossas participações. E, se não foi o vencedor/a, não desanime, haverá mais oportunidades em breve. 

Sem mais demoras, quem receberá este exemplar é:

322* Joana Ferreira, Mem Martins

Os meus sinceros parabéns, espero que usufrua de uma excelente leitura.
E o meu muito obrigado à Editorial Presença por me oferecer a possibilidade de realizar este passatempo. 
Boas leituras*



segunda-feira, 3 de abril de 2017
Sinopse: 
Quando a detetive Helen Grace encontra a vítima no chão, presa a uma cadeira, percebe que não se trata apenas de um jogo sexual que terminou mal - as provas demonstram que o agressor dispusera dos meios para libertar o seu refém, mas decidira não o fazer. Ao remover a fita adesiva do rosto da vítima, Grace reconhece-a: trata-se de alguém com quem mantinha um relacionamento de que ninguém pode saber.
Helen inicia uma autêntica caça ao assassino, ao mesmo tempo que luta por manter a sua vida privada em segredo. Contudo, as várias pistas seguidas revelam-se infrutíferas, e surge um novo homicídio.
Travando uma batalha contra o tempo, Helen enfrenta uma escolha impossível: confessar os seus segredos mais obscuros e perder o controlo do caso, ou ocultar a verdade e arriscar-se a cair numa armadilha.

Não sendo eu uma leitora inveterada de policiais fui, indiscutivelmente, conquistada pelo inegável talento de M. J. Arlidge. Convenhamos, não importa o género, se um enredo, paralelamente às suas personagens, for bom para mim é muito difícil resistir à sua história e a série Helen Grace arrebatou-me desde o primeiro momento. 

Com os seus capítulos curtos e o nível de acção intenso a que já habitou os leitores, a nossa narrativa retorna com mais um assassino arrepiante e a promessa de aprofundar e explorar várias problemáticas até então só levemente abordadas. 
A vida pessoal da nossa inspectora está novamente interligada com os crimes e cada novo acontecimento, perturbador, vai tornando o seu dia-a-dia, pessoal e laboral, mais inquietante. Na Boca do Lobo leva aos limites aquela que tantas vezes viu de perto a morte e termina com a promessa de que, doravante, nada será como antes.

Confesso-vos que para mim é um pouco difícil falar deste livro sem cometer spoiler, afinal trata-se do quinto da série e os desenvolvimentos estão directamente ligados com personagens e acções anteriores. Assim, perdoem-me não vos disser muito, no entanto acreditem que esta é uma história que vão querer acompanhar. 
Indiscutivelmente uma lutadora, perspicaz e resiliente, Helen não perde as suas maiores qualidades, mesmo ao longo destas páginas que a vão tornando cada vez mais frágil. Todos temos segredos e os desta grande protagonista, que o leitor já conhece, ameaçam ser contados aos que lhe são próximos  o que nos faz perceber, claramente, que deveriam ser apenas seus  – a ansiedade é constante.  

As personagens secundárias, muitas delas já bem conhecidas, têm papéis extremamente relevantes e acabam por ser elas a conduzir o desfecho deste texto. Eu nunca gostei da Garanita mas agora, agora odeio-a profundamente. Aliás, de uma forma geral todos intervenientes, incluindo a boa Charlie, revelam a pequenez humana, a cegueira face às evidências daquele que é um puzzle extremamente bem montado.

Revelando o lado mais cru do BDSM, achei interessante a perspectiva desenvolvida deste universo actualmente tão romantizado. Obviamente que eu já tinha percebido que por detrás deste fascínio pelo prazer vs. violência tendem a haver traços psicológicos e emocionais singulares, no entanto os retratos e pormenores oferecidos durante a investigação contribuíram para um novo olhar e atenção para esta prática. 
Ainda em relação a temáticas, afectivas, agradou-me a forma como os diversos sentimentos de amizade, raiva ou inveja foram provocando mutações nos intervenientes, nublando laços que pareciam tão especiais e mostrando o quão frágeis são as relações e o quão influenciáveis podemos ser. 

De um modo geral, gostei tanto desta obra como das antecedentes, uma vez mais o autor conseguiu diversificar na abordagem ao thriller, policial, surpreendendo com a forma retorcida de revelar novos cenários de crimes e o culminar de mais este capítulo entusiasmante.

Como sempre, fico ansiosa por ler o próximo livro da série, O Anjo da Morte, já publicado pela Topseller. Uma escolha assertiva que recomendo sem restrições. 

Da mesma série, no blogue: 
Um, Dó, Li, TáOpinião
À Morte Ninguém EscapaOpinião
A Casa de BonecasOpinião
A Vingança Serve-se QuenteOpinião

Título: Na Boca do Lobo
Autor: M. J. Arlidge
Género: Policial; Thriller
Editora: Topseller



sábado, 25 de março de 2017

Autor de thrillers de leitura imparável, M. J. Arlidge é considerado uma das maiores revelações dos últimos anos dentro deste género literário.
Os leitores portugueses já ansiavam por mais uma nova aventura da detetive Helen Grace.

