Livraria das Histórias

Pesquisar Histórias:

A carregar...

Subscrever...

A Elphaba...

Adoradora de literatura em geral.
Viciada em literatura fantástica e romântica.
Fascinada por outros mundos e uma eterna sonhadora, assim eu sou.

Aviso:
Este Blogue e todos os textos escritos podem conter Spoilers!

Contacto:

Blog Archive

Com tecnologia do Blogger.

O Que Escrevo...

Seguidores

Próximas Opiniões...

Acasos Felizes
Um Mar de Rosas
Euro Pesadelo: Quem Comeu a Classe Média?
Pivot Point
Kafka Para Sobrecarregados
Amores contados
Maligna
A Revolta
A Marca das Runas
Un mundo feliz
Filha da Magia
Frankenstein
As Cinquenta Sombras Livre

Blogues Com Histórias...

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

É com imenso prazer que, para mimar os leitores deste cantinho neste época especial, vos trago um passatempo maravilhoso – eu confesso apaixonada por este livro.


Para sorteio está disponível um exemplar do livro Destinos e Fúrias de Lauren Groff. Considerado por muitos um dos livros extraordinário e o preferido de 2015 por  Barack Obama.

Para se habilitarem a este exemplar, terão unicamente de responder às fáceis questões abaixo colocadas, ter em atenção as regras de participação e ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
A partilha do link nas redes sociais não é obrigatória, mas se o fizerem podem participar novamente – uma vez por dia. 

Descubram a sua resposta aqui no Blogue ou em Editorial Presença.

Boas leituras*

Para mais informações sobre o livro Destinos e Fúrias, clique aqui.
Regras de participação:
1. Passatempo válido até 23h59 do dia 1 de Janeiro de 2017 (domingo).
2. Ser seguidor do blogue e/ou fazer GOSTO na página do Facebook do blogue.
3. Só serão aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
4. O vencedor será sorteado aleatoriamente, será posteriormente contacto por e-mail e o resultado será anunciado aqui, no blogue.
5. Todas as participações com questões erradas e/ou que não obedeçam às regras serão automaticamente anuladas.
6. A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.
7. Boa Sorte!


quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

A consciencialização de gostar e tratar bem os animais ganhou impacto nos últimos anos e este livro segue esta tendência, através de uma narrativa muito bem imaginada, cheia de aventuras, com uma acção cinematográfica e heróis corajosos.

Título: FERALS – A Mãe das Moscas
Autor: Jacob Grey
N.º Páginas: 256
PVP: 17.70 €
ISBN: ISBN 9789896578633

Sinopse:
A história passa-se em Blackstone que foi, em tempos, uma próspera metrópole.
Depois da batalha épica em que o feral corvo derrotou o Tecedor, a cidade de Blackstone por fim está livre do mal que a oprimia há tanto tempo, ou assim pensava Crau.
Mas a paz não dura e a chegada da Mãe das Moscas, uma nova líder, provoca crime, corrupção e o caos semeia-se de novo. Esta nova líder do mal é alguém que espera desde o Verão Negro. E Crau tem algo que ela deseja…
Crau terá de usar toda a sua coragem e todos os amigos que encontrar para enfrentar a mais perversa das vilãs.
Os segredos obscuros estão a ponto de ser revelados, uma ameaça letal será libertada e qualquer um se pode transformar em traidor.

Os direitos para cinema foram comprados pela Fox.

Livro Anterior

Sobre o autor:
Pouco se sabe sobre o misterioso Jacob Grey. Dizem que vive numa grande cidade nos EUA, onde vagueia pelas ruas à noite sonhando com as suas histórias obscuras.
Nutre um profundo amor pelos animais e até conversa com os corvos… embora ninguém saiba se percebe as suas respostas.

Saiba mais em: Planeta


terça-feira, 6 de dezembro de 2016

O Bestseller do New York Times que conquistou o mundo! 
O livro preferido de Barack Obama de 2015. Melhor livro de 2015 da Amazon, finalista do National Book Award 2015 e do Kirkus Prize.

Título: Destinos e Fúrias 
Autor: Lauren Groff
Coleção: Grandes Narrativas nº 648
Tema: Ficção e Literatura
Título Original: Fates and Furies
Tradução: Maria Beatriz Freitas Cardoso de Sequeira
N.º Páginas: 432
PVP: 19.90 €
ISBN: ISBN 978-972-23-5920-7

Sinopse:
Todas as histórias têm duas versões.
Todas as relações têm dois pontos de vista.
Contudo, às vezes, a chave para um bom casamento não está na honestidade mas nos seus segredos.
Lotto e Mathilde, jovens altos e bonitos de 22 anos, estão perdidamente apaixonados e destinados aos maiores sucessos. Uma década mais tarde, o casamento ainda é alvo das invejas dos amigos, mas a realidade afigura-se mais complexa e extraordinária do que as aparências dão a entender.

Leia um excertoAqui

«Um triunfo inquestionável.» - Washington Post
«De uma beleza deslumbrante.» - Financial Times
«Lauren Groff tem um talento raro, e Destinos e Fúrias é um romance ambicioso que não desilude – revela comédia, tragédia, erudição na medida certa e inconfundíveis rasgos de genialidade.» - The New York Times Book Review
«Único e emocionante. Lauren Groff escreveu um romance de uma complexidade genuína e extraordinária .» - New York Times
«Um triunfo inquestionável. Lauren Groff capta como o amor nos abençoa, transforma e, sim, engana ao longo do tempo. Uma viagem vertiginosa que abalará a confiança naquilo que pensa que sabe sobre o seu cônjuge – e sobre si próprio.» - Washington Post
«Um feito surpreendente. O enredo é elegante, complexo e bem sustentado. Tem muitas razões para o apreciar.» - Independent
«Uma análise intensa de até onde uma pessoa está disposta a ir por amor, lealdade e vingança.» - Time



Sobre a autora:
Lauren Groff é autora do romance The Monsters of Templeton, bestseller do New York Times, da coletânea de contos Delicate Edible Birds e de Arcadia. Recebeu os prémios Pushcart e PEN/O. Henry, bem como a nomeação para o Orange Award for New Writers. As suas histórias têm figurado em publicações como The New Yorker, The Atlantic, One Story e Ploughshares. Integraram igualmente as antologias Best American Short Stories de 2007 e 2010 e Best New American Voices de 2008. Vive em Gainesville, na Florida, com o marido e os dois filhos.

Para mais informações consulte o site da Editorial Presença aqui.


segunda-feira, 5 de dezembro de 2016
Sinopse:
Em plena Guerra Fria, a CIA engendrou um plano, baptizado Jazz Ambassadors, para cativar a juventude de Leste para a causa americana. É neste pano de fundo que conhecemos Erik Gould, pianista exímio, apaixonado, capaz de visualizar sons e de pintar retratos nas teclas do piano. A música está-lhe tão entranhada no corpo como o amor pela única mulher da sua vida, que desapareceu de um dia para o outro. Será o filho de ambos, Tristan, cansado de procurar a mãe entre as páginas de um atlas, que encontrará dentro de uma caixa de sapatos um caminho para recuperar a alegria.

Andava eu mergulhada numa fantasia quando a minha querida Sofia me disse que este, Nem Todas as Baleias Voam, eu tinha mesmo de ler. Curiosamente, o dia em que o outro mundo chegou ao fim coincidiu com a chegada de Afonso Cruz ao meu lar o que, claro está, me pareceu premonitório e positivo, merecendo uma salva de palmas ao carteiro e um mergulho imediato na narrativa. 
Afoguei-me. 

A sua capa fabulada e a sinopse que ignorei foram, provavelmente, a razão do enorme choque que senti logo nas primeiras páginas, um princípio confuso que me manteve embalada pela prosa encantatória e, mais tarde, pela profundidade da natureza crua desta melodia que, sem nunca chegar a ser bela, me envolveu intimamente. 

Temos um pai (Gould) extraordinário enquanto pianista mas que é surdo para a sua própria existência e dos que o rodeiam, transformando-se no reflexo dos dramas contemporâneos daqueles que ousam amar mais do que a si mesmos. Ele vê literalmente a música e fascina-nos por dar a conhecer as suas imagens a todos, transcendendo-a. Temos, também, um filho (Tristan) que tem a sensibilidade de, entre a inocência, se deixar engolir pela disfuncionalidade do seu lar, encontrando na rotina um meio para sobreviver ao seu campo de visão, um campo onde a sinestesia lhe permite dar forma aos seus sentimentos e aos dos outros, revelando objectos e pessoas que lhe invadem o olhar e a mente, mostrando-lhe mais do que qualquer um deveria ser obrigado a ver. Entre ambos há, na mais simples das acepções, uma relação que desespera por sobreviver a uma paixão avassaladora e a uma perda indescritível, uma relação que se agarra a outros e ao improvável para acontecer.

Como em muitas outras histórias, aqui as personagens são fundamentais, são elas os alicerces do enredo que, como se anuncia, toca a Guerra Fria e o seu antecedente pesado, toca a CIA e o seu projecto Jazz Ambassadors cujo presente atrapalhado guia o leitor por caminhos inesperados. Assim, um dos intervenientes mais marcantes é aquele que baptizei como o homem do holocausto (Isaac), que descreve os seus traumas como uma beleza angustiante, do tipo que arranha a garganta, dói e não nos deixa esquecer. Este mostra-nos, acima de tudo, que a mais dolorosa recordação da alma permanece, como mácula física, como um para sempre infeliz. A sua esposa (Tsilia) faz pensar a arte, faz pensar a excelência abstracta através do homem e da sua índole, colocando-a não só na pele de quem observa como no modo como se mostra, enquanto apoia o filho daquele surdo pai. E, por fim, tenho de referir uma meretriz que deve a profissão a Bach, uma personagem surpreendente no seu nojo e na sua revelação, uma peça crucial que representa bem a forma como a história se constrói, para lá do óbvio e da afectividade com o leitor, fazendo-se valer de representações no mais simples dos sentimentos – o protagonista tem a dita sinestesia, lembram-se?

Devo, ainda, citar-vos sem spoiler os relatórios (momento CIA) que por vezes surgem entre a narrativa, creio que cheguei a pensá-los absurdos até constatar como ponderam, de forma tão transparente, a cegueira dos mais atentos ao que lhes é alheio, mais um paralelismo inevitável da obra. 

Enfim, não vos posso contar muito desta história de amor à música, à perda, à família, aos pedaços que sobram e às lembranças, mas posso dizer-vos que as suas metáforas criadas com os exemplos mais simples são vidas inteiras, significados plenos que se colam à pele do leitor que dá por si preso a uma escrita que se entranha. Quase todos os capítulos são senhores de uma reflexão, de profundidade, e marcaram-me com uma melancolia palpável que se apoderou de mim, um inebriamento que permanece e me exige cautela ao libertar-me do torpor e da dor deixados por esta experiência maravilhosa – talvez eu viva demasia as histórias mas acredito, piamente, que será custoso voltar a entreter-me com as palavras após Afonso Cruz, afinal ainda tenho mais cinco romances seus guardados nas minhas estantes e que chamam por mim. 

Para finalizar, continuando sem dizer nada de concreto (desculpem), creio que ninguém duvida do valor da música e do seu poder, ninguém duvida da certeza de uma criança que ainda desconhece o desespero da sua raça e que acredita poder permanecer para sempre numa caixa de recordações, ninguém pode contestar que nem sempre a verdade vem à tona, principalmente quando a teia criada para a esconder é idealizada por quem mais deseja revelar-se. Os meus pensamentos ficaram com Natasha.

Uma aposta cinco estrelas da Companhia das Letras, uma surpresa deliciosa na minha caixa de correio que me fez muito, muito feliz. Obrigado. 

Título: Nem Todas as Baleias Voam
Autor: Afonso Cruz
Género: Romance
Editora: Companhia das Letras, Grupo Penguin Random House



quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Queridos leitores, apaixonem-me. Estou verdadeiramente encantada com este livro. 
Curiosos?

quarta-feira, 30 de novembro de 2016
Do mesmo autor da trilogia best-seller Wayward Pines que vendeu mais de 1 milhão de exemplares e deu origem a uma série da Fox. 

Estás feliz com a tua vida?

Título: Matéria Escura
Autor: Blake Crouch
N.º Páginas: 320
PVP: 19.50 €
ISBN: 9789896651343

Sinopse:
"Estás satisfeito com a tua vida?" Estas são as últimas palavras que Jason Dessen ouve antes de ser deixado inconsciente por um homem mascarado. Quando desperta, está amarrado a uma maca, cercado por estranhos, e um desconhecido sorri-lhe, dizendo: "Bem-vindo de volta, meu amigo."
Matéria Escura tem um argumento brilhante. Uma história ao mesmo tempo abrangente e íntima, estranhamente excitante e profundamente humana. Um thriller surpreendente sobre escolhas, caminhos não seguidos e até onde somos capazes de chegar para conseguirmos a vida com que sonhamos. 

«Brilhante. Um livro para lembrar. Acredito que Blake Crouch acabou de inventar lago novo.» - Lee Child
«Excelente caracterização e tensão constante… O empolgante final vai chocar os leitores.» - Publisher Weekly

Sobre o autor:
Blake Crouch, um dos novos escritores-estrela de thrillers americano, nasceu na Carolina do Norte em 1978. Licenciou-se em Inglês e Escrita Criativa e cinco anos depois já tinha editado dois romances. Desde então publicou mais oito romances, além de novelas, contos e artigos. Muitas das suas obras foram compradas para adaptação ao cinema, nomeadamente o último romance que será transposto ao grande ecrã e publicado pela Suma de Letras.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Título: Nem Todas as Baleias Voam
Autor: Afonso Cruz
N.º Páginas: 280
PVP: 16.90 €
ISBN: ISBN 9789896651275

Sinopse:
Em plena Guerra Fria, a CIA engendrou um plano, baptizado Jazz Ambassadors, para cativar a juventude de Leste para a causa americana. É neste pano de fundo que conhecemos Erik Gould, pianista exímio, apaixonado, capaz de visualizar sons e de pintar retratos nas teclas do piano. A música está-lhe tão entranhada no corpo como o amor pela única mulher da sua vida, que desapareceu de um dia para o outro. Será o filho de ambos, Tristan, cansado de procurar a mãe entre as páginas de um atlas, que encontrará dentro de uma caixa de sapatos um caminho para recuperar a alegria.


Sobre o autor:
Além de escritor, Afonso Cruz é também ilustrador, cineasta e músico da banda The Soaked Lamb. Nasceu em 1971, na Figueira da Foz, e viria a frequentar mais tarde a Escola António Arroio, em Lisboa, e a Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, assim como o Instituto Superior de Artes Plásticas da Madeira e mais de cinquenta países de todo o mundo. Já conquistou vários prémios: Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco 2010, Prémio Literário Maria Rosa Colaço 2009, Prémio da União Europeia para a Literatura 2012, Prémio Autores 2011 SPA/RTP; Menção Especial do Prémio Nacional de Ilustração 2011, Lista de Honra do IBBY – Internacional Board on Books for Young People, Prémio Ler/Booktailors – Melhor Ilustração Original, Melhor Livro do Ano da Time Out 2012 e foi finalista dos prémios Fernando Namora e Grande Prémio de Romance e Novela APE e conquistou o Prémio Autores para Melhor Ficção Narrativa, atribuído pela SPA em 2014.



Redes Sociais

*Natal Presença*

*Natal Presença*
Passatempo - Até 1 de Janeiro!

*Planeta*

*Planeta*
Passatempo - Resultado!

*Lápis Azul*

*Lápis Azul*
Passatempo - Resultado!

2016 Reading Challenge

2016 Reading Challenge
Elphaba J has read 4 books toward her goal of 60 books.
hide