Título: O Anjo da Morte
Autor: M. J. Arlidge
N.º Páginas: 336
PVP: 18.79 €
ISBN: 9789898855435

Sinopse:
Helen Grace, até aqui considerada a melhor detetive do país, é acusada de homicídio e aguarda julgamento na prisão de Holloway. Odiada pelas restantes prisioneiras e maltratada pelos guardas, Helen tem de enfrentar sozinha este pesadelo. Tudo o que deseja é conseguir provar a sua inocência. Mas, quando um corpo aparece diligentemente mutilado numa cela fechada, essa revela ser, afinal, a menor das suas preocupações.
Os macabros crimes sucedem-se em Holloway e o perigo espreita em cada cela ou corredor sombrio. Helen não pode fugir nem esconder-se por atrás do distintivo. Precisa agora de ser rápida a encontrar o implacável serial killer? se não quiser tornar-se a sua próxima vítima.

Leia um excerto Aqui

«Viciante. O leitor revirará as páginas tão febrilmente quanto um prisioneiro inocente arranha a porta da sua cela.» – Daily Express
«Vertiginoso, tenso e emocionante.» - The Sun
«M. J. Arlidge é o novo Jo Nesbø..» - Judy Finnigan
«M. J. Arlidge criou uma heroína genuinamente nova… Não nos poupa a nenhum dos detalhes mais sombrios, tecendo-os numa teia que arrepia o leitor até aos ossos.» - Daily Mail
«Um thriller policial alucinante.» - Huffington Post

Sobre o autor:
M. J. Arlidge trabalha em televisão há mais de 15 anos, tendo-se especializado em produções dramáticas de alta qualidade.
Nos últimos anos, produziu um grande número de séries criminais passadas em horário nobre na ITV, rede de televisão do Reino Unido. Escreveu ainda uma série policial para a BBC, além de estar a criar novas séries para canais de televisão britânicos e americanos.
Os seus livros, traduzidos para várias línguas, são autênticos êxitos de vendas e têm recebido críticas excelentes de todos os meios de comunicação social internacionais.

Saiba mais em: Topseller


sexta-feira, 24 de março de 2017


Uma emocionante história de amor de um pai pelo filho autista, e de como este, apesar das limitações, lhe ensina a maior lição da sua vida.

Título: Silêncios de Amor
Autor: Jem Lester
N.º Páginas: 304
PVP: 17.69 €
ISBN: 9789898800879

Sinopse:
Os Jewell podiam ser uma família comum, mas as suas relações disfuncionais e as sombras de um passado desconhecido não o permitem.
Ben Jewell bateu no fundo do poço. O seu filho de dez anos, Jonah, sofre de autismo profundo, e tanto ele como Emma, a mãe exausta, começam a não conseguir lidar com a doença.
Para que o filho seja aceite numa escola adaptada às suas necessidades, decidem forjar uma separação. As lembranças de um casamento feliz são agora meras memórias, perdidas por entre os silvos e os ataques de Jonah.
Ben muda-se para casa do seu pai Georg e leva Jonah consigo. E a partir desse momento, o silêncio que habitava entre as três gerações de homens desaparece. A aura quase mágica de Jonah vai mudar o triste fado da sua família para sempre.

Leia um excertoAqui

«Impressionante. Uma montanha-russa de emoções que passa pela tristeza, comédia e raiva.» - The Guardian
«Uma história extraordinária e comovente.» - The Observer
«Um romance, claramente, autobiográfico. Muito bem escrito, com um humor brilhante. Duro, mas terno. A não perder!» - The Sunday Times
«Por vezes, por medo ou vergonha, guardamos no nosso coração o que deveria ser partilhado. Esta criança, sem nada dizer, comunica as suas necessidades eloquentemente. Um relato, sem palavras, maravilhoso.» - Financial Times
«Chocante, sombrio e maravilhoso. Todos de uma só vez!» - The Sun
«Um livro que nos parte o coração e no minuto seguinte nos leva às lágrimas com tantas gargalhadas!» - Woman and Home

Sobre o autor:
Jem Lester iniciou a sua carreira como jornalista. Nove anos depois, optou pelo ensino de Inglês e Jornalismo.
É pai de Eloise e Jonah, o segundo severamente autista. Jem Lester encontrou na sua própria vida o mote perfeito para escrever um livro.
Atualmente, Jem Lester vive em Londres com a sua companheira e os filhos desta. Os seus próprios filhos já saíram do ninho: Eloise estuda na Universidade de Manchester e Jonah vive, finalmente, numa incrível escola residencial para autistas.

Saiba mais em: Topseller


Redes Sociais

*Passatempo*

*Passatempo*
Até 7 de Maio!

Editorial Presença*

Editorial Presença*
Passatempo - Resultado em breve!

*Passatempo*

*Passatempo*
Resultado!

2017 Reading Challenge

Elphaba J has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide